[Resenha] O Outro Lado do Amanhecer

Outro Lado do Amanhecer (Amanhã #7)
Título Original: The Other Side of Dawn (Tomorrow #7)
Autor(a): John Marsden 
Editora: Fundamento           Páginas: 288
Lançamento: 2011               ISBN:9788576767596
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads| 
Chegou o dia D. Tudo pode mudar. O coronel Finley tem uma missão especial para os cinco amigos: destruir outro local importante, um "centro de gravidade". A tarefa é das mais ambiciosas. Se Ellie, Fi, Homer, Lee e Kevin forem bem-sucedidos, vão impor uma grande derrota aos invasores. Mas, para acertar o alvo, contam apenas com a própria coragem e explosivos do exército neozelandês. Infelizmente para Ellie, algo dá muito errado. Ao concretizar o plano do coronel, ela se perde do grupo e se vê em um lugar terrível, cercada de pessoas odiosas, aterrorizada com a possibilidade de que descubram sua verdadeira identidade e seu papel na guerra. O pior é que seus amigos também estão encrencados, e ela nada pode fazer. No meio do caos, surge uma esperança. Chega a melhor notícia que todos poderiam esperar. Então a guerra finalmente acabou? Um final feliz pode mesmo estar a caminho? O outro lado do amanhecer é o sétimo - e último - volume da série que foi escolhida como a mais fascinante pelos jovens leitores nos EUA, na Suécia e na Austrália. Uma história que prende o leitor do início ao fim. Este livro vai ficar na sua memória para sempre.
O Outro Lado do Amanhecer é o último volume da série Amanhã, de John Marsden, publicada no Brasil pela Editora Fundamento. Nem acredito que finalmente vou saber como será o fim da guerra e se Ellie verá seu país sair vitorioso!

Esta série conta a história de Ellie e seus amigos, que foram acampar em um final de semana em um local bem isolado e quando voltaram para casa foram surpreendidos com uma grande invasão. Seu país havia sido tomado por um exército e as pessoas feitas prisioneiras em seus próprios lares. 

Desde então ela e os outros vem se escondendo na mata e tentando sabotar os invasores. Foram diversas ações aleatórias, mas de grande impacto, tanto que chamaram a atenção de um militar de outra nação que acabou os ajudando sempre que possível. Ainda assim, em cada volume vimos o grupo de amigos sendo reduzido, encarando mais derrotas que vitórias e até mesmo resgatando um grupo de crianças aparentemente órfãs. E no volume anterior, depois de muitas morte e dor, finalmente os aliados de Ellie se mostraram dispostos a atacar e assim começamos este último livro com a preparação para o dia D, o dia que todos vão agir  juntos para tentar por fim nesta guerra.

O autor manteve o ritmo cadenciado da trama já bem familiar, começando mais uma etapa da história com bastante planejamento que leva para um grande ataque.

A expectativa que toma conta dos personagens é nossa também, depois de estar com eles por seis livros, os vemos como velhos amigos e você quer, ou melhor, precisa saber o que o destino lhes reserva.

O pensamento principal é se vão sobreviver ao dia D e se isso acontecer quem da família vão encontrar, como vão lidar com as sequelas da guerra e o mais importante… O que fazer depois da guerra? O que fazer sem a guerra.Conseguirão manter a amizade?

Por pior que tenha sido eles se habituaram a essa situação de matar ou morrer. Sentem que a única coisa que sabem fazer é guerrear. Pode parecer estranho, mas todos temem não saber o rumo a seguir daqui em diante.

São muitas perguntas que distraem do momento atual e logo vemos nossos amigos sendo separados. Ellie será nossa companhia em 90% do tempo.

A nossa já familiar narradora está cansada física e mentalmente e desta forma apesar de o começo ter muita ação, da metade em diante vamos seguir com ela por uma jornada mais lenta e com cheiro de fim da linha. O pior para a protagonista é não saber se vai ver os outros novamente e ter a sensação que vai morrer logo sem saber se a guerra acabou e quem venceu.

Eu não imagino como seja um fim de guerra (nunca estive em uma), mas se for assim como o vivido por Ellie é algo deprimente e opressivo, a incerteza e o cansaço minam a coragem e a pessoa está tão exausta que chega a desejar a morte.

Neste último livro o autor pegou pesado no clima e não deu descanso para a protagonista e nem para nós, somente nas páginas finais tivemos uma definição de algo e até lá o coração ficou apertado. Este com certeza foi o volume que mais me deixou apreensiva e emocionada e as últimas páginas foram desafiantes, pois eu queria saber o desfecho ao mesmo tempo que estava com medo de más noticias. O que posso dizer é que guerra nenhuma tem um vencedor de verdade, temos dois lados que perderam muito e aquele que perdeu menos é o tal vencedor. Mas sempre ambos terão que enterrar seus mortos, buscar força para seguir em frente e acreditar num amanhã melhor.

Adorei a série e o desfecho é agridoce pelo que citei acima, ninguém ganha totalmente e, ainda assim foi uma da leituras mais gostosas que fiz. É super realista e parecia que aquilo tudo estava acontecendo pra valer. Compartilhei com os personagens cada momento e afirmo que foi uma história viva, saiu das páginas e me contagiou. Recomendo sem dúvidas e como já vi que temos um spin-off em breve trago mais notícias sobre esta saga, afinal quero saber o que veio com o pós guerra. Inesquecível!






2leep.com

7 comentários:

  1. Oi, Cida!
    Eu amo quando o desfecho de uma série chega bem próximo da realidade. Afinal, como você disse, ninguém ganha totalmente.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Dois Anos de Família Hallinson

    ResponderExcluir
  2. eu li os dois primeiros livros dessa série e simplesmente amei
    fiquei meio chateada pq não fez muito sucesso aqui no brasil, é muito bom

    ResponderExcluir
  3. Que resenha sensacional! Me identifiquei muito quando você falou sobre os personagens terem se tornado velhos amigos seus, por ter os acompanhado por 7 livros seguidos. É essa mesma a sensação que tenho com as séries que amo! A gente fica tão apegado à eles que não sabe se torce mais por um final feliz, ou por a série não acabar nunca, para termos eles sempre do nosso lado.
    Já vi muitos elogios à essa série, e parece ser ótima e eletrizante mesmo! Repleta de ação e luta pela sobrevivência, quero muito poder ler um dia!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. a capa é bem chamativa e super elaborada, mas o enredo em si não me atrai... no momento estou fugindo de séries, estou me ligando mais a livros únicos
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi! Nossa, realmente deve ser angustiante viver numa guerra constante. Quando termina provavelmente sobra um imenso vazio e desorientação. Achei bem interessante o livro. Bjos ❤

    Click Literário

    ResponderExcluir
  6. Oi Cida,

    Li o primeiro livro e gostei bastante da trama, estou curiosa com os próximos e espero ler eles em breve!

    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
  7. Oi Cida!! Eu não conheço a série, mas gosto de trama mais realista mesmo e fico feliz que o autor fez um bom desfecho, acho que é sempre bom quando a gente termina uma saga com o sentimento de satisfação. Adorei a resenha!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!