[Resenha] Uma Dama Fora dos Padrões

Uma Dama Fora dos Padrões
Título Original: Because of Miss Bridgerton (Rokesbys #1)
Autor(a): Julia Quinn
Editora: Arqueiro                 Páginas: 272
Lançamento: 2018               ISBN:9788580418750
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Às vezes você encontra o amor nos lugares mais inesperados... Esta não é uma dessas vezes. Todos esperam que Billie Bridgerton se case com um dos irmãos Rokesbys. As duas famílias são vizinhas há séculos e, quando criança, a levada Billie adorava brincar com Edward e Andrew. Qualquer um deles seria um marido perfeito... algum dia. Às vezes você se apaixona exatamente pela pessoa que acha que deveria... Ou não. Há apenas um irmão Rokesby que Billie simplesmente não suporta: George. Ele até pode ser o mais velho e herdeiro do condado, mas é arrogante e irritante. Billie tem certeza de que ele também não gosta nem um pouco dela, o que é perfeitamente conveniente. Mas às vezes o destino tem um senso de humor perverso... Porque quando Billie e George são obrigados a ficar juntos num lugar inusitado, um novo tipo de faísca começa a surgir. E no momento em que esses adversários da vida inteira finalmente se beijam, descobrem que a pessoa que detestam talvez seja a mesma sem a qual não conseguem viver.
Uma Dama Fora Dos Padrões é o primeiro volume de Os Rokesbys, de Julia Quinn que a Editora Arqueiro lançou no Brasil. Li os dois primeiros volume na sequencia e posso dizer que estou encantada com esta família.

Em cada livro teremos o romance de um membro desta família e no livro um conhecemos Billie Bridgerton e George Rokesbys.

As famílias de ambos são vizinhas e têm uma grande intimidade. Apesar de ser uma época de grandes formalidades, os Bridgertons e os Rokesbys se sentem a vontade uns com os outros e consideram-se como uma única família. Minha casa é sua casa. Bem nesse estilo.

Billie cresceu com os irmãos Rokesbys, Edward e Andrew, e sempre imaginou que um dia se casaria com um deles. O mais velho e detentor do título da família, George, sempre foi distante dela, seja pela idade ou mesmo por ambos não serem muito amigos.

No entanto, no dia que ela se viu presa em cima de um telhado com o tornozelo torcido, tudo por causa de um gato, Edward e Andrew não estavam lá para ajudar e foi George que arriscou-se por ela e colocou-a novamente em terra firme.

Naquele dia algo mudou. Ela e George se viram mais próximos e dividindo a bizarra experiência de estar em cima de um telhado com um gato terrível. Ambos aos poucos foram percebendo que não se achavam tão irritantes quanto antes.

O que um dia George viu em Billie como uma personalidade fora dos padrões para uma dama, ele passa a ver como coragem, autenticidade e um sopro de alegria para a vida dos que a cercam. Ela, que via nele um homem arrogante, passa a entender o peso que ele carrega por herdar um título de nobreza e até mesmo uma tristeza profunda por não poder servir ao país nas forças armadas como fazem seus irmão. Ambos passam a ser ver com novos olhos e sem querer seus corações vão se ligando, assim como suas vidas.

Eu achei este livro encantador do começo ao fim. E não apenas por ter novamente Bridgertons na história, mas por termos personagens maravilhosos, um casal de protagonistas cheio de possibilidades e um romance que se desenvolve de maneira gradual e sólida, nos fazendo acreditar num para sempre de muitas felicidades.

A história é leve e alegre. Não apenas divertida, mas alegre no sentido de levantar nosso astral. Inteligente e espirituosa, Billie, como o título do livro entrega, é uma dama fora dos padrões e com isso segue de maneira imprevisível e livre em suas atitudes.  Ela não é aquela dama de escândalos, mas sim de comportamentos práticos e realistas. Trabalha na propriedade da família como se fosse a própria administradora, não tem frescuras e não leva jeito para bailes de debutantes e muita cerimônia. É gente como a gente e Julia Quinn me ganhou por não tentar fazer com que sua personagem mudasse para agradar aos outros, ao contrário, Billie é aceita como é e admirada.

George não é arrogante como você talvez chegue a pensar. Ele é um homem de muitas responsabilidades e que não leva jeito para piadas, mas conforme passa mais tempo com Billie, vai se vendo mais feliz e ousa se deixar envolver pela leveza que ela carrega com ela.

O casal é perfeito junto e a relação deles segue um caminho muito convincente.  Nada de amor instantâneo, o que vamos ver é algo que floresce dia a dia e aquece o coração. Em suma uma relação bem construída, assim como tudo mais que compõe esta trama.

Há tempos eu não lia um romance de época tão revigorante e terno. Julia foi a autora que abriu as portas deste universo para mim com O Duque e Eu e em Uma Dama Fora Dos Padrões  me fez lembrar o motivo de eu ter ficado apaixonada pelo gênero. Eu recomendo sem dúvidas e em breve conto para você sobre a leitura de Um Marido de Faz de Conta, protagonizado por Edward Rokesbys.


2leep.com

3 comentários:

  1. Oi Cida, eu ri demais com alguns diálogos desse livro. Billie é uma ótima protagonista!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  2. Oi, Cida!
    Esse casal foi bem divertido, mas eu gostei mais de Um Marido de Faz de Conta...
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  3. Olá, Cida.
    Eu tenho esse livro aqui desde que lançou. Mas ainda não li. Comecei a ler as resenhas e as opiniões foram bem controversas e acabei deixando de lado. Mas assim que der um espacinho aqui nos livros de parceria vou ler.

    Prefácio

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!