[Resenha] A Formatura

A Formatura
Título Original: Graduation Day (The Testing #3)
Autor(a): Joelle Charbonneau
Editora: Única                      Páginas: 320
Lançamento: 2014               ISBN: 9788567028477
CAPA_thetesting3 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||

O futuro nunca foi tão incerto e desesperador. Cia Vale jamais imaginaria que as coisas pudessem chegar a esse ponto. Ela tem uma importante missão: liderar as ações para a verdadeira reconstrução do mundo pós-guerra, um caminho sem volta. Agora, ela é a peça-chave para concretizar o plano de pôr fim ao Teste, para o bem das pessoas. Diante de um horizonte cheio de cicatrizes brutais, uma guerra prestes a começar e um governo cruel e corrompido, Cia não tem escolha a não ser se preparar para chegar às últimas consequências – se for preciso. Será que seus colegas a seguirão para a batalha final? O amor de Tomas será forte o suficiente para aceitar e sobreviver à prova mais difícil de suas vidas? Os riscos são maiores do que nunca, e para Cia só resta confiar nos próprios instintos. A formatura, o desfecho da distopia que nos fez perder o fôlego!
A Formatura, terceiro volume da Trilogia O Teste, veio para fechar esta aventura distópica angustiante e complexa.  O livro começa de onde o anterior terminou, Cia tentando digerir tudo que viveu e descobriu desde que foi selecionada para o Teste. O momento atual é de pura aflição, além de perder um grande aliado, ela também sujou as mãos nesta luta, não por ter esquecido seus princípios, mas para salvar a própria vida.

Cia chegou perto de fazer dar certo o plano de acabar com o Teste, mas agora parece que não há uma saída, na verdade ela precisa de ajuda e somente a presidente vem a sua mente. Arriscando-se mais uma vez,  procura a líder da nação e coloca as cartas na mesa, o que não imaginava é que a responsabilidade de levar o plano adiante ficasse para si, a presidente lhe delegou o “serviço sujo”, que nada mais seria que a eliminação do Dr. Barnes e seus comparsas, só que a eliminação consiste em assassinato. Será que Cia terá coragem de matar friamente? E mais ainda… Ela conseguirá encontrar pessoas de confiança para lhe ajudar nesta missão?

O livro é narrado em primeira pessoa por Cia tal como os anteriores, assim continuamos seguindo os conflitos internos e considerações da protagonista em sua jornada, ela saiu de casa para receber uma educação superior e acabou dentro de um jogo político de vida e morte, o Teste nunca acabou, a cada dia ela é testada mais e mais, chegando quase no limite de suas forças. Sozinha e com medo de confiar na pessoa errada, ela se protege no amor de Thomas e na própria intuição, que posso dizer que é excepcional ou ela é uma garota muito sortuda, afinal cada risco que assumiu seguindo seus instintos tiveram um desfecho bom, não excelente, mas pelo menos ela saiu com vida, o que não posso afirmar em relação aqueles que entraram em seu caminho.

Se no livro anterior a autora optou por colocar acontecimentos mais violentos na trama, neste último ela chegou no limite, a morte está presente quase todo o tempo e Cia vive escapando por pouco de ser a próxima vítima, mesmo que o Teste tenha sido duro, ali ela teve a oportunidade de aprender coisas que a manterão salva e atenta, no final foi uma experiência importante.

O ritmo inicial não é tão rápido, já que a protagonista está considerando aceitar ou não a proposta da presidente, Cia pensa demais e muitas vezes isso é algo que me deixou irritada, eu gosto da garota, de sua coragem e determinação, mas adoraria que fosse mais rápida em suas decisões, contudo quando decidiu o que fazer, a trama fica agitada e tensa até o final.

Os personagens que conseguiram sobreviver desde o primeiro livro interagem com aqueles que chegaram depois, o time de aliados de Cia é formado por aqueles que de alguma forma lhe ajudaram, não são totalmente confiáveis, nem totalmente inimigos, então não temos como saber se farão o certo ou errado. Mudei de ideia em relação à alguns, especialmente no caso de Thomas, eu não acreditava em seu amor por Cia, mas estava errada, ele a ama muito e de maneira sincera.

A trilogia tem um forte contexto político e este cenário se tornou mais interessante neste livro por revelar seus segredos, durante todo tempo soubemos de boatos sobre as atitudes do governo e dos líderes do Teste, mas nunca os detalhes disso, só que agora a verdade aparece e assusta, foi o momento que mais curti, pois uniu fatos anteriores que pareciam insignificantes e eram na realidade as pecinhas de um quebra cabeças maior, foi muito interessante.

