[Resenha] O Sorriso da Hiena

O Sorriso da Hiena
Autor(a): Gustavo Ávila  
Editora: Verus                      Páginas: 266
Lançamento: 2017               ISBN: 9788576865940

 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Atormentado por achar que não faz o suficiente para tornar o mundo um lugar melhor, William, um respeitável psicólogo infantil, tem a chance de realizar um estudo que pode ajudar a entender o desenvolvimento da maldade humana. Porém, a proposta feita pelo misterioso David coloca o psicólogo diante de um complexo dilema moral. Para saber se é uma pessoa má por ter presenciado o brutal assassinato dos seus pais quando tinha apenas oito anos, David planeja repetir com outras famílias o mesmo que aconteceu com a dele, dando a William a chance de acompanhar o crescimento das crianças órfãs e descobrir a influência desse trauma na vida delas.

Até onde ele será capaz de ir? É possível justificar o mal quando há a intenção de fazer o bem?


O Sorriso da Hiena foi aquele livro que eu precisava ler de qualquer jeito, não apenas por trazer um dos tipos de história que mais amo – serial killer –, mas por ter sido quase que unanimemente elogiado em todas as resenhas que li. Eu precisava entender o segredo desta obra!!!

Publicado primeiro de maneira independente, acabou esgotado e dei pulos de alegria quando soube que a Verus havia adquirido a obra e iria relançar este ano. Assim que recebi já inclui na meta de leituras e só posso dizer que quem ama histórias do gênero não pode perder essa aqui.

A obra nacional é completa e não deixa nada a desejar em comparação com outras que já li. Há um assassino cruel, habilidoso e com forte distúrbio psicológico (acho essencial essas perturbações no criminoso), matando de maneira abominável e arrepiante. A mecânica dos crimes é extremamente perturbadora e criativa, além de muito bem fundamentada.

A história é toda bem fundamentada, sendo que nada ali está ao acaso e dá boas e complexas reviravoltas fugindo de clichês. Não há apenas o serial killer para ser julgado e condenado, ele também consegue recrutar um psicólogo para participar (meio que indiretamente) de seus crimes e nos deixa de queixo caído com tamanha audácia e desafio. E não apenas o assassino – Davi –, foi para mim o vilão, na verdade William – o psicólogo,  foi tão culpado quanto o outro e por motivos bem piores e egocêntricos. 

Entendam o que aconteceu. Davi matava ( os motivos vale a pena ler para entender) e oferecia ao psicólogo os parentes fragilizados das vítimas como objeto de estudo. William, acreditando que sua pesquisa poderia ajudar muitas vítimas, não se importava em aceitar a oferta do outro e compactuar com os crimes, fingindo ajudar a polícia quando na verdade escondia seu contato com o assassino. Eu senti horror em relação ao Davi, mas o William me deu nojo. Como uma pessoa pode ser tão fria como ele?

Davi e William eram duas pessoas más, que acreditavam que seus atos eram justos e corretos. A insanidade de ambos é infinita e chega ao ponto que você se sentir sufocado com seus atos. O que eles fazem é tão intenso, que transborda das páginas. A deterioração de suas almas é palpável.  Apreciei muito esta característica da obra, a forma como o autor foi capaz de me fazer sentir o que se passava na história, como me fez ser envolvida pelo clima e acreditar que tudo de fato era real. Além disso, a ambientação também é bem feita e te transporta para cada um dos lugares mostrados.

Claro que há um detetive que quer desvendar os crimes e está aí o meu personagem favorito. Arthur é um policial incrível, que devido a síndrome de Asperger,  acaba sendo mais sincero que o esperado pelos colegas e isso o torna a pessoa mais verdadeira da trama e aquela que nos dá confiança.

O Sorriso da Hiena me proporcionou uma leitura intensa e muito intrigante. A história levanta diversas questões sobre a mente humana, caráter, a maldade e sobre as próprias vítimas de crimes violentos. E vítimas não são só aqueles que morrem, mas também aqueles que estão diretamente envolvidos com os assassinatos e ficam para trás, para enterrar seus mortos.  E da mesma forma, assassinos não são apenas aqueles que sujam as mãos de sangue. Meu parênteses fica por conta do desfecho, que foi ousado e fugiu do convencional, mas não o que esperei. Eu queria outro destino para o Davi.

Se você gosta de thrillers policiais, com bastante investigação e carga psicológica profunda, este livro é para você.   



2leep.com

11 comentários:

  1. As vezes eu queria gostar de thrillers policiais só para conseguir sentar e ler um livro como "O sorriso da Hiena". Mas apesar dele ser tão bem comentado e tão bom, sei que se eu comprar vou demorar dois milhões de anos com ele na estante e não vou pegar para ler. kkk

    Jaci
    Uma Pandora e Sua Caixa

    ResponderExcluir
  2. Oi, Cida!
    Fiquei muito feliz quando soube que a Verus ia lançar o livro do Gustavo. Eu adorei a história, apesar de alguns detalhes.
    Pior de tudo é que esse tipo de coisa acontece muito na vida real: psicopatas tentando justificar seus atos.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do sorteio de aniversário do Balaio de Babados e O que tem na nossa estante
    Participe do sorteio de aniversário do Pausa Para Pitacos

    ResponderExcluir
  3. Oi Cida,
    Eu até gosto de thrillers policiais, só que a trama em si não despertou totalmente o meu interesse, mas quem sabe no futuro eu leia e entenda essa ligação insana entre Davi e William.

    *bye*
    Marla Almeida
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/



    ResponderExcluir
  4. Oi Cida, tudo bem?
    Pulei as partes que detalham mais o enredo, porque esse livro chegou na minha casa ontem. ♥
    Já estou looouca pra ler, parece ser o tipo de livro que me conquista.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  5. Oi Cida! Esse ano eu estou tendo ler mais livros desse gênero e de fato todo mundo que lê O sorriso de hiena gosta, daí eu fico bem curiosa hehehehe quero conferir e descobri como é a narrativa do autor.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  6. oi Cida, a trama é bem intrigante, tem muita investigação no ar!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Cida

    Eu amei esse livro. Tive a sorte de adquirir a edição independente antes que ela esgotasse e depois disso saí indicando para Deus e o mundo. Quando tem promoção eu saio mandando link para meus amigos mão de vaca comprarem! Hahahaha
    Eu amei do início ao fim, inclusive o final. Agora estou mega ansiosa para ler o próximo livro do autor, que tornou-se um querido.

    Beijos
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  8. Olá, Cida.
    Eu estava até com medo de ler esse livro tamanha a minha expectativa. Mas ainda bem que correspondeu. Os personagens são incríveis e concordo com você sobre o Willian. Eu já estava indignada com ele, mas depois do que ele fez com o amigo então, queria matar ele.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  9. Oi!!! Não sou fã do gênero, mas pelo que escreveu é uma ótima pedida para quem é. Esse psicológo realmente é mais doente que o próprio assassino. Que loucura esse enredo. Bjos ❤

    Click Literário

    ResponderExcluir
  10. Oi Cida! Esse é um livro que quero ler em breve. Só vejo resenhas positivas sobre ele e por ser um thriller, um dos gêneros que mais gosto, tenho certeza que vou amar! Sua resenha está perfeita e fiquei curiosa sobre o desfecho que não foi exatamente como você esperava.

    Beijos

    Vivian
    Saleta de Leitura

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!