{Resenha} O Duque e Eu

O Duque e Eu
Título Original: The Duke and I
Autor(a): Julia Quinn
Editora:  Arqueiro      Páginas: 288
Lançamento: 2013      ISBN:  9788580411461


Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo. Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta. Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.
O Duque e Eu é o primeiro livro da série Os Bridgertons da autora Julia Quinn, publicada no Brasil pela Editora Arqueiro. Cada livro vai trazer a história de um dos irmão desta família e neste primeiro vamos conhecer a de Daphne Bridgerton.

Antes de adentrar a cada dos Bridgertons, vamos conhecer a casa da família Basset e testemunhar o nascimento de Simon, o futuro Duque de Hastings. Ele nasceu tardiamente, carregando nos ombros o peso de continuar sua linhagem, porém o menino logo cedo apresenta uma gagueira, levando seu pai a considerá- lo um idiota. Por mais que Simon tente, jamais obteve a admiração do pai, sendo até mesmo considerado como morto por ele. O rapaz finalmente desiste de provar que não é nenhum idiota, e parte para viver sua vida, torna-se um aluno exemplar, forma-se com louvor, viaja pelos quatro quantos do mundo e torna-se um homem belo e desejado. Sua fama de libertino o precede e ao voltar à Inglaterra, após a morte do pai, vai sacudir a sociedade inglesa. Mas Simon só quer vingar-se do pai e nunca casar-se.

Simon é amigo do mais velho dos irmão Bridgertons, e logo fica bem chegado a família, ao aproximar-se de Daphne, a mais velha das moças, ele acaba em uma bela confusão, contrariando todos os seus planos.

Ao entrar nesta época cheia de pompa e luxo, mergulhei em outro mundo. O clima nos envolve de tal forma que fica impossível não desejar estar naqueles bailes, com um belo vestido e cercada de belos cavalheiros. Para contribuir, encontrei nesta trama personagens maravilhosos, que desde as primeiras páginas ganharam espaço no meu coração.

O livro é narrado em terceira pessoa, e assim vamos tendo um belo panorama da sociedade inglesa nos meados de 1800. O comportamento recatado das moças, a maneira de selar compromissos, as tradições de família, todo o perfil de uma sociedade bem diferente da nossa realidade e época. Quinn nos apresenta muito bem este cenário, sua narrativa ágil e detalhista nos dá a perfeita visão do ambiente desta trama. Babei nos bailes, queria ter tido a oportunidade de dançar uma valsa com o delicioso Simon, ou até mesmo um dos Bridgertons.

Seus personagens são muito bem construídos, e como disse maravilhosos. Fiquei extremamente encantada com o jeito cativante de cada um deles. Daphne, é a mocinha, diferente de muitas das garotas daquela época, submissas e na maior parte das vezes fúteis, ela é forte, de opinião e não deixa suas batalhas serem combatidas pelos outros. Ela bate e dá socos literalmente quando precisa. Daph arregaça as mangas e luta pelo que quer, não falta determinação nesta jovem, e isso nos faz vibrar todo o tempo. Inteligente, decidida, sabe sempre onde se colocar, sem nenhuma imaturidade, é uma protagonista muito agradável. Daph represente majestosamente o girl power

Pode ser que a ousadia dela venha da convivência com três irmão mais velhos e uma mãe de gênio forte, mas acho que na verdade é o amor que enche a casa dos Bridgertons que faz ela assim, não somente Daph, mas toda a família. Mamãe é exigente e mostra-se durona, mas no fundo vemos o quanto cada um dos oito filhos é mais importante que qualquer convenção social. Os irmãos Anthony, Benedict e Colin, são um show a parte, esbanjando charme.

Mas meu querido é Simon Basset, Duque de Hastings, que não tem só charme e beleza, ele muito mais, despertando em nós a vontade de lutar por tudo que ele queira, tal como Daphne não se negou a fazer. Ele nunca foi amado, e hoje teme este sentimento, seu sarcasmo é um mecanismo de defesa, mas não o torna irritante, só mais interessante.

Daph com seu bom senso e sensibilidade encanta e se deixa encantar, a forma como o amor por Simon cresce em seu coração comove, é belo o despertar de um primeiro e grande amor. Ela não quer apenas ser amada, mais do que isso, quer fazer Simon verdadeiramente feliz. Ela é a força da relação, pois os traumas de infância de Simon serão o maior inimigo do casal, e ele precisa de alguém para puxá- lo do fundo do poço. Os problemas de Simon não o fazem ser fraco, mas sim humano. 

