[Resenha] Outsider

Outsider
Título Original: The Outsider
Autor(a): Stephen King 
Editora: Suma                      Páginas: 528
Lançamento: 2018               ISBN:9788556510679
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
O corpo de um menino de onze anos é encontrado abandonado no parque de Flint City, brutalmente assassinado. Testemunhas e impressões digitais apontam o criminoso como uma das figuras mais conhecidas da cidade — Terry Maitland, treinador da Liga Infantil de beisebol, professor de inglês, casado e pai de duas filhas. O detetive Ralph Anderson não hesita em ordenar uma prisão rápida e bastante pública, fazendo com que em pouco tempo toda a cidade saiba que o Treinador T é o principal suspeito do crime. Maitland tem um álibi, mas Anderson e o promotor público logo têm amostras de DNA para corroborar a acusação. O caso parece resolvido. Mas conforme a investigação se desenrola, a história se transforma em uma montanha-russa, cheia de tensão e suspense. Terry Maitland parece ser uma boa pessoa, mas será que isso não passa de uma máscara? A aterrorizante resposta é o que faz desta uma das histórias mais perturbadoras de Stephen King.
King é King e não tem para ninguém. 

Quando penso que o mestre não vai mais me surpreender, ele surpreende. Outsider é um dos seus mais novos livros e traz uma história que mistura o King de Mr. Mercedes com o King das antigas, aquele King de IT.

Quando li a Trilogia Bill Hodges tive receio de não apreciar King no gênero policial. Contudo, não apenas apreciei, como também os três livros figuram entre os meus preferidos do autor. Uma trama policial de King não é uma trama policial como costumamos encontrar em outros livros do gênero. Ele traz toda a parte de assassinatos, a parte investigativa, o pessoal da polícia e até amigos que vão tentar descobrir o culpado. Até então é algo que você sabe como funciona. Então ele ousa, mostra a razão de ser “KING” e insere um elemento diferente, algo de arrepiar e fazer o leitor olha para trás para confirmar se não vai ser a próxima vítima. 

Outsider segue este molde, começa com um assassinato brutal e a captura de um culpado pela polícia, mas diferente da Trilogia BH, King de cara coloca as cartas na mesa (ou não) e mostra que este caso de assassinato não é um casinho qualquer.

Em uma pequena cidade um garotinho é encontrado brutalmente violentado e assassinado no parque. Uma diversidade de testemunhas viu um determinado homem nas  imediações do local do crime, agindo de maneira estranha e sujo de sangue. Culpado estava escrito em sua testa, mas conforme lemos é difícil acreditar que Terry Maitland seja um assassino e estuprador.

As provas estavam ali, mas para mim ele era inocente e quando mostra que tem um álibi sólido, a polícia, a família, o promotor público e o advogado de defesa ficam ensandecidos. O álibi era totalmente inquestionável e aí você se pergunta o que de fato aconteceu.

É uma investigação intensa e alucinada, cheia de tramas e subtramas. Fica mais complexa e intrigante a cada capítulo. King testa a sagacidade do leitor, dos personagens e acima de tudo a crença no impossível. A investigação deste crime se une a outras investigações de assassinato, viaja por vários estados americanos e forma uma teia emaranhada e impossível de largar. É uma leitura de altas vibrações, de medo, de curiosidade, empolgante e intensa.

O livro é uma obra prima de King, uma união do seu melhor, de tudo aquilo que cativou e empolgou o leitor no decorrer de sua carreira. Sem dúvida, Outsider é um presente para quem acompanha a obra do mestre e para aqueles que desejam conhecê-lo.

O livro tirou meu sono e encheu-me de alegria. Não pude imaginar onde chegaria e simplesmente me deixei levar. Leitor fiel segue King de olhos fechados e não se decepciona, ainda mais quando o autor percebe que tem personagens de muito potencial em outras obras e que não só pode, como deve, usá-los sempre que possível. Ele traz para o time de mocinhos um membro do trio de heróis da Trilogia BH e foi uma adição maravilhosa e de astuciosa.

Em Outsider você gosta dos personagens. Teme que morram. Sabe que há algo errado, acredita na inocência do culpado e vive uma montanha russa de emoções. Lembrar de Mr. Mercedes é bônus. Sente que não há explicação para tantas estranhezas, mas acredita que King vai ter uma explicação coerente. Se anima com o entusiasmado e acolhedor clima familiar, se enternece com as ligações entre as pessoas e ama o final. Um final bem pensado, apoteótico e que dá a entender que pode ter mais... MARAVILHOSO! 

Oi! Eu sou a Jô. E de vez em quando vocês vão me ver por aqui.


2leep.com

6 comentários:

  1. Oi Cida, tudo bem?
    Como fã de obras policiais, fiquei interessada. Adorei a dica!
    Só fiquei com uma dúvida: é preciso ler alguma outra obra dele pra entender essa?
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  2. Oi, Jô

    Eu gosto do autor, mas não é um autor por quem morro de amores. Acho ele um gênio, mas eu tenho que estar muito na vibe para lê-lo.
    Que bom que foi um livro que te surpreendeu positivamente!

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Cida,
    Estou começando a me empolgar para ler algo do King.
    Não sei se este seria minha primeira leitura, mas tomara que eu goste tanto quanto você.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Jô!
    Menina, eu ando meio decepcionada com os trabalhos mais recentes do King, mas esse livro me desperta muito o interesse em ler. Não li a trilogia BH, mas vi a série e amo
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  5. Oi Cida!
    Nunca li nada do King. Queria ter coragem pra isso mas esse homem só escreve terror e eu nao consigo. Sou medroso demais
    Quem sabe um dia quando eu tiver coragem para enfrentar.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oiie

    Eu sou meio noob em relação a Stephen King, achava que ele só escrevia livros de terror... não sabia desses livros policiais, menina!! :O
    Eu amooo esse tipo de livro e a história parece ser muito envolvente, como um livro assim deve ser! E por ser esse autor tão aclamado, com certeza deve ser maravilhoso.

    Já ta na minha listinha!

    Bjuu
    Início de Conversa

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!