[Resenha] Um Beijo do Destino

Um Beijo do Destino
Título Original: A Kiss of Fate (Guardians #1)
Autor(a): Mary Jo Putney
Editora: Bertrand Brasil      Páginas: 406
Lançamento: 2010      ISBN:   9788528614251



Líder de um poderoso e ancestral clã escocês, Duncan Macrae está determinado a dar um fim aos históricos conflitos entre a Escócia e a Inglaterra. Senhor do Trovão, detém os poderes secretos de um Guardião — ser humano com capacidade mística para controlar as forças da natureza e ler o coração das pessoas. E quando conhece a jovem e independente viúva inglesa Gwyneth Owens, seu espírito ardente é irremediavelmente atraído por uma paixão que colocará sua lealdade à Escócia contra seus votos como Guardião e ameaçará tudo que ele mais ama. Enquanto as duas poderosas nações e o destino travam seu embate, Gwynne e Duncan precisam levar seus poderes e paixões além dos limites mais proibidos, para salvar o amor e proteger o futuro.




Poder. 
Magia. Amor.
Traição. 
Qual deles será mais forte?

Um Beijo do Destino é o primeiro livro da série Os Guardiães de Mary Jo Putney publicada no Brasil pela Editora Bertrand. Esta foi minha primeira experiência com a autora, então não fazia ideia do que iria encontrar, sabia apenas que teria magia e romance.

Os Guardiães são pessoas donas de um imenso poder mágico, mas não igual, cada um deles possui uma capacidade diferente, desde ver o futuro, até dominar os ventos e as tempestades.

Gwyneth Owens é filha de um destes seres, porém por ter mãe humana, não mostra nenhum toque de magia. No dia em que perdeu o pai, acreditou que ficaria desamparada, no entanto, uma proposta de casamento, vinda de um guardião mais velho, lhe garantiu não só um lar, mas estabilidade para toda a vida. Viúva aos vinte e poucos anos, tornou-se uma mulher muito bonita, e com uma aura sedutora e misteriosa, despertando, assim, a atenção de Duncan Macrae.

Duncan, o senhor do trovão, é um dos maios poderosos guardiães de sua época, domina o clima. Um simples bater mais rápido de seu coração é capaz de trazer uma terrível tempestade. No entanto, sua força não é para maldades, e sim para o bem. Ao lado de outros de sua raça, luta pela estabilidade política entre Inglaterra e Escócia, buscando sempre, para estas nações, paz e equilíbrio, o que não está sendo fácil nos últimos tempos, pois os países caminham para um confronto iminente. Ao conhecer Gwyneth, sente uma atração incontrolável, perde-se em sentimentos que nunca pensou que existissem, e tudo o quê mais quer, é casar com a moça. Ela não quer, pois a presença de Duncan, ou melhor seu beijo, lhe provoca visões sangrentas, de uma guerra sem fim, isso a assusta, e Gwyneth  decide manter distância. Mas será possível controlar a forças desta tempestade de sentimentos?

A história começa em 1737, e tem como cenário a Inglaterra e a Escócia, não é apenas uma história de amor e magia, é na verdade um bem construído romance histórico, onde nossos protagonistas vivem seu amor em meio ao Levante dos Jacobitas, acontecimento de grande importância na história destas nações.

Confesso que o casal em si não me convenceu em um primeiro momento, Duncan caiu de amores muito facilmente por Gwyneth, e ela por sua vez resistiu, depois foi aconselhada à casar-se com ele e em seguida, já devotava grandes sentimentos ao marido. Eu sou fã de romances com mais resistência, onde o casal lute mais para conquistar o parceiro, e claro um mocinho de personalidade mais forte. Duncan fazia tudo por ela, e nunca desconfiou da razão da mudança repentina de Gwyneth ao aceitar casar-se com ele. Eu sabia que ele a amava, até mesmo venerava, ao passo que ela, estava lá apenas para espionar e controlar o marido. Quando Gwyneth quis mostrar que sentia algo, eu não acreditei, mesmo sabendo que a união deles era algo há muito tempo previsto, a razão para salvar aquele povo de uma batalha sangrenta e sem fim.

