[Resenha] Folha de Carvalho

Folha de Carvalho
Título Original: Oakleaf Bearers (Ranger's Apprentice #4)
Autor(a): John Flanagan
Editora: Fundamento         Páginas: 288
Lançamento: 2015             ISBN: 9788576763864

 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
A chegada da primavera começa a derreter a grossa camada de neve do inverno escandinavo. Depois de semanas de muito frio e comida escassa, Will e Evanlyn vislumbram a primeira chance de continuar com sua fuga. Mas Evanlyn é capturada por um misterioso cavaleiro. Quando Will parte em busca da jovem princesa, reencontra Halt e Horace. Juntos, eles descobrem os planos dos temujai, um povo guerreiro das Estepes do Leste, que havia reunido um poderoso exército invasor no intuito de dominar a Escandinávia. Halt percebe que a invasão do reino gelado representa somente o início da investida dos temujai, que, certamente, logo se lançariam contra Araluen. Por isso, ele decide oferecer ajuda aos escandinavos. Assim, resgatar Evanlyn passa a ser apenas o primeiro desafio no caminho de Will. O segundo, muito mais doloroso e imprevisível, será lutar lado a lado com os escandinavos, o povo que o escravizou, a fim de impedir a ascensão de um inimigo comum. Seria Ragnak, líder do povo escandinavo, capaz de deixar seu ódio de lado e aceitar o auxílio de arqueiros araluenses? Quais consequências uma aliança como essa pode trazer?
Folha de Carvalho é o quarto volume de Rangers – Ordem dos Arqueiros e posso dizer que este livro foi um dos que mais gostei entre os que li até agora. Foi com certeza tão, ou mesmo, mais emocionante que o primeiro. Com certeza me deixou empolgada do começo ao fim por finalmente, depois de dois livros, ter o mestre e o aprendiz juntos novamente.

A série conta a vida do órfão Will, um garoto que sempre sonhou em ser guerreiro e acabou sendo escolhido para ser aprendiz de arqueiro. No começo não se sentiu nenhum um pouco feliz em ser ensinado pelo sério e taciturno Halt, mas com o passar do tempo viu na relação dos dois algo mais que aprendizagem e sim uma amizade sincera e a certeza que havia encontrado um lugar para si no mundo. 

Até agora a história teve muitas reviravoltas e não podemos acusar o autor de ser repetitivo ou monótono. Flanagan inova e ousa a cada livro, surpreendendo o leitor por não ficar preso apenas nas aulas entre Will e Halt, na verdade ambos passam mais tempo salvando o mundo do que sendo apenas mestre a aprendiz.

O último livro foi uma leitura muito boa, mas de momentos difíceis para os personagens e para nós que queríamos vê-los em condição melhor. O meu desejo de ver Will e Halt juntos outra vez não foi atendido. Assim comecei este novo volume cheia de expectativa por este encontro e até chorei quando finalmente aconteceu. Que cena linda!

Mas passado momento tão comovente, que se dá numa situação de batalha, nossos amigos vão enfrentar uma guerra na Escandinávia antes de finalmente voltar ao lar. Will e os amigos são Araluenses e por uma série de motivos inimigos dos escandinavos, só que um inimigo maior aparece e só resta a eles se unirem para evitar que seus países sejam tomados. É bem bacana ver como aos poucos as diferenças entre as duas nações vão sendo superadas e uma relação de muito respeito e admiração surge, dá até aquela esperança de um futuro onde estes dois povos possam ser amigos.

Boa parte deste volume é sobre preparação para uma guerra e quando esta chega é vibrante. As cenas de batalha são ricamente descritas, dá até para se imaginar lá bem perto de toda a ação. E algo que surpreende muito são as estratégias boladas por Halt e Will para vencer.

Achei este volume bem animado, com muitos momentos de alívio cômico, outros de muita amizade e ação sem limites. Relembra muito o clima do primeiro livro e posso dizer que comparando as batalhas travadas neste e no segundo, o autor de superou e muito na execução das deste aqui. Estou mais uma vez encantada.

O final foi fechadinho e mostra que a adolescência de Will, Horace e Evanlyn chegou ao final. Deu para perceber que um ciclo da série se fechou e que nos próximos volumes entraremos em uma nova fase da vida de Will. Torço para que a parceria com Halt continue e que seus amigos o ajudem novamente em novos desafios. 

Resenhas


2leep.com

6 comentários:

  1. Oi Cida! Eu não acompanho a série, mas o fato de não ser monótomo é bem positivo e ainda tem bom alívio cômico que me agrada bastante! Dica anotada!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  2. Oi Cida,
    Quantos livros tem nessa série? Acho que por mais que o final esteja fechadinho, vem muita coisa por aí... Confesso que não estou muito animada para iniciar essa leitura.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oiii Cida

    Que legal que com tantas batalhas e aventuras o livro tb abre espaço pra mostrar a amizade e um toque cômico, todo esse mix é importante e faz o leitor se ammarar mesmo na série.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  4. Oie Cida =)

    É muito bacana ver através de suas resenhas que a história da série vai melhorando e se tornando ainda mais envolvente e cativante a cada livro.

    Acho extremamente gratificante quando isso acontece em uma série que acompanho.

    Tenha uma ótima semana!
    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  5. Oi Cida,
    Infelizmente essa série não me interessa muito, mas fico muito feliz que a história esteja te encantando, pois parece ser uma série longa.

    até mais,
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  6. Oi, Cida!
    Mulher, tuas resenhas vão me fazer encarar essa série gigante, eu já estou prevendo isso.
    Reencontro entre aprendiz e tutor são sempre emocionantes e quase sempre se dão no calor da batalha hahhahha bom é assim pra gente sofrer até o último segundo.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Concorra a um exemplar autografado de O que eu tô fazendo da minha vida
    Sorteio de aniversário Balaio de Babados e O que tem na nossa estante. São quatro kits; um para cada ganhador

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!