[Resenha] Graffiti Moon

Graffiti Moon 
Título Original: Graffiti Moon
Autor(a): Cath Crowley  
Editora: Valentina                Páginas: 387
Lançamento: 2014               ISBN: 9788565859226
9788565859226 GraffitiMoon ||Compare & Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Uma aventura emocionante e perigosa como um grafite clandestino. Uma noite de arte e poesia, humor e autodescoberta, expectativa e risco e, quem sabe, amor verdadeiro. Um artista, uma sonhadora, uma noite, um significado. O que mais importa? O ano letivo acabou, aliás, o último ano do ensino médio. Lucy planejou a maneira perfeita de comemorar: essa noite, finalmente, ela encontrará o Sombra, o genial e misterioso grafiteiro, cujo fantástico trabalho se encontra espalhado por toda a cidade. Ele está de spray na mão, escondido em algum lugar, espalhando cor, desenhando pássaros e o azul do céu na noite. E Lucy sabe que um artista como o Sombra é alguém por quem ela pode se apaixonar — se apaixonar de verdade. A última pessoa com quem Lucy quer passar essa noite é o Ed, o cara que ela tem tentado evitar desde que deu um soco no nariz dele no encontro mais estranho de sua vida. Mas quando Ed conta para Lucy que sabe onde achar o Sombra, os dois de repente se juntam numa busca frenética aos lugares onde sua arte, repleta de tristeza e fuga, reverbera nos muros da cidade. Mas Lucy não consegue ver o que está bem diante dos seus olhos.
Uma história que se passa em um curto espaço de tempo, deve ser uma das mais complicadas de escrever, já que o autor não tem dias ou anos para “construir” algo, ele precisa inserir o leitor, apresentar a ideia principal, desenvolver a mesma e dar um desfecho coerente, além disso, precisa criar o cenário para ambientar sua trama e dar corpo e personalidade aos seus personagens. A junção destes elementos precisa ser interessante para o leitor, conseguir prender, ao ponto de você terminar a leitura e ficar pensando como foi incrível e possível aquilo tudo acontecer e depois de pensar e repensar que foi muito convincente. Graffiti Moon é assim, a história de Lucy e Ed acontece em uma noite, contudo, é uma noite carregada de emoções, reviravoltas e um desfecho imprevisível, diria mesmo que é uma noite muito intensa.

Lucy é filha de um casal de artistas, ela mesma tem uma veia artística, trabalha com esculturas de vidro soprado, pensa até em seguir carreira nesta profissão. Lucy sonha com um amor romântico, dos tempos antigos, como suas amigas chamam, “um romance de espartilho” e não é com qualquer rapaz, seu ideal é o Sombra, o grafiteiro que colore as paredes da cidade com sua arte, as vezes alegre, outras vezes triste, mas sempre inspiradora. Cada desenho traz frases e pensamentos aleatórios, de autoria do Poeta. Sombra e Poeta são uma dupla de artistas sem rosto, de corações partidos e sonhos de um mundo melhor. Ninguém conhece suas verdadeiras identidades.

Quanto termina o ensino médio, Lucy e as amigas resolvem comemorar passando a noite toda fora de casa, encontram sem querem alguns rapazes e começam a se divertir juntos (ou quase isso), embora todos tenham assuntos pendentes para resolver. A noite será curta para tanta coisa, mas Lucy está disposta a aproveitar o tempo para achar o Sombra, ao lado de Ed, um garoto que quase foi algo mais em sua vida, ela visita cada obra de seu artista do coração, e acaba encontrando mais do que poderia esperar.

O livro é narrado em primeira pessoa, alternando entre os pontos de vista de Lucy e Ed, nos dando a oportunidade de conhecer dois corações cheios de expectativas e prontos para se apaixonar.

Lucy mora com os pais, mas está tendo que lidar com a escolha deles de um viver na casa e outro em um galpão no quintal, ela tem certeza que vão se divorciar e está preocupada, embora eles afirmem que não é nada disso; Ed vive com a mãe e abandonou a escola, dizendo que era para ajudar nas contas da casa, mas a verdade é que ele não consegue ler e escrever, suas dificuldades de aprender são grandes e o garoto sente vergonha disso.

