[Resenha] Como Agarrar Uma Herdeira

Como Agarrar Uma Herdeira
Título Original: To Catch an Heiress (Agents of the Crown #1)
Autor(a): Julia Quinn 
Editora: Arqueiro                 Páginas: 304
Lançamento: 2017               ISBN:9788580417593 
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Quando Caroline Trent é sequestrada por engano por Blake Ravenscroft, não faz o menor esforço para se libertar das garras do agente perigosamente sedutor. Afinal, está mesmo querendo escapar do casamento forçado com um homem que só se interessa pela fortuna que ela herdou. Blake a confundiu com a famosa espiã espanhola Carlotta De Leon, e Caroline não vai se preocupar em esclarecer nada até completar 21 anos, dali a seis semanas, quando passará a controlar a própria herança milionária. Enquanto isso, é muito mais conveniente ficar escondida ao lado desse sequestrador misterioso. A missão de Blake era levar “Carlotta” à justiça, e não se apaixonar por ela. Depois de anos de intriga e espionagem a serviço da Coroa, o coração dele ficou frio e insensível, mas essa prisioneira se prova uma verdadeira tentação, que o desarma completamente.


Da Julinha (muito íntimas), eu li apenas a série dos Bridgertons, mas se vejo o nome dela na capa já espero por algo que vou gostar e ainda assim fiquei surpresa quando me vi tão cativada por Como Agarrar Uma Herdeira, primeiro volume da duologia Agentes da Coroa, lançada pela Editora Arqueiro.

Este é um dos livros mais antigos da autora, publicado originalmente em 1998 e nele já fica claro a veia meio cômica e meio terna que marca a obra da Julia. Esta é uma historia de amor, mas nem por isso não vai te fazer rir, assim como também vai tocar fundo seu coração.

Caroline Trent é uma jovem herdeira, que ficou órfã muito cedo e desde a infância vem passando de um tutor para o outro. Se fosse bons tutores teria sido algo legal, mas o problema é que o tutor atual consegue ser sempre pior que seu antecessor e a vida da jovem não foi nada fácil ou mesmo feliz. O atual responsável teve até coragem de propiciar uma situação comprometedora para forçar a moça a se casar com seu filho e assim continuar com a fortuna dela. Mas Trent, prestes a poder assumir as rédeas de sua vida, não se deixa capturar no embuste e coloca o pé na estrada.

O problema é que ela escapou de um homem perigoso e acabou caindo nas mãos de outro. Confundida com a famosa espiã espanhola Carlotta De Leon, Caroline foi presa por  Blake Ravenscroft, agente da coroa. Um homem honesto, mas perigoso e mortal. Pela pátria e também por motivos pessoais, quer por fim em todo e qualquer espião.

Por uma série de motivos, Caroline o deixa pensar que ela é a tal espiã e então a confusão começa, já que surge uma forte atração entre ambos e Blake não pode se permitir ser seduzido pela criminosa. Mas e quando a verdade surgir, será que ele vai  resistir?

A história é divertidíssima e Caroline uma mocinha cheia de carisma. Ela poderia ser a pessoa mais triste e melancólica do mundo, mas não, é otimista. A garota durante anos aprendeu a não se deixar abater por maus tratos e tirar das pequenas coisas o melhor e alguma alegria. Desta forma temos uma personagem humilde, afetuosa, atenciosa e muito consciente do que vale a pena na vida e como não deixar passar uma oportunidade de ser feliz gratuitamente. 

Ela vira do avesso a vida de Blake. Certamente você vai se deliciar ao ver como os empregados dele a tomaram sob suas asas e até mesmo  seu parceiro de trabalho, James, caiu de amores pela jovem. E você se pega torcendo por Caroline, querendo cuidar dela e tê-la como uma grande amiga. Talvez a sua falha tenha sido gostar de um homem de coração fechado ou talvez tenha sido seu maior acerto. O fato é que Caroline Trent merecia amor em sua vida.

Apesar de ter refinamento, Caroline é prática. Sabe se cuidar e tira Blake do sério com suas respostas rápidas, diretas e inteligentes. É um toma lá, dá cá, sem limites.

E Blake é um tolo. Não é fácil tolerar a frieza e teimosia do moço, ele demora um bocado para se dar conta que tem uma mulher incrível na sua vida e enquanto não percebe, vai atuando como agente da coroa e trazendo para a trama ação e perigos.

A dupla vai ter ter um romance desenvolvido no meio de perseguições, sequestros e muita pilantragem, e diferente do clima familia dos Bridgertons, neste livro Julia aposta mesmo é em aventura e em algumas mentiras que causam mais vexames que danos e muita confusão.

É romântico e divertido. Foi uma leitura leve e agradável, gosto bastante destes romances tipo pastelão, mais descontraídos. E o casal ainda tem a oportunidade de dividir a cena com personagens de personalidade marcante. Temos desde um mordomo impertinente, passando por uma governanta teimosa até chegar em um marquês ardiloso e muito bom amigo. James rouba a cena, se destaca até mais que Blake e deixa nos com sede de ler o próximo livro da duologia, já que ele vai ser o protagonista da vez.

Em suma, Como Agarrar Uma Herdeira, pode ser um dos primeiros livros de Julia Quinn, mas traz em sua essência todo o jeito amoroso e gentil de outras histórias de amor da autora. Ela mais uma vez conseguiu me fazer esquecer das horas enquanto me perdia nas páginas de sua história, me fez suspirar, ansiar por um beijo apaixonado e finalmente fechar o livro com um sorriso bobo no rosto. Recomendo. 


2leep.com

9 comentários:

  1. Oi Cida,
    Estou meio desanimada com os livros da Julia Quinn.
    Estou achando muito repetitivo, sabe?
    Tanto que nem comprei os últimos lançamentos :(
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá tudo bem???
    Sempre tive vontade de ler algo da autora e talvez eu escolha este por ser uma duologia rs... eu gostei muito da premissa. Eu gosto destas confusões que acontecem em romances de época. Xero!!

    https://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Cida, eu curti muito, foi bom ver o humor característico da autora na trama e mais ainda, me deliciar com personagens tão cativantes
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Cida, nossa acho que vc descreveu muito bem esse livro! É um tanto pastelão, mas tem seu toque romântico tb! Eu adorei o casal, dei muitas risadas com eles!!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  5. Oi Cida, tudo bom?
    Vi uma resenha desse livro que falava de uns pontos e acabei não me interessando pela obra. Sua resenha já me deixou curiosa :P Então vou me equilibrar e esperar mais um pouco antes de procurar essa história.
    Ainda preciso me iniciar nessa jornada de Julia Quinn, essa mulher tem muito livro!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Cida, tudo bem?
    Como não li Julia Quinn ainda, acho que começaria pelas obras mais famosas (pra não arriscar não curtir a autora). Mas esse livro parece legal!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  7. Olá, Cida.
    Infelizmente me decepcionei muito com esse livro. Achei o casal muito sem sal, me irritei com as discussões deles o tempo inteiro e acabei até torcendo para que ela ficasse com o James. Mas pretendo ler o segundo livro e espero gostar mais do que gostei desse.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Oi, Cida!
    Eu amei esse livro. Ri do começo ao fim das trapalhadas da Caroline estressando Blake. Mas o meu favorito é Como se casar com um marquês. James conquistou meu coração.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe das promoções em andamento e ganhe prêmios maravilhosos

    ResponderExcluir
  9. Oi Cida,
    Nossa 1998? Nessa época eu nem pensava em ler romances de época haha
    Assim como o outro, fiquei curiosa, adoro esse tom divertido do gênero.

    bjs
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!