[Resenha] A Era dos Mortos

A Era dos Mortos - Parte I (As Crônicas dos Mortos #5)
Autor(a): Rodrigo de Oliveira 
Editora: Faro                        Páginas: 208
Lançamento: 2018              ISBN: 9788595810068
 ||Skoob||  ||Goodreads||

Vários anos se passaram desde que Uriel, agindo como um tirano, assumiu o controle da maior colônia de sobreviventes do apocalipse zumbi na Terra. Ivan, Estela e quase todos os seus aliados estão mortos. Do grupo original, apenas Isabel, Mariana e alguns poucos conseguiram escapar de Ilhabela. E a cada dia, a fome de poder de Uriel e de seu filho, Otávio, aumenta, tornando a vida dos sobreviventes ainda mais penosa. O trabalho escravo se torna a regra. A cobrança de mais e mais tributos e a imprevisibilidade do poder central mantêm todos em constante alerta. Otávio, que passou anos realizando pesquisas médicas, finalmente consegue um meio de controlar os bersekers, os zumbis monstruosos, transformando-os em cães de caça. É a sua forma de assegurar a permanência no comando da comunidade, mas também de destruir, pelo medo, qualquer intenção de resistência. Então, ele produz algo ainda pior, uma criatura feroz e diabólica com o poder de destruição em massa. Há muito em jogo. O governo central ainda considera Isabel uma grande ameaça, seja viva, ou morta-viva, o que poderia transformá-la numa nova Senhora dos Mortos. Mas, duas crianças chamam a atenção de Isabel que decide prepará-las para batalhas ainda mais sangrentas. Serão elas a esperança para o fim daquela era de medo e destruição? A derradeira batalha está para começar, mas os inimigos, humanos e zumbis, também têm suas surpresas. Sejam bem-vindos a uma nova era de horror e violência. Esta é... a Era dos Mortos.
A Era dos Mortos vem para nos conduzir ao desfecho da saga As Crônicas dos Mortos, de Rodrigo de Oliveira, publicada pela Faro.

São dois livros que temos para dar corpo para o final e nesta primeira parte o leitor chega traumatizado depois de ter visto praticamente todos os personagens principais da série mortos no livro anterior. Na verdade, do grupo inicial formado por Ivan e Estela, só restou Isabel e ela nem é cem por cento do grupo original, já que chegou na história no segundo livro.

Quando finalizei a leitura de A Ilha dos Mortos eu fiquei de queixo caído com a ousadia do autor de matar todo mundo. Nem imaginei o que ele ia aprontar pela frente, embora tenha ficado algo nas entrelinhas. Ainda assim, este novo volume mais uma vez me surpreendeu. E não por conta do perigo da ameaça zumbi para os humanos, mas por mostrar que nós somos nosso maior inimigo.

Embora no começo do apocalipse zumbi, os humanos tenham se unido para sobreviver, com o passar do tempo e depois de encontrar uma nova forma de levar a vida na Terra ao lado das criaturas bizarras, não demora para a ganância, inveja e sede de poder retornarem e mais uma vez a humanidade se tornar vítima da corrupção, ditadura e de si mesma.

Os zumbis ainda estão ali, mas achei incrível eles estarem sendo usados como armas nesta nova realidade. Surgiram dois ditadores, Uriel e seu filho Otávio. O primeiro é ganancioso, mas o segundo é louco e acaba usando os zumbis de forma horrenda e assustadora.  Senti mais medo desta nova realidade do que da anterior, quando o planeta entrou em colapso. Novamente o autor conseguiu me deixar em pânico e com o coração na mão com todas as reviravoltas e situações trágicas que criou.

A série manteve sua evolução, claro que não superei a ausência dos personagens que havia me apegado e gostaria muito que o autor os tivesse mantido, mas por outro lado ele criou um novo núcleo de sobreviventes, que ganha fácil nosso carinho. Os novos vilões, piores até que a temida Jezebel, são mais sádicos e insanos. Não consigo imaginar como serão derrotados e se um dia os zumbis vão ser de fatos exterminados.

A leitura foi excelente e, como sempre, de impacto. Recomendo muito a série e estou em preparo psicológico profundo para enfrentar A Era dos Mortos II.


2leep.com

4 comentários:

  1. Oi Cida,

    Bacana o autor separar em suas partes o livro. Eu sofro tanto com esses autores que matam personagens como se fossem água. Dá uma tristeza quando a gente se apega a eles.
    Bjs e um bom fim de semana!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderExcluir
  2. Oi, Cida!
    Menina, da série só me falta adquirir esse e o próximo.
    Peguei o spoiler de todo mundo morto, mas logo imaginei HAHHAHAHHAHA
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  3. Olá, Cida.
    Eu terminei esse livor achando que seria a extinção da humanidade porque não conseguia ver nenhum tipo de saída hehe. E o pior é que do jeito que as coisas caminham não é dificil de imaginar que o ser humano chegue a esse ponto não.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Oi Cida,
    Estou pensando em começar a ler essa série, sei que é longo, por isso estou pensando em finalizar alguns livros antes de começá-la.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!