Como podem ver o cenário fascina, os personagens conquistam e o enredo é viciante. A farsa arquitetada por Simon é Daphne não é nada original, e sempre sabemos onde isso acaba, mas esta previsibilidade não tira em nada o prazer da leitura. A história traz passagens cheias de sensualidade, outras bem açucaradas com tanto romance e o melhor de tudo, cenas hilárias,  algumas protagonizadas pelo casal, outras e com certeza as melhores, pelos ciumentos irmão de Daphne. E para completar um toque de mistério, o começo de cada capítulo é iniciado com trechos de uma coluna de fofocas, As Crônicas da Sociedade de Lady Whistledown, uma mulher misteriosa que sabe tudo o que acontece na sociedade, como se tivesse um espião em cada lugar. Quem seria esta dama? Será mesmo uma mulher? Eu desconfio até dos homens.

"Um duelo! Existe algo mais excitante, mais romântico... ou mais imbecil?"

(trecho das Crônicas da Sociedade de Lady Whistledown, 19/05/1813)

Me surpreendi rindo a todo instante, é delicioso ver as trapalhadas destas pessoas ao confrontarem suas tradições e vê-las perdendo sentido frente à um sentimento tão forte como o amor, não só entre homem e mulher, mas entre amigos, pais e filhos, irmão e irmãs.

Um romance que alegra e faz sorrir, depois desta leitura me vi caçando mais e mais romances de época de tão viciada que fiquei, não sei como não havia mergulhado neste universo antes. Estou ansiosa para conhecer melhor o restante da família e fazer outra excelente viagem ao passado.



Próximo volume...
O Visconde Que Me Amava, com Anthony Bridgerton

2leep.com

28 comentários:

  1. Oi Cida!
    Acabei de escrever a resenha deste livro no meu blog (vou postar na quinta-feira), aí passei aqui e vi que você também tinha escrito... E nós pensamos a mesma coisa! O_o
    Também amei os personagens, amei a história... Adorei tudo nesse livro e estou louca para ler o próximo.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  2. Com certeza quero lê-lo! Já solicitei em parceria com a Arqueiro :)
    @mmundodetinta
    maravilhosomundododetinta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Ah, Cida! Que resenha! ;)
    Eu sou totalmente apaixonada por romances de época e a maioria dos que leio é em e-book; fiquei super feliz quando a Arqueiro anunciou que iria publicar esses livros. Amo o clima, os costumes e todo o cenário dos romances de época; as histórias são sempre muito empolgantes.
    Já li alguns livros da Julia Quinn e ela escreve muito bem, são histórias encantadoras. Comprei O Duque e Eu e não vejo a hora do livro chegar para eu começar a ler, tenho certeza que vou amar! rsrsrs

    Beijos!

    Rafa {Fascinada por Histórias}

    ResponderExcluir
  4. Adorei a resenha!!!Com certeza vou ler!

    ResponderExcluir
  5. Oie Cida =)

    Ah!!! Eu preciso ler esse livro *--------------------* adoro romances gracinhas e os históricos são os meus favoritos ♥

    Amei sua resenha!!! Me deixou com mais vontade de ler O Duque e Eu *-*

    bjus;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary

    ResponderExcluir
  6. Sou loouca para ler, gosto muito de romances de época. Duque e Eu está na minha listinha, só falta o dinheiro para comprar.

    http://nerdicesdeumagarota.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Sua resenha tá ótima =)
    Os Bridgertons são apaixonantes e temos uma estreia maravilhosa com o Simon e a Daphne.
    beeijos

    www.minhasegundaface.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Sou apaixonada por romances de época,
    E estou completamente louca pra ler esse livro,
    agora que li sua resenha fiquei com mais vontade ainda. Adoro esses livros que me fazem sorrir sozinha. Querendo muito ler.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Parabéns pela resenha. Ficou maravilhosa. Com uma vontade louca de ler e conhecer o Simon. rs

    Bjs

    susanemd@blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Parabéns pela resenha Cida! Meus romances de época chegaram ontem e já estou ansiosa para ler O Duque e Eu! Beijo!

    ResponderExcluir
  11. Está TODO MUNDO resenhando/falando desse livro e eu estou "É tão bom assim? É bom mesmo?". Eu quero muito ler para poder dar minha opinião também e estou mega curiosa em relação a ele.
    Xxx

    ResponderExcluir
  12. Esse é o tipo de livro que eu amo, um romance de época. A sua resenha me deixou ainda mais curiosa!

