[Resenha] A Senhora dos Mortos

A Senhora dos Mortos (As Crônicas dos Mortos #3)
Autor(a): Rodrigo de Oliveira 
Editora: Faro                        Páginas: 280
Lançamento: 2015              ISBN:9788562409301
 ||Skoob||  ||Goodreads||
E subiu da terra outra besta... e falava como dragão. Apocalipse 13:11. Um ser humano dotado de um dom extraordinário, ao ser contaminado por zumbis, se transforma no maior flagelo da humanidade. Sua memória, dos últimos momentos humanos, está mais viva do que nunca. E, agora, tudo o que ela quer é vingança e destruição. Aqui se desenrola a jornada de uma líder do mundo zumbi, formando o seu exército a partir da cidade de Canela, e atacando os focos de resistência em Porto Alegre rumo à São José dos Campos. E, a cada lugar por onde passa, cresce o número de seguidores. ... Assim começa uma vertiginosa corrida contra o tempo para impedir que sua força se torne indestrutível, decretando o fim dos humanos na Terra. Aqui os sobreviventes do apocalipse zumbi tentarão coordenar uma ação conjunta para tentar descobrir algum ponto fraco e destruir A Senhora dos Mortos antes que seja tarde demais. Se lutar contra bandidos bem armados em A Batalha dos Mortos foi tenso, aqui você vai descobrir o que é enfrentar um ser dotado de poderes para destruir o que restou de uma terra já arrasada. A cada novo volume, mais surpresas nesta série!
A Senhora dos Mortos é o terceiro livro da série As Crônicas dos Mortos, de Rodrigo de Oliveira, lançada pela Faro. Neste volume vamos continuar seguindo com o grupo de pessoas que escapou de ser transformado em zumbi quando o planeta Absinto passou ao lado da Terra. Aqueles que continuam sendo humanos, lutam a cada minuto por suas vidas e para encontrar uma forma de se adaptar a esta nova e caótica realidade.

Desde que terminei A Batalha dos Mortos, estava ansiando pela leitura deste novo volume, já que a personagem Jezebel (inserida no volume dois) prometia ser de grande importância e, com certeza, a grande vilã da trama. Antes, no entanto,  li o conto Elevador 16, que é essencial para conhecer uma importante personagem que entra na série, a jovem Mariana.

Neste volume, Ivan vai ter que lidar com as consequencias de não ter deslocado uma equipe para ir salvar a irmã de um dos membros de seu grupo. Jezebel era irmã gêmea de Izabel e estava em outro estado. Seria uma missão muito arriscada para quem havia acabado de perder grande parte de sua equipe e Ivan optou por não arriscar mais vidas. Ela não entendeu e quando virou zumbi jurou se vingar dele.

Pode soar estranho um zumbi jurando vingança, para isso ele deveria conseguir pensar e até mesmo se comunicar, algo que podemos achar impossivel levando em conta que essas criaturas são predadoras selvagens, mas sem intelecto. O problema é que quando humana, Jezebel dividia com sua irmã um estranho dom, uma capacidade de ler mentes e mover objetos com o pensamento e isso fez com que ela não fosse mais um zumbi e sim A ZUMBI, a grande senhora dos mortos.

Marchando como uma louca pelo Brasil e agregando a sua trupe de horror mais e mais mortos vivos, Jezebel foi destruindo cada cidade por qual passava, rumando sem descanso ao encontro de Ivan para acabar com ele e sua família. Seria, desta vez, o fim da humanidade?

A história é cheia de ação do começo ao fim. Jezebel é uma grande e aterrorizante vilã e assusta de verdade. A cada novo ataque, eu me via mais e mais chocada com sua crueldade e com seu poder. Caramba! Que poder, minha gente. O autor se superou com esta personagem, fez dela um apocalipse ambulante. E , por pior que ela fosse, não nego que ansiei por suas aparições só para ver sua capacidade criativa de destruição.

A sensação que dá é que tudo vai acabar de vez, que não sobrarão humanos e os zumbis serão vitoriosos. E, de fato, vamos chegar bem perto disso, pois muitos morrerão e não há certeza nem de que Ivan vai escapar. Não se apeguem, os personagens tem curto período de duração, mesmo sendo muito importantes, nada lhes garante viver até o próximo capítulo.

A leitura é literalmente matadora. Vai deixando o leitor de coração na mão e muito aflito. Eu curti demais toda esta tensão e mais uma vez admirei a capacidade do autor de não ficar apegado ao mesmo assunto e com isso a cada parte da saga finalizar desafios e trazer outros ainda piores. Não há monotonia, apenas mais e mais surpresas para nós. A série foi uma descoberta maravilhosa e a leitura muito empolgante.

Vejo uma evolução a cada volume e neste além de termos uma grande vilã, as batalhas foram bem mais elaboradas e maiores, muito mais impactantes.

Em suma, A Senhora dos Mortos foi uma excelente sequencia. O desfecho me deixou com aquela pulguinha atrás da orelha, com a sensação que isso tudo foi um aquecimento para algo maior. Já comecei o quarto volume e garanto que mais surpresas vem por aí. Recomendo para quem curte ação, aventura e muitas emoções. 




2leep.com

10 comentários:

  1. Oi Cida, puxa eu não li a série. Mas mesmo não sendo fãs de zumbis eu acho que parece ser boa. Que bom que foi uma boa sequencia!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  2. Oi Cida, tudo bem?
    Que diferente termos uma vilã desse tipo. Achei bem inovador nesse universo de zumbis. O autor dessa série parece ter acertado a mão!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  3. Oi Cida,

    Quero muito conhecer essa série, pois ultimamente só vejo elogios sobre os livros do autor.
    Bom saber que a sequencia continua arrasadora!
    Bjs e uma boa semana!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
  4. Oi Cida!
    Pessoalmente, como já comentei na resenha do volume anterior, apesar dos lados positivos eu não me animo a ler essa série não. Não gosto de zumbis, então por melhor que os personagens sejam trabalhados, não me atrai. Mas que bom que foi uma continuação tão boa quanto o anterior.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Olá, Cida.
    Esse livro é o meu favorito da série, tanto de capa como de história. E acho que apesar de ser uma vilã, a Jezebel é um dos melhores personagens da série. E acabei meio que torcendo para ela, mesmo que se fosse eu no lugar do Ivan, eu tomaria a mesma decisão que ele hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também adoro essa capa, acho a mais legal de toda a série.

      Excluir
  6. Oi, Cida!
    Jezebel é muito nome de vilã! Suas resenhas só aumentam mais meu interesse em começar a ler essa série. Desse ano não passa!
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  7. Oi Cida,
    Ainda não li essa série, mas pelo que vi ela parece ser muito boa.
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Acho que esse livro é meu favorito da série.
    A Jezebel tem uma construção maravilhosa.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  9. Oi, Cida

    Cada vez que leio uma resenha sobre essa série, não importa de qual volume, minha vontade de ler só aumenta. Adoro zumbis e estou curiosa para conhecer a Jezebel!


    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!