[Resenha] Cira e o Velho

Cira e o Velho
Autor(a): Walter Tierno
Editora: Giz Editorial             Páginas: 232
Lançamento: 2010               ISBN: 9788578550851
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||

Cira, linda guerreira e bruxa, descende da antiga linhagem das sereias. Sobre o ombro esquerdo, carrega o feroz crânio de seu pai, Cobra Norato. No seu coração, traz o desejo de vingança contra o sertanista Domingos Jorge Velho, assassino de sua mãe. Na colorida paisagem de um surpreendente Brasil Colônia, Cira encontra criaturas fantásticas como os reis animais, o guardião dos pés virados, os mboitatás e a irmã de seu pai, a terrível Maria Caninana. Mas a maior batalha de Cira terá como cenário o grande Quilombo dos Palmares, quando enfrentará, finalmente, o seu grande inimigo: o Velho. Cira e o Velho, inspirado no Brasil do século XVII, é uma aventura cheia de ação, humor e surpresas, que mostra a história e o folclore brasileiros como você nunca viu!

Cira e o Velho é um livro que presta homenagem ao folclore brasileiro. O autor Walter Tierno apresenta nesta obra uma história ambientada na época do Brasil colonial e conta a saga de uma jovem filha de uma bruxa com um homem que se transforma em cobra. Cira é sereia, é bruxa, é guerreira, é mulher. Uma criatura corajosa e destemida, que privada do amor da mãe ainda criança, levou uma vida imortal cheia de sede de vingança.

E vingança é a palavra de ordem nesta história, são tantos rancores misturados no enredo que juntos tornam-se um só e levam Domingos Jorge Velho a cruzar o caminho de Cira e matar sua mãe. Graças ao feitiço mais poderoso de Guaracy a filha se salvou e desta forma a saga de Cira e o Velho teve início, embora nunca um final.

O meu conhecimento de lendas folclóricas é bem tradicional: saci, cuca, mula-sem cabeça, curupira, sereia… mas as criaturas apresentadas por Tierno eu nunca poderia imaginar. Ele ousou neste quesito e com isso fez com que a história se tornasse fascinante e até mesmo assustadora em alguns momentos.

Eu sempre achei que este livro fosse mais voltado para o público juvenil, seja pelo toque das lendas, seja pelas ilustrações (belíssimas por sinal)   e  eu não poderia estar mais enganada, pois Cira e o Velho traz um conteúdo forte, de violência e malícia sem pudores, que pode impressionar quem busca algo mais leve. Eu fui surpreendida a cada página, tanto pelas criaturas e conteúdo, como também pela história que não permite previsibilidade.

Há um narrador que não se identifica e que nos fala de seu fascínio pela figura de Cira. Desde criança pensa nesta jovem mulher e ao ficar mais velho segue em busca daqueles que podem de alguma forma falar sobre ela. Ele é obcecado e fascinado por Cira e, ao contar sobre suas descobertas, vai compartilhando conosco a vida incomum que ela levou. Engraçado como eu não dei muita importância para a identidade deste narrador e a revelação da mesma acabou dando todo um novo significado para a história. É algo genial.

Cira divide a cena com muitos personagens e não é fácil escolher um só como preferido, todos têm seu valor e contribuem de forma importante para o desenrolar dos acontecimentos. São bem construídos e apresentados e, mesmo com a brutalidade e crueldade presentes em certas cenas, eu não vi exatamente somente vilões e somente heróis. Ambos se mesclam na mesma pessoa.

Temos personagens que assumiram o papel que a vida lhes deu, de forma a ser uma parte importante de um cenário muito maior. O velho cometia atos vis? Sim! Ele era um ser abominável, mas necessário para desencadear a jornada de Cira. E Cira era a mocinha boazinha? Não! Ninguém é totalmente bom ou ruim, cada um tem em si um pouco de tudo. Adoro encontrar personagens cheios de controvérsias, complicados e tão complexos.

O livro é fininho, pouco mais de duzentas páginas, mas é uma história tão cheia de detalhes que precisa ser lida com calma para melhor percepção. Tierno é um excelente contador de histórias, que saber tecer  uma rede de acontecimentos e lendas muito interessante e surpreendente. A sensação que tive é de estar sentada a luz de velas, ou mesmo na beira de uma fogueira, ouvindo histórias muito antigas contadas por um velho ancião ou anciã. E não são histórias para dormir, e sim para perder o sono.

