[Resenha] Tocando as Estrelas

Tocando as Estrelas
Título Original: Famous in Love (Famous in Love #1)
Autor(a): Rebecca Serle 
Editora: Novo Conceito                 Páginas: 224
Lançamento: 2015                        ISBN: 9788581637334
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Quando Paige Townsen deixa de ser uma simples aluna do ensino médio para se tornar uma celebridade, sua vida muda do dia para a noite. Em menos de um mês, ela troca as ruas da sua cidade natal por um set de filmagem no Havaí e agora está conhecendo melhor um dos homens mais sexies do planeta segundo a revista People. Tudo estaria perfeito se o problemático astro Jordan Wilder não fincasse o pé em uma das pontas desse triângulo cinematográfico. E Paige começa a acreditar que a vida, pelo menos para ela, imita a arte.

Tocando as Estrelas, de Rebecca Serle, é o primeiro livro da série Famous in Love, publicada no Brasil pela Editora Novo Conceito e traz uma história totalmente no estilo Sessão da Tarde. Sabem aqueles filmes que são exibidos nas férias com personagens jovens e uma trama de sonhos? Isso aí! Este livro segue esta linha e proporciona uma leitura muito agradável.

Paige Townsen é uma jovem que sonha com a carreira de atriz e luta para provar à família que não é apenas um sonho bobo, e sim, sua escolha profissional. Quando é escalada para o elenco principal da adaptação cinematográfica de uma aclamada trilogia de livros – Locked –, ela vê a chance de provar que fez a escolha certa para a vida. Assim, a garota desconhecida e de cidade pequena, parte rumo ao Hawai onde irá contracenar com dois famosos atores e aprender diariamente os segredos de Hollywood.

É desta premissa que Serle desenvolve sua história, nos levando a seguir os passos de Paige e viver com ela cada experiência neste novo mundo. A narrativa em primeira pessoa flui bem e por ser na voz da protagonista permite que possamos conhecê-la profundamente. Eu gostaria que tivesse tido uma alternância de pontos de vista, pois os dois rapazes que dividem a cena com ela – Rainer e Jordan –,  são muito interessantes. Ter acesso ao lado deles da história teria sido ótimo, ainda assim isso não me impediu de formar uma opinião sobre cada um e determinar meu favorito.

Voltando à Paige, temos aqui uma garota em franco processo de amadurecimento. Este é seu primeiro trabalho sério, o que a levou a ficar fora de casa e longe do cuidados dos pais e, posso dizer que se virar sem eles foi bem fácil, mas no lado profissional a jornada foi mais difícil.

Eu até entendo como deve ser estar cercada por pessoas que são famosas, o deslumbramento com certeza é parte disso, mas passado o instante inicial, eu esperava uma atitude mais firme e pé no chão. Paige foi ingênua boa parte do tempo e insegura ao extremo, deixando de revelar seu talento por medo de não ser aceita. E a idolatria pelo belo astro Rainer foi exagerada. Eu acredito que estas fraquezas de Paige seriam compensadas se ela tivesse um carisma maior, contudo da metade do livro em diante ela mudou um bocado.

Foi a chegada de um terceiro elemento que deu aquela sacudida em todos, Jordan seria o outro lado do triângulo amoroso do filme e eu logo esperei que desempenhasse o mesmo papel na vida real. Ele tem fama de encrenqueiro, mas ganhou meu coração por ser autêntico e franco, diferente de Rainer, que por ser descrito com tanta perfeição, me deixou desconfiada de esconder algo.

Há muitas intrigas envolvendo os dois rapazes e Paige se vê no meio disso tentando descobrir a verdade além das revistas de fofoca e entender a razão de suas emoções em relação a cada um deles. Paralelamente à isso, ela precisa se acostumar com a forma que seus amigos seguiram em frente em sua ausência e como, na verdade, nunca entendeu a família.

É uma trama leve, com aquele toque de contos de fadas mesclado com dias atuais. Paige é um plebéia que se torna a princesa das telas e de quebra vai ter dois príncipes para escolher. Eu curti, mesmo que não tenha me apegado a protagonista, a história em si é muito gostosinha e garante boas horas de diversão. O final mostra que finalmente a garota encontrou a forma certa de encarar esta nova vida, mas na minha opinião, foi infeliz em uma de suas escolhas.

Não vejo a hora de ler o próximo volume e ver quais serão as consequências da atitude de Paige e, claro, rever o irresistível Jordan.


Nota: Famous in Love vai virar seriado de TV. Isso mesmo produção! Vou ver com certeza. 



2leep.com

21 comentários:

  1. Oi Cida!
    Eu li esse livro e também gostei, tem cara de sessão da tarde mesmo!
    Que legal que vai ter série, espero que ela apareça no Netflix, ultimamente só consigo ver por lá.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  2. Ai eu quero ler!!!! Preciso! Adoro livros assim tipo sessão da tarde! Gente, nem só de ficção cientifica, existencialismo, clássicos e dramas vive uma leitura... O romance histórico açucarado e a história estilo sessão da tarde são sagradas e devem ter sempre seu lugar na estante! kkkk

    Já ouvi falar muito desse livro, li várias resenhas e fico assim toda vez: louca para ler, querendo tocar as estrelas. Amo esse tipo de livro da Novo Conceito, que além do mais é barato no kobo!


