[Resenha] Arqueiro do Rei

Arqueiro do Rei
Título Original: The Royal Ranger: A New Beginning (Ranger's Apprentice #12)
Autor(a): John Flanagan
Editora: Fundamento         Páginas: 408
Lançamento: 2015             ISBN:9788539509409
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Aclamada pela crítica do mundo todo. Da lista dos livros mais vendidos do New York Times. Publicada em mais de 14 países. Rangers – Ordem dos Arqueiros, a série: uma leitura imperdível e emocionante do começo ao fim. Desde que sofreu um duro golpe do destino, Will Tratado, agora um celebrado arqueiro do reino de Araluen, não passa de uma sombra do jovem dedicado e corajoso do passado. Cansado, apático e sem vontade de viver, seu isolamento preocupa os amigos. Para evitar que Will perca o precioso título de Arqueiro do Rei, ele recebe uma nova – e diferente – missão: terá que treinar um aprendiz. Ou melhor, uma aprendiza: ninguém menos que Madelyn, filha de Horace e de lady Cassandra, que agora é a princesa regente de Araluen. Maddie, como é conhecida, embora seja carinhosa e esperta, tem atitudes arrogantes e impetuosas que incomodam seus pais e que podem pôr o reino em perigo no futuro. Talvez Will não tenha paciência para transmitir as técnicas e estratégias de um bom arqueiro para uma adolescente mimada e rebelde. Ou talvez esse desafio seja uma chance incrível de recomeçar. Afinal, voltar à ação pode ser o remédio que Will precisa para curar suas feridas. Mas, certamente, encarar um perigo real não é a melhor ideia. O que fazer quando não se pode fugir do destino?
Arqueiro do Rei encerra Rangers – Ordem dos Arqueiros e eu nem acredito, que após doze livros, vou ter que me despedir de Will e seus amigos.

Na resenha do volume onze eu mencionei que o autor poderia ter finalizado a série nele, já que todos os personagens tiveram um bom desfecho. Só que John Flanagan ainda tinha mais uma missão para seu protagonista e um grande obstáculo para ele vencer.

Já vou dizer que eu preferia dez obstáculos para ele do que este que foi imposto. Sinceramente, acho que foi a única escolha do autor que achei desnecessária durante a série e olha que ele sempre acertou nos desafios dos personagens. Na minha opinião, Will poderia ter sido poupado deste grande sofrimento.

Sem soltar spoilers, eu só vou dizer que Will sofreu uma perda e em decorrência de tal acontecimento deixou de ser aquele jovem otimista e de riso fácil, para se tornar um homem vingativo, desanimado e amargurado. Os amigos, na tentativa de trazê-lo de volta a antiga maneira de ser, resolvem dar-lhe um aprendiz. Assim como Halt o treinou um dia, agora é a vez dele treinar a filha dos seus melhores amigos.

Maddie é filha de Horace e Cassandra e herdeira do trono de Araluen, mas ao passo que sua mãe foi uma princesa humilde e aventureira, ela é uma menina impetuosa e mimada. Não é má pessoa, mas sente –se ofuscada pelo brilho da mãe e acredita que em seus gestos impensados pode superar Cassandra. Ser treinada como arqueira, vai quebrar esse seu gênio forte e ensinar como ser humilde, controlada e pensar antes de agir. Ela não apenas vai ser a primeira aprendiz de Will, mas também a primeira arqueira mulher.

A jornada da jovem e seu mestre é de aprendizagem para ambos. Enquanto vamos vendo a menina arrogante se tornar uma jovem madura e consciente, vemos também Will sair de trás da dor e novamente ter um objetivo de vida. Claro que ele não volta a ser o mesmo, mas ao menos vamos vendo um homem que está se recuperando pouco a pouco.

O livro é um marco de transição ao mostrar Will passando adiante o que Halt lhe ensinou e assim abrindo as portas para que uma nova geração possa ajudar os outros como ele e seus amigos ajudaram. Maddie é o futuro e também a inovação, abrindo espaço para as mulheres de sua época em mais uma área de atuação.

Não pensem que até então as mulheres foram tratadas como inferiores nesta obra, ao contrário, elas sempre tiveram papel importante em Rangers e estavam no mesmo patamar que os rapazes. O autor sempre permitiu que ambos brilhassem e lutassem como iguais. Maddie só abre mais uma porta, mostrando que as garotas sempre poderão ir mais longe.

