[Resenha] Simples Perfeição

Simples Perfeição
Título Original: Simple Perfection (Perfection #2)
Autor(a): Abbi Glines
Editora: Arqueiro                 Páginas: 208
Lançamento: 2015               ISBN: 9788580413571
SimplesPerfeicao_12mm.indd ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Simples Perfeição - Woods teve sua vida traçada desde o berço. Cuidar dos negócios da família, casar com a mulher que os pais escolheram, fingir que riqueza e privilégios eram tudo de que ele necessitava. Então a doce e sensual Della apareceu e conquistou seu coração, abrindo seus olhos para um novo futuro. A vida do casal seguia para um final feliz, até acontecer um imprevisto: a morte do pai de Woods. Da noite para o dia, o rapaz herda o império Kerrington e, embora sempre tenha almejado essa posição, precisará de toda ajuda possível para provar que está à altura de tanta responsabilidade. Della está determinada a ser o apoio de que Woods necessita, mas os fantasmas do passado ainda estão presentes e mais intensos do que nunca. Pressionada pela ex-noiva e pela mãe de Woods, ela toma a decisão mais difícil de sua vida: abdicar da própria felicidade pelo homem que ama. Mas os dois terão a força necessária para seguir em frente um sem o outro? Concluindo a sedutora história de Woods e Della, Simples perfeição é o romance mais surpreendente de Abbi Glines e mostra que encontrar alguém pode ser um golpe do destino, mas descobrir a perfeição ao lado dessa pessoa requer aceitar a si mesmo e superar os piores obstáculos a dois.
Simples Perfeição, volume dois da série Perfeição de Abbi Glines, nos leva de volta para Rosemary Beach, onde reencontramos Woods e Della, que após muitos desafios conseguiram ficar juntos e assumir seu relacionamento para a preconceituosa família do rapaz, mesmo que para isso as relações amistosas entre todos tenham sido extintas.

No livro anterior, o casal viveu momentos de intensa paixão, a seguir foi separado e no final quando se reencontrou um acontecimento trágico ameaçou por fim nesta relação, eu tinha minhas dúvidas quando ao futuro dos dois, cheguei a acreditar que Woods de alguma foma culparia Della pelo que havia acontecido, mas logo no começo desta leitura fui surpreendida, o rapaz estava empenhado em ficar com sua amada mesmo contra a vontade de sua mãe que havia acabado de ficar viúva. É este desejo de estar com Della, ou melhor, possuí-la que acaba sendo o novo problema em questão, embora se entendam muito bem, ela sente-se sufocada por este lado possessivo de seu amado. Ela viveu presa até a adolescência, tudo por causa da loucura da mãe, e neste momento que começou a sentir o gosto da liberdade, Woods quer colocá-la numa redoma. Será que o amor vai superar mais este obstáculo?

O livro é narrado em primeira pessoa, alternando capítulos entre os pontos de vista de Della e Woods, eu gosto da dinâmica que este artifício cria, já que posso saber o que está acontecendo dos dois lados da relação, isso foi essencial especialmente quando cada um seguiu para um lado e enfrentou seus próprios problemas.  A leitura é fluida, assim como nos demais livros da autora e as cenas hot são bem calientes, podem ligar o ventilador, pois é para ficar em chamas, mas alerto, é quente no real sentido e com cenas bem explícitas de sexo, o mocinho é voraz e a mocinha gosta de ser consumida por sua paixão.

Inversão de papéis? Woods e Della não são os mesmos do livro anterior, houve uma mudança significativa em suas personalidades, ela finalmente fez algo, tomou uma atitude em relação a si mesma, no começo até aparenta que vai ficar sob o domínio dele e acatar suas decisões, mas logo mostra que não pode aguentar algo assim. Ele é um cara que me conquistou desde sua aparição como personagem secundário na série Sem Limites, e em Estranha Perfeição foi adorável e sedutor, contudo este seu lado possessivo e posso dizer, machista,  não foi legal, não gostei deste Woods obcecado por uma mulher, que não podia dar um passo sem precisar saber onde ela estava e o que estava fazendo, é bom ter um homem protetor em nossas vidas, mas não um dono, em um relacionamento equilíbrio é fundamental. Ele acabou sendo um mocinho fraco comparado à Rush e a ele mesmo anteriormente, senti falta daquele cara sexy e conquistador.

