[Resenha] Ponte em Chamas

Ponte em Chamas
Título Original: The Burning Bridge (Ranger's Apprentice #2)
Autor(a): John Flanagan
Editora: Fundamento         Páginas: 224
Lançamento: 2015             ISBN: 9788576762829

 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads|
Nos últimos quinze anos, o temível Morgarath conseguiu reunir um enorme exército de criaturas implacáveis, os Wargals. Eles não temem nenhum inimigo e são controlados mentalmente pelo próprio Morgarath, o Senhor da Chuva e da Noite. ego de surpresa, o Reino de Araluen se vê diante de uma guerra. Enviado em uma perigosa missão para impedir o confronto, o jovem arqueiro Will parte acompanhado do grande amigo e espadachim Horace e do habilidoso Gillan. Os três guerreiros contarão também com a inusitada ajuda da misteriosa e bela criada Evanlyn Wheeler. Nessa jornada, Will colocará à prova todos os ensinamentos de coragem e aptidão transmitidos pelo seu mestre, o famoso arqueiro Halt. as o que o jovem não imagina é que ficará frente a frente com o tenebroso Morgarath e que poderá ser o responsável por mudar o rumo da eminente batalha. Será mais um teste de coragem e determinação, em que Will terá de provar seu valor.
Pontes em Chamas é o segundo volume de Rangers – Ordem dos Arqueiros, de John Flanagan, e traz uma nova aventura do jovem aprendiz de arqueiro Will.

Will ainda está sendo instruído por Halt, mas já realizou grandes feitos e até salvou a vida de seu mestre. Ele hoje é um garoto mais forte, mas está naquela fase que subiu muito rápido e teme fracassar. Ganhou a confiança e amizade do mestre, da ordem e até mesmo de seu antigo “inimigo” Horace. Estes dois cresceram juntos e sempre tiveram certas diferenças mas, hoje aprendizes, entenderam que juntos são melhores e uma amizade sincera e leal surgiu.

Nosso amigos estão em estado de alerta. O reino de Araluen está sob a forte ameaça de um grande vilão. Morgarath é o senhor da Chuva e da Noite e deseja tomar o reino para si. Ele lida com poderes sombrios e domina com a mente criaturas bestiais. Um dia sua investida contra Araluen foi frustrada por Halt e hoje ele conseguiu reunir um exército maior e quer vingança.

Todos os arqueiros se mobilizam para derrotar o inimigo, junto com o Rei Duncan e diversos nobres. Will e seus amigos, Horace e Gilan, partem numa missão para buscar mais aliados e acabam dando de cara como o inimigo. Sozinhos, precisam ser espertos o bastante para salvar suas vidas e o reino. Será que só coragem vai bastar? Vamos conferir.

Este livro tem um clima mais sério que o anterior, a iminência de uma guerra deixa todo mundo tenso e com isso o autor envereda por uma narrativa densa e que mostra mais da História de Araluen e explora antigos conflitos e mágoas.

Will não passa muito tempo com Halt e este foi mais um dos aspectos que mudou na história, eu havia gostado muito da interação deles e senti falta de ver o mestre pegando no pé do aprendiz. No entanto, mesmo separados, estão unidos. A aliança entre eles é fortíssima e ambos carregam um ao outro no coração e na mente. Halt pensa o tempo todo na segurança do garoto e Will a cada passo dado lembra de cada ensinamento e exemplo de Halt. O arqueiro mais velho é a bussola do mais jovem.

Então, há mais espaço para o desenvolvimento da recente amizade de Will e Horace. Os antigos protegidos do barão Arald, sem mestres e sozinhos, mostram que são inteligentes e muito corajosos, deixando o inimigo irritado.

Não apenas os dois vão lutar contra Morgarath, junta-se ao time uma garota, Evanlyn, de coragem igual a deles. E, embora seja cheia de segredos, é de confiança e vai ajudar.

Eu senti um amadurecimento visível tanto nos personagens, como na trama. Neste volume não apenas Will foi destaque, ouso dizer que Horace empatou com ele e foi um personagem decisivo no desfecho da grande batalha entre Araluen e Morgarath. O amigo de Will e aprendiz da Escola de Guerra é muito bom de espada. Então imaginem como foi ter estes dois garotos lutando. Um com flechas e outro com lâminas. Foi de tirar o folego!

A narrativa continua ágil e não há enrolação. Temos mil e uma reviravoltas, ótimas batalhas e um desfecho de partir o coração. Foi super bonito, pois mostra o grande amor que Halt tem por Will. É como se fosse o pai que o garoto perdeu cedo. E de outro lado foi bem desesperador por ver nosso Will em apuros. Eu estou ansiosa para saber o que será deles agora, nosso pequeno arqueiro precisa de ajuda e seus amigos vão ter que suar para salvá-lo. A série continua com uma historia vibrante e super recomendo. 


2leep.com

10 comentários:

  1. eu sempre comento isso, mas realmente acredito que quando a trama é crescente a gente enquanto leitor se envolve mais ainda com a leitura, isso é um movimento único e maravilhoso
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Cida =)

    Essa é uma série que falam super bem e que sempre me deixa com aquela pontinha de curiosidade. Porém, quanto penso na quantidade de livros acabo desistindo rs... São 12 livros gente!

    Fico feliz que você esteja curtindo a obra, pois é visível que o autor está sabendo como conduzir a história.

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Cida

    Que bom que eles continuam unidos mesmo estando separados. Às vezes essa mudança na condução da narrativa é boa para dar um frescor e uma dinamizada. Bom também que houve esse amadurecimento dos personagens, isso é essencial!!!!

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Cida, como vai?
    Ainda não li esta série, apesar de já ter o primeiro livro aqui. Pela sua resenha dá para notar que tem muita ação e fala sobre amizade. Preciso me organizar e fazer a lista de leitura andar mais rápido.
    Bjus
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Cida,

    Estou com esse livro para ler, mas comecei a série A Queda dos Reinos e estou tão viciada que estou lendo tudo na sequencia. Mas assim que acabar vou ler esse, fico feliz em saber que continua tão bom quanto o primeiro.

    Bjs e uma boa semana!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
  6. Olá, Cida.
    Como disse na resenha do primeiro livro, mesmo tendo o primeiro não sei se e quando lerei por causa do tanto de livros da série. Mas que bom que está lendo e gostando. è uma pena que a inteiração entre os dois que você tinha gostado bastante não aconteceu aqui, mas pelo jeito outras coisas compensaram.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  7. Oi, Cida!
    Pela sua resenha, dá pra ver que o livro não caiu na maldição o/
    Legal que já rolou um amadurecimento nos personagens. Em séries grandes, às vezes demora a acontecer.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  8. Oi Cida! Eu não acompanho a série e está bem difícil de adicionar outra na pilha, mas eu anotei a dica. Gosto das edições da Fundamento e pela resenha acho que é uma leitura que curtiria!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  9. Oi Cida!
    Sempre vejo ótimas resenhas dessa série, mas nunca li nenhum, apesar de achar a premissa muito boa. O que me desanima é que são muito livros. Eu teria uma gasto bem alto para ter a coleção em dia, e a Fundamento não é tão barata. Então, por hora, ele fica na possibilidade.

    Abraços
    David
    https://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Oi Cida,
    É ótimo quando uma série continua cada vez mais nos surrpreendendo.
    Mas, apesar da premissa bacana, é uma saga que não me empolga pra acompanhar.

    até mais,
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!