[Resenha] Mais Que Amigos

Mais Que Amigos
Título Original: Blurred Lines (Love Unexpectedly #1)
Autor(a): Lauren Layne  
Editora: Paralela                  Páginas: 224
Lançamento: 2018               ISBN:9788584391073
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Será que vale a pena arriscar uma grande amizade em troca de um amor inesquecível? Aos vinte e dois anos, a jovem Parker Blanton leva a vida que sempre sonhou. Tem um namorado inteligente e responsável, um emprego promissor e a companhia de seu melhor amigo, Ben Olsen, com quem divide um lindo apartamento. Parker e Ben são tão grudados que muita gente duvida que eles morem sob o mesmo teto sem nunca ter vivido um caso, mas eles não se importam com o que as pessoas pensam. Sabem que não foram feitos um para o outro — pelo menos não para se envolver. Por isso, quando um acontecimento inesperado faz com que Parker se veja sem namorado e com o coração partido, ela sabe que pode contar com Ben para ajudá-la a sacudir a poeira e partir para outra. Afinal, ninguém seria mais ideal do que seu melhor amigo para lhe mostrar os prazeres da vida de solteiro… certo? Mais que amigos é uma comédia romântica irresistível!
O primeiro livro que li de Lauren Layne, foi Como Num Filme e gostei bastante da escrita leve e descontraída da autora, além de apreciar o romance encantador que ela mostrou na história. Assim, queria conferir outra obra da autora e minha escolha foi Mais Que Amigos, volume um de Love Unexpectedly.

A série foi lançada no Brasil pela Paralela e lá fora conta com cinco volumes, todos com histórias independentes e novos casais.  Os livros ainda não lançados aqui são: Good Girl (#2), Love Story (#3), Walk Of Shame (#4), An Ex for Christmas (#5).

Mais Que Amigos nos apresenta Parker Blanton e Ben Olsen, uma dupla de amigos que divide apartamento e muitas confidencias. As pessoas de cara se espantam que eles sejam mesmo amigos, mas ao conhecê-los melhor entendem que é isso mesmo e cada um leva sua vida romântica bem separada da do outro, pelo menos até que surja uma crise…

Quando Parker leva um fora do namorado, fica péssima. É Ben quem vai consolá-la, afinal melhores amigos são para isso. Após muitas lágrimas e algumas garrafas de espumante, Parker pede ajuda à Ben para voltar as pistas e conseguir uns caras para encontros e sexo casual. Só que ela não leva jeito neste jogo e percebe que não consegue sentir interesse em um desconhecido.

A ideia brilhante que surge é a de se envolver com uma pessoa que ela consiga conversar, rir e ter algo após uma noite de sexo e com isso sugere para Ben que eles tenham um caso.

Choque total! Ben, embora já tenha olhado para ela algumas vezes, nunca cogitou uma relação além da amizade. No entanto, plantada a semente e com alguns desafios, ele cede e logo eles passam a ser mais que amigos. O acordo é que deva ser algo divertido, que quando de fato encontrarem alguém para um compromisso sério se separarem sem mágoas e retomem a amizade como era antes. Será que vão conseguir?

A trama apresenta um romance clichê. Mas quem não gosta do bom e velho clichê de amigos que se apaixonam? Eu não dispenso algo assim e me vi facilmente presa no livro e devorando cada página.

Sabemos que isso não vai dar certo, que cedo ou tarde eles vão acabar se apaixonando, basta saber quem primeiro vai ser atingido pela flecha do cupido. É bem gostoso acompanhar a evolução do relacionamento, mas já adianto que Parker é uma pessoa difícil de aceitar e lidar em determinado momento desta relação.

Enquanto Ben é um fofo de marca maior, sempre disposto a fazer tudo por ela, Parker é bem egoísta. Tudo parece ter que girar em torno dela, parece que Ben não tem sentimentos e ela acha certo julgá-lo e usa-lo quando bem quer. O envolvimento dos dois estava fluindo lindamente, mas ela cismou que o coitado não prestava para ser namorado, que não era o ideal para um relacionamento sério e nem deu espaço para ele mostrar se ela estava certa ou não. E quando Ben se ressente por ser julgado, Parker se faz de vítima. O engraçado é que quando ela se viu numa saia justa, imaginem para quem ligou na mesma hora?

