[Resenha] O Melhor de Você

O Melhor de Você
Título Original: Most of All You
Autor(a): Mia Sheridan 
Editora: Universo dos Livros      Páginas: 384
Lançamento: 2018                     ISBN: 978-8550303208
||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
A autora best-seller do The New York Times, Mia Sheridan, presenteia os leitores com um novo romance contemporâneo comovente — que recebeu a rara e cobiçada resenha cinco estrelas Gold Pick da RT Book Reviews! Uma mulher destroçada… Crystal aprendeu há muitos anos que o amor só traz sofrimento. Não sentir nada é muito melhor do que ser magoada de novo. Ela protege o coração ferido por trás de uma fachada impassível e traz dentro de si uma profunda desconfiança com relação aos homens, que, segundo sua experiência, só exploram e depois menosprezam as mulheres. Um homem necessitando de ajuda… A despeito de seu passado terrível e sombrio, existe uma inegável bondade em Gabriel Dalton. E, apesar de saber o preço dessa equação, Crystal se sente atraída por ele. O magnetismo dessa relação está derrubando suas defesas e a esperança a faz questionar tudo ao seu redor. Somente o amor pode reparar um coração partido... Crystal e Gabriel nunca imaginaram que o mundo, que roubara tudo deles, traria-lhes um amor tão arrebatador. No entanto, o destino só os conduzirá até certo ponto, e depois a escolha será deles: endurecer seus corações uma vez mais ou criar coragem para arriscar tudo pelo amor?
O primeiro livro de Mia Sheridan que li, trouxe uma história comovente, mas depois li outros que seguiram mais para o lado hot, deixando o drama em segundo plano. Eu sempre quis encontrar outra obra da autora que resgatasse aquele clima que senti no primeiro que li e quando vi os comentários sobre O Melhor de Mim, resolvi fazer uma aposta e ver se encontraria novamente aquele escrita de Mia que tocou meu coração.

Ellie é uma garota que foi deixada pela mãe nas mãos de um pai que nunca a desejou. A mulher teve motivos. Não tinha mais condições de criar a filha, mas isso não quer dizer que tenha sido o ideal para uma criança. Anos mais tarde Ellie se transformou em Crystal, uma dançarina cínica de uma boate de strip que matava um leão por dia para manter um teto sobre a cabeça e sobreviver.

Crystal não tem fé e esperança na vida, tampouco espera o melhor de outros seres humanos. Os abusos constantes na infância e adolescência a marcaram. Ela é arisca, desconfiada e não aceita bem um gesto de bondade quando se depara com um. Quando um dos frequentadores da boate tenta se aproximar, Crystal acredita que ele quer usá-la para depois jogar fora, só que Gabriel é diferente e carrega consigo seus próprios fantasmas. 

O rapaz foi seqüestrado quando criança e passou anos em cativeiro sendo abusado. Quando escapou se viu tendo que encarar a perda dos pais e um mundo que não era mais igual para ele. Já adulto, passou a ter dificuldades de manter proximidade com as pessoas, de ser tocado e com isso não consegue ter um relacionamento. Ele busca na boate uma mulher desinibida, que possa lhe ensinar como se sentir a vontade com o sexo oposto e quem sabe suportar um dia ter alguém ao seu lado.

Crystal o encanta, parece ser a pessoa certa para essa missão, já que ao vê-la ele percebe que assim como ele, ela não pertence aquele lugar.

Gabriel vai tentar se aproximar, mas arredia como é, Crystal o magoa e afasta. No entanto, um acidente acaba mudando os planos e somente ele pode ser um amigo e conforto. 

A história já pega o leitor desprevenido na primeira página ao mostrar uma garotinha sendo abandonada e depois nos ganha de vez com seu apelo dramático ao mostrar Grabriel e sua fragilidade. Não que ele seja fraco, mas é uma pessoa marcada e que tenta a cada dia superar seus temores. Eu me vi cativada logo pela trama e sabia que tinha encontrado o que estava esperando de Mia Sheridan.

A autora nos apresenta uma história delicada e sensível, de duas pessoas em busca de encontrar um rumo e equilíbrio para si mesmas.  Grabriel e Crystal/Ellie são dois personagens que carregam um bagagem pesada e precisam lidar com esse peso e ver o que fazer com tanta dor, sofrimento e decepção. É interessante observar como a autora os criou, tão opostos e necessários um ao outro para seguir em frente. Não como muletas ou remédio milagroso, mas como aquela força que impulsiona para um novo começo.

Crystal é a pessoa negativa e sem fé, que perdeu a esperança. Gabriel é o cara que pegou os limões que a vida lhe deu e fez uma limonada. Ele acredita no melhor, ele tem esperança.

É bonito ver a forma como ele a contagia com a sua positividade. Eu me apaixonei por este rapaz num piscar de olhos e admito que muitas vezes fiquei nervosa com Crystal por ela ser tão filha da mãe com ele e rejeitar a mão estendida. Só que dá para entender este reação, mas não me impediu de desejar que ela fosse mais legal.

A relação dos dois se desenvolve de maneira lenta e demora para ser um romance completo. Acho muito bom quando não temos algo instantâneo, a moderação passa credibilidade e convence o leitor de sentimentos mais sinceros e uma relação duradoura.

E o mais legal é que não é muito certo que ficarão juntos, a autora deixa claro que o foco central é a recuperação individual de cada um deles e que o final feliz como casal poderia ser uma consequência. Desta forma seguimos com os dois protagonistas em suas jornadas separadamente e acredito que este foi o melhor de todo o livro, ver Crystal e Gabriel ressurgindo das cinzas. Se ficaram juntos depois, só lendo para saber…

Eu amei o livro. Mia Sheridan trouxe um drama bem tocante e realista em O Melhor de Você. A dupla de personagens é carismática, simpática e apaixonante. Uma leitura  comovente e que celebrou meu reencontro com a escrita marcante desta autora. Recomendo!


2leep.com

6 comentários:

  1. Oiii Cida

    Que legal saber que o encanto que a autora te trouxe no primeiro livro finalmente foi resgatado. Tb me desaponto quando amo um autor e logo depois seus livros decaem e o autor começa a abusar do hot, como não é um estilo que leio, normalmente me decepciona, maravilhoso saber que a Mia Sheridan conseguiu retornar a antiga essência que conquistou fãs. Achei a capa desse livro e a trama parece mesmo ser cheia de emoção, vou anotar a dica, tenho vontade ultimamente de ler mais livros assim.

    Beijos, Alice

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Cida, tudo bem? Já tinha lido uma resenha super positiva sobre o livro recomendando a leitura. Adorei saber que também gostou muito da história o que me incentiva mais ainda a conferir e entender qual o diferencial dela.
    Beijos, Adri
    Espiral de Livros

    ResponderExcluir
  3. Oi Cida,
    Eu tenho um livro da Mia Sheridan aqui, mas ainda não li.
    E acho que posso vir a gostar muito deste, parece uma temática que me envolverá demais!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi Cida. Gostei da premissa e pela resenha é um daqueles livros que impactam, eu ainda preciso ler algo da Mia, espero que seja em breve!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  5. Eu li três livros da autora daquele da série de signos que a editora Arqueiro estava lançando e adorei a narrativa dela. Esse livro assim que lançou fiquei curiosa e agora com sua resenha acho que iria curtir a leitura.
    Bjs
    https://eternamente-princesa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Cida,

    Só li um livro da autora e achei a história boa.
    Confesso que quando vi esse livro fiquei curiosa para conhecer a história e sair um pouquinho do lado hot da autora.
    Mas hoje não se leria.
    Bjs e um bom fim de semana!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!