[Resenha] Mil Pedaços de Você

Mil Pedaços de Você
Título Original: A Thousand Pieces of You (Firebird #1)
Autor(a): Claudia Gray 
Editora: Agir Now                Páginas: 288
Lançamento: 2015               ISBN: 978-8569809098
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
MIL PEDAÇOS DE VOCÊ
Os pais de Marguerite Caine são físicos conhecidos por suas conquistas científicas radicais. A invenção mais surpreendente deles é o Firebird, que permite que seus usuários pulem para universos paralelos, alguns completamente diferentes do nosso. Mas quando o pai de Marguerite é assassinado, o assassino, – Paul, o enigmático e belo assistente – escapa para outra dimensão antes que possa ser julgado. Marguerite não pode deixar que o homem que destruiu sua família fica livre, então ela corre atrás de Paul através de diferentes universos, nos quais suas vidas se entrelaçam de formas familiares. A cada encontro ela começa a questionar a culpa de Paul – e seu próprio coração. Logo ela irá descobrir que a verdade sobre a morte de seu pai é mais sinistra do que ela pode imaginar. “Mil pedaços de você” explora uma realidade onde testemunhamos as incontáveis outras vidas que podemos levar em um universo incrivelmente intrincado e nos perguntar se no meio de infinitas possibilidades o amor pode durar.
Mil Pedaços de Você é o primeiro volume da série Firebird, de Claudia Gray, publicada no Brasil pela Agir Now. Esta série nos apresenta Marguerite Caine, uma jovem filha de grandes cientistas que diferente dos pais pretendia, dedica-se apenas à arte. Contudo seu mundo desmoronou no dia que o pai foi assassinado por alguém que ela confiava totalmente e até mesmo nutria sentimentos mais fortes que de amizade. Paul era assistente dos pais de Meg e simplesmente roubou a maior invenção dos mentores, matou o homem e fugiu para outra dimensão.

Agora, com a ajuda de Theo - outro assistente de seus pais - , Meg vai usar a tecnologia do Firebird e caçar Paul até o infinito se for necessário.

A princípio eu achei que esta série de Gray fosse tratar de viagem no tempo, por isso já esclareço que não é exatamente isso. Há sim um tipo de viagem, mas por dimensões, sendo que em cada uma destas nós podemos encontrar diferentes versões de nós e a época é a mesma, no entanto as condições de vida não. Em alguns lugares podemos nos ver vivendo com uma tecnologia além da imaginação, em outros em condições mais arcaicas, mas o fato é que algumas coisas parecem se manter iguais: o caráter, a personalidade e os sentimentos. Em cada viagem que Meg realizou ela se reconheceu dentro de suas outras versões, viu pequenas alterações, mas sua alma era a mesma e o coração também, sempre se apaixonando pelo mesmo rapaz.

Eu achei o tema muito criativo e a tecnologia do Firebird fascinante, assim como cada aspecto científico apresentado. Nada é tão técnico ao ponto de ser impossível de entender e por Meg ser alguém não tão conectada com o assunto - assim como nós -, é possível  aprender junto com a protagonista.

É uma obra de ficção científica extremamente bela e romântica, pois a forma que a autora usa para explicar as coincidências e repetições em cada dimensão - como o amor entre os mesmos casais -, nos faz acreditar na força do destino, sobrepujando cálculos e formulas, até mesmo a razão. E isso cativa, aquece o coração dos românticos de plantão. A cada vez que Meg estava numa nova realidade eu torcia para ela encontrar seu amado.

E voltando a missão especial da protagonista, ela segue com Theo na caça de Paul, mas vou dizer algo que me deixava desconfiada:  quanto mais provas apontavam para a culpa do rapaz, mais convencida eu ficava de sua inocência. No começo ele não aparece, só o conhecemos pelas lembranças dela, mas a cada detalhe do caráter dele apresentado torna impossível vê-lo como um assassino e quando finalmente Paul apareceu, ele roubou meu coração com sua doçura e simplicidade. Será que ele sabia fingir tão bem assim?  Só lendo para ter esta resposta.

Mocinho ou vilão? Não fez diferença para mim. Paul foi o personagem mais cativante na minha opinião.

Meg é alguém que desperta nossa admiração também, por sua determinação na busca por respostas, por sua mente justa e aberta que permite duvidar e não condenar Paul tão rapidamente.

E ainda há Theo - o outro lado deste triângulo amoroso que vai se formar - , e afirmo que por mais boas intenções que tivesse, ele não me convenceu. Detesto homens que se acham bons demais e tentam convencer os outros que são irresistíveis.

Estes três personagens são detalhadamente construídos enquanto a trama se desenrola e nossa opinião sobre eles oscila bastante, só a última página permite a verdade, mas ainda assim pode ser que tudo mude no próximo volume.

