[Resenha] Uma Vez

Uma Vez
Título Original: Once (Eve #2)
Autor(a):  Anna Carey
Editora: Galera Record         Páginas: 288
Lançamento: 2015               ISBN: 9788501092762

Capa Uma Vez - Eva AG.ai ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Pela primeira vez desde que fugiu da escola, muitos meses atrás, Eva pode dormir tranquila. Ela está morando em Califia, um refúgio para mulheres, protegida do aterrorizante destino reservado às meninas órfãs na Nova América. Mas a estabilidade tem um preço: foi obrigada a se separar de Caleb, o garoto que ama. Mas, quando fica sabendo que ele está em perigo, abandona tudo para encontrá-lo e acaba caindo em uma armadilha. Agora, presa na Cidade de Areia e vigiada 24 horas por dia, Eva descobre um segredo de seu passado que não poderia ter imaginado nem em seu pior pesadelo.

Uma Vez, segundo volume da trilogia distópica Eva, de Anna Carey, publicada no Brasil pela Editora Galera Record, nos leva de volta para um mundo onde as pessoas foram dizimadas por uma grande praga e entre as novas leis, a segregação de sexos é a mais rigorosa. Homens e mulheres não podem interagir livremente e as meninas ao saírem da escola são usadas para gerar crianças, um tipo de escravidão repulsiva e assustadora, que ao ser descoberta pela jovem Eva, fez com que a garota fugisse em busca de liberdade.

No livro anterior acompanhamos Eva em sua fuga. Ao lado de sua amiga Arden e do jovem Caleb, ela teve que encarar um mundo destruído e violento, tudo aquilo que acreditou ser certo desde a infância adquiriu seu verdadeiro significado e ela percebeu que para uma mulher o futuro não era nada simples. Eva enfrentou seus maiores medos, agiu contra seus princípios e descobriu o amor, no entanto seu final feliz estava longe de chegar, bem como sua jornada, afinal o Rei da Nova América queria Eva ao seu lado, e ela preferia morrer a ser dele. Assim, após muitas fugas,  acabou encontrando o único local que poderia ser seguro, Califia, o refúgio das mulheres rebeldes, só que ao ficar ali, teve que deixar Caleb partir. Sem o apoio de Arden e o carinho do seu amado, nossa protagonista vai precisar de muita força para suportar um dia após o outro, numa realidade na qual não pode confiar em ninguém.

Eu gostei muito do livro anterior, esta história de mulheres serem usadas para reprodução em massa e contra sua vontade foi algo que fez meu estômago embrulhar, senti tanto nojo das pessoas que faziam isso, como era possível desrespeitar tanto um outro ser humano ao obrigá-lo a fazer algo que deveria ser visto com um momento especial, o maior gesto de amor que é o de dar a vida à alguém? Enfim, foi uma escolha criativa da autora e bem sucedida, deu o clima necessário ao livro para torná-lo uma excelente distopia, além disso o mundo de Carey foi bem descrito e caracterizado, chocante ver a selvageria da humanidade marginalizada e abandonada e também a destruição dos lugares, minhas expectativas pela sequencia estavam altas e foram atingidas.

O começo de Uma Vez já é tenso, mostrando com está sendo a vida solitária de Eva numa comunidade só de mulheres, lá ela não e bem vinda e corre o risco de ser usada como moeda de troca, visto o interesse do rei por ela; com a chegada de Arden e alguns boatos, ela foge e acaba metida em uma situação ainda pior, antes da página cem eu já estava sem fôlego e uma determinada revelação me fez repensar tudo sobre a história.

Eu alerto! O artifício usado pela autora para complicar ainda mais a vida da protagonista não é inédito, não que eu tenha visto isso em outra distopia, mas já vi em outros livros e filmes, então seu desenrolar é previsível, contudo não me desagradou, isso porque foi bem trabalhado, passei muita raiva com cada novo problema que Eva teve que encarar. Gente que ódio do rei e seus asseclas, tanta injustiça com os menos favorecidos da sociedade e com a garota, que foi obrigada a aceitar fatos sobre sua vida bem odiosos. Eu fiquei angustiada, revoltada e não sei como ela suportou, adoro quando minhas emoções ficam assim à flor da pele, ou seja, usando algo clichê, Carey deixou sua trama mais intensa.

Eva sempre uma mocinha determinada, hoje perdeu sua aura de ingenuidade e vestiu uma capa de ceticismo e cinismo, mas em alguns aspectos ainda precisa amadurecer, a empolgação para viver seu amor com Caleb, lhe tirou o bom senso e ela meteu os pés pelas mãos, gosto dela, mas adoraria que fosse mais alerta, no entanto é uma personagem mutável, que está em crescimento constante, ao fechar o livro tive a impressão que uma nova Eva vem aí, desta vez cruel.

