[Resenha] Dia 21

Dia 21
Título Original: Day 21 (The Hundred #2)
Autor(a):  Kass Morgan
Editora: Galera Record          Páginas: 288
Lançamento: 2015               ISBN: 9788501052810
Capa Dia 21 AG V4.indd ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Vinte e um dias após os cem terem chegado à Terra com a missão de recolonizar o planeta, um inimigo desconhecido é descoberto. Pensa-se que eles eram os únicos humanos a pisar na superfície terrestre em séculos, mas agora, nada mais é certo. Entre resgates, buscas e romances, segredos são revelados, crenças são quebradas e relacionamentos são testados.

Dia 21 é o segundo livro da série distópica The 100, de Kass Morgan, publicada no Brasil pela Editora Galera Record. O primeiro livro (confira resenha), nos insere num mundo onde a humanidade foi dizimada por um apocalipse nuclear e aqueles que conseguiram escapar vivem hoje em naves espaciais, no entanto a estrutura destas complexas naves está em decadência, logo o oxigênio estará esgotado e ninguém conseguirá sobreviver, a única chance é voltar para a Terra. Assim, uma missão de reconhecimento é organizada, enviando para cá cem jovens deliquentes, não cruéis assassinos, mas causadores de diversas infrações, e como estavam condenados à morte, seu governo viu nesta missão uma maneira de descobrir o que precisava sem desperdiçar recursos valiosos.

Após chegarem na Terra e perceberem que não iriam morrer imediatamente contaminados por radiação, os jovens começaram a criar seu próprio habitat, mas nem de longe as condições são agradáveis e confortáveis, eles estão encarando o desconhecido e baseando-se em fatos que ouviram dos mais velhos, no entanto muito tempo passou desde que um humano esteve por ali e é necessário que cada um adquira seu próprio conhecimento.

O livro começa exatamente de onde o outro parou, com a descoberta de algo que para eles era impossível, a surpresa veio acompanhada com a morte e agora chocados e com medo, eles precisam achar um modo de manter-se vivos e seguros.

Vinte e um dias na Terra, um marco para se sair bem em território inóspito ou fracassar, segundo os pais de Clarke, que protagoniza a trama junto com Wells, Bellamy e Glass. A narrativa em terceira pessoa é dividida em capítulos focados em cada um deles, e posso dizer que foi eletrizante do começo ao fim, a autora conseguiu em cada um inserir algo de impacto, você termina o de Clarke querendo saber como ela vai lidar com determinada situação, mas nem tem tempo de formular uma teoria, pois chega Bellamy com algo ainda pior, ou seja, é um livro que você devora rapidamente em busca de respostas.

Adorei a dinâmica criada pela autora, mesclando cenário e pessoas. Ao mesmo tempo que esclarece de maneira breve sobre a situação da Terra e a devastação,  ela explora profundamente seus personagens e suas vidas, alternando passado e presente, isso permitiu que uma nova imagem de cada um surgisse e eu pudesse compreende-los melhor, isso porque o passado mostra que nem sempre eles foram como são hoje, mudanças significativas ocorreram tornando-os pessoas mais fortes e maduras. O período atual também acarreta mudanças, Clarke e Bellamy ganharam de vez minha admiração, e embora os erros de Wells tenham sido praticamente esquecidos, eu ainda não gosto dele. Glass que foi uma pessoa que adorei no livro anterior, sumiu, nas poucas vezes que apareceu estava sem seu brilho, uma pena ela ter sido deixada de lado.

Há boas reviravoltas na trama e nos momentos finais duas grandes revelações, adorei cada uma delas, que permitiram aos protagonistas um vislumbre de esperança e quem sabe felicidade futura. O paralelo espaço x Terra foi bem trabalhado e percebemos que chegou o momento da conexão final de ambos, claro que não acontece ainda, até porque se algumas perguntas foram respondidas, muitas outras surgiram. Esta distopia não foca em tirania e opressão, é algo mais relacionado em pessoas e sobrevivência, é um enredo instigante e empolgante, se você gostou do primeiro, vai amar o segundo. Se ainda não leu, está esperando o que para fazer isso? Amei a continuação, mostrou uma excelente evolução e me deixou ansiosa por Homecoming.











2leep.com

9 comentários:

  1. e pelo visto as emoções estão apenas começando! como seria descobrir um mundo assim? viver estes perigos?
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Por mais que eu não seja uma grande fã de distopias, estou morrendo de curiosidade para ler a série porque o tema que ela aborta me atrai muito. Recentemente descobri que há uma série de tv, né? Já vou procurar para baixar enquanto não leio os livros. Acho que vou gostar bastante. Adorei a resenha.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Oi Cida,
    ainda não li o primeiro livro então fica difícil opinar, mas parece que a série é bem legal.

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  4. ainda nao li esse livro, gostei da resenha e da possiblidade de dois finais para os personagens, isso surpreende o leitor :)


    http://www.jacknuit.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Cida!
    Vc acreditta que foi somente na semana passada que descobri que esse livro era continuação do outro? Eu achava que era um livro diferente, com capa parecida! hahahaha Santa lerdeza essa minha!
    Eu não li o primeiro por pura falta de empolgação. Sei que todo mundo falou bem, no início estava até bem empolgada... mas aí murchou!
    A história parece estar ainda melhor, heim? Fico feliz em perceber que a autora evoluiu a trama e deixou bem empolgante. Vamos ver se me animo para ler esse ano.
    Beijocas
    Coisas de Meninas

    ResponderExcluir
  6. Oi, não sabia que The 100 já tinha continuação, gostei bastante da resenha, ainda não li nenhum livro da série, mas estou bastante interessada, infelizmente tenho que esperar um pouco para comprar. Vou tentar ler ainda esse semestre, porque me interessei bastante por esse segundo livro por causa da sua resenha, vou tentar ler pelo menos o primeiro esse semestre, para ler o outro no próximo.
    Abraços
    www.estantedepapel.com

    ResponderExcluir
  7. Só assisti a série e nem sabia que ela tinha sido baseada em um livro. Assisti quase toda primeira temporada, e apesar de ser distopia (gênero que não curto muito), gostei muito. Mas acho que vou esperar sair o último livro para ler tudo de uma vez, porque senão vou ficar muito ansiosa querendo saber o final.

    ResponderExcluir
  8. Sou apaixonada pela série de tv e fica melhor a cada episódio, preciso ler os livros logo. As capas americanas de The 100 e Dia 21 são mais bonitas, mas as nossas não deixam a desejar...

    ResponderExcluir
  9. super curto a série ... vou esperar sair o ultimo livro p leitura não ficar muito cansativa...

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!