[Resenha] Doce Lar

Doce Lar 
Título Original: Sweet Home (Sweet Home #1)
Autor(a): Tillie Cole 
Editora: Planeta (selo Essência)      Páginas: 320                           
Lançamento: 2018                           ISBN: 9788542212464
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Primeiro livro da série de maior sucesso da autora de Mil Beijos de Garoto. Aos vinte anos, Molly Shakespeare acha que já sabe de tudo. Ela leu Descartes e Kant. Ela estudou em Oxford. Ela sabe que as pessoas que te amam também te deixam. Mas quando Molly se muda da cinzenta Inglaterra para começar uma nova vida nos Estados Unidos, ela descobre que ainda tem muito a aprender. No Alabama os verões são mais quentes, as pessoas mais intimidantes e os alunos de sua nova escola muito mais viciados em futebol. Após conhecer o famoso quarterback Romeu Prince, Molly só consegue pensar em seus olhos castanhos, cabelos loiros, físico perfeito... e em como sua vida tranquila e solitária parece estar a ponto de mudar drasticamente.


Tillie Cole chegou por aqui com seu Mil Beijos De Garoto e deixou uma boa quantidade de leitores de coração partido com a história dramática de Poppy e Rune. Duvido que você que leu não tenha chorado em alguma parte, eu comecei no primeiro capítulo e segui emocionada até a última página. Gostei bastante e estava ansiosa para conferir uma nova historia da autora. Doce Lar veio para matar minha vontade, mas se você for ler esperando algo semelhante a Mil Beijos é melhor conter-se, este livro traz uma história totalmente diferente.

Molly Shakespeare perdeu a família muito jovem. A mãe logo quando nasceu, o pai na infância e a avó na adolescência. Ele teve que passar um período em lares de caridade e logo que percebeu ter uma inteligência acima da média, dedicou-se aos estudos para poder ter uma vida melhor e mais segura.

Ela se formou bem cedo na Inglaterra e seguiu para aos EUA, mais precisamente no Alabama, afim de concluir seu mestrado e na seqüência um doutorado. Ela é um prodígio na casa dos vinte anos. Molly é considerada uma jovem nerd e por não vir de origem abastada torna-se vítima de uma das garotas populares e ricas da universidade. Shel é uma megera, mas não consegue ir longe com seu bullying, já que o famoso quarterback local se encanta por Molly e passa a protegê-la. Romeu Prince é para todos um fenômeno no futebol e um destruidor de corações. Quais são as suas verdadeiras intenções com  a inglesinha estudiosa?

O livro traz uma história de tom leve e jovial nos primeiros capítulos. O clima de universidade é de pura farra e azaração, temos muitas cenas ambientadas em salas de aula, mas a grande maioria se dá em festas de fraternidades e jogos de futebol.

Neste cenário temos a estudante que tenta focar na sua formação e o jogador bonitão que não a deixa manter o foco. A dupla Molly e Romeu sente uma atração imediata logo de cara e não demora para que algo mais aconteça entre eles, causando uma grande comoção na faculdade.

O romance como podem observar é veloz, eu prefiro relações que demandem mais tempo para se consolidar e assim me passam a sensação de que são mais sinceras, verdadeiras e sólidas. O casal caiu de amores muito rápido e eu gostaria que tivesse havido um jogo de conquista mais longo, criando expectativas no leitor e mais emoção na trama. No entanto, se não houve problemas para um entendimento, surgiram muitos outros para complicar a vida dos protagonistas.

Na verdade os problemas são mais centrados em Romeu, pois ele enfrenta algo muito desagradável com os pais e isso lhe deixa extremamente perturbado e até violento. Apenas Molly o acalma e ela passa metade do tempo tentando fazer com que ele não arrebente meio mundo. Não que ele seja violento com ela, jamais. Romeu tem pavio curto e gosta de resolver as coisas nos punhos, mas nunca perde a paciência com sua garota.

Apesar de Molly ser sozinha no mundo e ter tido muitas perdas ainda jovem, é uma pessoa otimista e nada dramática. Eu gostei de sua personalidade batalhadora e determinada, ela é uma garota incrível. E vejam que apesar do romance não ter sido como eu esperava, eu gostei bastante de cada personagem individualmente e de todo o mundo universitário que Cole apresentou. As interações de Molly com as amigas são ótimas e as intrigas são maravilhosas. E não vou negar que o problema de Romeu com os pais parece drama de novela, é um caso daqueles de deixar o queixo caído.

E não pensem que o nome dos personagens está ali ao acaso (até admito que na hora que vi os nomes fiquei meio espantada com o clichê e não consegui encarar com seriedade) , a autora deve ser fã de Shakespeare, pois usa e abusa do autor para criar aquele climão entre o casal.

Em suma, Doce Lar possui em suas páginas uma boa dose de cenas hot  apaixonadas, intrigas, uma pitadinha de drama e romance. É a história de dois jovens solitários que nos braços um do outro encontraram uma companhia de alma e coração. O livro é o primeiro da série Sweet Home e os próximos volumes serão protagonizados pelos amigos de Molly e Romeu. 





