[Resenha] Segredos de Um Pecador

Segredos de Um Pecador
Título Original: The Sins of Lord Easterbrook (Rothwell Brothers #4)
Autor(a): Madeline Hunter 
Editora: Arqueiro                 Páginas: 240
Lançamento: 2015               ISBN: 9788580413823
42864770 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Leona Montgomery foi criada na China. Com pai inglês e mãe portuguesa, aprendeu desde cedo a se adaptar aos costumes de outras terras e adquiriu uma cultura e uma sofisticação incomuns às mulheres de seu tempo. Por isso, quando o pai, já viúvo, morreu, deixando os dois filhos em uma situação financeira difícil, Leona assumiu os cuidados do irmão caçula e os negócios da família. Trabalhando pela recuperação da Montgomery & Tavares, ela viajou por diversos países, negociou com homens rudes e enfrentou piratas. Recém-chegada a Londres, agora espera fechar parcerias comerciais e dar sequência a uma investigação que o pai não pôde concluir. Mas estar em Londres significa algo mais. Sete anos atrás, Edmund, um naturalista inglês, deixou Macau à noite, depois de um beijo de despedida que Leona nunca esqueceu, e retornou à Inglaterra. O que Leona não poderia imaginar era que Edmund na verdade é Christian Rothwell, o marquês de Easterbrook, um homem poderoso envolto em mistérios – e que talvez se beneficiasse com o fim das investigações de seu pai. Dividida entre o dever e a tentação, é na cama do marquês que ela fará suas maiores descobertas.
Segredos de Um Pecador é quarto volume da série Os Rothwell, de Madeline Hunter, publicada no Brasil pela Editora Arqueiro, e veio para fechar a saga dos irmãos Hayden, Elliot e Christian

Nos volumes anteriores conferimos as história de amor – nada simples – dos dois primeiros, tivemos até um volume dedicado a prima da esposa de Hayden, contudo, a cada novo livro, um personagem foi tornando-se mais e mais intrigante com sua maneira excêntrica e reclusa de viver, seu isolamento auto-imposto e a forma nada convencional que tratava aqueles que amava. Ele mesmo, o marquês de Easterbrook.

Christian Rothwell, assumiu o título de marquês assim que o pai morreu, mas não pode-se afirmar que o legado de sua família lhe dê orgulho, os Rothwell têm um passado nebuloso, segundo boatos, marcado por diversos crimes, até mesmo assassinato e isso aliado a ideia de carregar a “maldição da mãe”, fizeram este rapaz tornar-se uma pessoa sombria e indecifrável, mesmo os irmãos que tanto o amam e são as pessoas mais próximas, não o entendem. Easterbrook é um enigma a ser desvendado, pois além de levar consigo os segredos de sua família, tem os próprios, ninguém sabe o que aconteceu com ele durante um período que passou viajando pelo mundo, para onde foi e quem conheceu nunca foi mencionado,  embora fique claro que foi nesta época que roubaram seu coração.

Leona Montgomery perdeu o pai e resolveu assumir os negócios da família até que o irmão fosse maduro o bastante para lidar com isso, na busca por alianças comerciais vantajosas viajou para a Inglaterra, mas não era somente este seu objetivo, ela desejava provar que o pai estava certo sobre os ingleses poderosos que traficavam ópio e quem sabe rever um rapaz que um dia visitou sua casa e mexeu com suas emoções, o atormentado Edmund. Enquanto o primeiro objetivo era totalmente seguro, o segundo a colocou na mira de pessoas perigosas e determinadas a matar para manter seus segredos, já o terceiro, não só realizou-se antes do esperado, como a deixou no caminho certo para atingir os demais, o problema é que Edmund não era qualquer um, era um homem poderoso e determinado a conseguir Leona para si.