Embora alguns desdobramentos da trama sejam esperados, a autora conseguiu criar dois momentos surpreendentes no decorrer da mesma, um relacionado a Della e seu passado e outro relacionado com o círculo de amizades de Woods. No primeiro caso eu achei a ideia ótima para que Della pudesse superar seu maior medo e assim ser plenamente feliz, no segundo caso, eu achei que foi maldade, Puxa Abbi! Se você queria mudar os destinos de outros personagens poderia ter sido mais boazinha, vejo mil maneiras de fazer Tripp voltar para Rosemary sem precisar partir nosso coração.

Woods e Della conseguiram achar um meio termo e seguir adiante, construíram uma relação de parceria e principalmente de superação, amadureceram como pessoas (com defeitos, deixo claro),  e se no primeiro livro eu vi só paixão, algo imaturo, terminei a leitura acreditando que hoje eles são dois adultos construindo seu futuro com amor.

Rush e Blaire aparecem, temos até a retomada de uma cena de Amor sem Limites, bem divertida. Os primeiros passos para a próxima série foram dados, Chances vem aí com Grant como protagonista e a bruxa da Nan com certeza não deixará o coitado ser feliz, acredito que será uma trama mais conturbada dos que as que vimos até agora.


Confira as resenhas dos outros livros de Abbi Glines aqui.

  


2leep.com

23 comentários:

  1. Boa tarde,

    Esse livro não faz o meu estilo de leitura, mas vejo que muitos adora e que a qualidade da obra é inegável, que bom que está gostando.....abraço.



    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Cida!
    Eu fico muito irritada com "mocinhos" machistas e possessivos... Então já vi que esse livro não é pra mim!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  3. Comprei Estranha Perfeição sexta feira e estou só esperando chegar para me aventurar na história desses dois, porque Simples Perfeição já está comigo. Adorei a resenha, por mais que tenha lido por cima para evitar spoilers.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Oi Cida!! Adorei a sua resenha e concordo com muita coisa! A Abbi é aquela autora que eu amo odiar haha eu tenho um sério relacionamento de amor/ódio com ela, ou eu gosto muito de um livro, ou ele me irrita ao extremo! Mas eu sempre leio porque eu gosto muito dela enquanto autora e acredito que só o fato dela me fazer sentir tanta coisa faz dela uma das minhas autoras que eu sempre vou ler hehe Eu acho que ela tem uma capacidade incrível pra vender uma história antes do livro dela ser publicado, sabe? Tipo, eu também gostava muito mais do Woods nos livros da Blaire e do Rush, mas não gostei tanto dele quanto achei que gostaria quando chegou nos dois livros dele. Mas ainda gostei dele mais que do Rush, porque eu sou do contra e não gostei do Rush desde o primeiro livro e nada mudou a minha opinião haha A mesma coisa aconteceu com o Grant pra mim, eu achava que ele seria o melhor dos 3 e eu detesto eleeeeee aaaaaahhhh haha Muito! Sim, foi a trama mais complicada de tods... Tô esperando pra ver o que todo mundo vai achar dele quando a Arqueiro publicar os livros dele e da Harlow haha Eu acho a Nan irremediável haha E concordo com você quanto ao recurso que ela utilizou pra dar início à trama do Tripp, fiquei muito chateada, com raiva, triste, fiquei vários dias agoniada :/ Acho que por isso não gosto nada desse livro, ele só me trás lembranças ruins :'( Por isso até agora o livro do Tripp tá aqui no meu kindle mas ainda não tive o coração pra abrir...mas ele foi bastante elogiado! Ai ai, chega, eu falo demais toda vez que eu falo dos livros dessa série haha espero que você adore os próximos lançamentos dela, eu sou enjoada demais haha! Beijos! http://www.trocandodisco.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Cida!
    Não sei porque ainda não comecei a ler essa autora, talvez o problema seja que eu não gosto de séries que apresentam o mesmo casal coadjuvante em todos os livros, acabo enjoando ou achando que a história se estendeu demais, mas eu fico curiosa em saber porque a Abbi provoca tantas reações em seus leitores.
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  6. Ai, Cida amei sua resenha!
    Concordo com você, Woods está bem mais possessivo neste livro, mas isso não me incomodou durante a leitura foquei mais no lado maduro dele quando teve que assumir as responsabilidades da família, gostei da segurança e determinação.
    A história desses dois me agradou bastante, mas a do Grant é linda e emocionante, acho que é uma das minhas preferidas! Imagina que teremos livros da Nan também? Só quero ver como essa bruxa ficará de mocinha! rsrsrsrsrs

    Beijos,

    Rafa [ Blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai ter livro da Nan? Menina, quem vai querer aquela megera?

