[Resenha] Como Se Casar Com Um Marquês

Como Se Casar Com Um Marquês
Título Original: How to Marry a Marquis (Agents of the Crown #2)
Autor(a): Julia Quinn 
Editora: Arqueiro                 Páginas: 320
Lançamento: 2017               ISBN:9788580417616  
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Elizabeth Hotchkiss precisa se casar com um homem rico, e bem rápido. Com três irmãos mais novos para sustentar, ela sabe que não lhe resta outra alternativa. Então, quando encontra o livro Como se casar com um marquês na biblioteca de lady Danbury, para quem trabalha como dama de companhia, ela não pensa duas vezes: coloca o exemplar na bolsa e leva para casa. Incentivada por uma das irmãs, Elizabeth decide encontrar um homem qualquer para praticar as técnicas ensinadas no pequeno manual. É quando surge James Siddons, marquês de Riverdale e sobrinho de lady Danbury, que o convocou para salvá-la de um chantagista. Para realizar a investigação, ele finge ser outra pessoa. E o primeiro nome na sua lista de suspeitos é justamente... Elizabeth Hotchkiss. Intrigado pela atraente jovem com o curioso livrinho de regras, James galantemente se oferece para ajudá-la a conseguir um marido, deixando-a praticar as técnicas com ele. Afinal, quanto mais tempo passar na companhia de Elizabeth, mais perto estará de descobrir se ela é culpada. Mas quando o treinamento se torna perfeito demais, James decide que só há uma regra que vale a pena seguir: que Elizabeth se case com seu marquês.
Como Se Casar Com Um Marquês é o segundo volume da duologia Agentes da Coroa, de Julia Quinn, publicada pela Editora Arqueiro.

O primeiro volume nos apresentou um personagem muito promissor. Quem leu Como Agarrar Uma Herdeira, com certeza gostou muito de James Sidwell, marquês de Riverdale, e estava querendo conferir a história de amor deste moço tão bom amigo e espirituoso.

James é sobrinho de Lady Danbury, uma velha condessa sem papas na língua que adorava escandalizar a sociedade britânica com seus comentários mordazes. E, embora ela pareça muito com uma velha rabugenta, na verdade é uma mulher sincera, realista e capaz de fazer qualquer coisa pelos que ama. O sobrinho e sua dama de companhia são seu mais novo projeto.

Elizabeth é a dama de companhia de Lady D. e após a morte do pai se vê sem dinheiro e tendo que criar três irmãos pequenos. A situação da família está bem ruim e pelo visto a única saída é Liz arrumar um marido rico. Na biblioteca da condessa ela encontra um manual intitulado Como Se Casar Com Um Marquês e mesmo achando uma grande bobagem, se vê pegando dali conselhos para conseguir um par. E enquanto a jovem tenta aprender algo sobre a arte da conquista, James chega na casa da tia disfarçado como um mero administrador para ajudar Lady Danbury a pegar alguém que a está chantageado. 

Vejam que grande oportunidade para Elizabeth. Ele não era um nobre, mas poderia servir para treinar o que o manual ensinava e ver ser daria certo mais tarde. Só que James era um nobre, não um empregado pobre, e Elizabeth nem imaginava a cilada na qual estava se envolvendo.

Já podem esperar por bastante confusão e cenas divertidas. James e Elizabeth vão mentir um para o outro em diversos momentos e a cada dia vão se ver mais e mais envolvidos no que deveria ser apenas um flerte leve e despretensioso. Ele atuando como espião da tia e ela o usando para treinar na conquista de um bom partido. Mas como ninguém manda no coração, eles acabam se afeiçoando bastante um ao outro e sabemos que o amor está no ar. O mais engraçado na situação, é que apesar dos dois tentarem não entregar as verdadeiras intenções um ao outro, no final acabam sendo confidentes e desnudando a alma como nunca fizeram antes nem com um grande amigo.

A ligação entre James e Elizabeth se solidifica a cada capítulo e com uma ajudinha discreta de Lady Danbury floresce.  Mas imaginem quando Elizabeth descobrir que ele não é quem diz ser? Logo vamos lendo e esperando o momento que o disfarce de James vai ser revelado e Elizabeth pode então não aceitar a verdade.

