[Resenha] Outras Palavras Para o Amor

Outras Palavras Para o Amor
Título Original: Other Words for Love
Autor(a): Lorraine Zago Rosenthal
Editora: Galera Record      Páginas: 368
Lançamento: 2013     ISBN: 9788501098351
outras-palavras-para-o-amor-capa-br.indd



Anos 1980. Enquanto o mundo se encolhe com o medo da Aids e as tensões da Guerra Fria, Ari Mitchell tem outras preocupações além dos vírus nos bocais dos telefones públicos do Brooklin. Como ser ofuscada por Summer, a amiga rica e bonita, que estuda numa prestigiosa escola particular em Manhattan. Ou a paixonite pelo cunhado bombeiro. Ou os sonhos de sua mãe castradora. Mas uma herança está prestes a mudar a vida de Ari. Com a morte de um tio, a sensível aluna nota A ganha um visto de entrada, mesmo a contragosto, para o mundo dos ricos e belos. Nova aluna da Hollister Prep, ela precisa se adaptar a uma sofisticada realidade. E a outras amizades. Uma história sensível que mostra que o amadurecimento é a mais difícil das jornadas.
Errando na tentativa de acertar.

Outras Palavras Para o Amor pode parecer por sua sinopse mais um drama adolescente de uma garota que recebeu uma herança e viu sua vida mudar, mas não é mesmo. Este livro é sobre crescer, amadurecer e saber o que realmente você quer da vida. É a história de uma menina comum, que dividiu conosco todos os seus sonhos, medos, desejos e frustrações.

Acompanhamos aqui a vida Ariadne Mitchell, de meados de 1980 até o ano de 1992. Ari vive em Nova Iorque com seus pais, ela é uma garota com talento para desenhar, estuda em uma escola pública, ajuda a irmã a cuidar dos filhos quando é preciso e tem como única amiga a extravagante e assanhada Summer. Ari é vigiada pela mãe dia e noite, esta controla cada passo da menina, fazendo de tudo para que a mesma não deixe os estudos em segundo plano e nem pense em garotos, tudo por causa da decepção com a filha mais velha que engravidou cedo e largou a escola. Agora todas as esperanças da mãe são depositadas em Ari, de maneira sufocante e repressiva. Contudo, se este fosse o único problema de nossa protagonista estaria tudo bem, mas ela ainda tem que lidar com a paixão secreta que nutre pelo cunhado e a grande questão de encontrar seu lugar no mundo.

Quando Ari passa a estudar em uma escola de elite, sua vida ganha novos horizontes, finalmente tem a oportunidade de fazer mais amizades e conhecer seu primeiro namorado, Blake. São muitas transformações em seu modo de ver as coisas, fatos que definirão seu futuro.
A história é narrada em primeira pessoa por Ari e cheia de fatos cotidianos e situações familiares para qualquer um de nós, não aborda assuntos inovadores, no entanto é aqui que reside todo seus segredo, a maneira como a autora abordou tanta coisa comum de maneira sensível e realista, fazendo qualquer pessoa que ler este livro ficar próxima da protagonista e querer conhecer cada detalhe de sua vida. Muitas vezes até se colocar na mesma situação.

Como eu disse não é um drama adolescente, até porque a história ocorre em um período de quase dez anos, então é mesmo a história de uma pessoa. Ari é uma garota que no começo aparenta ser fraca, eu até acreditei nisso, pois nunca enfrentava com garra certas situações, mas olhando melhor cada acontecimento, vejo que ela era mais forte que todos ao seu redor, pois manteve-se firme frente as piores adversidades.

Problemas com relacionamento, com a família, a dúvida sobre carreira profissional, a faculdade, a primeira vez,  medo da AIDS e tantas outras coisas. Ari caiu e levantou milhares de vezes e por amor, ou assim acreditava ser naquele momento, foi ao fundo do poço, me deixando comovida com sua dor de forma surpreendente. Mas ela não é santa, nem mártir, é como eu ou você. Erra, acerta, é boa, é egoísta. Ariadne Mitchell é humana. Você vai amá-la e odiá-la na mesma medida.

“E daí que eu tinha mentido? Ser boazinha não tinha me levado a lugar algum. Tinha passado a vida inteira sendo boa, estudando, servindo de babá e tentando não magoar ninguém. Estava cheia de ser boazinha.”