2leep.com

15 comentários:

  1. Oooi! Eu vi MUITA gente falando de Mil Beijos de Garoto, eu fiquei com vontade de ler, mas até agora não tive a chance. Essa história parece ser boa também e eu fiquei meio curiosa, embora realmente não faça tanto assim meu tipo de leitura, rs. Os Delírios Literários de Lex

    ResponderExcluir
  2. Oie Cida =)

    Tenho Mil Beijos de Garoto, mas como já sei a história vai deixar meu coração em pedaços ainda não tive "coragem" de ler rs...

    A premissa de Doce Lar me chama bastante a atenção, mas vou primeiro conferir a obra anterior da autora.

    Beijos ;***
    Ane Reis. | Blog My Dear Library

    ResponderExcluir
  3. Oiii Cida

    Eu gosto quando os romances trazem algum mistério ou intriga, que deixe o leitor curioso e preso na história, porque só o romance em si ás vezes não consegue me manter cativada na história. Eu tenho curiosidade em conferir algo dessa autora, só espero que esse não seja tão dramático quanto dizem que é Mil Beijos de garoto.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  4. Oi, Cida!
    Infelizmente eu vi algumas passagens desse livro que me tiraram completamente a vontade de ler :( Mas fico feliz que você tenha gostado, apesar das ressalvas.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  5. Oi Cida!
    Eu não curti muito a pegada desse livro não. Por ter cenas mais hots, não me anima muito a conhecer não. Da autora, eu tenho mais vontade de ler esse outro livro, Mil Beijos de Garoto. A trama parece mais interessante.
    Também não gosto de romances que acontecem rápido demais. Sempre fico meio sem apego aos personagens.

    Abraços
    David
    https://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi, Cida

    Assim que terminei de ler Mil Beijos de Garoto fui correndo sedenta ler outro livro da autora, comprei o ebook em inglês desse livro e nossa, que decepção! Infelizmente achei a história péssima, o relacionamento super abusivo, mas tenho visto muitas resenhas positivas, talvez eu que seja cri-cri demais! ahahhahha

    Beijo
    - Tami
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

    ResponderExcluir
  7. Oi, Cida! Tudo bom?
    Acho que eu vi algumas divulgações desse livro pelo Facebook, mas não faz muito meu estilo de leitura. E pelo jeito eu não teria muita paciência com o mocinho, porque personagem masculino instável hoje em dia eu não aguento mais ler :P
    Que bom que tu curtiu!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Cida,
    Tenho muita vontade em ler as obras da autora, pelos elogios que leio.
    Vi o nome do menino Romeu já pensei em tragédia haha. Gostei muito sobre suas ressalvas para a protagonista, parece daquelas que a gente simpatiza.

    até mais,
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  9. Oi Cida. Ainda não li um livro da autora, mas depois que ouvi tanto falar sobre "Mil Beijos de Garoto" me dei conta que preciso conhecer a escrita dela. Quando comecei a ler tua resenha achei que não encontraria nada de muito diferente de outros livros YA, mas depois de saber que tem intrigas, algum drama e referências à Shakespeare já senti que será uma leitura com pitadas diferentes das clichês.
    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Oi Cida!
    Aaaaa eu tenho esse livro lá em casa porque amo a Tillie Cole.
    Mil Beijos de Garoto foi uma leitura tão maravilhosa, que não pude ignorar o lançamento de Doce Lar.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/?m=1

    ResponderExcluir
  11. Oi Cida,

    Li Mil Beijos de Garoto da autora e pensa em uma pessoa que chorou hahaha.
    Pelo visto esse livro tem uma carga de drama diferente do outro mesmo. Fiquei bem interessada em conhecer Romeu e Molly.
    Bjs e um bom fim de semana!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
  12. Oi Cida, sua linda, tudo bem?
    Até hoje não tive a oportunidade de ler Mil Beijos de Garoto, mas sei que ficarei com o coração arrasado. Percebi que esse livro não segue a linha do outro, mas ainda pretendo dar uma chance também. Como sempre adoro suas resenhas!!! Saudades de vir aqui, estou voltando aos pouquinhos.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Olá, Cida.
    Eu não leria esse livro porque já estou um pouco cheia do gênero e esse parece ter muitos clichês que não gosto. E também não li o outro da autora porque vi tanta gente falando que se acabou de chorar e como não estava no clima no momento optei por não ler ele.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  14. doce lar tem uma premissa bonita e cativante. com certeza uma trama que quero conhecer

    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi Cida, tudo bem?
    A trama parece ter seus clichês, mas ainda assim fiquei curiosa.
    A escrita da autora e bem elogiada, então no futuro vou querer ler tanto “Doce Lar”, quanto “Mil Beijos De Garoto”.

    *bye*
    Marla
    https://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!