Por outro lado, a parte histórica me deixou fascinada, eu não sabia muito sobre o Levante Jacobita e nem sobre a dominação inglesa na Escócia, e ver isso inserido nesta trama foi muito bom. Vamos descobrindo ao passar cada página, como tudo começou, vemos as crises políticas sendo discutidas, decisões sendo tomadas, alianças formadas e o mais importante, a força dos sentimentos do povo na luta por sua liberdade, a coragem da juventude escocesa, em especial das mulheres. É impressionante.

A parte de magia é totalmente fora do comum, não vemos aquela coisa de bruxaria com feitiços e tudo mais, aqui é algo tido com mais naturalidade, como se os Guardiães fossem parte do mundo, mesmo sua existência sendo ocultada dos humanos. Seus poderes não são usados em proveito próprio, e sim como o nome da raça diz, para guardar e proteger. Trabalhando às escuras, foram responsáveis pela definição de grandes eventos na história da humanidade, como anjos da guarda, mas não têm em si, nada de celestial.

E completando isso, temos um clima muito sensual, o romance vivido por Duncan e Gwyneth, traz muitos momentos quentes, ela, que mais tarde descobre ser dona de uma grande poder de seduzir, consegue através disso, mudar o rumo da história.

A narrativa é em terceira pessoa, e foi excelente, pois a autora mostrava a mesma situação por vários ângulos, muitas vezes temos o mesmo momento vivido em um capítulo por Gwyneth e no outro por Duncan, nos permitindo entender melhor os sentimentos de cada um. A leitura flui muito bem, e embora seja um livro grande, li rapidamente, acho que a vontade de saber o que aconteceria no desfecho da guerra, e o que as visões de Gwyneth significavam, me fizeram mergulhar de cabeça na leitura.

Fiquei muito aflita com a relação do casal, existia uma traição em curso, e não sabemos que decisão Gwyneth iria tomar, ela, uma arma dos Guardiães, não nos deixa saber se ficará ao lado ou contra o marido. Confesso, que mesmo não acreditando no amor deles, eu torcia para que qual fosse sua decisão, não acabasse por separá-los, afinal, eu ainda tinha esperança, de crer naquele amor.

Em suma, mesmo não tendo o romance que me tirou suspiros, eu gostei demais da história, o cenário político e de guerra não teve defeitos, foi muito bem descrito e apresentado, e me pegou de jeito, me fez vibrar com as batalhas e claro, aprender muito.

Os próximos livros são sobre casais diferentes, e não vejo a hora de ler, afinal a mitologia dos Guardiães não foi totalmente revelada aqui, e acredito que muitas surpresas estão por vir.


The Guardians
A Kiss of Fate (Guardians #1) (Um Beijo do Destino)
Stolen Magic (Guardians, #2) (Magia Roubada)
A Distant Magic (Guardians #3) (ainda não publicado no Brasil)

2leep.com

21 comentários:

  1. Oie,
    não conhecia o livro, mas gostei da premissa. Dica anotada. Acho que vou gostar.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  2. Bom diaaaaaaaaaaa
    Não conhecia mas gostei da sinopse!!!

    Bjooooos

    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oie,

    Eu me interessei bastante pela história do livro, só que a única coisa que vai me impedir de ler agora é a falta de tempo, pois os livros da faculdade estão me consumindo completamente :/

    Beijos,
    Caroline
    http://criticandoporai.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Cida!
    Já tinha visto esse livro por aí, mas não fazia ideia que tinha magia na história... Quero ler!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia o livro, mas fiquei bem interessada, ele parece ser interessante. Ótima resenha.

    Beijos
    http://palavrasdeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Ola,
    Cida, adoro histórias ambientadas na Inglaterra, Escócia não me chama muito atenção, mais seria interessante conhecer..
    Fiquei com muita vontade de ler, tem várias coisas que adoro, como a narrativa, a magia, a história.. Adorei sua resenha e já desejo o livro.