James é um personagem muito divertido e eu havia adorado sua participação no livro anterior, queria muito vê-lo vivendo um grande romance. Neste livro ela esbanja mais uma vez seu charme e seu humor espirituoso, mas não acho que Elizabeth merecesse uma pessoa tão legal quanto ele. Ao passo que amei a protagonista do livro anterior, não consegui me conectar com a desse livro. Fiquei com o pé atrás com Elizabeth justamente pelo motivo que a levou a procurar um par. Tudo nela era premeditado e mesmo não sabendo quem James era, no final deu seu golpe do baú. Tudo bem que ela se apaixona pelo homem que acha que ele é, pobre e tudo mais, mas eu não sou muito chegada em mocinhas atrás de um cara para arrumar dinheiro e não consegui me desfazer da impressão inicial que a protagonista causou. E não sou sem coração, eu sei que ela queria ajudar a família, mas muita gente sobrevive sem precisar do que ela desejava para os irmãos.

No entanto, um livro de Julia Quinn não foca apenas no romance e se no anterior o lado família não apareceu, neste toma conta do início ao fim. A relação de Elizabeth com os irmãos é bem fofa e a de James com a tia hilária e terna em igual medida. Quem leu Os Bridgertons já conhecia Lady Danbury, mas não dava para imaginar que a velha dama tinha um coração e uma mente tão astuta. Ela se mostra de uma genialidade ímpar neste livro e rouba a cena. Não sei o que seria do casal sem esta mulher. Ela os desafia, cria situações cheias de possibilidades e nos faz rir demais.

Quem diverte também é o casal do livro anterior. Caroline e Blake aparecem casados e ajudam a armar muita confusão. E acho que sempre vou sonhar com um romance onde Caroline e James tivessem sido um par.

Como Se Casar Com Um Marquês é mais um romance leve e despretensioso. A autora mostra que tem imaginação de sobra para criar situações peculiares para um homem e uma mulher descobrirem o amor. Eu não torci pelo sucesso de Elizabeth na sua empreitada, mas torci para James ser feliz. Afinal ele era encantador demais e merecia ter o que desejava. Ao finalizar a leitura fiquei querendo que Julia Quinn um dia escreva um livro sobre a jornada de Lady Danbury. A juventude desta personagem ousada deve ter sido cheia de surpresas.







2leep.com

9 comentários:

  1. Oi Cida!
    Ainda não li nenhum livro dessa nova série, mas Julia Quinn é sempre sinônimo de diversão!

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Estou louca para ler essa série! Amo a Julia e os rom

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Estou louca para ler essa série! Amo a Julia e seus personagens maravilhosos 😍
    Lady Danbury realmente merece um livro só para ela!
    Adorei a resenha, beijos!

    Books & Impressions

    ResponderExcluir
  4. Oi, Cida!
    Eu amei esse livro. James é muito amor <3
    Realmente a Elizabeth não merece ele, já que ele tem que ficar comigo hahahahaha
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe das promoções em andamento e ganhe prêmios maravilhosos

    ResponderExcluir
  5. Oi Cida,
    Mais uma série da Julia que preciso ler. Sempre tem uma tia ou avó engraçada. Adoro haha

    bjs
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  6. Amei a resenha! Eu ão sou muito fã de romances de época, mas Julia Quinn ta começando a roubar um pedaço do meu coração só com o que vejo falar de seus livros! Sem contar essas capas D I V I N A S <3

    Beijão,
    Querida Cretina

    ResponderExcluir
  7. Oi Cida! Pois é, em termos de casal eu prefiro o Blake a Caroline, mas o James é um fofo e Lady D, pra variar, rouba mesmo as cenas hehehehehe

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  8. Olá, Cida.
    Eu não gostei muito do primeiro livro da duologia. Só gostei do James e por isso estava com altas expectativas com esse livro. E também por causa da Lady D. E estou no começo dele e já estou amando. Espero que continue assim até o final.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  9. eu adorei esse livro, principalmente por ter a divertida lady Danbury no enredo
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!