Este é um livro que mexe com a gente, passei momentos de muita emoção, alegria e raiva, principalmente quando as relações familiares eram colocadas em foco, a família de Ari a tratava de uma maneira muito cruel, como se a garota não tivesse vontade própria, mas o mais engraçado é que quando pessoas de fora mexeram com ela, eles se uniram e a protegeram de maneira sem igual, um escudo humano. E então é a hora que vermos como o amor pode tomar formas estranhas, muitas vezes incompreensíveis para alguém que não faz parte daquela situação. O amor neste livro é mostrado não com “Eu te amo”, mas de mil formas diferentes e com outras palavras, até mesmo adeus, e assim entendi perfeitamente o titulo do livro. 

Não há nada definitivo, tudo vai mudar conforme o passar das páginas e o resultado final foi muito satisfatório, uma sensação de missão cumprida e vitória enche nosso coração ao fechar o livro.Contagiada pelos sentimentos de cada personagem na história, terminei o livro tendo a sensação de ter conhecido de verdade cada um deles.

“Tempos antes, eu teria dito que não estava interessada, em uma época em que ser uma artista parecia grande e assustador, como algo que me dissolveria no ar. Mas naquele momento não falei que não estava interessada, porque muitas coisas grandes e assustadoras tinham me acontecido nos últimos tempos e eu estava ali.”

Uma leitura que flui bem e é realista, nos lembra de tantas besteiras que já fizemos na vida, tentando apenas ser feliz. Lembra sonhos antigos e novos. Lembra como crescer é difícil e vencer esta batalha é uma delícia.


2leep.com

24 comentários:

  1. Eu adoro Drama, achei interessante essa questão que você ressaltou sobre as formas estranhas do amor e fiquei bem curiosa para saber mais sobre essa relação familiar.
    Provavelmente irei ler \o
    Beijinhos,
    Paula
    http://www.interacaoliteraria.com/

    ResponderExcluir
  2. Bom, a princípio a história me pareceu um tantinho comum mas pelo que entendi da sua resenha o livro é bacana e mais profundo do que parece. O título me chama muita atenção, e achei super legal essa coisa de representar o amor de outras formas, não apenas restrita ao "eu te amo".

    Curti muito a postagem ^^

    (desconstruindoaspalavras.blogspot.com.br)

    ResponderExcluir
  3. eu gosto de livros que me façam relembrar um pouco de mim mesma...talvez eu lesse o livro se tivesse a oportunidade
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Nossa Cida, este é um livro que não daria nada.. não imaginei que ele fosse ser tão profundo e complexo.. e muitas vezes esses são os melhores que, por mais que tratem às vezes de assuntos cotidianos, os abordam de maneira diferente e envolvente. Amei a dica. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  5. Oii, tudo bom?
    Adoro livros inovadores e diferentes, mas gosto muuuito de livros que tratam de assuntos comuns, mas de um jeito diferente, de um jeito que cative o leitor.
    Esse livro parece ser realmente bem emocionante e interessante, a única coisa que me deixou com o pé um pouco atrás é o período de mais de 10 anos, já peguei alguns livros assim que não gostei. Mas, por outro lado, também já amei livros que se passavam em um longo período, então veremos... Realmente me interessei!
    Adorei a resenha!

    Beijoss
    Thaís - Instinto de Leitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O tempo passa de forma agradável e nada cansativa, e a evolução da personagem e sua vida e se você estiver imersa na trama e curtindo, é muito gostoso.

      Excluir
  6. Gostei muito da sua resenha, mas vou esperar um pouco para comprar!
    Bjs,

    ResponderExcluir
  7. Como você mesma disse, a sinopse realmente passa a impressão de ser "mais um drama adolescente de uma garota que recebeu uma herança e viu sua vida mudar", e foi por isso que quando li a sinopse eu nem me interessei em ler, mas que diferença faz a gente ler uma resenha!
    É sério, a história se passa em um período de mais de dez anos?? É muita coisa!
    Antes de você mencionar que o livro é daqueles que mexe com a gente, eu já tinha sacado isso. E adoro livros que causam diversas emoções... e me chamou a atenção o que você mencionou, sobre o amor tomar formas estranhas, daí dando sentido ao título do livro, fiquei curiosa sobre isso!

