[Resenha] Céu Sem Estrelas

Céu Sem Estrelas
Autor(a): Iris Figueiredo     
Editora: Seguinte                 Páginas: 360
Lançamento: 2018             ISBN:9788555340697
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Um romance sensível e envolvente sobre autoestima, família e saúde mental. Cecília acabou de completar dezoito anos, mas sua vida está longe de entrar nos trilhos. Depois de perder seu primeiro emprego e de ter uma briga terrível com a mãe, a garota decide passar uns tempos na casa da melhor amiga, Iasmin. Lá, se aproxima de Bernardo, o irmão mais velho de Iasmin, e logo os dois começam um relacionamento. Apesar de estar encantado por Cecília, Bernardo esconde seus próprios traumas e ressentimentos, e terá de descobrir se finalmente está pronto para se comprometer. Cecília, por sua vez, precisará lidar com uma série de inseguranças em relação ao corpo — e com a instabilidade de sua própria mente. “Uma história brilhante sobre encontrar a sua força mesmo quando não há esperanças. Iris escreve com uma sensibilidade incrível e dá voz aos jovens que vivem a busca constante pelo seu lugar no mundo.” – Vitor Martins, autor de Quinze Dias.
Cecília é uma jovem que está saindo da adolescência e entrando na vida adulta e, como é típico desta fase, está tendo que lidar como os primeiros meses na faculdade e a certeza de que é aquilo que deseja para um futuro profissional. Precisa se manter em um emprego para conseguir certa independência financeira e até mesmo tem que lidar com o irmão da melhor amiga que é seu amor platônico. 

No entanto, apesar de ser complicado, Cecília tiraria isso de letra sendo uma jovem como tantas por aí, cheia de vigor e saudável. Mas nossa Cecília é uma garota com problemas, seja pela relação extremamente conturbada que tem com a mãe que a rejeita, seja pelos seus graves problemas de auto estima e saúde mental.

Céu Sem Estrelas, de Irís Figueiredo, publicação Editora Seguinte, traz a história de uma jovem com sérios problemas e uma grande falta de equilíbrio emocional. Cecília há anos luta contra o excesso de peso, contra ser considerada uma decepção para a mãe e outros aspectos de sua vida que a incomodam. Ela tenta se sentir bem consigo mesma e as vezes até tem sucesso com isso, por momentos ínfimos, mas não demora para que seja atacada pela falta de auto estima, depressão e medos que a assombram.

Quando tem uma briga feia em casa e a mãe a expulsa, Cecília vai morar na casa da amiga Iasmin e lá se aproxima do irmão mais velho da garota pelo qual sempre nutriu uma paixão secreta. Bernardo, que sempre pareceu ser inalcançável, mostra –se bem acessível e vê em Cecília uma profundidade que sentia falta na vida e nas garotas. Eles acabam se envolvendo, mas não dá para saber se a relação terá futuro. Antes de amar alguém, Cecília precisa se encontrar.

Eu li poucos livros com esta temática, mas na maioria encontrei uma abordagem mais superficial e uma trama que se preocupava em nos conduzir para um final feliz, o que nem sempre é o caso para quem leva uma vida como a de Cecília. Iris ao contrário, apesar de tentar ao máximo inserir leveza na obra quando possível, preocupa-se mais em mostrar o real, a verdade sobre alguém que tem problemas de saúde mental como sua protagonista.

A autora coloca Cecília no fundo do poço sem dó, mas não para chocar, mas para nos fazer entender como é complicado viver sem controle de nossas emoções e até mesmo de nossa razão. Cecília sofre, se machuca (literalmente) e chega ao fundo do poço. Surge no leitor a vontade de proteger a personagem, de ajudar, mas nem sempre podemos alcançar alguém assim. Cria-se uma forte empatia pela personagem facilmente, desde as primeiras paginas.

A personagem foi bem construída, assim como todo o cenário da obra. Os personagens secundários não ficam atrás em seu desempenho e a trama segue por uma linha coerente, imprevisível e impactante. Gostei bastante de não termos nada fantasioso ou absurdo, é uma história realista e sensível, que com muita delicadeza mostra a fragilidade de uma garota que representa muitos jovens e até mesmo adultos, em busca de um chão, de amor e de firmeza para ficar de pé. Os problemas de Cecília são abordados com seriedade, o romance que surge não ofusca a doença dela como se fosse um remédio milagroso, assim não esperem que Bernardo a salve, mas que esteja lá quando for preciso. Ele, a avó dela e os amigos são aquelas pessoas que queremos em nossas vidas para sempre, pessoas boas e com um grande coração.