Se você leu as resenhas dos livros anteriores deve saber que sempre quis desvendar Easterbrook,  seu jeito de viver e suas atitudes controversas sempre atiçaram minha curiosidade, não só por me deixar com a sensação de que ele era complexo e perigoso, mas também por me deixar imaginado o quanto poderia ser sedutor e apaixonante. Posso dizer que embora muito do que pensei tenha sido confirmado, fiquei surpresa com seu lado frágil e amedrontado, não que ele seja fraco e covarde, nem de longe, já que enfrenta tudo e todos com muita desenvoltura e até mesmo presunção, pois ele não reluta em dizer “Eu sou Easterbrook” para realizar seus desejos, quando cito estas suas fraquezas, refiro-me aos traumas pessoais, o legado de sua família, a vida complicada dos pais e as maldades do antigo marquês, tudo isso serviu para destruir a alma deste homem e fazê-lo acreditar que não poderia, nem deveria, ser feliz. Seja por este lado mais doce, seja por seu lado misterioso, ou até mesmo pelo seu lado teimoso e intolerante que perseguiu a mulher que queria e a dominou, a junção de tudo fez de  Christian Rothwell um personagem dramático e incrível, um homem para salvar e ser salva por ele.

Leona traz consigo as características que marcaram as protagonistas dos livros anteriores, mulheres fora dos moldes impostos pela sociedade da época, de opinião forte, determinadas em alcançar seus objetivos e que não viviam na caça de casamento, elas já passaram da idade de debutar e fazer parte das frivolidades dos bailes, mas nem por isso desistiram do amor, só que o amor aqui é mais maduro, sem seguir regras, é entrega e paixão. Eu gosto deste lado mais ousado que Madeline Hunter dá para suas personagens mulheres, mas diferentes dos livros anteriores, eu não fui cativada por Leona, ela era sim uma pessoa admirável, mas sem carisma, sem algo que me deixasse impressionada, eu adoraria que Christian tivesse tido como par uma mulher mais doce e terna. Faltou um coração mais aberto em Leona.

O envolvimento dos dois vem de maneira rápida, mas não é repentino, pois ambos passaram anos lembrando um do outro e imaginando como poderia ter sido, ele age como um amante perfeito, e ela se submete com facilidade, mas a relação torna-se mais profunda quando Christian abre sua alma e mostra o que teme. Não dá para saber como será o desfecho para os dois, neste tipo de livro você espera o final feliz, só que aqui é algo que soa tão improvável,  isso por ela ser tão teimosa e ele tão dramático. Madeline nos tortura tanto, que faltando poucas páginas para o desfecho, o leitor não tem uma definição e ainda vê o mocinho rumo a morte certa.

Mais uma vez me vi envolvida nas tramas cheias de surpresas desta autora, além de adorar apresentar personagens complexos, ela insere um pano de fundo composto por crimes e intrigas políticas, há sempre perigo no ar. Embora os costumes nos mostrem que a história se passa em uma época antiga, estes temas não deixam de soar atuais, afinal as motivações dos vilões podem ser encontradas nos corruptos e criminosos de hoje.

Este não foi o meu livro preferido da série, o de Hayden ainda foi o que mais gostei, mas ainda assim é muito bom e me deu ótimas horas de entretenimento, a narrativa em terceira pessoa é elegante, fluida e abrange todos os Rothwell com louvor, dá para espiar as vidas de Hayden e Elliot e ver como estão felizes com Alexia e Phaedra. O final é a prova de que nem todos os segredos e pecados eram de Christian, ele apenas pagou pelo peso de seu nome e precisava encontrar redenção. Sentirei falta desta família, espero que mais séries da autora venham por aí.

Confira as resenhas dos outros livros da série.


   
2leep.com

19 comentários:

  1. oi flor, eu comprei os 3 primeiros da saga e não li, ai fico meio sem saber o que esperar da autora e do enredo, mas espero assim como você, me surpreender!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Cida! <3
    Essa série é muito comentada, parece ser bem fiel à época. Mas dentre todos, esse foi o que menos me chamou atenção, não sei porquê. Achei essa questão do segredo do protagonista um tanto quanto clichê. Entretanto, parece uma leitura que vale a pena.

    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Tô morrendo de vontade de ler essa série. Me encantei logo por essas capas lindas, mas depois que li as resenhas e vi que a autora cria tramas cheias de detalhes e muito bem amarradas, fiquei ainda mais curiosa. A Arqueiro, como sempre, mandando super bem nos detalhes. Amei a resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Nossa, eu ainda não li nenhum livro da série, mas tenho muita curiosidade!!!!
    Beijos.
    http://www.garotadolivro.com/

    ResponderExcluir
  5. Se tem um estilo de livro que eu não gosto são esses de época.
    Já dei umas 4 chances mas todos são extremamente monótonos e arrastados, então nem me envolvo.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Apesar de não gostar muito do gênero, acho que o que me agradaria nesse livro é o fato dos personagens serem complexos e que tem que se abrir mais. A parte das intrigas políticas também me chamou a atenção.
    Ótima resenha! Bjs, Cida <3

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Ainda não li nenhum deles e fico morrendo de inveja de quem já conseguiu ler porque eu estou com a lista de leituras bem apertada e não posso colocar mais nada. Pode ser que essa série fique lá pro ano que vem rsrsrs mas estou bem curiosa para ler essa saga e mais alguma nesse mesmo estilo "casos de família" rsrsrs
    Adorei a resenha.

