[Resenha] Amada Imortal

Amada Imortal
Título Original: Immortal Beloved (Immortal Beloved #1)
Autor(a): Cate Tiernan
Editora: Galera Record      Páginas: 280
Lançamento: 2011      ISBN: 9788501092656





Primeiro livro da bem-sucedida trilogia, mistura fantasia sobre imortais a uma história moderna de uma jovem em busca de si mesma e de redenção. Questões de identidade e moralidade aparecem na trama, protagonizada pela imortal Nastasya. Nascida em 1551, acostumada a beber e sair para baladas cada vez mais loucas, ela perdeu o rumo. Suas conexões com outros imortais, interessados apenas em suas habilidades mágicas, a fazem partir em busca de um propósito. E o encontra em uma espécie de clínica de reabilitação para os de sua espécie, onde conhece um pouco mais sobre o próprio passado e cria importantes laços para o futuro


"Ontem a noite meu mundo inteiro desabou. Agora estou fugindo com medo."

Gente, que vergonha! Tenho este livro na estante dede seu lançamento, e não tinha arrumado tempo para ler, aí, quando vi a Galera Record anunciando o lançamento do segundo, dei um jeito e mergulhei. Prontinho! Lido e agora, resenhado.

Imortal. Vampiros? É com certeza a primeira palavra que vem na mente quando vemos o livro, mas depois de ler algumas resenhas por aí e ir atrás de mais informações, vi que a proposta de Cate Tiernan, nesta trilogia, é algo bem diferente.

Nastasya é uma imortal, não foi mordida, não morreu, não foi enfeitiçada, ela nasceu assim. Viveu através dos tempos de todas as formas que você possa imaginar, acompanhou tendências, farreou, amou, teve filhos, enfim, várias vidas em uma, mas na maior parte do tempo, viveu na farra. Em companhia de Incy, seu melhor amigo de sempre, e também imortal, e mais alguns da mesma espécie, bebeu, fumou, transou e quebrou muitas regras. No entanto, no dia que viu Incy deixar um homem aleijado usando magia, ou melhor, magik, Nas repensou seus conceitos. Ela precisava ter uma vida digna, ser uma pessoa melhor. Assim fugiu de seus amigos, foi da Europa para os Estados Unidos em busca de algo, respostas, redenção. Em busca de si mesma.

O livro é narrado em primeira pessoa por Nas, que num primeiro momento, nos passa a ideia de ser alguém que apreciava viver sem regras, de maneira leviana, mas quando sofre um choque, frente a atitude perversa do amigo, nos mostra seu outro lado, mais sensível e consciente, não tão egoísta. Deste dia em diante, a cada momento que passamos com ela, vemos mais e mais de sua personalidade.Conhecemos uma jovem marcada por tragédias, que nesta vida maluca, encontrou uma proteção contra a dor e sentimentos mais forte. Nas tem muito para contar, e existem fatos em sua vida, que até ela desconhece. Uma personagem cheia de nuances e profundidade.

Nas é muito divertida, uma pessoa que facilmente pode ser nossa amiga, não só por seu humor, que muitas vezes é negro, mas por seu jeito de ser, espontâneo, complicado, controverso, natural. Eu lia o livro e sentia que estava tendo uma conversa com ela, é fácil conviver com Nas.

Sua busca por si nos EUA, faz com que ela encontre um lar cheio de imortais, um refúgio natureba de outros, que como ela, passam por uma crise existencial. Diferente do que pensamos, lá a imortalidade não é vista com deslumbramento, e sim como algo a ser estudado e aperfeiçoado. Eu achei muito diferente esta abordagem do sobrenatural, confesso que esperava muita coisa da trama, aventura, paixões tórridas, loucuras e demonstração de poder, aquela mistura de outro mundo, com o nosso. Mas foi diferente, o universo imortal fica restrito entre eles, não vai ocorrer a entrada de humanos para balançar os alicerces. É uma história que mostra a recuperação destes seres, como se fossem viciados, uma desintoxicação, uma recuperação.