Então, a relação que vinha sendo linda e divertida, tem seu momento de caos e parece que não vai sobreviver. Eu torci muito para Ben falar umas verdades para Parker e ela se desculpar por ser tão má com ele. Eu queria que dessem certo, que ela se tornasse uma pessoa melhor.

Enquanto a dupla vai tendo seus altos e baixos, podemos conhecer os amigos deles e até mesmo acompanhar um drama na família de Parker. Eu gostei de a autora não focar apenas no casal, de também construir um pano de fundo interessante para suas vidas e encorpar mais a trama com este aspecto.

O livro, assim como o outro da autora que li, me fez ter a sensação de estar sentada assistindo uma filme. Eu gosto desta sensação, de conseguir visualizar a história como se a visse na tela, de sentir como se estivesse ali, frente a frente com os personagens. Foi uma experiência de leitura bem bacana e recomendo os livros da autora para quem curte um romance leve, com algumas cenas mais picantes e com aqueles clichês que sempre dão certo.  



2leep.com

9 comentários:

  1. Oi Cida!
    Eu confesso que fiquei meio afastado do livro por causa da capa e o título. Só me lembrava um meme que viralizou na net, mas uma amiga minha leu e amou e eu acho a premissa fofa, embora não tenha lido nada com cenas mais hots fora Corte de Espinhos e Rosas. To com a versão digital da obra para dá uma chance. Pretendo ler esse ano.

    Abraços
    David
    https://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Cida, tudo bem? Esse livro está dividindo opiniões, eu já coloquei e tirei da wishlist mais de uma vez, mas tenho aquela pulga atrás da orelha pra conferir a história e tirar minhas próprias conclusões, porque eu gosto de um romance leve nesse estilo filme de "sessão da tarde", são ótimos para variar e intercalar com leituras mais intensas.
    Beijos, Adri
    Espiral de Livros

    ResponderExcluir
  3. Amei sua resenha, também gosto muito quando a gente consegue se visualizar dentro do livro, não conhecia esse, mas já estou doida para conhecer!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  4. Oi, Cida

    Também tive a sensação de estar assistindo a um filme, eu adorei esse livro.
    Já li todos da autora que a Paralela publicou e esse é, de longe, meu favorito!!

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  5. Olá, Cida.
    Eu acho que sou a unica que não gosta desse clichê de amigos que se apaixonam. Eu acho que reforça a ideia de que homens e mulheres não podem ser apenas amigos. Mas tenho ele aqui na kindle e se me der na telha eu vou ler hehe. Acho que se tiver que ler algum da autora será esse.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  6. Oi Cida, esse livro está na minha lista!!!! Sempre leio resenhas positivas e admito acho capa fofa RSRRSRS
    Bjs
    https://eternamente-princesa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Cida! Tudo bom?
    Eu amo essa coisa de melhores amigos se apaixonando, PORÉM vi alguns comentários de uma mina a respeito da leitura dela e fiquei hmmmmmmmmmmm eu provavelmente odiaria esse livro. O protagonista masculino faz muita coisa de macho folgado que eu jogaria um tijolo na cara, então prefiro evitar o estresse :P

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Cida, sua linda, tudo bem?
    Fiquei aqui suspirando com sua resenha!!! Eu acho lindo quando o amor acontece entre amigos. Quem leu esse livro foi a Duda, resenhista lá do blog e amou. Eu ainda não consegui comprar, mas estou louca por ele. Ele tem tudo que me faz ficar apaixonada. Adorei sua resenha e quero ler todos os livros da autora. Principalmente porque tem um dela que é releitura de A Bela e a Fera, uma das minhas historia preferidas.
    beijinhos.
    cila.
    https://cantinhoparaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Cida, gostei do que li na sua resenha, ja estava de olho no livro e agora pude ter uma visão melhor da história e com certeza quero ler
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!