[Resenha] Mão de Ferro

Mão de Ferro
Título Original: Ironhand (Stoneheart Trilogy #2)
Autor(a):  Charlie Fletcher 
Editora: Geração                  Páginas: 384
Lançamento: 2014               ISBN: 9788581300566
42692238 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Numa Londres de pesadelo, estátuas de gárgulas e outros monstros ganham vida e perseguem um casal de crianças em ações frenéticas sucessivas Edie e George, tendo como companheiro o Artilheiro, deparam-se com novas ameaças, como o Touro Matador e as armadilhas perversas do Caminhante. Seus poderes terão que ser usados de modo mais consciente e suas personalidades terão que amadurecer. Conseguirão os dois sobreviver a tantos desafios e provas?

Mão de Ferro, segundo livro da série Coração de Pedra, de Charlie Fletcher, publicada no Brasil pela Geração Editorial – selo Geração Jovem, dá continuidade as aventuras de George, um garoto que ao quebrar um estátua despertou uma magia esquecida, ele fez com que um véu caísse e uma outra cidade de Londres surgisse, um lugar onde estátuas caminhavam e andavam, No entanto, só dois humanos são capazes de ver por baixo deste véu, ele e Edie,  e ambos acabam vivendo uma aventura sem igual ao lado da estátua do Artilheiro, desvendando segredos e lutando contra o sombrio Caminhante.

O primeiro livro, Coração de Pedra (confira a resenha), nos insere neste mundo e permite entender como funciona o universo de estátuas andantes, sabemos que as conhecidas como cuspidos, são réplicas de pessoas e estão do lado do bem, já os estigmas, réplicas de criaturas mitológicas e outros seres, são perigosos e ruins. Eu achei a trama muito interessante e fiquei fascinada por este universo fantástico, não via a hora de conferir uma nova aventura de George e seus amigos para obter as respostas de algumas perguntas que surgiram, Mão de Ferro começa exatamente de onde termina o anterior, após enfrentar o vilão, George perdeu o Artilheiro e agora, junto com Edie, precisa encontrar o amigo, mas uma série de acontecimentos os separa, assim temos os três vivendo experiências diferentes no decorrer da história.

A narrativa em terceira pessoa permite uma visão completa dos acontecimentos, não só do que ocorre com Edie, George e o Artilheiro, mas também com o Caminhante e com as estátuas vivas que irão desempenhar importante papel na trama. O ritmo muda comparado ao do livro anterior, que foi uma perseguição implacável.

As partes onde Edie e o Artilheiro aparecem foram as que mais gostei, especialmente as dela, cheias de sentimentos e conflitos, ela é uma garota atormentada que luta com o passado, na verdade o que descobriu sobre isso foi o ponto mais empolgante da história, pois nada era o que parecia ser; já George, que cresceu como personagem no decorrer do outro livro, aqui ficou estacionado, suas cenas extremamente descritivas e com poucos diálogos foram cansativas e repetitivas, eu senti falta de toda a dinâmica anterior, somente nos capítulos finais o autor retoma aquele clima de aventura que tanto gostei, uma pena o livro todo não ter sido tão agitado.

Embora a história não tenha sido conduzida como eu esperava, o cenário continua impecável,  você acredita na existência de uma Londres cheia de magia oculta sob aquela que as pessoas comuns enxergam, a mitologia que envolve as estátuas é bem criativa.

O final é fechado para esta aventura, tal como no livro anterior, mas deixa um gancho para um novo desafio, torço para que nosso amigos não sejam separados e fiquem juntos todo o tempo, George ganhou novos aliados e espero que todos tenham o devido destaque futuramente, são personagens promissores e cativantes.

Aguardo a publicação do terceiro livro, Silvertongue, mesmo com as ressalvas, eu gosto da série e de sua ideia, além disso o carisma dos personagens é enorme e o clima sombrio da história me prende, vou apostar em sua sequencia.




2leep.com

13 comentários:

  1. Oi Cida,
    o livro não me chamou atenção, quem sabe quando ler o primeiro rsrsrsr

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  2. Realmente essa mitologia das estátuas é bem criativa. Que chato o fato desse segundo livro não ser tão dinâmico como o anterior.
    Amei a resenha! Um abraço, Cida!

    ResponderExcluir
  3. oi flor, este infelizmente é um livro que mão me atrai para a leitura, não gostei muito da premissa!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Pelo jeito esse livro não foi tão empolgante quanto o primeiro né, mas mesmo assim parece ser bom. Tenho muita vontade de começar essa história.

    ResponderExcluir
  5. Oiee

    Eu tenho o primeiro livro desta série mas ainda não li, não é tipo de leitura que me agrada muito e ainda não sei se darei uma chance.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oii
    Achei que terminaria nesse livro.
    Vi muitas resenhas positivas, por isso fico curiosa para ler. Apesar de o livro no começo não ter me chamado atenção.
    Tomara que você goste mais do terceiro.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Nossa que capa é essa? Chama bastante a atenção RSRSR Tenho que ler o volume 1 antes ;)
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia essa séria e achei bem interessante. O tema não é comum, então já um ponto positivo por ser algo diferente, além de você ter citado que apesar do gancho a história tem um fechamento, que eu sempre acho bacana tbm.
    Apesar disso, não me chamou tanto a atenção para ler =/
    Bjo

    ResponderExcluir
  9. Eu ganhei o primeiro livro, mas não li ainda :(
    Agora com a resenha do segundo acho que vou encarar.
    Mesmo esta resenha tendo sido um tanto menos empolgante que a primeira, ainda assim acho que vale a pena!!

    Adorei. Esse clima sombrio também ganha meu coração ♥

    Bjks

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. O cenário é mega impecável realmente e eu incrivelmente, desesperadamente, surrealmente amo essa capa de um jeito inexplicável. Eu elegi como a melhor capa do ano. É algo inexplicável, só quem tem ela em mãos pode entender isso.
    Eu gostei de ambos os volumes, mas gostei mais do primeiro por ser algo introdutório e que nos deu uma ideia de como tudo iria ser e, para mim, teve mais ação \o

    ResponderExcluir
  11. Eu não conhecia essa série, mas gostei da premissa. Não estou podendo começar novas séries por enquanto, mas assim que puder vou dar uma chance a estes livros.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olha, confesso que tentei ler Coração de Pedra, mas não rolou. Com essa resenha do segundo livro, eu vou pensar duas vezes antes de continuar, viu? Não é muito minha praia, mas como eu tinha ganhado o livro de um amigo... resolvi ler...porém, não me agradou :/ sei lá, não funcionou pra mim.

    beijos,

    Amy - Macchiato

    ResponderExcluir
  13. Adoro o universo de fantasia, então é provável que eu goste desse livro. Ainda não o conhecia, por sinal. E nem o anterior. Me pareceu interessante e darei uma olhada para tirar minhas conclusões.
    beijos!

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!