[Resenha] No Limite da Loucura

No Limite da Loucura
Título Original: The Madness Underneath (Shades of London #2)
Autor(a): Maureen Johnson 
Editora: Rocco (Fantástica Rocco)       Páginas: 304
Lançamento: 2016                               ISBN:9788568263372
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Uma das autoras mais queridas do público jovem na Inglaterra e nos EUA, e celebridade no Twitter, Maureen Johnson deixa sua protagonista Rory Devereaux No limite da loucura na eletrizante sequência de O nome da estrela. Depois de se envolver no misterioso caso do assassino em série que se fazia passar pelo lendário Jack, o Estripador, espalhando o medo pela capital britânica, a garota é enviada para a casa dos pais em Bristol. Mas ela não pensa duas vezes quando tem uma chance de retornar a Wexford e reencontrar os amigos. Sua volta a Londres, no entanto, revela mais sobre seus próprios poderes do que ela poderia supor e a põe no centro de uma nova – e sinistra – onda de crimes que vêm desafiando até mesmo a polícia secreta que combate os fantasmas na cidade. No segundo livro da trilogia Sombras de Londres, Rory Devereaux precisa enfrentar seus próprios medos e agir antes que seja tarde.
No Limite da Loucura é o segundo volume da série Sombras de Londres, de Maureen Johnson, publicada no Brasil pela Rocco (selo Fantástica).

No primeiro volume – O Nome da Estrela – conhecemos Rory Deveraux, uma jovem americana que foi passar um ano em Londres e se viu no meio da caçada do novo Jack, o Estripador. 

Ela que pensou que teria apenas um ano de estudos intenso em um internato, fez de tudo menos estudar e acabou descobrindo ter um dom especial. E tal dom foi potencializado quando ela quase morreu e é assim que a encontramos agora, tentando digerir sua nova realidade.

Rory deixou Londres para se recuperar e está vivendo em Bristol com os pais. Cercada de cuidados, está consultando uma terapeuta e praticamente ficando doida com tanta calmaria. Na verdade ela deseja voltar para o internato e ficar com os amigos que fez por lá e na polícia e com isso usar seu dom. De uma maneira surpreendente esta oportunidade surge e ela volta para Londres e é claro que chegando lá dá de cara com novos assassinatos e um novo mistério para solucionar.

Em cada volume a protagonista vai ter que encarar um novo desafio e junto com os integrantes de um departamento secreto da polícia vai caçar assassinos. No entanto, não é o tipo de criminoso que estamos acostumados e sim algo mais sombrio e assustador. Sobrenatural é a descrição correta.

Rory sempre inconseqüente está mais contida, vamos vê-la tentando aceitar o que é e o que pode fazer sem ficar doida. Ela sabe que ao descobrir seu dom cruzou uma linha que não tem volta e ser apenas uma estudante não é mais possível. Eu dei boas risadas com seu desempenho no internato Wexford. Pensem em uma aluna ruim e multipliquem por mil. Essa é Rory, que se deixa levar por teorias mirabolantes, planos para caçar criminosos e até dorme na aula entediada com a matéria. Coitado dos professores! Só que vamos relevar, ela tem coisas mais importantes para resolver e suas escapadas fazem sentido.

Eu gostei de ver sua evolução, foi convincente e de acordo com o que estava vivendo. Não aceitou tudo de maneira instantânea, foi pouco a pouco absorvendo e aprendendo a viver com aquilo.  Só que Rory é muito jovem ainda e precisa aprender muito com a vida e com isso vai cometer erros, alguns com consequências dolorosas.

Comparado com o primeiro livro este tem um ritmo mais lento e é menos sangrento. Neste sentido O Nome da Estrela me deixou bem mais empolgada, mas ainda assim a leitura foi bem gostosa e a autora optou por inserir uma vilã na trama - esta bem humana - , e que vai ferrar e muito com Rory ao que tudo indica e me fez ficar criando mil teorias sobre seus planos nefastos.

Johnson foi feliz neste sentido e deixou a série mais complexa e intrigante, mas uma escolha que ela fez no final me deixou muito, mas muito triste. Irritada e de coração partido. Na minha opinião o destino dado para aquele personagem foi desnecessário. Caramba! Poderia ter sido diferente, havia mil possibilidades e ela escolheu bem aquela. Torço para que neste universo sobrenatural exista uma maneira de reverter tal acontecimento,  tem que ter, please!!!

No Limite da Loucura, mesmo com esta tragédia épica no final, foi uma continuação que curti bastante e me deixou aflita pelo próximo volume. Vai agrada o leitor de YA que gosta de suspense, mistério e um pouco de sangue. E o cenário? A boa e velha Londres! E Londres é Londres,  o melhor local para historias sombrias.  Recomendo.


2leep.com

9 comentários:

  1. Lembro que comentei sobre a qualidade da capa do primeiro volume, e continuo com a mesma impressão sobre o segundo haha. Nossa, odeio quando o autor peca bem no final! Parece que de propósito, pra irritar os leitores. Tem um terceiro volume? Se tiver, ainda há esperanças!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá, Cida.
    Infelizmente acho que não lerie esse livro. Pelo menos não por enquanto. Achei o livro anterior bem fraco, e não consegui gostar da protagonista. E mesmo você falando que ela evoluiu, não sei se lerei.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Oi Cida!
    Ainda não li nenhum livro da série. Que pena que esse não foi tão bom quanto o primeiro, eu sinto isso com 99% das continuações que eu leio. Mas vamos torcer para que o último livro seja melhor!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  4. acho legal quando a continuação também surpreende, vou dar uma relembrada na trama anterior antes de me decidir se leio ou não
    obrigada pela dica
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Cida, sua linda, tudo bem?
    Londres é sempre Londres, concordo muito com você, existe uma atmosfera que é quase um personagem à parte. Que pena que esse livro não agradou tanto e tenho a impressão de que também ficaria de coração partido com esse final. Eu gostei muito dessa união de sobrenatural com policial.

    Te indiquei para um prêmio:
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/2017/01/o-cantinho-foi-indicado-premio-dardos.html

    beijinhos.
    cila.

    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oiê!
    Adoro um bom suspense recheado de mistérios, não conhecia muito sobre os livros e gostei muito da sua resenha, me deixou com vontade de ler, espero ter oportunidade um dia.

    Obrigada pelo carinho. Beijos :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
  7. Vou comprar. Prometi isso na resenha do primeiro, mas agora não ter jeito de fugir.
    Preciso!!!
    Mesmo ele sendo menos sangrento, rsrs. Eu gosto, você sabe.

    Bjksssss

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!