E suma, Cira e o Velho é um livro nacional que valoriza a nossa cultura de maneira única. Apresenta um pano de fundo histórico e explora nosso o folclore de um jeito maduro, esperto e sensual. Um casamento bem sucedido de fantasia e História do Brasil.  Recomendo.






2leep.com

16 comentários:

  1. Não conhecia o livro, gostei muito da sua resenha e fiquei realmente curiosa pela leitura, conheço pouco, mas acho as lendas e histórias do folclore muito interessantes, com certeza é um livro que colocaria em minha lista.

    Te indiquei em um tag no meu blog, depois da uma passadinha lá!

    Beijos :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
  2. Oi Cida!
    Adorei a resenha! Nunca li nada com esse teor de folclore nacional, e achei super interessante que o autor tenha conseguido desenvolver isso tão bem em poucas páginas.
    Beijos,

    Priscilla
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  3. Comprei esses dias, amiga! Não vejo a hora de ler.
    Amei a resenha, é bem o que eu estava esperando mesmo. Com certeza vou adorar!!!

    Bjksssss

    Lelê

    ResponderExcluir
  4. Sua resenha me deixou com muita vontade de ler esse livro, até porque amei a ideia de usar o folclore brasileiro numa aventura cheia de magia. Vou procurar por esse livro.
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  5. Oi, Cida!
    Estou chocada e surpresa com esse livro. Gente, eu fiquei encantada só com a resenha, imagina quando eu ler. Anotei na lista de desejados já.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do sorteio do livro Marianas | Porcelana - Financiamento Coletivo

    ResponderExcluir
  6. achei a trama bem complexa e me deu a impressão de ser muita mistura junta, não sei, Cida, realmente não foi um livro que me arrebatou
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá, Cida.
    Eu adoro livros assim e sinto muita falta de mais livros que falem sobre o nosso folclore brasileiro. É um assunto que tem tanto conteúdo e ninguém explora. Vou anotar aqui essa dica, porque com certeza eu me interessei por ele.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Oi Cida!

    Gostei, eu não tenho muito conhecimento sobre o nosso folclore, o que é uma vergonha! Vou acabar lendo Cira e o Velho, mesmo porque realmente parece ter uma excelente narrativa!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  9. Olá Cida,
    Não conhecia o livro, mas gostei de ser abordado o nosso folclore.
    Gosto muito de fantasias então vai para a pilha de lista :p
    Bjs
    Diário dos Livros
    Siga o Twitter

    ResponderExcluir
  10. Oi :D
    Nossa, não conhecia o livro e achei intrigante!
    Gostei demais da premissa, quero ler :D


    @saymybook
    saymybook.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Histórias que abordam o folclore brasileiro de uma forma tão completa e bem construída são raridade encontrar, principalmente este, em que o autor ousou construir uma nova lenda com personagens complexos e trazendo ao mesmo tempo conteúdos fortes.
    Gostei da resenha e do que Cira e o Velho nos oferece para fazer a leitura.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  12. Oiiii Cida!
    Ameeeiiii a resenha!
    E, principalmente, o enredo da estória! Nosso folclore é tão rico, acho que o livro deve ter ficado sensacional!
    Já quero!!!!

    Ah, te indiquei numa TAG lá no blog!

    Beijos!
    Fabi Carvalhais
    Pausa Para Pitacos | Participe do TOP COMENTARISTA | Promoção PQ SIM!

    ResponderExcluir
  13. Oie cida!

    Já tinha lido resenha sobre este livro há muito tempo atrás, e não me lembrava dele. Foi ótimo reler sobre e atiçou a minha vontade de ler novamente. A questão do folclore brasileiro inserido chama bastante a atenção, parece ser um livro incrível. Vou colocar na minha lista pra ler um dia, com certeza!
    Adorei a resenha!!

    Beijoss
    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Cida!
    Nada como um bom livro que fale sobre o folclore nacional e ainda mais misturando entes fantásticos, deve ser um livro rico de conhecimento.
    “A bondade deve estar ligada ao saber. A simples bondade pouco adianta; é o que tenho constatado.” (Mahatma Gandhi)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de março com 4 livros 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  15. Fico feliz que tenha gostado. Muito obrigado pela resenha e pela indicação.

    ResponderExcluir
  16. Achei a premissa um pouco confusa, mas o livro já retratar sobre a história do Brasil me deixa extremamente curioso. Não sei se lerei, mas sua resenha me despertou interesse ;) Abraços!
    bookdan.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!