      Excluir
  7. oi flor, que legal trazer sua opinião sobre essa história, confesso que sempre que digo a mim mesma "vou ler" acabo protelando! sempre protelo! creio que preciso remediar isso, não?
    afinal sua opinião vale muito para mim!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Cida que resenha maravilhosa e completa. Parabéns pela organização das ideias!!!
    Também adorei esse livro e fui as lágrimas com o destino do Jace =( mas entendi os motivos da autora.
    Ansiosa para ler mais sobre esses amigos que se entregam a paixão intensamente.
    A narrativa da autora é fantástica e por isso hoje leio sem medo tudo que ela lançar!!!
    Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline! Foi maldade e eu acho que não perdoarei a garota por ter sido tão imatura, mas vamos esperar o livro com ela e o Tripp pra ver.

      Excluir
  9. Oi, Cida!

    Uma amiga minha sempre me indica os livros da Abbi, mas ainda não os li. A série parece ser bem animada e cheia de reviravoltas, gosto disso. Também achei bacana essa alternância de narradores, percebi que caiu como uma luva para o desenrolar da história.

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi Cida,
    Primeiro Feliz 2015!!!
    Eu gostei muito mais de Simples Perfeição do que do livro anterior, Woods e Della também me agradaram mais neste livro, mas concordo com você Woods se tornou muito possessivo. Também não me agradou a solução para trazer Tripp de volta, mas vou aguardar para ver o que Abbi nos reserva.

    *bye*
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olá Cida!
    Confesso que nunca li nenhum livro do gênero, mas sempre fiquei curiosa em relação aos livros da Abbi. Adorei a sua resenha, não sei se iria gostar do livro, mas com certeza fiquei interessada.

    Beijos!
    http://palavrasdeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá, Cida!

    Já tentei ler livros do gênero, mas no fim acabei não gostando. Então, acho por bem não me arriscar com Abbi. Agora, acho interessante quando um autor narra a história em primeira pessoa com a visão de mais de um personagem, dar mais veracidade a história e você consegue se posicionar melhor entre os personagens,

    Lucas - Carpe Liber
    http://livrosecontos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oie Cida, tudo bom?
    Eu entendo isso que você disse do Woods e lembro que você até comentou sobre isso na resenha que eu fiz. Ele estava extremamente possessivo e dependente nesse segundo livro. Apesar disso, eu gostei bastante da leitura e foi meu preferido de toda série.
    Nem me fala dessa reviravolta que a autora inseriu no final desse livro. SENHOR!! Meu coração se partiu.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi Cida,
    Tenho curiosidade pela série e os livros da autora.
    Mas esse mocinho, ein... espero não me irritar com ele mas sim apaixonar -q ♥

    Gosto quando as autoras fazem essas alusões com outros personagens de outro livro, acho interessante :D

    bjs e tenha uma ótima semana
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  15. Tô louca para ler esse livro.
    Que pena que o Woods fica com esses problemas de possessividade. Desde o primeiro livro eu gostei mais dele do que do Rush. E agora tô super curiosa com esse final aí, preciso ler logo.
    E estou super ansiosa para o livro do Grant, que sempre foi o que me interessou mais. Espero que a chata da Nan não estrague a história hehe
    Bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Glau! Acredito que a Nan vá é criar muitos conflitos e isso com certeza vai deixar a história mais interessante.

      Excluir
  16. Eu também gostei das aparições do Woods na série Sem Limites, então me decepcionei bastante com sua versão com medo de tomar determinadas atitudes. Fiquei pensando muito se iria ler Simples Perfeição e depois da sua resenha acho melhor parar no primeiro, porque não gosto de personagens possessivos, muito menos machista.

    Beijos,
    Bibliotecando com a Cris

    ResponderExcluir
  17. Oiee

    Terminei de ler o livro ontem e esperava bem mais do livro ouvi tantos elogios deste segundo volume que esperava mais.

    Beijos

    wwww.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  18. Continuo não vendo graça nessa série rs
    Nada me atrai! Principalmente a descrição dos personagens.

    ResponderExcluir
  19. MEU DEUS, como esse livro é famosoo, em tudo que é lugar o vejo!!! kkk
    Nunca li Abbi Glines, porém, quero ler pelo menos UM dela, porque gente, como o povo a ama!!!!!
    Ameeei essa capa, então, acho que lerei o 1 dele para ver como que é, né...
    bjoooos

    ResponderExcluir
  20. Oi Cida, eu li Tentação Sem Limites e não gostei por isso não continuei, mas depois de ler tantas resenhas dizendo o quanto o Woods é um personagem legal e a relação entre ele e a Della é muito bacana, agora eu quero voltar a ler, mesmo tendo que aturar a Blair e o Rush :(

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!