[Resenha] Apenas Um Dia

Apenas Um Dia
Título Original: Just One Day (Just One Day #1)
Autor(a): Gayle Forman
Editora: Novo Conceito        Páginas: 384
Lançamento: 2014               ISBN: 9788581634500
APENAS UM DIA ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
A vida de Allyson Healey é exatamente igual a sua mala de viagem: organizada, planejada, sistematizada. Então, no último dia do seu curso de extensão na Europa, depois de três semanas de dedicação integral, ela conhece Willem. De espírito livre, o ator sem destino certo é tudo o que Allyson não é. Willem a convida para adiar seus próximos compromissos e ir com ele para Paris. E Allyson aceita. Essa decisão inesperada a impulsiona para um dia de riscos, de romance, de liberdade, de intimidade: 24 horas que irão transformar a sua vida. Apenas um Dia fala de amor, mágoa, viagem, identidade e sobre os acidentes provocados pelo destino, mostrando que, às vezes, para nos encontrarmos, precisamos nos perder primeiro... Muito do que procuramos está bem mais perto do que pensamos.

Será possível apenas um dia mudar toda uma vida?

Depois de ler Se Eu Ficar e Para Onde Ela Foi, fui conquistada pela escrita de Gayle Forman, seus romances jovens não são simples e clichês, ela nos apresenta relações carregadas de emoções, permeadas com problemas sérios e aquele toque de drama, além disso seus protagonistas são pessoas que buscam por algo mais que um par romântico, antes de tudo eles buscam a si mesmos e uma forma de derrubar seus fantasmas.

Inglaterra… França… Estados Unidos…França…Holanda…

Antes de sair da casa dos pais e seguir rumo à vida universitária, Allyson ganhou um tour pela Europa, ao lado da melhor amiga Melanie conheceu belos lugares, mas não um dos que mais desejava, Paris, tudo por causa de uma greve, o que a deixou muito frustrada. Quando estava seguindo para Londres no intuito de passar alguns dias na casa de amigos de Mel, antes de voltar para os EUA, Ally reencontrou no trem Willem, um ator itinerante que ganhava seus dias interpretando peças de Shakespeare. Ambos haviam se conhecido numa dessas peças e assim foi fácil manter uma conversa amistosa, tão grande foi a afinidade, que ele convenceu a garota a mudar seus planos e acabar com sua frustração, ela deveria ir conhecer Paris e ele seria seu guia, por apenas um dia.

Certinha e muito organizada, ela foi contra seus princípios e cometeu seu primeiro ato de rebeldia, conheceu uma cidade única e marcante, ali viu pela primeira vez quem era, ou melhor quem gostaria de ser, contudo o final daquele dia não teve o desfecho esperado, a alegria da aventura deu lugar a tristeza e decepção.

Apenas Um Dia, ao contrário do que imaginei, não se passa num período de 24 horas, este único dia na vida da protagonista é apenas um pontapé inicial para sua história. Na primeira parte do livro a autora detalha a experiência de Ally ao lado de Willem em Paris, criamos a ilusão de um romance doce e singelo, estilo amor à primeira vista, mas conforme vamos caminhando com os jovens, percebemos que ao passo que ela é uma pessoa sonhadora e até mesmo iludida com a questão de romance, ele é um cara que acredita em acasos e liberdade, uma alma sem amarras que prefere o momento ao invés de planos de longo prazo. Quando ele tece sua opinião sobre estar e ficar apaixonado eu percebi que mesmo as afinidades dos dois não seriam suficientes, havia algo errado, Ally precisava amadurecer muito ainda, mas antes de ter oportunidade de perceber isso algo se partiu para sempre, seu coração.

Assim a história dá uma reviravolta, em sua parte dois, Ally segue para o primeiro ano na universidade, um ano onde mergulhou numa depressão profunda  e se negou a lembrar de Paris, é triste ver como a cada dia ela ficava pior, por mais que eu não tenha gostado dela inicialmente, visto nela uma pessoa cansativa e entediante, não consegui deixar de torcer por uma reviravolta, eu queria que Ally deixasse de ser controlada pelos pais, que parasse de se martirizar por algo que não foi sua culpa e assumisse seus sonhos, lutando por seu lugar no mundo e sendo feliz.

