[Resenha] Até Você Chegar

Até Você Chegar
Título Original: Until You (Westmoreland Saga #3)
Autor(a): Judith McNaught
Editora: Bertrand Brasil       Páginas: 406
Lançamento: 2018               ISBN:9788528621938
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Professora de uma escola para damas da alta sociedade, Sheridan Bromleigh é contratada para acompanhar uma das estudantes, Charise Lancaster, até a Inglaterra, onde encontrará seu noivo. Quando a jovem sob sua responsabilidade foge com um estranho, Sheridan questiona-se como explicará isso ao pretendente, Lorde Burleton. Stephen Westmoreland, o Conde de Langford, presume que a jovem vindo em sua direção é Charise Lancaster, e a informa sobre sua participação no acidente fatal envolvendo Lorde Burleton na noite anterior. No momento em que iria explicar o mal-entendido, Sheridan também sofre um acidente e fica inconsciente. Ela acorda na mansão de Westmoreland, sem lembrar quem é. A única pista sobre seu passado é o estranho fato de todos a chamarem de miss Lancaster. Tudo o que ela realmente sabe é que está apaixonada por um belo conde inglês, e que sua vida está repleta de maravilhosas possibilidades...
Até Você Chegar, de Judith McNaught, é o terceiro volume da série Dinastia Westmoreland, (Um Reino de SonhosWhitney, Meu Amorpublicada no Brasil pela Bertrand.

Eu nunca havia lido nenhum livro desta série, na verdade este foi meu primeiro contato com o trabalho da autora e achei sua escrita leve, divertida e cheia de carisma.

Sheridan Bromleigh é um jovem professora nos EUA e uma de suas alunas que vai se casar com um aristocrata na Inglaterra, a recruta para ser sua acompanhante nesta jornada. No entanto, a jovem moça resolve fugir com outro que não seu noivo durante a viagem e quando Sheridan chega na Inglaterra, fica com a infeliz missão de dar a notícia sobre o desvio de sua aluna desmiolada.

A jovem professora não imaginava que o tal noivo estava morto e quando recebe a notícia no porto leva aquele susto. Quem vem avisar é Stephen Westmoreland, o Conde de Langford. 

No meio de toda aquela confusão de desembarque, ambos não percebem que um acidente está prestes a acontecer. Uma caixa despenca na cabeça de Sheridan e ela apaga. Quando acorda na casa do conde está sem memórias e ele acredita que ela é a noiva do lorde morto. Como teve participação na morte dele, assume para si a tarefa de cuidar de Sheridan, que para ele se chama Charise Lancaster. Ambos vão conviver na mesma casa e quem sabe o que vai acontecer…

Bem, não é difícil deduzir que vivendo juntos, eles vão acabar se aproximando e algum sentimento vai surgir. Mas não se enganem achando que é algo doce, delicado e fácil. Para começar, ele se sente culpado pela morte do noivo e não acha legal seduzir a jovem moça, mas com medo de deixar o quadro dela pior ao saber que está sozinha, finge ele ser o noivo. E por outro lado, mesmo sem memórias, Sheridan é uma pessoa de gênio forte, indomável e que não sabe nada sobre ser uma dama delicada e de bons modos. 

Ela desafia o conde todos os dias, não aceita sua autoridade como aristocrata daquela casa e vira a mansão dele de pernas para o ar. Stephen, conhecido por sua rigidez e frieza, se vê desarmado e cativo daquela jovem sem estribeiras.

A história diverte por mostrar um nobre que tinha tudo sob controle, se perder na própria vida e se ver desafiado por uma jovem terrível. Se não bastasse ele estar a cada dia mais apaixonado e se sentir perdido, sem saber como lidar com tamanha confusão, sua família vem lhe visitar e acaba achando graça naquela situação atípica. 

Ele tenta despistar, conta como a moça foi parar ali e todo o teatro que montou para ajudá-la a se curar, mas que no fundo quer mesmo é arranjar um pretendente para ela e vê-la feliz com outro. Todo mundo percebe que é uma mentira deslavada e se une para abrir os olhos de homem que não enxerga ter encontrado o amor de sua vida.

A história dá muitas reviravoltas. Sheridan apronta mil e uma travessuras e a família de Stephen arma muitas situações cômicas para unir a dupla. A autora dá um clima leve para sua trama e mesmo com este nome pomposo na série, que nos leva a crer os Westmoreland são aristocratas rígidos, o que temos de fato é uma família peculiar e romântica ao extremo. 

Eu gostei muito da mãe de Stephen e fiquei bem curiosa para saber como se deu o romance de seu irmão e da cunhada (história narrada em Whitney, Meu Amor). O pessoal aqui é descontraído, não se preocupa com as limitadoras regras da sociedade inglesa e aposta no amor.

A história é deliciosa de ler e serve para deixar o leitor com o humor leve. Sheridan não chega a ser a mocinha que admiro, é muito raivosa (essa foi minha única ressalva), mas por outro lado os demais personagens me cativaram e eu me apaixonei por Stephen. Ele não sabe ser romântico, toma uma atitudes desastrosas, mas exatamente por ser tão sem noção, foi que acabou fazendo com que eu gostasse dele. Estou ansiosa para ler os demais livros da série. 


2leep.com

10 comentários:

  1. Oi Cida,
    Eu adoro a escrita da Judith, eu e minha mãe temos alguns livros dela aqui em casa.
    Aliás, minha mãe já começou a comprar essa série, quero conferir em breve!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Cida!
    A história desse livro me lembrou bastante Um Marido de Faz de Conta só que o contrário. Já anotei porque fiquei bem interessada e essa capa é muito linda.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  3. Oi, Cida! Tudo bom?
    Eu tive uma experiência horrorosa de leitura com o primeiro livro dessa série, então não chego mais perto de nada da Judith nem que me paguem HUHUASUHSAHUASHUAS

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Cida!
    Confesso que sei bem pouco desse gênero. Os poucos livros que vi resenha nao me animaram mas fico feliz que tenha sido uma leitura tao positiva. A mim, infelizmente, não chama atenção.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi Cida,

    Nunca li nada da autora, mas bom saber que sua escrita é leve e atrativa.
    A história também parece ser interessante.
    Bjs e uma boa semana!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderExcluir
  6. Oi Cida! :)

    Não conhecia a autora, mas gostei bastante da história, parece ser uma leitura super agradável, mesmo com todos os clichês do gênero. Adorei a dica, vou procurar pelos primeiros livros.

    Beijocas,
    Rafa

    ResponderExcluir
  7. Oie Cida =)

    Já li dois livros da Judith. Um romance contemporâneo, o Dois Pesos e Duas Medidas e simplesmente adorei! Já a minha experiência com Um Reino de Sonhos não foi tão boa assim.

    Gosto da narrativa leve e como você mesma disse, carismática da autora. Ainda pretendo ler os demais livros da série em especial Whitney, meu amor que falam que é um dos melhores livros da autora.


    Beijos;***
    Ariane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  8. Oi Cida
    Conheço essa série e já li o primeiro livro, se não me engano ao todo são 4 livros? É isso? Adoro essa autora e logo de cara a sinopse do 3 livro já me conquistou!
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  9. Oi Cida, eu gostei demais desse livro! O primeiro é bem mais intenso, é verdade, mas gostei bastante!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  10. Olá, Cida.
    No mês passado eu li um livro da autora, mas acho que de oura série e gostei bastante da escrita dela. Por isso pretendo ler outros livros dela e essa série me interessa.

    Prefácio

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!