[Resenha] Ligeiramente Pecaminosos

Ligeiramente Pecaminosos
Título Original: Slightly Sinful (Bedwyn Saga #5)
Autor(a): Mary Balogh
Editora: Arqueiro                 Páginas: 272
Lançamento: 2016               ISBN: 9788580416176
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Em meio à Batalha de Waterloo, lorde Alleyne Bedwyn é ferido e dado como morto pela família. Ao acordar, ele se vê no quarto de um bordel sem lembrar quem é ou como foi parar ali. Sua única certeza é que deseja conquistar o coração do anjo que cuida dele todo dia. Contudo, assim como ele, Rachel York não é quem parece. Depois de enfrentar uma situação difícil, que a levou a viver numa casa de pecados, agora a bela e inteligente jovem precisa recuperar seu dinheiro e as economias das amigas prostitutas, roubados por um falso clérigo. E o belo soldado de quem vem cuidando parece perfeito para se passar por seu marido e ajudá-la em seus planos. Porém, apesar de ter perdido a memória, Alleyne não perdeu nada de sua sedução. De volta a Londres, os dois se envolvem em um escândalo pecaminoso e, a cada beijo, esquecem que seu relacionamento é apenas uma farsa e ficam mais perto de se entregar à paixão. Neste quinto livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh apresenta um romance repleto de humor, com personagens carismáticos que o leitor não conseguirá abandonar ao fim da história.
Ligeiramente Pecaminosos é o quinto volume da série Os Bedwyns, de Mary Balogh, publicada no Brasil pela Editora Arqueiro. A série traz em cada volume a história de amor de um dos irmãos Bedwyn e o protagonista da vez é Alleyne.

Desde o livro anterior – Ligeiramente Seduzidos –, nós que acompanhamos a série estávamos querendo saber onde estava Alleyne, que havia sumido durante a Batalha de Waterloo. A família já o considerava morto, mas claro que o leitor sabia que isso não seria possível, afinal o livro dele ainda estava por vir.

Ele é o caçula de uma família de seis irmãos e estava em busca de um objetivo para a vida, assim resolveu seguir a carreira de diplomata e no meio desta batalha histórica se viu entregando mensagens para os militares. O problema é que ele assumiu uma missão da qual não tinha a menor ideia do risco que iria correr.

Ele imaginava a guerra como algo organizado e civilizado e, ao ver campos de batalha cheios de corpos e sangue para todo lado, ficou chocado com a enormidade do perigo que o cercava. Cavalgando com a correspondência lembrava do irmão Aidan, que serviu o exército por doze anos e voltou vivo para casa. Alleyne não sabia como, só poderia ser um milagre e distraído com estes pensamentos levou um tiro na perna.

Como citei ele não fazia ideia do que era uma guerra e mesmo ferido acreditou que poderia voltar para Bruxelas, encontrar a irmã caçula Morgan e seguir para casa. Ledo engano, tonto pela perda de sangue não conseguiu guiar bem sua montaria e literalmente caiu do cavalo, batendo a cabeça e ficando ali perdido numa floresta para aguardar a morte. Quem diria,que uma jovem que vivia sob a proteção de quatro prostitutas o encontraria e salvaria sua vida?

Rachel York era bela, doce e gentil. Não teve muita sorte na vida e até que se casasse ou atingisse determinada idade para receber uma herança, estava por conta própria. Por uma série de infortúnios foi viver em um bordel com uma antiga criada de sua família e mais três mulheres. Salvou  Alleyne por pura bondade e não imaginava como este gesto mudaria para sempre sua vida.

É óbvio que de alguma forma estes dois se aproximaram e logo estamos acompanhando uma história de amor inusitada, cheia de confusão e  bem divertida. As quatro prostitutas são engraçadas ao extremo e a vida naquele bordel não conhece monotonia.

Alleyne a princípio acha que Rachel é uma delas, o que o leva a cometer um ato impensado e depois se arrepender. Desta forma se vê numa posição que precisa ajudar Rachel acima de tudo e tem o plano brilhante de fingir ser o marido dela para que a moça possa receber a herança.

A trupe formada pelo casal, as quatro prostitutas e um ex-sargento do exército segue rumo a casa do tio Rachel para colocar a mentira em prática e deste momento em diante  a história dá uma reviravolta atrás da outra.

Com certeza este é o livro mais divertido de toda a série. O segundo volume sempre foi o meu favorito, mas este o desbancou bonito. O casal é uma fofura, o romance deles não tem garantia de sucesso e os personagens secundários dão um show a parte esbanjando carisma.

Há um casamento de mentira, um pilantra que deu golpes em todo mundo e precisa ser capturado e uma mocinha cheia de mágoa por um tio que não é tão cruel quanto ela imagina. E ainda temos o aspecto mais importante da história, aquele que não permite que o felizes para sempre seja visto logo ali no horizonte, que é a perda de memória de Alleyne. Isso mesmo, pessoal! Ele depois da queda do cavalo não lembra quem é, de onde veio e o que deixou para trás. Assim não pode viver um amor com Rachel, afinal pode ser um homem casado.