Foi tão frustrante e ao mesmo tempo empolgante acompanhar sua jornada neste ano pós- Paris, a autora fez sua personagem evoluir pouco a pouco e com a ajudinha de algumas pessoas (Dee especialmente, com sua sinceridade ímpar), Ally abriu os olhos e desabrochou, não é repentino, por isso preparem-se para algo gradativo e também para sentir ódio de certas atitudes da garota, mas vale a pena seguir em frente com ela, pois ver seu amadurecimento não tem preço, é algo que nos faz refletir sobre nós mesmos, sobre coragem para levantar depois de uma queda e buscar uma vitória.

Os caminhos que Forman destinou a sua protagonista são imprevisíveis, se o avanço de um dia para um ano inteiro foi surpreendente, imagine quando temos uma terceira parte da história que nos leva para onde tudo começou. Isso mesmo! Surge uma garota das cinzas, como a própria fênix, viva e pronta para o que der e vier, e foi esta fase final que me arrebatou e fez meu coração bater mais forte, a trama vai seguindo para um momento de decisão e é concluída no melhor estilo Gayle Forman de ser, você termina com o coração na mão e em desespero pelo próximo livro, já que o final não é O FINAL!

“Fluido – repito como um encantamento. Se o tempo pode ser fluido, então talvez algo que seja apenas um dia possa continuar para sempre.”

A narrativa em primeira pessoa, pela voz de Ally, é intimista e reveladora, carregada de angústia e sentimentos conflitantes, é um mergulho na alma da garota. A leitura é fácil e envolvente, eu gostei da maneira como a história começou tranquila e seguiu para algo mais denso, abordando não só um romance, mas relações familiares e interpessoais, amadurecimento, auto-descoberta,  amor próprio e auto-estima. Na busca por uma certa pessoa Ally acabou encontrando a si mesma, sua verdadeira identidade.

“Ninguém é o que parece ser.”

Gostei muito do livro, mais maduro que os que li anteriormente, com um charme especial por ter Shakespeare intrinsecamente presente em momentos decisivos e comoventes. A continuação, Apenas Um Ano, deve chegar por aqui em breve, com a história narrada pelo ponto de vista de Willem, que é um amor de pessoa. Temos ainda um volume extra, Just One Night, que traz uma conclusão para o destino destes dois jovens. Os direitos da obra foram adquiridos para uma adaptação nas telonas, estou ansiosa para conferir, mas não tenho conhecimento de maiores detalhes desta produção no momento.

“E as pessoas que fingimos ser já estão dentro de nós. É por isso que fingimos ser essas pessoas, para começar.”


2leep.com

17 comentários:

  1. Oi, Cidoca!!!
    Eu não li "Se eu ficar" mas vi o filme e amei! Confesso que a sinopse desse livro já tinha me chamado a atenção, mas agora depois de ler sua resenha, eu quero mesmo ler ele.
    Mesmo com essa questão da personagem a princípio, ser imatura e chata (coisa que detesto) acho que vale a pena, já que você nos alerta para o fato de que ela amadurece e muda ao longo da historia. Tá decidido, eu preciso mesmo ler esse livro.

    Beijinhos
    Jaque - Meus Livros, Meu Mundo.

    ResponderExcluir
  2. Oi Cida, tudo bom?
    Essa autora tem o dom de emocionar com seus romances. Apesar de ter me decepcionado um pouco com Seu eu Ficar, estou disposta a dar uma nova chance para a autora porque ela cria tramas interessantes. Fico tentando entender o que acontece nesse dia que muda a vida dos dois protagonistas para sempre. Vou aproveitar que a NC já vai lançar o segundo livro para ler os dois de uma vez.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Cida, ainda não li nada da autora.
    Ganhei o livro Se eu Ficar de presente de uma amiga. Mas, ainda não li. Estou atrasada com os livros de parceria. Mas, assim que as coisas acalmarem irei conferir. Ainda não assisti ao filme, pois quero ler o livro primeiro.
    Se gostar coloco este na lista também.
    Adorei sua resenha, dá uma perfeita visão da história sem soltar muitos spoilers.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  4. li os dois anteriores da autora e estou de olhão grande nesse lançamento de novembro, se não me engano! acho que a história tem tudo para conquistar
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá! Estou de olho nesse livro há um tempo. Vi umas resenhas maravilhosas por aí que me despertaram o interesse nele e agora depois de ler essa sua, tenho certeza de que vou adorar essa leitura. Além da capa ser linda, né?
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Oi Cida! Gostei de Se Eu Ficar e sempre tive vontade de ler este livro da Gayle Forman. Hesitei um pouco quando você disse que a personagem é meio chata, mas me animo em saber que há realmente um amadurecimento na personagem. Só fico mega em dúvida se leio a estória depois que lançarem o outro livro ou não, pelo medo do desespero do final haha mas fiquei bem animada para ler logo o livro. Ótima resenha!