    Beijos,
    biblioteca-de-resenhas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Muito boa a resenha. Já estava de olho nele e espero ler ele em breve.
    Beijos...

    ResponderExcluir
  14. O que dizer? Amo demais Julia Quinn, a danada escreve livro de época como ninguém, só tem um problema: Sempre, SEMPRE, me apaixono pelos mocinhos e aí já viu, né? hehehe

    www.reticenciando.com

    ResponderExcluir
  15. Oi Cida!
    Adoro a Julia Quinn, acho a Lady Whistledown ilária, essa é uma série muito querida, estou super feliz com a publicação dela no Brasil. Concordo totalmente que a Daphne é uma mocinha forte e determinada, nos enche de orgulho.
    Beijos... Elis Culceag.
    * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  16. Sempre amei romances de época e estou louca pra ler esse parece ótimo nossa é muito irmão né hehe

    bjos

    ResponderExcluir
  17. Eu ainda não li esse livro e espero fazer isso em breve. Gosto de romances de época mas já estou ficando cansada de séries, embora essa parece-me, que são histórias independentes, embora sejam da relacionadas com a mesma família.

    ResponderExcluir
  18. Oi Cida, tudo bem flor?
    Agora é questão de honra. Preciso ler esse livro logo!!! Adoro um bom romance de época, e quando vi que a Arqueiro iria lançar alguns, já comecei a ficar morrendo de vontade, agora, simplesmente necessito conhecer esse Simon rsrsr.
    Abraços,
    Amanda Almeida
    Você é o que lê

    ResponderExcluir
  19. Quero muito esse livro.Estou louca pra lê-lo.

    ResponderExcluir
  20. Oi Cida, eu lia muitos romances nesse estilo, mas faz um tempo que os deixei de lado. Achei maravilhoso quando eles reapareceram com tudo, espero ter a oportunidade de ler todos os da Arqueiro em breve ;x rsrs
    Gostei do que você falou sobre esse, fiquei ainda com mais vontade.

    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Olá, Cida!
    Tem muita gente falando bem do livro, eu particularmente estou muito mais que curiosa!
    Acho legal esses gêneros, além de ser muito requisitado, ele é simples e ao mesmo tempo rico em escrita.
    Adorei a resenha, acho que ressaltou bem os pontos que são explorados no livro, como por exemplo o fato de ter favoritado o livro. rs

    http://clicandolivros.blogspot.com.br/
    Beijão :)

    ResponderExcluir
  22. Boa tarde :)
    Como vai?
    Não tinha nem ouvido falar deste livro :O
    Mas parece bem interessante :)

    Beijos e cuide-se
    Tenha uma excelente semana

    Rimas Do Preto

    ResponderExcluir
  23. É uma delícia de livro, né? Eu amei também e como vc, ri bastante em alguns momentos. Simon é maravilhoso. Tem lá seus defeitos, mas quem não tem? O importante é que ele tem garra para superar os problemas pelos quais teve que passar e tornou-se um homem formidável. Queria pra mim rs

    Bjs,
    Kel
    www.itcultura.com.br

    ResponderExcluir
  24. Amoooo romance de época, e é claro que esse já está na minha lista de desejados!!
    amei sua resenha, me empolgou ainda mais para ler.


    http://www.lostgirlygirl.com


    bjos

    ResponderExcluir
  25. É moda agora lançar livros de famílias, em que cada um conta a história de um membro? Adoro histórias com pompa... queria ter vivido nessa época de vestidos, chapéus e cortejos.. ;)

    Bye da Pah
    Livros Estrelas

    ResponderExcluir
  26. esse livro é muito bom axei q ia ser ruim mas ele é perfeito leiam gente, teve horas q eu cai na risada.

    ResponderExcluir
  27. A Julia Quinn as vezes adora umas cenas de comédia bem pastelão kkkkkkkk. E concordo com você, apesar da previsibilidade ele não tira o encanto da narrativa, porque realmente a Julia tem uma narrativa adorável e envolvente. Cada vez que leio uma resenha do livro, tenho vontade de ler de novo, e isso que já li o livro umas 3 vezes kkkkkkk

    ResponderExcluir
  28. Oie amiga
    Estou louca para ler esse livro, não vejo a hora de o meu chegar.
    Parabéns pela resenha.
    Beijos

    Jéssica
    http://leitorasempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!