[Resenha] O Visconde Que me Amava

O Visconde Que Me Amava
Título Original: The Viscount Who Loved Me
Autor(a): Julia Quinn
Editora:  Arqueiro      Páginas: 304
Lançamento: 2013      ISBN:  9788580411973
A temporada de bailes e festas de 1814 acaba de começar em Londres. Como de costume, as mães ambiciosas já estão ávidas por encontrar um marido adequado para suas filhas. Ao que tudo indica, o solteiro mais cobiçado do ano será Anthony Bridgerton, um visconde charmoso, elegante e muito rico que, contrariando as probabilidades, resolve dar um basta na rotina de libertino e arranjar uma noiva. Logo ele decide que Edwina Sheffield, a debutante mais linda da estação, é a candidata ideal. Mas, para levá-la ao altar, primeiro terá que convencer Kate, a irmã mais velha da jovem, de que merece se casar com ela. Não será uma tarefa fácil, porque Kate não acredita que ex-libertinos possam se transformar em bons maridos e não deixará Edwina cair nas garras dele. Enquanto faz de tudo para afastá-lo da irmã, Kate descobre que o visconde devasso é também um homem honesto e gentil. Ao mesmo tempo, Anthony começa a sonhar com ela, apesar de achá-la a criatura mais intrometida e irritante que já pisou nos salões de Londres. Aos poucos, os dois percebem que essa centelha de desejo pode ser mais do que uma simples atração.
Saudades dos Bridgertons?

Não sei vocês, mas eu estava com muita, afinal destas coleções de romances de época que a Editora Arqueiro trouxe este ano para o Brasil, a de autoria de Julia Quinn foi a que mais me agradou, favoritei O Duque e Eu, a mistura romance doce e ousado, temperado com humor inteligente, deu muito certo, e a família Bridgerton entrou para rol de minhas famílias literárias queridinhas.

O Visconde Que Me Amava é o segundo volume da série, onde cada livro vai trazer a história de um dos irmãos Bridgertons. No livro anterior tivemos a oportunidade de acompanhar o romance de Daphne e Simon, e desta vez vamos de Anthony Bridgerton e Kate Sheffield.

O mais velho dos Bridgertons tem uma única certeza em sua vida, a de que vai morrer jovem, afinal o pai e o tio, não chegaram nem aos quarenta e ele, quase nos trinta, acredita que não vai durar mais muito tempo. Ele viveu como um libertino até hoje, mas a responsabilidade de passar o título de visconde adiante se fez mais forte, e agora, Anthony decidiu por fim a sua vida de libertino consagrado e casar-se. Sus escolha: a mais doce debutante da temporada, Edwina Sheffield. No entanto é necessário obter a aprovação da irmã mais velha da moça, o que não é fácil, já que Kate repudia o visconde e seu comportamento devasso. Porém este não será o pior desafio, já que na tentativa de mostrar suas boas intenções, Anthony acaba atraído por Kate. Eles embarcam uma relação de amor e ódio, onde não sabemos se vão se matar de tapas ou de pura paixão.

Mais uma vez mergulhei no passado e me encantei com esta época de sonhos e sedução. Mesmo sendo um período em que nós mulheres não tínhamos tanta liberdade, quanto hoje, eu não nego que gostaria de ter passado uma temporada por lá, nem que fosse para dar um passeio no jardim com um destes belos cavalheiros, estar com eles em um baile ou simplesmente ler uma das crônicas de Lady Whistledown, seria uma experiência única. Ainda bem que Julia Quinn, em sua narrativa em terceira pessoa, consegue não só nos trazer uma boa história, mas também nos ambientar perfeitamente, descrevendo com primor locais e situações, dando um aspecto visual à sua obra.

O livro é muito divertido, assim como o anterior, mais uma vez dei boas risadas. Os personagens, por mais crítica que seja a situação, sempre inserem ótimas tiradas em seus diálogos, deixando o clima menos tenso, não que seja um livro de situações pesadas, mas temos sim, alguns momentos que vemos medos e inseguranças, e nestas horas, para não cair em um drama, este humor é fundamental.

Gostei da dupla de protagonistas, Anthony é tudo de bom, sedutor, lindo de morrer, educado e dedicado à família, ele que parecia tão carrancudo anteriormente, mostrou-se tão sensível, que me deixou surpresa. Eu não imaginava que ele fosse alguém tão inseguro, tão temeroso de amar e ser amado, tudo por causa da sombra de uma morte prematura. Mas o melhor de sua personalidade, é a teimosia, pois quando ele coloca algo na cabeça, ninguém tira, e sua determinação de casar-se com uma mulher que seja conveniente, mas não balance seu coração, é o toque especial na trama, é o que nos faz torcer pelo aparecimento da dama que tire ele dos eixos e mostre que o amor é incontrolável.