    Beijos!
    http://palavrasdeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi! Ainda não li nenhum dos livros desta autora e fiquei curiosa com este. Adoro livros com viagens e questões profundas e me interessei muito pelo enredo deste. Pelo seu comentário de a narrativa ser um mergulho na alma da personagem, imagino ser um livro tocante e que nos faz nos identificar com os conflitos. Vou colocar na lista. :)
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Ebaaa! Que bom que o livro ganhou várias estrelinhas na resenha, pois já tenho aqui na estante.
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Adorei. Também me surpreendi com essa de não ser um dia só, rs. Acho que entendi errado na sinopse.
    Enfim, resenha lindaaaaaaaaa.
    Só não curti esse negócio de ser um segundo livro pelo ponto de vista do Willen. Tá, não sei bem dele pois não li o livro, mas não importa, não curto esse negócio de ter uma continuação narrada pelo ponto de vista do outro, ainda mais se for da mesma coisa. Mas como a Gayle é a Gayle, eu vou ler mesmo assim, porque a Gayle é a Gayle e ela escreve muuuuuiiiito!!!

    Bjksssssssss

    Lelê

    ResponderExcluir
  10. Oie Cida =)

    Quero muito ler esse livro, mas ainda não consegui pegar em um livro esse mês acredita?
    Estou em uma correria e só vou conseguir parar e abraçar um livrinho querido no feriado de carnaval rs...
    Mas, Apenas um dia já está na fila de próximas leituras. Acho melhor preparar os lencinhos né rs...
    Linda resenha!

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  11. Boa tarde Cida,

    Gostei muito da sua resenha, me deixando mais animado com a leitura, o primeiro livro eu espera bem mais, mas as resenhas positivas que leio desse me dão um expectativa melhor.....abraço.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oi Cida, tudo bem?
    Esse parece ser um daqueles livros que mexem com a gente, e sempre gosto mais de livros que nos apresentam o crescimento da personagem e nos surpreendem. Tenho muitos livros na fila, mas acho que vou pular algumas para ler este.
    Abraços,
    Amanda Almeida
    http://amanda-almeida.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi Cida,

    Eu amei esse livro mas justamente por causa do final é que tirei uma estrela fiquei mega curiosa com os outros livros e descobrir que o segundo volume vai ser narrando os momentos de Willem e o final continuará sendo o mesmo me deixou com raiva rsrs mas com certeza este livro foi muito melhor que a duologia anterior.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oi Cida, tudo bom?
    Esse livro me parece ser melhor do os outros que li dela, não li ele ainda mas tive essa impressão. É uma boa descoberta pra mocinha né?

    ResponderExcluir
  15. Em uma nota de 1 a 5, a minha é 3. Achei a protagonista muito chata e irritante e curti muito o mocinho do livro. Enfim, só vou ler o segundo porque quero saber o que houve. Beijos e parabéns pela resenha.

    Viviane Gonçalves
    vsg_caue@hotmail.com

    ResponderExcluir
  16. Eu li o Se eu ficar, e achei horrível kkkk desculpe quem gostou, mas a ideia é ótima, mas achei muito mal desenvolvido, porém, ainda quero ler o Para onde ela foi, e também o Apenas um dia.
    Adorei sua resenha, me lembrou um pouco do Lua Nova, em que a Bella aos poucos vai se degradando.
    E pelo jeito era o que estava acontecendo com a Ally. Legal saber que ela amadureceu, e que conseguiremos também, junto com ela, aprender mais e crescermos igualmente.
    Ainda vou lê-lo!!
    bjooos

    ResponderExcluir
  17. Oi Cida, eu ainda não li Se Eu Ficar ou Para Onde Ela Foi e Apenas Um Dia, mas eu tenho os três livros e pretendo ler o mais rápido possível, essa autora parece ser muito boa já que seus livros são um sucesso.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!