    Beijos!
    http://viciosemtres.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esta questão da herança é engraçada, embora ressaltada na sinopse não é algo de grande importância na trama, nem é tanto dinheiro assim.

      Excluir
  8. Oii!!
    Gostam desse tipo de leitura, e desde que li a sinopse que tenho vontade de ler esse livro!
    Beijoss

    Elidiane
    Leitura entre amigas

    ResponderExcluir
  9. Oi Cida,
    É a primeira resenha que leio do livro e o adorei. Gosto de histórias mais realistas e que vamos acompanhando o crescimento dos personagens.
    Adorei a dica e sua resenha!
    bjs

    http://entrepaginasesonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia esse livro, mas parece ser muito bom! Gostei da resenha.

    http://destinoincertoo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Amo livros assim, simples e profundo ao mesmo tempo. Fiquei muito interessada já na sinopse e quando comecei ler a resenha só aumentou meu interesse, não conhecia esse livro e vou marcar no skoob já. Espero poder ler em breve :)

    http://nerdicesdeumagarota.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Achei interessante a autora retratar a vida da protagonista por alguns anos, já que assim temos a possibilidade de acompanhar todo o crescimento dela. Gostei da trama se surgir uma oportunidade lerei com certeza.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. oie Cida
    estava louca pra ler uma resenha desse livro, pois queria decidir se iria comprá-lo. E sim, você fez com que eu ficasse desejando ainda mais. Amo dramas, e dramas adolescentes sempre abrem um espaço para muitas divagações.
    vai pra listinha de querências do natal
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  14. Definitivamente esse livro entrou pra minha lista. Eu não conhecia, mas adoro leituras realistas, e principalmente aquelas que nos fazem contestar os personagens. Acho que posso dizer que só de ler o título ele já tinha me ganhado *---*
    Amei os quotes, e já vou procurar mais sobre.
    Beijos,
    Yasmin
    deitadosnagrama.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oii Cidaa
    Aiii esse livro me cativou só pelo titulo... sabe aquele titulo que te diz que tu pode esperar tudo de bom e mais um pouco de um livro...pois é...
    Adorei sua resenha, só comprovou o que eu já esperava...quotes lindos...resenha bem embasada e critica...adoreii
    Feliz Natal amigaa!!!

    Beijosss

    TeLa
    http://www.penseiraliteraria.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oi, primeiramente ao ler a sinopse eu tinha decidido que eu não ia querer ler este livro. Achei que ia ser só um drama meio bobo, mas a sua resenha me ganhou. Por ela eu pude entender que a história tem muito mais do que apenas drama de menininha e acho que vou dar uma chance ao livro.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Só pela sinopse eu já tinha me interessado!
    A primeira resenha que leio sobre ele é aqui, e amei, com certeza é um livro que quero muito ler, e que parece ser bem emocionante também...

    ResponderExcluir
  18. Estou interessada nesse livro desde que vi a sinopse na divulgação do lançamento e agora, depois dessa resenha, vai entrar com tudo para a minha lista de prioridades. Esses dramas mexem tanto comigo e me leva a altas reflexões.

    ResponderExcluir
  19. Realmente esse livro esta lidando com assuntos bem delicados, oq definitivamente tira ele da categoria de ser mais um romancezinho adolescente bobinho. gostei.

    ResponderExcluir
  20. Realmente esse livro toca em assuntos muito delicados, oq definitivamente tira ele da mesma categoria daquelas romanceszinhos adolescentes bobinhos. Gostei. ^^

    ResponderExcluir
  21. Gostei muito da sinopse deste livro, espero poder lê-lo em breve. A resenha está simplesmente perfeita.

    ResponderExcluir
  22. Oie Cida
    Eu aguardava essa resenha ansiosamente, já que desde o lançamento desse livro eu fiquei interessada e aguardava suas impressões dele. Pelo que li da resenha certamente eu vou gostar desse livro. Todo o relato que você descreveu sobre ele foi bem impactante e me deixou curiosa para conhecer essa história. Parabéns pela resenha.

    Jéssica
    www.leitorasempre.com

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!