Céu Sem Estrelas foi uma história que me surpreendeu de maneira positiva. É muito honesta e sincera do começo ao fim. É um livro que indico para leitores de qualquer idade, para que sua mensagem seja espalhada. Uma mensagem de empatia, solidariedade, amizade e superação.   






2leep.com

14 comentários:

  1. Oi, Cida

    Eu fiquei torcendo para receber esse livro, mas acabou não chegando. Acho a mensagem importante, saúde mental é uma coisa que precisa ser mais abordada mesmo, e de uma forma crua e não romantizada, como aparentemente é o caso aqui. Vou comprar quando achar uma promoção bacana.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  2. Olá, Cida.
    Quando comecei a ler as resenhas desse livro eu logo coloquei ele na lista de desejados. Mas então o tempo foi passando e comecei a ler opiniões não tão boas e acabei tirando ele da lista. Agora fiquei na dúvida não sei se ainda quero ler ou não hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Oi Cida
    Eu adoro esses livros que chegam de mansinho e são surpreendentes. Por isso fiquei muito interessada na obra. Principalmente por conta dos questionamentos acerca da personagem principal.
    Beijos.

    Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Esse livro é maravilhoso!
    Acho que foi uma das minhas melhores leituras do ano.

    até mais,
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  5. Oi Cida,

    Já ouvi falar muito bem desse livro e estou bem curiosa com a leitura.
    Já quero!
    Bjs e um bom fim de semana!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
  6. Oi Cida!
    Esse livro ta nos desejados desde o lançamento. Alem de concordar com voce sobre a mensagem ser importante, tudo que e livro que os personagens sao gordinhos ou fora do padrao ja me faz querer ler. Orra, ansioso. Ano que vem vou ler com certeza.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oi, Cida! Tudo bom?
    Eu me apaixonei muito por esse livro e essa história. É sensível e extremamente bem desenvolvido e eu amo demais a jornada da Cecília; é o tipo de livro que recomendo sempre que posso.
    Adorei sua resenha!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Cida,
    Esse, com certeza, foi um dos meus livros favoritos do ano.
    AMEI demais e ainda tive o prazer de conhecer a Irís.
    Estou empolgada para mais livros da autora.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Cida!
    Eu ameiiiii esse livro! Ele mexeu tanto comigo e adorei a escrita da Iris. Sem contar que apesar de todas as escolhas dos protagonistas eu amei eles. E achei o enredo tão sensível e concordo plenamente com você a mensagem desse livro é importante e precisa ser espalhada!
    Beijos
    Ari
    www.oquetemnanossaestante.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi, Cida!
    Eu acho a capa desse livro muito linda, mas infelizmente ainda não bateu aqueeelaaa vontade de ler sabe?
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  11. Oi Cida, tudo bem?
    Acho bem importante que obras que falem de distúrbios mentais se popularizem. Com personagens bem desenvolvidos, melhor ainda!
    Assim que possível, tentarei conferir.
    Feliz Ano Novo!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  12. oi Cida! eu quero ler o livro em 2019, além de fazer parte do meu propósito de ler mais livros nacionais, Iris é uma pessoa que acompanho e admiro!

    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi
    O tema abordado na história é bem real e atual, principalmente nesse momento em que tudo tem que estar nas redes sociais e "todos precisam parecer perfeitos e estar encaixados dentro dos padrões de beleza", mas somos humanos e estamos longe de toda essa perfeição. Gostei da temática do livro e sua resenha ficou ótima ;)
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  14. Oie Cida =)

    Quero muito ler esse livro, mas estou esperando estar com a minha ansiedade mais controlada, para não correr o risco da leitura acabar sendo um gatilho e eu ficar mal de novo.

    A mensagem que a autora passa na história é de extrema importância e fico feliz que os adolescentes de hoje tenham acesso a livros assim. Amor próprio é tudo!

    Uma feliz vida nova para você em 2019! Que seja uma fase de muitas realizações e felicidade!

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!