Mas não é só de auto-ajuda que o enredo trata, afinal, ainda é um livro sobrenatural e como tal, tem magia. Magik é a palavra certa, o poder dos imortais de tirar força da terra, dos seres. Não sabemos bem o que é logo de cara, e quando descobrimos, surge uma pergunta. Magik é para o bem ou para o mal? Aparentemente, magik está muito perto de trevas, mas também pode depender de como as pessoas usam. Nas tem medo de usar a sua, com o tempo vemos que ela tem a mais forte de todas e também a mais perigosa.

Para entender melhor a protagonista e até mesmo os imortais, a autora usa muitos flashes do passado, intercalados com o presente. Eu não gostei dos dias de Nas como baderneira, mas quando viajamos por 1551 e o começo da vida da garota, eu curti bastante. Guerras, magia em sua essência e a própria origem de tudo, sempre permeado com muito mistério e intriga.

Nas passa por momentos complicados, e um certo rapaz, com aparência de um viking, mas sem barbarismo, e sim muito sedutor, Reyn, dá um tempero para seus dias. A tensão que existe entre ambos é intensa, beira ódio, beira paixão, algo que poderia ter sido muito mais trabalhado. Que pena que a autora nos deu poucas cenas com os dois, eu queria tanto ver mais calor nesta trama. 

Eu esperava muito do livro, e acabei encontrando algo bem diferente, pontos positivos e negativos. Confesso que queria mais sobrenatural, mais mesmo, pois a busca de Nas por si, nos mostra uma garota que quer deixar de lado a falsa alegria que sempre viveu, escondida atrás de roupas e maquiagem forte, para ser ela mesma. Ela quer finalmente pertencer a algum lugar depois de ser de lugar nenhum. Isso poderia ser vivido por qualquer um de nós, sem precisar ser imortal. Não há muitas surpresas no livro, mas podemos vislumbrar, pelo passado de Nas, que algo grande está por vir, que as mortes ocorridas em sua família não foram por acaso e que seu poder interessa muito alguém. Quem? Por quê? Algo que não foi revelado. 

Com certeza o próximo livro, Cair das Trevas, terá mais ação, intriga e vingança, que se insinuaram por aqui, mas de maneira bem sutil. Senti falta destes elementos, da mesma forma que de mais interação entre Nas e Reyn. 

Enfim, embora nem todas as minhas expectativas tenham sido atendidas, eu gostei do livro e vou acompanhar a série em busca do que acredito que está por vir. A trama tem potencial e é original, isso é um tesouro nos dias atuais. E claro, outro ponto que favorece é a protagonista, cativante, doce e divertida. Aleluia! 

Recomendo sim. 




Immortal Beloved (Immortal Beloved #1)
Cair das Trevas (Immortal Beloved #2)
Eternally Yours (Immortal Beloved #3)

2leep.com

21 comentários:

  1. É a terceira resenha desse livro que leio hoje! hahahahaha
    Eu adoro o tema sobrenatural, ainda mais quando envolve imortais. A história dele não chama muiiiiiito a atenção, mas algumas coisas que você citou na resenha até me despertaram aquela vontade de conferir. O que me desanima um pouco é ser uma série, será que os próximos vão demorar muito para serem lançados?

    Beijos.
    http://viciosemtres.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já saiu o segundo, acredito que em 2014 o último esteja por aqui.

      Excluir
  2. Oi!
    Ainda estou com vontade de ler! Mas desanimei um pouquinho quando você disse que queria mais sobrenatural. Eu também gosto muito do tem. Quanto mais, melhor! Mas isso não é motivo para eu desistir de vez de ler. A história parece muito boa, e é uma trilogia! Quem sabe nos outros livros a coisa fica mais sobrenatural!

    Beijusss;
    http://hipercriativa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um sobrenatural diferente e muitas situações poderiam ser vividas por pessoas normais, mas mesmo assim a trama é bem interessante e melhora no segundo livro.

      Excluir
  3. Oi, eu ainda não tinha conhecido o livro, mas eu gostei muito da resenha e me interessei em ler.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Cida.

    Eu amo esse livro,quando eu peguei ele para ler não esperava nada.
    Nunca tinha ouvido falar da série, nem vontade de ler ele, eu tinha.
    Comecei a ler para ver se era bom, pois caso não fosse eu iria troca-ló.
    Mas acabei amando, estou loca para comprar o segundo.
    A única coisa que não me agradou muito foi o final, achei um pouco forçado e
    Desconexo.
    Beijos,te espero lá.