    BJOS!
    http://luadeneonblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Sempre tive curiosidade para ler algo da Madeline e fiquei bem intrigada com essa série. Acho que vou ler o primeiro e ver no que vai dar. Adorei a resenha ;)

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura

    ResponderExcluir
  9. Oie Cida =)

    O livro que mai gostei dessa série, foi o do Eliot. Não sei, mas acho que me identifiquei um pouco com a ousadia da Phaedra rs...

    Gostei desse livro e de finalmente conhecer os segredos e mistérios do Easterbrook, até por que ele continua sendo o meu personagem favorito, mas não vou negar que fiquei com a sensação que faltou aquele algo a mais na história.

    Essa família vai deixar saudades <3

    Ótima resenha!

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  10. Quero todos os livros dessa série, de verdade. Comecei nos romances de época por causa da Julia Quinn e depois decidi colocar na estante todos os autores publicados pela Arqueiro. A Madeline Hunter era a única que eu tinha muita dúvida porque não via muitas resenhas dos livros dela nos blogs que eu acompanho. Agora é certo que eu vou ler todos esses livros.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi Cida!
    Acabei de ler este livro e gostei muito, mas também o meu preferido da série foi o do Hayden e já estou sentindo falta também dessa família.
    Um bom descanso. Beijos
    Saleta de Leitura

    ResponderExcluir
  12. Olaa
    Sempre vejo muitas resenhas do livro w elogios da autora, masnao tenho vontade de ler esse gênero, sua resenha esta ótima.

    Beijos
    Reality of Books

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Eu não tenho o costume de ler romances de época, mas o enredo desse livro e a sua resenha me despertaram a curiosidade para a leitura!
    Assim que eu puder, darei uma chance para a leitura.
    Ótima resenha!
    Beijos!

    www.livrosdajess.com

    ResponderExcluir
  14. Oi, tudo bem?
    Eu amo os romances de época da arqueiro e quero todas as séries deles!
    Tenho todos dos Bridgertons e dos Bedwyns! Fiquei muito animada para ler essa série agora que li sua resenha!
    Achei a premissa dessa história bem interessante e as capas desse livros são lindas também! Espero ler em breve essa série.

    Beijo :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  15. Cida!
    Um livro que reúne romance e mistério, para mim parece perfeito.
    Tem sempre algo pairando no ar que nos causa dúvidas e instiga a tentarmos desvendar os mistérios.
    Não li ainda nenhum livro da série, mas bem que gostaria.
    Semaninha cheia de luz e paz!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bem?
    Pode ser que eu me encantasse pelo livro, gosto muito do gênero e tenho uma queda por personagens com passado obscuro, que são frios, mas acabam se rendendo ao amor. Gosto de mocinhos sofridas e mocinhas decididas. Destes também tenho vontade de ler Jogos do prazer, quem sabe eu leia futuramente. Beijo

    ResponderExcluir
  17. Oiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii,
    Tenho os tres primeiros livros da serie mas ainda não li.
    Assim como minha colega ali de cima escreveu, também adoro personagens com passado obscuro e frios, mas que em nome do amor acabam mudando.
    Vou tomar vergonha na cara e começar a ler!

    Beijinhos
    Sou eu... Pri!

    ResponderExcluir
  18. Oi Cida tudo bem ?

    Nunca li nenhum livro desta autora apesar de estar com vontade de ler a muito tempo, pena que esse livro não foi tão bom quantos os outros mas mesmo assim ainda pretendo ler a serie completa um dia.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  19. Não li nada dessa autora ainda, nem li essa série, mas ouvi falar bastante, essa trama de mistérios e suspense me fascinam bastante, tudo isso dentro de um romance acho que resulta numa narrativa bem instigante. Quando tiver tempo vou procurar ler desde o início!

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!