Nossa dupla se conhece de outros tempos, mas não tiveram uma boa experiência juntos (há um nariz quebrado marcando presença entre eles), assim procuram evitar-se, mas o mais legal  é perceber a atração mútua que existe ali, uma faisquinha que pode virar um incêndio,  é justamente a expectativa deste acontecimento que nos prende nesta trama, que em momento algum, revela seu destino final.

Quando Lucy vê Ed ela fica pensando no quanto ele é errado, depois muda de ideia e o vê como certo, mas tantas coisas acontecem, que definitivamente ele é errado, embora no fundo do coração, pelo menos do meu (e no dela também), havia uma torcida para ele fosse o cara perfeito. É contraditório, bem como todos os sentimentos dos personagens, na busca do Sombra, esta dupla de protagonistas viaja fundo em suas almas, compartilha conosco arte, poesia e reflexões. Embora os dois sejam jovens, eles pensam de uma maneira que muitos da mesma idade não pensam, o lado artístico de cada um, os torna muito mais sentimentais e sensíveis, mais pensadores e também membros de um universo muito exclusivo. 

Não vamos nos deparar com um núcleo de adolescentes de vida boa, aqui a maioria é de origem bem humilde, vive com o aluguel atrasado, sem emprego, no meio de bebidas e drogas, muitos deles, perto demais de uma vida de marginalidade, traz assuntos sérios e atuais, não é uma narrativa pesada, a autora soube fazer esta abordagem de maneira suave, mas nem por isso diminui a gravidade do que é mostrado. Graffiti tem uma linguagem fácil, não é um livro difícil de ler e nem cansativo.

Mas isso tudo é pano de fundo para o romance que está prestes a surgir entre Lucy e Ed, eu não via a hora de ambos finalmente darem o primeiro beijo, primeiro eles brigam muito , depois ficam mais cordiais e após alguns acontecimentos acabam se unindo por algo maior, estas idas e vindas, são divertidas, são tristes e muito gostosas de acompanhar.

Eu gostei bastante da história, é uma leitura rápida e a arte inserida no enredo trouxe um diferencial para a obra, você vê artistas de vários segmentos sendo citados bem como suas obras, o único ponto que me deixou incomodada, foi a maneira como as dificuldades de aprendizado de Ed não foram levadas muito a sério, até mesmo relevadas e escondidas pelas pessoas que gostavam deles, vejam bem, estava na cara que Ed tinha uma doença, um distúrbio que o impedia de desenvolver o intelecto, e ninguém, nem o pessoal da escola ou a mãe, percebeu isso. Ed era praticamente analfabeto e precisava de orientação. Era algo grave, que não foi visto assim.

Mesmo com este detalhe, não deixei de apreciar cada minuto da leitura e até gostaria de reencontrar Ed, Lucy e os amigos uma outra vez, foi um final satisfatório, mas os personagens são tão legais, que eu nem me importaria de passar com eles, depois desta noite, um outro dia. É um livro para sentir.











2leep.com

23 comentários:

  1. Adoro os livros que encontro no blog!
    Esse é um muito interessante, não conhecia.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  2. ainda não me decidi se quero ou não ler.
    o enredo até que é bom, mas ainda estou insegura se irei ou não curtir a leitura!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oie!!
    Terminei de ler o livro, minha resenha já está programada para sábado.
    Contudo, EU AMEI A SUA!!!!! hahaha.
    Suas resenha são sempre muito completas e perfeitas. Adoro!!

    Bjks

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Não conhecia o livro e amei a capa.
    Saber mais da historia me encantou, acho demais e até inquietante ficarmos esperando eles se beijarem, mas sentir a emoção é bom demais em uma leitura.

    Beijos!
    De tudo um pouco

    ResponderExcluir
  5. Adorei saber mais sobre o livro! Se antes já tinha curiosidade, agora posso dizer que gostaria mesmo de ler o livro. Achei interessante saber os personagens são jovens à margem da sociedade, de classes mais baixas, "esquecidos" pela camada mais favorecida. Talvez até por isso o descaso com a doença do personagem, como você pontuou. Fiquei muito interessada também nesse aspecto artístico que permeia a trama.