    Beijos Mila
    http://dailyofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Cida eu gosto de romances históricos e se tem alguma alusão a algum acontecimento histórico melhor, pois assim ainda aprendo mais sobre a história!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia o livro e apesar do romance não ser tão bom eu achei o enredo interessante e fiquei curiosa para saber mais sobre os guardiões.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Gostei... e esse foi justamente o problema, só gosto de livros que fazem parte de séries.
    A capa tb ficou legal, dá aquele ar mais antigo pro livro.

    bjo

    Pah
    Lendo e Escrevendo

    ResponderExcluir
  10. Oi Cida,
    Eu não conhecia a série, mas adorei saber que é um romance histórico e tem magia. Fiquei com vontade de ler!
    bjs

    http://entrepaginasesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oie Cida =)

    O livro até me pareceu interessante, até por que adoro histórias de amor, com um pouco de fantasia. Mas só o fato de ser uma série e ainda por cima o casal ser meio sem "graça", já me desanimou um pouco.

    Assim como vc, gosto de romances em que as pessoas são mais "teimosas" por assim dizer. O plano de fundo da história me agradou bastante, se eu tiver uma oportunidade darei uma chance com certeza!


    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  12. Oie Cida
    não sei se iria gostar do livro, já que o romance conta muitos pontos na hora de ler um livro, mas o cenário politico e de guerra já compensariam isso, então vou adicionar na minha lista infinita de desejados.
    bjos

    ResponderExcluir
  13. Não conhecia o livro e confesso que não me interessou por completo, gostei da sua resenha e fico feliz por ter funcionado para você, vou dar uma pesquisada a mais para conhecer melhor!

    Obrigada pelo carinho. Beijos :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
  14. Oie amiga
    Bem, eu adoro livros que possuem magia. Completamente.
    Por mais que o romance não foi tão bom assim, eu gostei da temática do livro.
    Já adicionei as minhas metas de leitura.
    Parabéns pela resenha.
    Beijos

    Jéssica
    Leitora Sempre
    http://leitorasempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi Cida, tudo bem?

    Não conhecia esse livro e nem a autora.Confesso que não curto mt esses livros que misturam magia, mas me empolguei quando você disse que a magia se insere no livro de forma original. Quem sabe eu não dê uma chance a ele, né? =D

    beijos
    Kel
    porumaboaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Não conhecia esse livros, mas conheço pouquissimos publicados pela Bertrand. Achei a premissa muito bacana e o ponto que você ressaltou do contexto histórico também me chamou atenção. Gostei desse ar de mistérios e os guardiões, parece ser bem abordado.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  17. Adorei o estilo do livro Cida
    Não conhecia, mas juro que vou add na listinha!!!
    A capa é perfeita né?
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  18. Oi, Cida.
    Não conhecia o livro, mas até que gostei da Sinopse. Apenas a capa não me agradou. Acho que vou ler, mas vou esperar mais um tempo, não estou afim de começar uma série agora.
    Beijos,
    Yasmin
    deitadosnagrama.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Cida, nao fiquei mto atraída pelo livro pq estou amis numa fase: livro de romance. No moemnto tudo o que leio TEM que ter romance e só romance hahaha
    Mas com ctz é um livro que via ficar na minha lista de futuras leituras quand eu tiver passado essa minha faze de melaçao kkk
    beeijos
    http://nolimitedaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Oi, Cida! :)

    Parece que o romance aconteceu rápido demais, eu também prefiro quando há mais conquista. Não fiquei muito empolgada, mas gostei da parte sobre magia. Quem sabe eu não leia futuramente!
    Adorei sua resenha, como sempre.

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  21. Oi Cida!
    Sempre tive curiosidade de ler esse livro pela presença do romance e da magia. Mesmo que o casal não tenha te convencido totalmente, fico feliz em saber que a narrativa é tão bem construída, pois espero um dia poder fazer essa leitura.
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!