    Mariana - WTF. [{ Sobre livros,filmes e séries.}]

    ResponderExcluir
  5. Oi Cida!
    Gosto quando, numa trama sobrenatural, encontramos semelhanças entre os seres sobrenaturais e nós mesmos, mas os personagens precisam apresentar também seu diferencial. Esse primeiro livro me pareceu um tanto fraco no quesito enredo, talvez por ser uma trilogia a autora não tenha gasto todas as suas fichas nele, deixando pros próximos livros. Pelo título, imaginei que haveria mais romance.
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Elis, o nome dá mesmo esta ideia, mas não há muito neste primeiro, é apenas uma prévia.

      Excluir
  6. Ai, Cida, quem não tem um livro parado na estante há tempos e só vai ler quando vê que a continuação tá chegando? AUHSHSUA Eu mesma tenho vários!
    Mas eu vi muita gente comentando que queria mais o sobrenatural desse livro e que isso foi um pouco desanimador nesse livro. :( Essas críticas me deixaram tão receosa que eu ainda não sei se vou lê-lo tão cedo.

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Ainda não li (pelo que me lembre) nenhuma resenha desse livro. Mas já tinha visto falar... Fiquei receosa por se tratar de vampiros, já que esse assunto foi temática em tantos e tantos livros. Achei muito interessante o que você falou sobre o livro. Pode ser que em breve eu possa dar uma chance a ele. Parabéns pela resenha!


    Até a próxima!
    http://musicaselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi flor,

    Eu também sou assim Cida, sempre leio o livro quando a continuação está sendo lançando hehehe e tenho alguns que espero pra comprar a serie toda também.
    Enfim li esse livro no ano passado e confesso que estava esperando bem menos, acabei me surpreendendo bastante com a leitura.
    Adorei sua resenha :)
    Beijos

    Mari - Stories And Advice

    ResponderExcluir
  9. Apesar dos contras que você citou, continuo dando prioridade a esse livro na minha listinha de desejados e não vejo a hora de ler.

    Um beijo
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Primeira resenha que leio sobre ele! A capa é linda, adorei.. Desanimei um pouco sobre os pontos negativos que citou, mas se tiver oportunidade, não tenho dúvidas de que vou conferir!

    Beijos,
    Leitora Online

    ResponderExcluir
  11. Oi Cida, apesar da sua resenha estar fantástica e muito explicativa, confesso não ter me interessado pela história. A premissa aparenta ser legal, gosto dessa ideia de seres imortais que vivem séculos a fio, mas o tempo todo estive com a sensação de que algo faltava. De qualquer forma valeu a dica. Ficarei aguardando a resenha da continuação. Quem sabe venha a me interessar mais? Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  12. Ainda não conhecia, então foi uma indicação super válida. Uma pena que estou fugindo de séries. E sobrenatural não é meu estilo literário favorito, então eu costumo evitar. Mas me interessei por esse, talvez não tanto pela história em si, mas porque a escrita parece valer a pena. E é o que eu mais aprecio. Mesmo que a história não convença, a escritora consegue cativar. Adorei!

    ResponderExcluir
  13. Eu estou na mesma, vários livros aqui na minha estante q estão pra leitura a tanto tempo q chega da dó! -_-
    Tenho de arranjar um tempinho pra botar minha leitura em dia.

    ResponderExcluir
  14. Não conhecia o livro, mas só de notar a originalidade do tema na sua resenha me interessei...
    Me canso muito de ver tanto livro com quase a mesma história, e é sempre bom ver algo novo por aí neh?!

    ResponderExcluir
  15. A capa deste livro é muito intrigante, eu amei de verdade. Estou realmente querendo ler este livro o mais rápido possível. Não vejo a hora de ganhar o meu.

    ResponderExcluir
  16. Assim que eu bati o olho neste livro eu fiquei apaixonada. Não vejo a hora de ter o meu. E saber que é uma trilogia me deixou ainda mais maravilhada.

    ResponderExcluir
  17. Oie Cida
    Realmente desde o lançamento desse primeiro livro fiquei interessada na leitura. Pretendo ler ano que vem e conhecer mais dessa trilogia. Gostei da premissa do livro, já que adoro seres sobrenaturais. Parabéns pela resenha. Beijos

    Jéssica
    www.leitorasempre.com

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!