Kate é exatamente a mulher ideal para fazer isso, inteligente, determinada e quem diria, até mais teimosa que o visconde, mas ao contrário dele, ela não teme amar, só não queria amar o homem que ela menos admirava no mundo, mas na verdade, ao conhecer melhor o caráter dele, ela percebe, que não poderia encontrar um homem melhor em sua vida, e precisa mostrar à Anthony, como é bom amar.

Sou muito fã da maneira que Quinn cria seus personagens, homens que mesmo corajosos, fortes e cheios de qualidades, não são invencíveis, e sim cheios de imperfeições, e por isso acabam sendo mais humanos e despertam em nós, uma grande vontade de lutar por eles e protegê-los. E suas mocinhas, são extremamente fortes e inteligentes, mulheres que apesar das restrições impostas pela sociedade, lutavam pelo que queriam e não aceitavam a condição de ser apenas um objeto de decoração na casa dos maridos, e sim que queriam ser peças fundamentais para os mesmos. Outro ponto positivo, são as relações familiares, recheadas de muito cuidado e amor.

O romance dos dois não é um mar de rosas, eles vivem entre tapas e beijos, desafiando-se, até a metade do livro, onde mais uma vez, um escândalo, acaba mudando o rumo da coisas, claro que uma surpresa para eles,  mas não para nós, pois já sabemos que uma união seria inevitável. Nesta  fase dois da trama, eu achei que a autora poderia ter mantido um pouco mais de provocação, eles entraram num clima de paz muito rápido, porém é a superação de medos pessoais que dita o ritmo agora. 

Não pensem que por isso ficou menos empolgante, não mesmo, a trama me prendeu totalmente, e mais uma vez fiquei com aquele sorriso bobo no rosto, eu me sinto tão bem lendo esta série, fico com o coração tão cheio de alegria e conforto, é algo tão delicioso, que confesso que não pensei que aconteceria em ambos os livros, afinal não são todos os autores que conseguem manter o mesmo a cada novo livro, torço muito para que isso continue.

Um ponto que achei negativo, mas não vejo como defeito, mais uma coisa pessoal, foi a menor participação dos demais membros da família Bridgerton, sua presença no outro livro foi maior, mas acredito que devido ao fato de a autora querer que nós fossemos apresentados à todos e como agora sabemos quem é quem, acho que teremos que esperar os demais livros. Senti falta das intromissões de mamãe, que com Daphne foram bem maiores. No entanto, Colin, meu irmão preferido, foi muito importante para o desenrolar deste romance. E os capítulos continuam iniciados com os trechos de As Crônicas da Sociedade de Lady Whistledown, sua identidade, ainda um mistério.

Enfim, mais um romance fofo e hilário, que consegue fazer de vexames, cenas românticas, que traz sensualidade sem vulgaridade. Julia Quinn, comparada a Jane Austen da atualidade, conseguiu mais uma vez, nos dar ótimos momentos de entretenimento e suspiros, e nos deixar cheios de saudades. 




Próximo volume...
Um Perfeito Cavalheiro, com Benedict Bridgerton


2leep.com

24 comentários:

  1. Oi Cida,
    estou querendo ler esse livro já sabia que era fofo, mas sua resenha me fez ficar com mais vontade de ler.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É tão gostosinho de ler Van, das séries de época da editora é a que mais gosto. Bjos!

      Excluir
  2. Sua resenha me deixou empolgada para começar a ler essa série, de todas foi a que menos me chamou atenção, mas agora fiquei curiosa para conhecer essa família. Achei essa história mais interessante do que a anterior.
    Abraços,
    Raquel.

    ResponderExcluir
  3. Cida, a sua resenha já havia me animado o suficiente, mas quando li Jane Austen no fim foi o que faltou para me deixar ainda mais louca por esse livro! Haha :)
    Fico contente em saber que a história manteve o ritmo e te agradou tanto assim. Espero que aconteça o mesmo comigo.
    Acho que vou gostar da protagonista: forte, teimosa, engraçada e tudo o mais; e o visconde parece um encanto mesmo.
    Ótima resenha, querida.