    Pandora
    O que tem na nossa estante "

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem?
    Eu li e estou muito ansiosa pela continuação! Eu gostei bastante do triangulo amoroso, fiquei em dúvida algumas vezes, mas o meu favorito também é o Jordan rsrs:). Gostei de ver o amadurecimento da mocinha e as dificuldades que ela enfrentou nas gravações, o que prova que o mundo da fama não é a mil maravilhas. Gostei muito da sua resenha.Beijão!

    http://queremosmaislivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Que legal Cida, a história parece gostosa, eu não cheguei a solicitar esse livro porque a maioria dos triângulos amorosos me dá aflição e fiquei com receio de não curtir. Bom saber que a história vai virar seriado, vou querer conferir =)
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi amiga! Acho que a Sá iria curtir bastante também.

      Excluir
  5. Oi, tudo bem?
    Que resenha linda, tenho vontade de ler esse livro,

    bj
    @saymybook
    saymybook.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Olá :)
    Tenho muita curiosidade sobre o livro, mas confesso que me desanimou um pouquinho agora que soube que faz parte de uma série, mas acho legal que vai virar série de tv!

    Beijos,
    http://livrosentretenimento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Cida!
    Hoje em dia, boa parte dos livros ou viram filme ou série.
    Eu sempre achei esse livro estilo sessão da tarde e ainda tenho um interesse pra ler. Seria o tipo de livro que pegaria depois de algo mais pesado.
    Eu já desconfio logo quando alguém é enaltecido demais. Sempre tem treta por trás hahahhaha
    Beijos
    Balaio de Babados | Participe da promoção Natal do Babado

    ResponderExcluir
  8. Sua resenha está ótima, mas honestamente estou cansada de livros narrados em primeira pessoa pela mocinha. Concordo com você nisso, seria mais interessante se alternassem os pontos de vista dos personagens. Não li esse livro ainda, talvez em um outro momento eu dê uma chance a ele.
    Beijo,beijo.
    ameninaquenaoparadeler.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Confesso que o livro não me chama muito a atenção. Achei a premissa muito clichê e acredito que, dificilmente, seria conquistado pela protagonista.
    Dessa vez, passo a dica.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do top comentarista de dezembro. Serão dois vencedores!

    ResponderExcluir
  10. Oi Cida!
    Já vi esta capa várias vezes, mas nunca tinha parado para conferir o enredo. Gostei muito da resenha, parece ser mesmo um livro leve, cativante e descontraído. Gosto deste estilo e pretendo adicionar à minha lista. :)
    beijos ♥
    nuclear--story.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Cida,
    Também fiquei a leitura toda desconfiada do Rainer, não fui nem um pouco com a cara dele haha
    Agora o Jordan, amei mesmo.

    Tenha uma iluminada semana Natalina. Feliz Natal ♥
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  12. eu sempre procuro encontrar pontos positivos em histórias que acabo por não curtir tanto, tocando as estrelas tem vários auge, mas não estou colocando muita fé na continuação! não sei se Serle tem enredo para mais livros usando essa premissa do triângulo amoroso
    felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então Thaila, acho que o próximo vai ser baseado na decisão que a garota tomou. Acho que não foi a escolha certa.

      Excluir
  13. Oii,
    adorei a história, faz exatamente o meu tipo de livro, por conter o trajeto de uma adolescente sonhadora que aos poucos vai encontrando as consequências de realizar seus sonhos...
    E por mais que pareça ser do tipo sessão da tarde, a leitura deve ser fácil e descontraída... Valeu pela sugestão!
    Beijos *-*
    emiliano.fernanda@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  14. Gosto de ler esse tipo de livro depois de ler um livro que chamo de mais pesado, que me deixa tensa e consome muito de minha energia. Aí preciso relaxar e nada melhor que esse tipo de livro: leve, gostoso de ler, e bem romantico. Gostei da sua resenha.

    ResponderExcluir
  15. Bem Cida!
    O enredo não é inusitado, vários outros livros abordam o mesmo tema de uma adolescente, plebleia, chegar ao estrelato em pouco tempo e ficar deslumbrada com rapazes aos seus pés e ela ter de escolher com quem quer ficar...
    É isso que falo, enredos adolescentes, com a mesma premisa e tal.... cansativo para mim no momento, embora o livro pareça bem bom.
    “E que não somente o Papai Noel esteja presente, mas principalmente o motivo pelo qual o Natal existe: JESUS!” (Tamy Henrique Reis Gomes)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista de Dezembro, serão 6 livros e 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  16. Parece que esses é daqueles livros que além de parecer filme de Sessão da Tarde, ainda podemos lê-lo bem rapidinho. A história parece ser bem leve e acho que quando começamos a ler esse livro já imaginamos um filme. Gostei muito da dica!

    ResponderExcluir
  17. hahaha adorei o comentário do livro sessão da tarde!

    Essas tramas leves e gostosas acho bom para intercalar com leituras mais pesadas. Ou então de ter sempre na bolsa para ler em qualquer lugar. Bem clichê, mas em alguns momentos é bom para distrair.

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!