[Resenha] Coração de Pedra

Coração de Pedra
Título Original: Stoneheart (Stoneheart Trilogy #1)
Autor(a): Charlie Fletcher
Editora: Geração Editorial               Páginas: 464
Lançamento: 2007                        ISBN: 9788560302109

 ||Compare & Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
coração de pedra

O romance ''Coração de Pedra'', do inglês Charlie Fletcher, conta a fascinante história de uma guerra entre estátuas mitológicas e estátuas de seres humanos em Londres. O início de tudo foi um soco de um adolescente, George Chapman, decepando a cabeça de um dragão de pedra do pórtico do Museu de História Natural. Ele é perseguido por um Pterodáctilo, réptil de dentes afiados e pontudos, que se soltou da fachada do museu e o olhava fixamente com ódio e fome. George é salvo pela estátua do Artilheiro do Memorial de Guerra. Somente o jovem enxerga as estátuas em movimento. Para reparar o estrago que aprontou, ele tem de colocar a cabeça do dragão no Coração de Pedra, mas George não sabe onde encontrá-la. Na busca, conta com a ajuda de Edie, uma menina bem decidida.
Faz tempo que queria ler este livro, aventuras juvenis são sempre uma boa pedida, diversão garantida e algumas horas viajando por um mundo de fantasia, onde o impossível torna-se possível. Em Coração de Pedra, primeiro livro da série de mesmo nome, de Charlie Fletcher, isto é um fato. Imaginem estátuas falando e caminhando com você, batendo aquele papo e te tirando das maiores confusões?

George é um menino reservado, conhecemos ele durante um passeio da escola no museu, logo percebemos o quanto ele prefere ficar afastado da maior parte das pessoas e não chamar atenção, mas nem sempre isso é possível, vítima de um dos meninos maldosos de sua turma, acaba levando a culpa por algo que não fez e é posto de castigo pelo professor. George resolve desobedecer e dar umas voltas pelos arredores do museu, está tão revoltado com o que lhe aconteceu que dá um soco em uma estátua, arrancando sua cabeça; o resultado foi algo inesperado, todas as estátuas despertaram para vida, algumas começaram a perseguir o menino, dispostas a matar. Assim, ele começa a fugir para salvar a pele e no encontro com a estátua de um Artilheiro é que começa a entender o que está acontecendo; com a ajuda deste novo amigo e de Edie, uma garota que também vê estátuas andantes, vai tentar acertar as coisas, mas existem muitos enigmas para serem desvendados antes disso.

Coração de Pedra foi um livro que me prendeu desde as primeiras páginas, o mistério ao redor desta histórias de estátuas que andam e falam foi algo bem intrigante, mas a maneira como elas queriam matar George é o que mais desperta a curiosidade, eu queria entender que tipo de fenômeno era aquele, se era uma maldição, um dom que George tinha ou sei lá, algo mais fantástico ainda. São muitas perguntas que surgem no decorrer da leitura e vamos descobrindo suas respostas junto com o protagonista, ele está tão perdido quanto nós e vai cruzar toda a cidade de Londres para conseguir respostas.

O cenário escolhido para a trama é ótimo, Londres, Inglaterra, temos a chance de passear por vários pontos turísticos da cidade e conhecer vários monumentos, além de outros cantinhos bem assustadores, mas tudo ganha novas cores quando fica claro que existem duas Londres distintas, a que todos podem ver diariamente e aquela que está sob um véu de magia, foi esta segunda que George descobriu ao quebrar a estátua.

Nosso protagonista é um personagem que cresce no decorrer da história, começa como um garoto introspectivo e até mesmo que te medo de correr riscos e acaba como uma pessoa cheia de coragem e vontade de viver aventuras (e quanto mais perigosas melhor). Não foi só o perigo que despertou o garoto, foi também a amizade sincera do Artilheiro e da jovem Edie. Ele e a menina são duas crianças que carregam uma tristeza enorme dentro de si, assim não esperem personagens cheios de piadas, ambos são uma dupla séria, que aos poucos vai se soltando e aprendendo a confiar nas pessoas, no entanto são cativantes, intensos e bem maduros.

Edie é um grande mistério, fragmentos de seu passado são mostrados do decorrer da história, mas ainda assim, muita coisa sobre ela fica oculta, algo para ser desvendado nos próximos volumes da série. Existem ainda outros personagens muito bons, como o Artilheiro, o Dicionário, o Contador e o vilão Caminhante.

