Novidades Companhia das Letras, Seguinte e Paralela (@cialetras) (@editoraseguinte)

Oi gente!

Hora de conferir as novidades das Editoras Companhia das Letras, Seguinte e Paralela.
(Esta postagem não é válida para o Top Comentarista)



Há muitos anos, quando objetos mágicos eram tão comuns quanto panelas nos lares de Augusta, a magia era controlada por uma feiticeira muito poderosa: a Encantadora das Terras do Norte. Certo dia, cansada de sofrer ataques de cidadãos que queriam usar os poderes de maneira ilícita, ela resolveu se vingar: recolheu a maioria dos itens mágicos do reino e desapareceu, deixando os cidadãos sem notícias de seu paradeiro nem desse magnífico tesouro. Anos depois, quando Hilary Westfield decidiu que queria ser pirata, nem imaginava que estava prestes a participar da caça ao maior tesouro de todos os tempos. Afinal, tudo o que a preocupava era fugir da Escola da Senhorita Pimm para Damas Delicadas, onde as jovens da alta sociedade aprendiam a valsar, desmaiar e se comportar à mesa. Hilary não via utilidade nenhuma naquelas lições e queria se juntar à Quase Honrosa Liga de Piratas. Qualificações não lhe faltavam, mas a Liga não admitia garotas em sua equipe de algozes e pilantras. Decidida a partir para alto-mar a qualquer custo, Hilary responde ao anúncio de um pirata autônomo em busca de membros para sua tripulação. De repente, ela se vê no meio de uma aventura marítima em busca do tesouro mais valioso do reino: o tesouro da Encantadora. Para encontrá-lo, ela contará com um mapa sem X e precisará enfrentar o vilão mais traiçoeiro - e surpreendente - de todos os mares.
Para Ollie, sexo sempre foi sinônimo de diversão, e namorar sério o assustava. Durante muito tempo seu estilo de vida funcionou, mas aos poucos começou a sentir um vazio cada vez maior - e nem imaginava que a solução estava bem ao seu lado. Desde o jardim de infância, Sarah era sua melhor amiga. Depois que a garota sofreu sua primeira grande decepção amorosa, eles ficaram ainda mais próximos, e a turma inteira percebia que estava rolando um clima… Só faltava admitir. Mas manter um relacionamento para valer significaria compartilhar as aflições que Ollie estava acostumado a guardar a sete chaves. Suas angústias iam desde as mudanças de humor repentinas de sua mãe, que passava da depressão ao êxtase num piscar de olhos, até o descaso completo de seu pai. Isso sem falar em um problema de saúde que ele escondia até dos melhores amigos… Ollie precisava descobrir um jeito de enfrentar essa situação sem magoar a si mesmo - e sem machucar a garota com quem mais se importava.