A narrativa é em terceira pessoa e foca no casal de protagonistas. É uma delícia vê-los tentando resistir ao amor, a atração inegável e o desejo que os consome. Querem evitar sofrer quando ele lembrar do passado, não acreditam que possam fica juntos. O desespero dos dois comove e a autora soube dosar bem este sentimentalismo com as cenas engraçadas que temos por conta da farsa e da irreverência das amigas de Rachel.

Havia simplesmente enlouquecido, só isso. Uma insanidade irresponsável. Uma irresponsabilidade insana.

A narrativa flui belamente, eu devorei o livro na expectativa da cura de Alleyne e seu entendimento com Rachel, mas minha maior expectativa com certeza foi a do reencontro do rapaz com a família. Claro que chorei nesta parte, rever cada um dos Bedwin não teve preço. Esta cena marcante é a que encerra o livro anterior. Leiam na ordem, não esqueçam esta dica.

Em suma Ligeiramente Pecaminosos é um dos mais belos, delicados e divertidos romances de época que já li. A série em si é excelente e exceto pelo quarto volume que não me agradou muito, os demais são altamente recomendados. Rachel e Alleyne formam um casal que vai roubar o coração dos leitores, esbanjando charme, carisma e sensibilidade. Leiam, leiam, leiam! 


Confira também as resenhas

Ligeiramente Casados  Ligeiramente Maliciosos  

Ligeiramente Encadalosos  Ligeiramente Seduzidos




2leep.com

13 comentários:

  1. Menina, eu morro de vontade de ler essa série. O pior é que tive a oportunidade de comprar o primeiro livro na época que saiu, mas vi uma crítica negativa e desisti dele. Ah, se arrependimento matasse...

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  2. Oi Cida! Eu estou terminando e amando! Alleyne tem me surpreendido bastante e imagino que a cena final seja linda mesmo <3 Ahh como adoro a narrativa da Mary Balogh!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. Romances de época são uma tentação para mim e esse enredo foi caprichado! Alleyne foi surpreendente e é o meu queridinho
    estou ja ansiosa pelo próximo... Wulf, finalmente saberemos os misterios de Wulf
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Cida,
    Essa série está na lista há um tempo, mas fiquei sem tempo ultimamente para ler.
    Preciso pegar o primeiro livro, mas ele já está na lista.
    Fico feliz que tenha gostado desse.
    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Siga o Twitter

    ResponderExcluir
  5. Oi, Cida

    Eu quero muito começar a ler essa série, inclusive tenho o primeiro volume, mas cadê a oportunidade? Vou passando tudo na frente hahahaha
    Hoje mesmo eu li uma outra resenha falando que a autora aborda o sexo de uma outra maneira e achei legal, pois os livros costumam idealizar demais o sexo e ele às vezes não é bom. E como as autoras insistem em criar deuses do sexo, as mulheres acabam ficando frustradas...
    Enfim, falei demais!

    Beijo
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tami! Ela aborda sexo com naturalidade, tanto que a primeira vez do casal é um belo desastre.

      Excluir
  6. Oi Cida, sua linda, tudo bem?
    Eu comecei essa série pelo livro anterior, eu sei loucura, risos... Mas gostei muito do contexto histórico, e dos diálogos. Também estava curiosa para descobrir que fim levou Alleyne e fico feliz em saber que ele foi ajudado e acabou se apaixonando. Sabe, você não é a única que diz que preferia o segundo livro da série. E pela sua empolgação esse é muito melhor. Adorei sua resenha e não vejo a hora de ler!!!
    beijinhos.
    cila
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Cida!
    Agora que lançou todos os livros, vou começar a ler essa série. Todo mundo fala muito bem dela e eu aqui trouxa nunca dei uma chance.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção seis anos de Caverna Literária

    ResponderExcluir
  8. Não sou muito fã de romances de época, mas admiro esses trabalhos caprichados da Arqueiro! Parece ser uma leitura muito legal pra quem gosta! Adorei a resenha!
    Beijos!
    Borboletas de Papel | fanpage - twitter - instagram

    ResponderExcluir
  9. Olá, Cida.
    Eu não esperava muito desse livro, mas foi o que mais me surpreendeu até agora. Mas ainda prefiro o terceiro hehe. As amigas dela são muito engraçadas e deram toda uma leveza para a história. Não vejo a hora de ler o livro do duque, mas dai vai acabar e vou ficar igual eu fiquei com os Bridgertons hehe

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  10. Apesar do mundo dizer que eu preciso ler romances de época, eu ainda não tive ânimo. haha
    Adorei muito a sua resenha, mas eu não acho que vou ler essa série por agora. :P
    Beijo

    Canastra Literária | Facebook | Twitter

    ResponderExcluir
  11. Eu li esse livro em 3 dias! Foi uma delícia realmente e eu não conseguia largar porque não podia deixar eles ali no meio daquela confusão sem desfecho gente ri demais com aquele povo louco e maravilhosamente generoso! Um dos melhores da série com certeza! E sim a cena do reencontro da família, vou te contar, rolou umas lágrimas sim!

    #DoQueEuLeio

    ResponderExcluir
  12. Oie Cida =)

    Depois de ler a sua resenha, Ligeiramente Pecaminosos vai furar a fila rs...

    Eu já estava super curiosa para ler esse livro, pois o Alleyne é um dos meus personagens favoritos da série. Porém a sua resenha era o que faltava para me convencer a passar ele na frente.

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!