É uma narrativa rica em detalhes, por ser em terceira pessoa, garante uma visão ampla de tudo o que está acontecendo, temos os paralelos ao avanço do protagonista, que preenchem muitas lacunas que vão surgindo. O final é conclusivo em relação ao que George buscava, mas nos conduz para uma nova aventura, o mundo que foi desvendado aqui, ainda tem muito à revelar.

Uma história sombria e de mistério, que trabalha a força de amizade, confiança e lealdade. Gostei desta aventura.













2leep.com

14 comentários:

  1. Este livro já teve duas coisas que me chamou a atenção já na sinopse: Londres, eu amo esta cidade desde que me entendo por gente, e Gárgulas. Nunca li muita coisa sobre este tipo de criatura. E como adoro livros de fantasia, sempre procuro alguns que sejam com enfoque em coisas mais diferenciadas.

    ResponderExcluir
  2. Putz!! E eu tô com este livro aqui e ainda não li. Adorei saber mais sobre George e sobre o clima sinistro do livro. ADORO!!!

    Preciso falar que a resenha está linda?? Não né? Que bom, rs.

    Bjkassssss


    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oii..
    Olhando a primeira vista assim pela sinopse eu não sei se leria o livro.
    A história não me chamou muita atenção, mas a contar por sua resenha que mostra que voce gostou, eu daria uma chance ao livro.

    beijos
    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia esse livro, mas pelo que li na sua resenha parece ser bem interessante. Fiquei curiosa e assim que eu tiver oportunidade pretendo sim investir nessa série. Valeu pela ótima dica de leitura. Beijos querida!!!

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  5. confesso que não tenho muita vontade de ler, o gênero não é o que mais me atrai, mas fiquei feliz por ter fluido pra você!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Gostei da resenha e talvez leia o livro por causa dela, isso pq apenas a sinopse não me animou para a leitura
    bjo
    Pah - Lendo e Escrevendo

    ResponderExcluir
  7. Oie Cida
    não conhecia esse livro, e achei que a sinopse me lembrou muito um livro da Cornelia Funke, que eu esqueci o nome, mas traz um enredo onde fantasmas voltam a vida e ameaçam a vida do protagonista. Só que no caso desse livro são as estátuas.
    E o cenário também me atrai muito, Londres é o cenário perfeito para uma aventura sombria.
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  8. Oi, Cida!
    Não conhecia o livro, mas gostei da premissa. Aventuras desse tipo são muito instigantes e os personagens me chamaram atenção, se tiver oportunidade quero ler. Achei a capa muito legal também. :)

    Beijos,

    Rafa {Fascinada por Histórias}

    ResponderExcluir
  9. Oi Cida!
    Eu li esse livro já faz um tempinho e também gostei! Também gosto bastante de aventuras e esse livro me fez entrar totalmente dentro da história.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  10. Oi Cida :D

    Eu li este livro há uns anos atrás, e adorei :D
    É um livro infanto mas nem tanto hehe. É sim um tanto sombrio, e adorei o clima do livro.
    Pretendo reler, pois é muito bom.
    O duro é que tem continuação, e até agora a editora não deu sinal de que irá o publicar D:

    Parabéns pela resenha.

    Beijos,
    Livy
    No Mundo dos Livros

    ResponderExcluir
  11. Gente, que resenha fofa. Adorei a premissa da história, estátuas falantes e assassinas! kkkk Acho tão legal quando os autores inovam :) Assim como você sou fã de juvenil e pelo visto não é só a história sobrenatural que prende, mas a vida do próprio menino né?! Adorei a dica e fiquei imaginando as cenas.. hehe Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  12. Gostei da capa, da sinopse e amei a resenha. Gosto desse tipo de leitura e pretendo ler o livro. Já anotei na minha listinha.

    ResponderExcluir
  13. Achei o enredo muito interessante! Ainda não conhecia o livro mas gostei muito da resenha e fiquei curiosa. Gosto muito de livros cheios de aventuras e esta parece mesmo prender a atenção do leitor, gostei de saber também que o personagem amadurece ao longo da estória, parece ser muito bem construído! :)

    ResponderExcluir
  14. Gostei da resenha! A capa me chamou atenção porque na mesma hora eu lembrei da história do Corcunda de Notre-Dame, e continuei lendo e procurando as semelhanças entre as duas histórias (e acredite, eu encontrei), sendo a principal o fato das estátuas se moverem e o personagem principal ter a ajuda de uma garota (Esmeralda/Edie <3).
    Fiquei com vontade de ler mais ^^

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!