Neste romance introspectivo e poético, as guerras, como de hábito na literatura de Amós Oz, estão presentes. Aqui, contudo, elas não são guerras de quem pega em armas, mas guerras da intimidade. Exemplo disso é o próprio Oz, que no livro aparece no papel de um escritor e faz referência a uma tragédia pessoal: o suicídio de sua mãe, quando ele tinha doze anos. A trama acompanha o entrelaçamento de triângulos amorosos. O principal deles gira em torno de Albert Danon, um viúvo sexagenário. Seu filho, Rico, após a morte da mãe, parte para o Tibete em busca de paz interior. Durante sua ausência, a namorada, Dita, aproxima-se do sogro idoso em busca de proteção, mas a relação acaba assumindo caminhos inesperados. O mesmo mar surpreende antes de tudo pelo alto grau de elaboração literária, pela profusão e riqueza de suas formas. O enredo vai se revelando numa sequência de seções curtas, compostas às vezes no tom casual e ameno das conversas de todo dia, às vezes como parábola bíblica, fábula, sonho ou poema. O mundo em que vivem as personagens de Amós Oz é barulhento, mas o romance, paradoxalmente, cria um intimismo que convida os leitores a se concentrarem no que elas estão dizendo.
Um imigrante ilegal é encontrado morto em um cortiço de Edimburgo. Se a primeira suspeita é de um ataque racista, logo a situação se prova mais complicada. É o que o departamento de polícia precisa para arrastar o inspetor John Rebus para o caso. Não que a vida no trabalho ande fácil, com seus novos chefes em campanha por uma aposentadoria precoce do investigador. Mas o teimoso e obstinado Rebus seguirá novamente a trilha de um morto, numa viagem que o levará a centros de detenção, a comunidades de imigrantes políticos e ao coração do submundo de Edimburgo. Enquanto isso, sua amiga e pupila Siobhan precisará lidar sozinha com os próprios problemas. O desaparecimento de uma adolescente a deixará perigosamente próxima às armadilhas de um maníaco sexual, conforme ela também tenta resolver o assassinato de um jornalista curdo. E há a história dos dois esqueletos encontrados debaixo de um movimentado beco da cidade. No encontro desses casos aparentemente sem conexão, Rebus e Siobhan logo serão atraídos para uma teia de ganância, traições e violência.
Considerada a melhor narrativa já escrita sobre um dos períodos mais nebulosos da história americana, Doze anos de escravidão narra a história real de Solomon Northup, um negro livre que, atraído por uma proposta de emprego, abandona a segurança do Norte e acaba sendo sequestrado e vendido como escravo. Depois de liberto, Northup publicou o relato contundente de sua história, que se tornou um best-seller imediato. Hoje, 160 anos após a primeira edição, Doze anos de escravidão é reconhecido como uma narrativa de qualidades excepcionais. Para a crítica, o caráter especial do livro deve-se ao fato de o autor ter sido um homem culto que viveu duas vidas opostas, primeiro como cidadão livre e depois como escravo.
Quando José Trajano conheceu Mônica, ele ainda era chamado de Zezinho, e mal tinha largado as calças curtas para descobrir as festas e bares de Rio das Flores, cidade no interior do Rio de Janeiro onde costumava passar o verão. O garoto nem desconfiava que aquele encontro daria início a uma obsessão de mais de quarenta anos, a um amor não correspondido que ele nunca iria esquecer. Procurando Mônica é a história dessa paixão impossível, um relato repleto de esperanças, sonhos e frustrações. Puxando pela memória, Trajano recria sua implacável busca por Mônica, contando com humor e uma dose de “tragédia grega” os inúmeros foras que recebeu de sua musa. Mas os tempos mudaram. Trajano, que conquistou uma carreira brilhante no jornalismo esportivo, não é mais o garoto inseguro que Mônica tanto desprezou. Com uma nova dose de coragem, ele partirá novamente atrás dela para, quem sabe, escrever o último capítulo desse livro. 

2leep.com

11 comentários:

  1. os lançamentos estão ótimos, mas ainda prefiro a capa original por assim dizer de 12 anos de escravidão
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Os lançamentos estão otimos, os livros Procurando Monica e a Quase honrosa liga dos Pirastas foram os que me despertaram curiosidade
    Brubs
    contodeumlivro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi, Cida!

    Quase comprei 12 anos de escravidão no final de semana; estou louca para lê-lo.
    O Tesouro da Encantadora também me interessou. :)

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Noossa são ótimos lançamentos, curiosa pra ler 12 anos de escravidão e A Garota Certa! parecem ser bacanas!!!

    Beijos!


    Meu Diário

    ResponderExcluir
  5. Estou louca pelo livro "A garota certa" desde o primeiro livro da série estou curiosa para saber sobre o Ollie, meu personagem favorito até agora.

    ResponderExcluir
  6. Achei muito interessantes estes lançamentos, e estou bastante interessada em ler 12 anos de escravidão, pois creio que deve ser um livro realmente muito enriquecedor!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  7. Eu vejo essa série Garota <3 Garoto por todos os lados, mas essas capas não me agradaram nenhum pouco por isso eu ainda não tive interesse em ler, mas já vi algumas resenhas que me deixaram curiosa, então acho que vou dar uma conferida.

    Blog: http://worldbehindmywall.fanzoom.net/
    Twitter: https://twitter.com/Blog_WBMW

    ResponderExcluir
  8. Sem dúvida 12 Anos de Escravidão é o chamariz da lista. Mas me interessei também pelo livro dos piratas.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  9. Oi, os livros parecem ser super bacanas, e eu esto hiper mega ansiosa para ler A quase honrosa liga dos piratas: O tesouro da encantadora, esse livro parece ser nota 10 e eu não vejo a hora de ter o meu exemplar.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  10. Cida, de todos esses lançamentos apresentados eu só compraria O tesouro de encantadora. Como já comentei na resenha, curti a ideia do livro e adoro infanto juvenis!

    Beijos
    Chrys Audi
    Todas as coisas do meu mundo

    ResponderExcluir
  11. Me chamou atenção A Garota Certa.

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!