[Resenha] Desafio

Desafio
Título Original: Defiance (Defiance #1)
Autor(a): C.J. Redwine 
Editora: Novo Conceito        Páginas: 368
Lançamento: 2014               ISBN: 9788581634395
DESAFIO_1401364099P ||Compare & Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
No interior das muralhas de Baalboden, à sombra do brutal Comandante da cidade, Rachel Adams guarda um segredo. Enquanto as outras garotas fazem vestidos e obedecem a seus Protetores, Rachel é capaz de sobreviver nas florestas e de manejar uma espada com destreza. Quando seu pai, Jared, é declarado morto em uma missão, o Comandante designa para Rachel um novo Protetor: Logan, o aprendiz de seu pai, o mesmo rapaz a quem Rachel declarou o seu amor há dois anos, e o mesmo que a rejeitou. Com nada além da forte convicção de que seu pai está vivo, Rachel decide fugir e encontrá-lo por conta própria. Mas uma traição contra o Comandante tem um preço alto, e o destino que a aguarda nas Terras Ermas pode destruí-la.

Aguardei muito tempo a chegada deste livro aqui no Brasil, quando soube de seu lançamento no exterior, nem sabia qual seria a editora nacional que compraria seus direitos, mas eis que na Bienal de 2013 a Novo Conceito revelou sua publicação e meu coração deu pulinhos, eu amo histórias com mocinhas guerreiras que encaram qualquer homem numa briga e os colocam aos seus pés.

No primeiro livro da Trilogia Desafio (Courier's Daughter), de C.J. Redwine, conhecemos a jovem Rachel Adams, uma garota contrária aos costumes da sociedade em que vive. Num mundo onde a humanidade vive com medo dos Malditos, criaturas vindas do centro da Terra e que cospem fogo tal como um dragão, somente o homem que teve coragem de ir em sua caçada, possui o poder de ditar as regras de conduta de um povo. O Comandante governa com punho de ferro, mas longe do herói corajoso que deveria ser, ele é um frio assassino, com sede de poder, que tortura e mata aqueles que forem contra sua vontade, entre eles está nossa protagonista, que ao ter o pai declarado como morto e ficar sobre a guarda de jovem Logan, decidiu que aquilo não estava certo e colocou em palavras e gestos sua insatisfação, para Rachel, seu pai estava vivo.

Além de desagradar o Comandante com sua revolta, despertou neste perigoso homem a curiosidade pelo paradeiro de seu pai. Disposta a tudo para achar progenitor, ela acaba caindo nas mãos do tirano e sendo submetida aos seus caprichos, se não fizer o que ele quer, poderá perder aqueles que ama.

Logo nos primeiros momentos da história, temos a oportunidade de conhecer Rachel e seu jeito destemido de ser, ela não aceita de bom grado a situação atual de sua vida e não teme lutar contra isso. Junto com a dor de não saber onde está o pai, ainda tem que lidar com os sentimentos que nutre por seu protetor, Logan, já que há alguns anos atrás foi rejeitada por ele ao declarar seu amor e desde então tenta odiar o rapaz, eu digo tenta, pois lá no fundo ele ainda mexe com seu coração. Rachel nem imagina que causa o mesmo efeito nele, Logan apenas não aceitou o coração da garota por ter medo de faltar com respeito ao pai dela, o homem que o tirou das ruas e lhe acolheu em sua casa.

O ponto de partida da aventura é a vontade da protagonista resgatar seu pai, mas isso acabou guiando ela e Logan para um turbilhão de acontecimentos, além de terem a chance de  se conhecer melhor e libertar a paixão oculta em seus corações, eles tornaram-se os inimigos número um do Comandante e precisaram elaborar muitos planos para sobreviver. O interesse do Comandante pelo pai de Rachel revela-se como o mistério da trama, precisamos ir juntando pecinhas para entender o real motivo disso.