Enfim,  a autora conseguiu manter a história intensa e aflitiva, foi muito bom viver esta aventura com Cia, os personagens amadureceram de acordo com o que enfrentaram, souberam se adaptar as situações apresentadas de maneira coerente e crível. Cada pergunta que foi surgindo no decorrer da leitura teve sua resposta, diferente do livro anterior que trouxe um final corrido, este aqui teve cada momento bem trabalhado, eu gostei particularmente da escolha feita por Cia para o futuro, não fugiu daquilo que ela sempre mostrou acreditar, embora algumas pessoas prefiram algo mais doce e leve, eu não via este destino para ela, Cia era uma guerreira idealista e não poderia ter seguido por uma caminho diferente.



Confira as resenhas dos outros livros da trilogia.




2leep.com

14 comentários:

  1. Mas olha que tem até morte??

    Menina, preciso ler essa trilogia. E agora que terminou fiquei com mais vontade.

    Adorei a resenha, só me falta mergulhar logo nesse mundo distópico tão envolvente que você citou ao longo das três resenhas!!

    E com um final que vale a pena desse jeito... preciso!!!

    Bjksssss

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Quero tanto a trilogia, e A Formatura nos faz perder o folego mesmo!
    Por não ter escolhas, Cia me parece tão batalhadora!

    ResponderExcluir
  3. Nunca li a distopia da trilogia Teste. Mas ouvi muito sobre a Cia, e de como ela é forte e destemida por resenhas. Mas parece que ai tem muitas tramas e quase ela perde e vida, nessa reconstrução pós-guerra. Fiquei ansiosa também por citar que tem bastante mortes no último volume, mas não só por isso, as coisas ficam bem mais agitadas e corridas. Gostei do Thomas e achei que o romance pode ocorrer sim, mesmo com tudo esses acontecimentos tensos. Que bom que gostou.
    Abraços Cida,
    ThayQ.

    ResponderExcluir
  4. não li os anteriores então fico um pouco perdida nesse término!
    sinceramente, não consigo me integrar à história, me fixar em enredos dessa natureza, vai entender?
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oiee

    Estou mega ansiosa por esse último livro adorei os dois primeiros e mal vejo a hora de começar a ler esse espero que eu goste.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Cida, tudo bem
    Saudades de vir aqui!!!!!!!
    Quando eu li "os personagens que sobreviveram aos outros livros", eu fiquei com medo, risos... Esse teste deve ser muito cruel mesmo. Eu não aceitaria essa proposta, ela está sendo usada. E se ela usar as mesmas armas, ela será igual a eles. O fim, não justifica os meios.
    Acho que vou adorar essa trilogia, infelizmente ainda não tenho nenhum dos livro. Adorei sua resenha, sou fã dos seus textos.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oie,
    nossa estou com o Teste em casa e ainda não li, muito menos este rsrsrs
    mas fico mto feliz em saber que a série continua boa depois.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  8. Gostei do fato da autora manter a história intensa e aflitiva.
    Que legal agora no terceiro livro termos os detalhes sobre o governo e tudo o mais.
    Boa resenha! Bjs, Cida <3

    ResponderExcluir
  9. Primeira vez que vi esses livros, achei parecidos com as capas de Divergente hahahaha
    enfim, me parece uma trilogia bacana, mas eu evito ao máximo séries/sagas/trilogias, enfim...
    pelo menos essa já está terminada, então não fica aquela sensação de "quando sai o próximo pelo amor de deus" (como eu fico com os livros de PLL hahaha)

    Beijos,
    Duas Leitoras

    ResponderExcluir
  10. Gostei muito dos dois primeiros livros dessa trilogia, curto muito distopia, estou super ansiosa pra ler esse último livro e conferi o desfecho dessa história.

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem?
    Tenho muita vontade de ler esta trilogia, parece ser realmente boa. Estará na lista de leituras para 2015. Gostei muito da resenha, bjus
    http://www.magisbook.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Cida!
    O forte das distopias são os governos déspotas por traz de todas as ações e que bom que nesse livro final, tudo pode ser desvendado, imagino que o desfecho tenha sido ótimo e Cia tenha se resolvido em suas ações e pensamentos.
    Uma semaninha cheia de luz e paz!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Não vejo a hora de começar essa trilogia logo *-* adorei a resenha, a Cia me parece ser uma personagem forte até o final.

    ResponderExcluir
  14. Eu ainda não pude comprar os livros dessa trilogia, mas pelas resenhas estou bem empolgada para começar a ler. Acho que vou gostar muito.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!