Mil Pedaços de Você tem romance em sua trama, mas o que realmente move a história é a grande conspiração por poder, há por trás de cada acontecimento um vilão que deseja  o Firebird para dominar todas as dimensões, desde o EUA até uma Londres futurística. Passando ainda por uma Rússia de czares onde Meg é uma princesa. Quem será ele ou ela? E qual a importância de Marguerite Caine nesta guerra?

Algumas respostas vão ser bem óbvias, outras nem tanto e há grandes surpresas no decorrer da história. Aventura, ação e romance na medida certa. Eu adorei este primeiro livro da série e gostei muito da narrativa fluida, envolvente e sensível de Claudia Gray. Adoraria que no próximo livro Paul também tivesse voz ativa como Meg. Adoraria saber o que passa em sua mente e coração. É criativo e empolgante. Que venha logo Ten Thousand Skies Above You.








2leep.com

15 comentários:

  1. Bom dia,
    Esse eu n conhecia!
    Achei interessante o tema e acho q vou gostar!

    Bjoooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, Cida!
    Finalmente esse livro chegou por aqui.
    De início, eu achei que se tratava de viagem no tempo, mas curti essa de dimensões. Tudo acaba dando um nó na minha cabeça mesmo.
    Também odeio pessoas que se acham irresistíveis e bons demais.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu! Eu curto muito viagens no tempo, mas adorei que aqui temom um diferencial. É bem legal.

      Excluir
  3. Olá :)
    Ansiosa para ler o livro, espero gostar como você gostou, a premissa promete!
    Beijos,

    http://livrosentretenimento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oie tudo bom?
    Vi muitos elogios a esse livro, acho que foi o único motivo de eu comprá-lo kkk
    Olha essa autora é muito bem falada no universo de starwars, espero conseguir ler este livro logo

    Beijos

    http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eu achei a capa lindíssima e o enredo interessantíssimo, adoraria conhecer melhor essa história! <3
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oii Cida, tudo bom?
    Odeio triângulos, mas sou super apaixonada por histórias que abordam outras dimensões desde que comecei a ler os mangás da Clamp que falam dos casais que estão destinados a ficarem juntos em cada dimensão <3 E mesmo com esse meu preconceito com trângulos vou, com certeza, dar uma chance a Mil Pedaços de Você ♥
    Deixa eu só dizer que amei sua resenha <3
    Estante de uma Fangirl

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dani! Eu curto triângulos, adoro o clima de disputa que surge. Se ler me fala o que achou.

      Excluir
  7. Esse livro já tinha me chamado a atenção por causa do título e da capa. Mas agora que descobri mais sobre a estória e vontade de lê-lo é definitiva!
    Vou tentar baixá-lo em pdf. Só espero que não seja uma série muito grande..

    Beijos


    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi, Cida.
    Quero demais ler esse livro. Acho a capa maravilhosa. *-*
    Achava que se tratava de viagem no tempo, mas acho que dimensões parece ser bem mais interessante. Adorei suas conclusões e quero me encantar com Paul assim como voce haha
    Beijos
    SIL ~ Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
  9. o livro tem bastante mistérios, essa coisa e universos paralelos não me atrai muito, mas confesso que compraria só pela capa!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Cida,
    Primeira resenha que leio sobre o livro e gostei da proposta.
    A capa é bem bonita e essa tecnologia deve ser bacana de acompanhar...e geralmente os vilões são os mais interessantes que os mocinhos =x

    Tenha uma ótima quinta.
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  11. Oi, Cida!

    Ainda não conhecia este livro, mas gostei da proposta - esta ideia de viagem por dimensões diferentes me instigou! Fiquei bem interessada em lê-lo e ver como tudo isso funciona na trama.
    Amei a resenha!

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Cia, já li outra série da autora, mas já tem muito tempo e não consigo lembrar agora o nome. Mesmo sendo um livro sobre vampiros e tudo mais, a autora conseguiu me surpreender com muitas reviravolta e gostei da série, então já imagino que esse livro não deve ser diferente.
    E sobre o universo do livro, amei, me lembrou a série The Flash.

    Beijo
    www.crislima.net

    ResponderExcluir
  13. Cida!
    Ficção já é boa e ainda mais quando junta com conspiração e poder do governo, ainda melhor.
    E ainda ter um romance ou triângulo amoroso, fecha com chave de ouro o livro.
    Mais um para a pilha de desejados.
    “Geralmente aqueles que sabem pouco falam muito e aqueles que sabem muito falam pouco.” (Jean-Jacques Rousseau)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe do TOP COMENTARISTA de Janeiro, são 4 livros e 3 ganhadores!

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!