São vários pontos sendo trabalhados no decorrer da história, mas surgem com naturalidade e clareza conforme avançamos na leitura, assim não ficamos confusos com cada novidade, sabemos tudo que é apresentado tem um motivo para estar ali, formando algo maior e obscuro que está ligado as bases daquela sociedade e ao poder de seu governo.  Em momento algum senti que os assuntos estavam sendo jogados no meu colo de forma aleatória, como se fosse somente para encher linguiça, eu vi propósito ali.

O cenário é um mundo tomado por medo do desconhecido, as pessoas vivem em regime militar, dentro de cidades fortificadas e regidas por leis machistas (mulher lava, passa e cozinha). A tecnologia é grande, então percebemos que tudo acontece em um futuro distante, quem sabe uma situação que a humanidade ainda viverá.

A situação opressora seria deprimente se não fosse a presença revigorante de uma protagonista que luta por sua liberdade e não age como mulherzinha, Rachel briga melhor que muitos homens e manipula armas como ninguém, é jovem e cheia de esperança, embora planejamento não seja seu forte. A emoção guia lhe sempre, conduzindo-a por caminhos complicados. A trajetória desta garota não vai ser fácil e ao final a mocinha torna-se um pouco sombria e cheias de cicatrizes, perdendo sua inocência.

Logan é o estrategista e revela-se mais romântico que Rachel, o relacionamento de ambos é terno, mas confesso que senti falta de algo mais quente entre eles, mas é um romance promissor e bonito de ser ver, o casal é simpático, vive em apuros e ganhou minha torcida.

Não foi só no romance que senti falta de algo, embora a trama seja bem interessante e empolgue, em algumas partes perdeu o ritmo e ficou morna, pela carga de perigo apresentada, eu esperava algo com mais ação, há momentos críticos, mas não tão intensos.

É um bom volume introdutório, mas como parte de uma série, deixou perguntas no ar, embora tenha concluído esta primeira aventura de Rachel, a busca por seu pai. Houve muita mudança na vida de todos e no próximo volume eles terão que lidar com isso, reconstruindo seu mundo e tentando entender o que descobriram. A narração feita em primeira pessoa, alternada pelo ponto de vista de Rachel e Logan, amplia nossa visão e permite entender melhor cada situação e também acompanhar a mudança significativa destes dois durante a história. Com muitas perdas – aguardem mortes em grande escala –, um universo inovador, um romance promissor e um casal bom de briga, Desafio é um livro que traz um universo distópico carregado de mistério e perigo.








2leep.com

17 comentários:

  1. Oi, Cida!
    Estava decidida a deixar esse livro para depois, mas agora me deu vontade de pegar logo para ler e acho que é isso que vou fazer! Adoro narrativas que tem pontos de vista alternados acho que o leitor fica com uma visão mais abrangente da história. Fiquei curiosa pelo universo que você descreveu parece interessante e diferente das distopias que vemos por aí e das quais já estou enjoada. Já vou separar para leitura! Adorei a resenha! :)

    Beijos,

    Rafa {Fascinada por Histórias}

    ResponderExcluir
  2. Oi Cida!
    Eu achei a capa desse livro lindíssima, mas não fiquei muito curiosa pela história. Agora, lendo sua resenha, comecei a me interessar um pouco.Eu gosto de histórias mais cheias de aventuras, muito embora nem sempre eles me empolguem (é, eu sou uma romântica total - rs). Mas vou dar uma chance ao livro em breve.
    Beijocas
    Coisas de Meninas

    ResponderExcluir
  3. Olá.
    Eu também já estava louca por esse livro mesmo antes de saber que iria ser lançado aqui. Quase comprei ele uma vez no sebo UASHAU Adorei a sua resenha. Fiquei mais curiosa ainda.

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing
    http://thisadorablething.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Cida, eu não estou muito animada com a leitura, não é um livro que em principio me atraia, até por conta de ser série, dá pra ver que vc curtiu e que tava ansiosa para ler e isso mostra que o livro é bom, pois te surpreendeu!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi Cida

    Que bom que você gostou da leitura. Infelizmente para mim esse livro não funcionou. Foi uma decepção completa.
    Meu primeiro problema foi com a narrativa que apesar de alternar entre os personagens, tinha mesma "voz". Se não tivesse o nome no início do capítulo eu não saberia quem era o personagem.
    Gostei muito de Rachel, ela foi o grande ponto a favor do livro. Fez algumas burrices, mas foram perdoáveis.
    Achei a ideia do maldito bem tosca e a ambientação da história deixou a desejar.
    Espero que para mim os próximos livros sejam melhores.