A história deste volume é triste no começo, mas aos poucos vai deixando de lado o drama e seguindo por um caminho de otimismo. Embora eu tenha achado a escolha do autor um gesto maldoso com seu protagonista, eu gostei da forma como ele trabalhou para resgatar Will e como fez isso. É algo nostálgico, que nos remete ao próprio treinamento de Will, ainda que aqueles tempos não carregassem dor.  

Will treina Maddie na primeira parte em sua casa, mas logo ambos partem em uma arriscada missão e o treinamento é dado na prática. A jovem não decepciona, muda de maneira positiva e mostra que serve para ser membro da ordem dos arqueiros. Além disso, a aventura que vivem é bem empolgante e anima o leitor. O volume doze é nostálgico e uma promessa de futuro.

Balanço geral…

Ler Rangers foi uma experiência maravilhosa e de muita empolgação. O autor conseguiu se manter firme ao longo da série e mesmo tendo muitos volumes, não caiu na mesmice deixando a história cansativa, muito pelo contrário, até o ultimo volume foram surpresas e mais surpresas.

Eu me surpreendi pela riqueza da obra, pela qualidade das histórias e pelos personagens cativantes que encontrei. Eu, de verdade, me apeguei a cada um e vejo-os como uma grande família dos livros que guardarei no coração. Eu li este livro sem estar pronta para me despedir e ao terminá-lo, ainda não estou. Eu seguiria em muito mais aventuras com eles, acho que o autor deveria ter os envelhecido com mais calma e ter nos dado mais volumes. Eu leria mais doze sem medo de ser feliz.

Para quem gosta de aventura, ação, de histórias que amadurecem junto aos personagens e uma narrativa divertida, mas que sabe ser séria quando necessário, não pode deixar de ler Rangers. Há como bônus a chance de conhecer personagens maravilhosos, ligados pela mais leal amizade e detentores de muita honra e bondade. Eles são incríveis! Se podemos fazer um declaração de amor para quem amamos, eu deixo todo o meu amor para esta série. Eu amo muito Rangers!


Resenhas



2leep.com

9 comentários:

  1. Olá Cida!
    É uma série longa né, que pena que todo tem que ter um fim.
    Pelo acompanhamento que fiz nas resenhas anteriores parece que é uma ótima série, gostaria de ler com certeza.

    Até mais!
    Depois da Leitura
    Loja Depois da Leitura

    ResponderExcluir
  2. Oi Cida,

    Eu gosto muito dessa série e preciso retomar ela logo!
    Fico feliz em saber que ela não decaiu conforme os volumes foram passando.
    Deu uma saudades dela agora ♥

    Bjs e um bom fim de semana!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderExcluir
  3. Oi cida, não li a série, mas sempre fico feliz quando termina bem e quando o autor consegue manter a qualidade, coisa difícil até!!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. eu que gosto bastante desse tipo de historia sempre tive mt curiosidade em ler a serie, adorei a resenha desse livro

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  5. Oi Cida, tudo bem?
    Eu ia ler só os parágrafos finais pra não pegar spoiler, mas li ali sobre o Horace e fiquei chocadaaa hahaha! Adorei. Eu só li os três primeiros da série, mas gostaria de terminá-la um dia.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  6. Oi, Cida! Tudo bom?
    Eu tenho muita vontade de ler essa série, mas o tamanho dela é um grande problema pra mim atualmente. Se tivesse metade dos volumes talvez me arriscasse.
    Quem sabe algum dia bate aquela vontade louca de ler algo duradouro assim!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Cida , tudo bem?
    Que bom que a série manteve o mesmo nível do inicio ao fim. Gosto quando autores mostram o crescimento/ envelhecimento dos personagens e pelos seus comentários parece ter sido muito bom acompanhar as aventuras do Will.

    *bye*
    Marla
    https://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Cida!
    Eu acompanhe quase todas as resenhas dessa série que você escreveu e me convenceu. Esse ano devo começar colocando o primeiro na TBR. Espero gostar. To animado. O personagem principal parece muito bom. Curiosidade me define.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Olá, Cida.
    Eu acompanhei as suas resenhas da série e realmente o autor não deixou a peteca cair. Como disse antes, eu tenho o primeiro volume aqui, mas não sei quando vou ler porque são muitos livros para comprar hehe. Mas pelos seus elogios vale a pena.

    Prefácio

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!