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O visconde é tudo de bom Rafa, adoro homem teimoso.:)

      Excluir
  4. Você diz que "mamãe" quase não se intrometeu, mas pense Daphne por ser uma moça requer mais atenção... enquanto Anthony, o mais velho, teoricamente, teria mais juízo... teoricamente!! rsrs
    Letras & Versos

    ResponderExcluir
  5. oi Cida, essa é a primeira resenha que leio sobre o livro e só aumentou minha curiosidade em ler os livros, acho que a Julia tem um "que" especial de conseguir mesclar tão bem romance e comédia, dando uma graça especial aso seus livros

    ResponderExcluir
  6. Oi Cida, vc favoritou Julia Quinn, eu já favoritei Lisa Kleypas, mais eu tenho muita vontade de ler esta série tb!!
    Adorei sua resenha, este livro tem todos os elementos que eu amo!!
    Romance gostoso, divertido e sem vulgaridade mais sensual, isso é ótimo!!

    Tem resenha nova no Daily
    http://dailyofbooks.blogspot.com.br/
    beijos Mila

    ResponderExcluir
  7. Ainda não tinha lido nenhuma desse livro, mas já pude perceber pela sua resenha que ele e tão bom quanto o primeiro.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Eu nunca tinha reparado nesse livro, mas a sua resenha me conquistou *--*
    Com certeza está na wishlist :D

    Beijo

    ResponderExcluir
  9. Oi Cida!

    Não sei por que não vou muito com a cara desses livros... Acho que é porque me parece livro de banca e não sou muito desse tipo de leitura.
    Mas, pela sua resenha, vi que é puro preconceito meu! Pois, parece ser uma leitura maravilhosa!!
    Acho que vou dar uma chance então... :D

    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Oi Cida
    Vou confessar, não li a resenha toda porque fiquei com medo de algum spoiler, mas estou torcendo para o meu livro chegar logo *-*
    Estou adorando essa série!!
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  11. Ai, eu sou doida pra ler esse livro, mas nem consegui botar as maos no primeiro ainda! As capas sao lindas e sou fissurada pelo genero!

    Um beijo
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Doida para ler esse livro s2
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Cida! Que resenha bacana, menina. Eu adorei! Assim como adoro essa série. Acho que a Julia Quinn nos diverte sem baixar o nível. As cenas românticas são muito sensuais sem ser vulgares. Uma delícia!
    Imagino que você esteja como eu, roendo as unhas pelo próximo livro da série, não é mesmo?
    Bjks e parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, estou ansiosa pelo próximo. Acho muito legal a forma como ele coloca sexo no texto, em especial por sempre ter aquele lado frágil. Demais.

      Excluir
  14. Amo essa série também. Não cheguei a ler os outros livros iniciais das outras séries, mas adorei O Duque e Eu e escolhi permanecer com a Julia Qhinn.
    Muito ansiosa para ler esse livro *-*

    Beijos


    BiahB - Garota Pai D'égua
    www.garotapaidegua.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oi Cida,
    Eu estou com muitas saudades da família. Eu também amei o primeiro e estou bem ansiosa para ler esse. Confesso que também gostaria muito de ter vivido pelo menos algumas horas nessa época. Adorei a escrita da Julian Quinn.
    bjs

    http://entrepaginasesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oie Cida
    Nossa, fico feliz que tenha gostado do livro. Eu li o primeiro O Duque e Eu é gostei muito. Estou esperando o meu chegar agora.
    Ah.. eu estou super animada para conhecer mais do Anthony.
    Parabéns pela resenha.
    Beijos

    Jéssica
    Leitora Sempre
    http://leitorasempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oi, Cida. Sua resenha está formidável, e me deixou muito ansioso pela leitura de algo da Quinn. Eu pedi O Duque e Eu pra resenha, pois quero ler todos na ordem. É ótimo ler um livro assim, que nos faz viajar e nos deliciarmos em outra época.
    Beijos
    Descobrindolivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lucas! Se você curte romance, com toque de humor vai gostar muito.

      Excluir
  18. Ainda não consegui começar a ler esta serie acredita? A arqueiro tá me deixando louca com essa coisa de nunca ter os livros que eu quero em estoque --'
    agora fico aqui chupando dedo enquanto todo mundo lê as continuações e eu não leio nem o primeiro ;((
    linda resenha, como sempre!
    beijos
    http://nolimitedaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Nossa livro parece ter uma vibe tão Jane Austen! Deve ser bom...
    Beijos

    http://diariosdeumafangirl.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!