O cenário foi o que mais sofreu alterações em relação ao livro anterior, se no primeiro passeamos pelas ruínas, desta vez temos a chance de viver dentro no centro do poder, a trama acontece nos domínios do rei, a Cidade de Areia é uma prisão de luxo.

Narrado em primeira pessoa por Eva, este segundo livro me deixou tão satisfeita quanto o anterior, não nego que senti falta de mais Arden e Caleb, especialmente dela que sempre foi uma garota rebelde e controversa; novos personagens foram apresentados, como o Rei e Charles,  garantindo mudanças significativas na vida da protagonista.

O desfecho foi daqueles que você se vê querendo o próximo livro, eu imaginava que fosse chegar ali e quando chegou eu desejava uma solução imediata, na verdade durante toda a leitura eu queria que as coisas se acertassem, tanto que eu que detesto spoilers, me vi passando os olhos nos finais de capítulos em busca de algo animador, que não chegou nunca. Eva passou por várias experiências, revisitou seu passado e fechou um ciclo, entre traições e intrigas e mais inimigos que amigos. Espero por uma Eva vingadora em Rise.




Trilogia Eva
* Eva *   * Uma Vez *  * Rise *






2leep.com

15 comentários:

  1. E mesmo tendo um desenrolar previsível você deu 5 estrelas?? E tipo assim... Você acha que eu não caí dura aqui com essa resenha??

    Hahaha. Amei!!!!!

    Arrasou meu coração com isso tudo mulher!!!

    Bjks

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lele! Não me incomodou pois foi bem trabalhado, conseguiu mexer comigo.

      Excluir
  2. Oi Cida, ainda não li o primeiro livro e vc já está no segundo, desejo ele, só que não vou comprar agora não. Que bom que gostou.

    Beijos Mila
    http://dailyofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oie,
    não conhecia o livro, mas adorei desde a capa até a história.
    Vou anotar a dica

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia essa trilogia, então foi muito bom ler sua resenha.. achei bem original a ideia da autora ao criar esse mundo distópico onde as mulheres são usadas para reprodução.. e por isso também já me veio a sensação de repulsa sabe.. acredito ser uma historia cheia de reviravoltas e surpresas..não sei o que aconteceu com a protagonista.. mas já estou torcendo por ela..

    ResponderExcluir
  5. Pense em uma pessoa louca por distopias, que via todo mundo falando de Eva pra lá e Eva pra cá... Eu estou tipo muito louca pra ter meus exemplares, vou precisar de todos de uma vez porque não aguento ler um e não ter o outro pra poder continuar hahaha A autora teve uma ideia muito maravilhosa e polêmica pra essa história, acertou em cheio!

    ResponderExcluir
  6. Já cheguei a ver as capas dos livros que, aliás, estão muito lindas, mas não li nenhum deles ainda.
    Adoro histórias que envolvam suspense e romance, e pelo que parece essa trilogia envolve muito bem o assunto.
    A resenha está maravilhosa e com certeza me deixou curiosa sobre esse leitura.
    Obrigada mais uma vez MB e parabéns! =D

    ResponderExcluir
  7. Ainda não li o primeiro livro, então não posso falar do segundo. Pelo o que li na resenha, parece interessante, mas eu não sei se gostaria. É uma primeira impressão, pode ser que eu esteja errada.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Ultimamente as distopias estão tão repetitivas que fico até com um pé atrás de dar uma chance a um novo livro do gênero...
    Eu nem conhecia essa trilogia, mas, pelo menos a princípio, ela não parece ser mais do mesmo.
    Vou colocar no "quero ler" do Skoob e dar uma olhada quando minha fase "anti-distopia" passar! hahahaha

    Beijo
    www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  9. Oi, eu estou com vontade de ler essa trilogia, vi a Pam do Garota it comentando nos videos dela de maratona 24 horas, e ela me pareceu bem interessada, não é muito o meu tipo de livro, mas acho que vou dar uma chance!

    ResponderExcluir
  10. Eu não conhecia essa história, mas eu amei a capa, o enredo e a sua resenha. Então, eu gostaria de ler sim! *-*
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. li boas resenhas sobre este livro, mas ando tão concentrada em adquirir aqueles que não tenho que não ando me entusiasmando com facilidade

    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Cida, ainda hoje li uma resenha que terminou como a sua, dizendo que o livro termina deixando o leitor com vontade de já ler o próximo. Isso é ótimo, principalmente em se tratando de series.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  13. Adoro essa série, só acho que o nome deveria continuar Eve, e não a versão brasileira: Eva, não gostei muito, mais mesmo assim uma boa série

    ResponderExcluir
  14. Não conhecia essa trilogia ainda porém fiquei bastante interessada , gostei da forma como vc abordou na resenha...^_^

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!