    Beijos
    Mundo de Papel

    ResponderExcluir
  6. Oi Cida,
    “Desafio” me conquistou pela capa, que é belíssima, mas e bom saber que apesar de algumas ressalvas o livro possui uma boa trama. Espero no futuro ter uma oportunidade de lê-lo.

    *bye*
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Cida,
    Sua resenha me fez ficar ainda mais curiosa para ler o livro. Acho que vou passá-lo na frente de outros. Também adoro protagonistas fortes e destemidas e a capa está maravilhosa.
    bjs

    http://entrepaginasesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Cida,
    estou doida para ler este livro. Já gostei dele pela capa e a sua resenha me diz que vou gostar bastante da leitura :D

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  9. Que coisa menina. Eu achei que você iria amar loucamente este livro.
    Geralmente eu acho que o que falta virá no segundo, mas como você disse que ele tem momentos que ficam mornos, acho que aí já é a característica da autora.
    Mesmo assim, é claro que vou ler, afinal é uma distopia!!!

    Adorei a resenha!!

    Bjks

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. A pateta aqui não tinha se dado conta, lendo a sinopse, de que era uma distopia. Quando fiquei sabendo, já despertou uma fagulha de ansiedade e vontade. Agora que leio pela primeira vez uma resenha, acho que vou dar uma adiantada na fila. rs
    Pena que não tem tanto romance, mas quem sabe não melhora nos próximos...
    Beijinhos!
    Giulia - Prazer, me chamo Livro

    ResponderExcluir
  11. Oi. Sabe que vejo meio a meio as opiniões e até agora não me decidi se leio ou não o livro. Como é trilogia tem essa coisa de talvez ser meio insatisfatório depois, mas acredito que vale a pena a tentativa.

    Beijos

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
  12. Desde que soube do lançamento deste livro, estou louca para lê-lo porque amo livros com personagens femininas fortes e guerreiras. Pelo capa, eu pensava que este livro se passasse em uma época medieval haha. Adorei a resenha, pretendo ler este livro logo.

    Beijos
    http://palavrasdeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Cida!
    Sinceramente, não gostei tanto desse livro como esperava gostar.
    Não gostei da protagonista. Achei-a irritante. (Risos)
    O Logan foi o protagonista que me conquistou. Inclusive, adorei o fato de autora ter alternado a narração entre as personagens principais; tornou toda a trama mais dinâmica. No entanto, a narrativa não me envolveu, sabe? Não sei se foi o fato de eu estar esperando demais antes de iniciar a leitura, mas a mesma foi exaustiva, por vezes.
    Enfim, gostei de saber sua opinião e fico feliz que tenhas gostado.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  14. Oi Cida, tudo bem?
    Eu adorei "Desafio" e me empolguei para os próximos livros, viu?
    O Comandante me deixou tão tão aflita! Em relação aos personagens, Logan e Rachel, gostei muito da forma como a escritora os retratou :)

    Beijos,
    Gabi - http://leitoraonline.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabi! Aquele homem era maldade pura, e Rachel aguentou bem os tapas que levou, espero que ela não fique com o coração tão duro depois do que passou, ela é uma pessoa muito legal.

      Excluir
  15. Oiii...
    Confesso que não gostei muito da sinopse quando vi o lançamento deste livro.
    Sua resenha até animou um pouquinho, mas não sei se pretendo ler.
    Mas que bom que gostou do livro.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Oi Cida!
    Eu achei linda a forma como o amor deu forças ao Logan e à Rachel para resistirem a tudo o que estavam passando, embora tenha faltado um pouco mais de pegada e de interação entre eles, será que por causa da idade dela? Mas concordo que houve uma quebra de ritmo, talvez a história poderia ter sido um pouco mais enxuta. De toda forma, quero muito ler a continuação.
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!