    Beijo, Livro Lab

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Aline, temos aqui pessoas muito próximas da realidade e as coisas nem sempre são como esperamos.

      Excluir
  6. Oi Cida,
    Ainda não tinha lido nenhuma resenha sobre esse livro, mas gostei da ideia da trama se passar em apenas uma noite. Vamos ver se no futuro eu consiga lê-lo.

    *bye*
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi..
    Já tinha visto uma resenha deste livro e gostado muito.
    Sua descrição sobre ele já me animou mais um pouquinho.
    Gosto quando tem ponto de vista de ambos personagens.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Adorei a sinopse do livro e sua resenha só aumentou minha vontade de ler. Fiquei bem curiosa.

    Bjok

    ResponderExcluir
  9. Oie Cida
    juro que eu pensava que esse livro era uma HQ kkkkkkkkkk acho que a capa me passou essa ideia. Não fazia ideia da trama, mas gostei das suas considerações sobre ele.
    Acho incrível quando o autor consegue elaborar uma história que cativa o leitor, mesmo que tudo aconteça em um curto espaço de tempo.
    Já vou colocar na minha listinha
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É não Jacque! É um livro jovem e com romance!

      Excluir
  10. Eu não conhecia o livro, mas gostei de saber que a arte faz parte do enredo. Como é um livro leve, esse detalhe enriquece a leitura.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de junho

    ResponderExcluir
  11. Olá.
    Ótima resenha. Achei bem interessante a trama, principalmente por você ter falado que se passa em um curto período de tempo. Espero poder ler :)

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing
    http://thisadorablething.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Cida =)

    Você arrasando nas indicações, como sempre =)
    Eu estou muito curiosa para ler este livro, mas não tinha procurado me aprofundar na história. Na verdade não sabia muito sobre ele, e não tinha lido nenhuma resenha até agora.

    Fiquei surpresa em saber que a história se passa em apenas uma noite, parece um livro bem intense apesar de ter uma história curta. E gosto de livros assim, que mostram uma realidade diferente, e não tão glamourosa quanto vemos em outros livros com adolescentes.

    Legal, você me mostrou os pontos que faltavam pra eu me decidir a ler o livro logo. Gostei =)

    Beijos,
    Livy
    No Mundo dos Livros

    ResponderExcluir
  13. Cidsss, ultimamente tenho visto com bastante frequência Graffiti Moon pela blogosfera, mas vou te confessar que não sabia do que tratava. Fiquei bem interessada, parece muito bom.

    Beijo

    ResponderExcluir
  14. Oi Cida!
    Apesar de você ter gostado bastante do livro, ele não me atraiu... Não curti a capa e também não me interessei pela história. Vou passar para o próximo!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  15. Ainda não tenho esse livro, mas só leio elogios.
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oie, tudo bom?
    Eu já li um livro que também se passava em um período mais curto e foi muito prazeroso. Acho que esse tipo de narrativa tem outro grau de emoção. Fiquei interessada nesse livro, pois antes não conhecia a premissa da história.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será que foi A probabilidade? É ótimo também, mas é mais fofinho, enquanto este aqui explora situações delicadas e sociais.

      Excluir
  17. Oi Cida
    Sabe aquele livro que você tem muita curiosidade de ler, mas a capa acaba te fazendo desistir? É assim que eu me sinto com relação a Grafitti.
    Entranto, não posso negar que existe uma curiosidade persistente principalmente pela forma como a história é contada.
    Fico pensando como a autora conseguiu escrever uma história que parece tão legal em apenas um dia.
    Vou tentar deixa essa implicância com a capa de lado e dar uma chance ao livro. Pela sua resenha ele merece, e muito.

    Beijos
    mundo-de-papel1.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Nossa esse livro parece bastante interessante, fiquei doida pra ler!

    ResponderExcluir
  19. Gostei da resenha. O livro parece ter uma história emocionante e fiquei bem interessada em conhecer.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!