[Resenha] Em Um Bosque Muito Escuro

Em Um Bosque Muito Escuro
Título Original: In a Dark, Dark Wood
Autor(a): Ruth Ware  
Editora: Rocco                                     Páginas: 288
Lançamento: 2016                               ISBN:9788532530387
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
A britânica Ruth Ware alcançou as listas dos mais vendidos do The New York Times, USA Today e Los Angeles Times com este surpreendente romance de estreia que chega ao Brasil pela coleção de suspense Luz Negra. Em um bosque muito escuro é narrado por uma escritora reclusa que aceita o convite para a despedida de solteira de uma amiga de escola com a qual não tinha contato há anos. Quarenta e oito horas depois de chegar ao local da festa, uma casa de campo isolada, ela desperta numa cama de hospital, com a devastadora certeza de que alguém está morto. E mais do que tentar lembrar o que aconteceu no fatídico fim de semana, precisa descobrir o que fez. Com uma atmosfera inquietante, em que segredos do passado são revelados aos poucos e as relações se constroem pelo entrelaçamento de admiração, carinho, inveja e ressentimentos, Ruth Ware entrega um thriller arrebatador, que não à toa a colocou entre os principais nomes do novo suspense feminino, como Paula Hawkins e Gillian Flynn.
Em Um Bosque Muito Escuro foi o primeiro livro que li de Ruth Ware e não posso acreditar que ainda não conhecia o trabalho desta mulher. Gente! Que suspense incrível! Lembrei de uns filmes antigos que eu assistia altas horas da noite e que me deixavam tensa e roendo as unhas.

Nora Shaw é uma escritora reclusa que abandonou a cidade natal de maneira repentina e se recusa a falar sobre isso mesmo tendo passado dez anos. Quando recebe um convite para despedida de solteira de uma antiga amiga fica surpresa e assustada em igual medida. Ela quer saber a razão  de ter sido convidada e como seria reencontrar a deslumbrante Clare e também teme ter que enfrentar os fantasmas do passado. No final resolve aceitar o convite e vai junto com Nina, a única pessoa do passado que permaneceu em sua vida.

A despedida não é nos moldes tradicionais e sim numa casa de vidro isolada no meio de uma floresta onde não há nem sinal de celular. Quando o telefone fixo estranhamente para de funcionar, Nora e os demais convidados ficam totalmente isolados do mundo.

Pessoas com nada em comum além da amizade de Clare se vêem tendo que conviver juntas por uma final de semana. O clima é incômodo e não há sintonia e simpatia entre ninguém. E a organizadora da festa – Flo –, com sua obsessão pela noiva, deixa todos ainda mais perdidos.

Você sabe desde a primeira página que esta festa é uma tremenda roubada, pois a história começa com uma cena que se passa após a festa e onde temos Nora bem machucada correndo por uma floresta. Em seguida ela acorda no hospital e sabe que algo grave aconteceu e assim voltamos no tempo, para o momento onde ela recebeu o convite e mergulhou numa jornada trágica.

É muito empolgante seguir com Nora e ir aos poucos descobrindo o que aquela despedida de solteira realmente significava. Não é spoiler citar que era tudo menos uma reunião amistosa. O que temos que entender é o que era de verdade.

Algo ruim aconteceu, mas a autora não revela a gravidade. Minha curiosidade atingiu grau máximo na busca de pistas para montar o quebra cabeças. Eu me senti presa naquela casa com Nora e sufocada por aquelas pessoas desconhecidas e que pouco revelavam sobre suas intenções. Não é o primeiro livro que leio onde temos uma situação semelhante e ouso dizer que nunca uma trama onde uma pessoa está confinada entre estranhos numa casa me decepcionou. E Um Bosque Muito Escuro não foi a exceção.

A leitura fluiu bem. Curiosidade é combustível certo para seguir em frente.  As intrigas que surgem dão aquele tempero no clima e a cada página sentimos que estamos vivendo uma contagem regressiva. E o melhor é que quando o momento trágico chega, não é o desfecho e sim o começo para uma nova jornada de perguntas e respostas. Uma busca pelo maestro de uma orquestra macabra. 

Neste história, que não tem nada para ter um final feliz, Ware trabalha temas interessantes como ressentimento, inveja, distúrbios psicológicos, relacionamentos inacabados, amadurecimento, busca de identidade e a questão do quanto as aparências e gentilezas enganam e podem ser falsas. Na busca pela melhor convivência, pela mania de sermos aceitos e gentis, acabamos muitas vezes sufocando as verdadeiras emoções e desejos e em pessoas com falta de equilíbrio isso é um vulcão prestes a entrar em erupção.

Nora não é uma pessoa fácil de aceitar e muitas vezes me deixou descontente com sua passividade. Eu queria que ela dissesse não e enfrentasse os desafios, mas entendi aos poucos sua insegurança e me vi torcendo para que achasse uma fuga e saísse vitoriosa de cada armadilha que encarou.

Os demais personagens não ganham o mesmo destaque que ela na exploração das emoções, mas ainda assim são interessantes e intrigantes. E o clima claustrofóbico de toda a trama  torna a leitura especial. Quem gosta de um bom thriller não pode deixar passar e quem ainda não conhece o gênero é um bom convite para conhecer. Sem dúvidas recomendo. Tem mais Ruth Ware aí?

Nota: Será adaptado para o cinema por Reese Whiterspoon.





2leep.com

7 comentários:

  1. este não é um livro que eu habitualmente leria, não é algo que em suma me atraia, apesar de claro ser nitida a construção da situação na qual o enredo se desenvolve
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. To doidaa pra ler esse livro! Gosto de um bom suspense e pelo visto a carga desse é intensa. Tem tudo pra ser uma história eletrizante e de deixar o leitor tenso.

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Cida! Eu acho que a capa chama bastante atenção e o enredo tb! Poxa eu jamais iria para uma casa no meio da floresta, sou medrosa demais pra isso rsrsrsrs mas o enredo parece ser bem instigante!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Oi Cida!
    Ainda não conhecia o livro, mas adoro thrillers e suspense, então acho que gostaria dele. Que legal que já vai ser adaptado para o cinema, a história dá um bom filme.

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  5. Oi Cida,
    Estou começando a me aventurar no gênero literário, ainda é uma novidade.
    Não sei como vou me sair, mas me interesso pela leitura.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Cida, eu acho que já participei de uns trocentos sorteios desse livro e até agora não ganhei nadinha. Desde o lançamento do livro que estou acompanhando algumas resenhas, eu achei a premissa da obra interessante e tenho quase certeza de que vou gostar.
    Beijos
    [SORTEIO] Aniversário de 1 Ano: Livro - Perdida
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  7. Olá, Cida.
    Eu li bastante resenhas negativas desse livro. Por isso já tinha até tirado da minha lista. Mas agora lendo sua resenha e sabendo que temos opiniões parecidas sobre os livros fiquei querendo ler novamente. Já quero saber o que aconteceu na casa hehe. Mas se fosse eu no lugar dela não teria ido hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!