[Resenha] Um Beijo à Meia-Noite

Um Beijo à Meia-Noite
Título Original: A Kiss at Midnight (Fairy Tales #1)
Autor(a): Eloisa James 
Editora: Arqueiro                 Páginas: 272
Lançamento: 2017               ISBN: 9788580417784   

 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads|| 
Kate Daltry é uma jovem de 23 anos que não costuma frequentar os salões da alta sociedade. Desde a morte do pai, sete anos antes, ela se vê praticamente presa à propriedade da família, atendendo aos caprichos da madrasta, Mariana. Por isso, quando a detestável mulher a obriga a comparecer a um baile, Kate fica revoltada, mas acaba obedecendo. Lá, conhece o sedutor Gabriel, um príncipe irresistível. E irritante. A atração entre eles é imediata e fulminante, mas ambos sabem que um relacionamento é impossível. Afinal, Gabriel já está prometido a outra mulher – uma princesa! – e precisa com urgência do dote milionário para sustentar o castelo. Ele deveria se empenhar em cortejar sua futura esposa, não Kate, a inteligente e intempestiva mocinha que se recusa a bajulá-lo o tempo todo. No entanto, Gabriel não consegue disfarçar o enorme desejo que sente por ela. Determinado a tê-la para si, o príncipe precisará decidir, de uma vez por todas, quem reinará em seu castelo. Um beijo à meia-noite é um conto de fadas inspirado na história de Cinderela. Com um estilo que combina graça, encanto e sedução, Eloisa James escreve uma narrativa envolvente, com direito a fada madrinha e sapatinho de cristal.
Um Beijo à Meia-Noite é mais um volume da Série Fairy Tales, de Eloisa James, publicada no Brasil pela Editora Arqueiro. Os livros são independentes. Pode ler esse antes do anterior que você vai entender tudo direitinho, o que há em comum na série é que a autora cria romances baseados em contos de fadas. Quando a Bela Domou a Fera foi inspirado em A Bela e a Fera e Um Beijo à Meia-Noite é inspirado em Cinderela.

Kate Daltry perdeu o pai antes de ser apresentada à sociedade e ter a chance de encontrar um marido. Sua madrasta simplesmente pegou todo o dinheiro do falecido e deixou a enteada de lado. Kate permaneceu na casa da família como uma empregada. Nunca reclamou, nem teve coragem de partir. Ela temia que a madrasta mandasse embora aqueles que dependiam da família para sobreviver e com isso se submeteu a viver abaixo do padrão de vida no qual foi criada, afinal era uma dama.

Quando a filha da madrasta – Mariana -, fica doente e não pode seguir com o noivo para um encontro da família dele, Kate  é obrigada a fingir ser a moça para obter a aprovação de um tio do noivo dela. Sem aprovação, nada de casamento e a madrasta de Kate nem cogita perder tal oportunidade.

Kate viaja com o nome de Mariana e chega em um antigo castelo dominado por um príncipe. Nem em seus mais distantes sonhos esperava encontrar um homem tão interessante. Ambos se sentem atraídos um pelo outro, não por beleza, mas por suas personalidades teimosas e dominantes. No entanto, Kate e Gabriel, não podem ficar juntos. Ele precisa de uma noiva rica para salvar seu castelo e as pessoas que vivem ali e nossa protagonista não tem uma moeda que seja, quanto mais uma fortuna, para ser a noiva ideal. E agora? Que príncipe nada encantado gente!

Eloisa James mais uma vez apresenta uma história divertida e cheia de reviravoltas. Desde o livro anterior notei que ela gosta de dar aos seus romances um clima bem leve e descontraído, algo que beira a comédia, mas nunca deixando de lado certa sensibilidade e ternura.

Em um primeiro momento você sabe que Gabriel e Kate não podem se envolver porque ele acredita que ela é noiva de seu sobrinho, mas não demora muito para que o disfarce vá por água abaixo e então ele se deixe levar pelo charme da moça. Então vem o segundo problema, que é a questão de ele já ter uma noiva e precisar desta noiva e aí a coisa complica. Gabriel não pode se dar ao luxo de perder o dote que vem com a futura esposa.

Kate por seu lado, está doida pelo príncipe e deseja pelo menos uma vez saber o que é ser feliz. Não digo que aprovei a forma como ela aceitou estar com ele, mesmo sabendo que não haveria futuro, mas por outro lado gostei de ver como se apaixonar mostrou a moça que ela não poderia mais ser a escrava da madrasta e precisava buscar seu caminho.

No castelo haviam muito hóspedes e quis o destino que Kate conhecesse ali  sua madrinha e, como toda Cinderela que se preze, ela teve sua transformação e foi muito bem cuidada pela mulher em questão. O melhor de tudo foi saber que a magia iria além da meia-noite e a madrinha prometeu cuidar para sempre da afilhada. A madrasta é má e oportunista, mas não uma vilã sem limites e sua filha é uma boa moça fazendo com que nossa gata borralheira tenha sorte com a meia-irmã.  O problema mesmo foi o príncipe, que não parecia ter coragem para tomar uma atitude.

A história é muito doce. Kate é uma mulher forte, mas você nota o quanto é carente. Não dá para não torcer para que ela encontre amor, mesmo com esse príncipe que na minha opinião não a merecia. Não que eu não tenha gostado de Gabriel, ele é ótima pessoa, mas falta atitude no moço. Ambos são carismáticos, assim como os demais personagens e, exceto pela madrasta, não há uma pessoa nesta história que eu não tenha gostado.

Não sabemos como ambos poderão ficar juntos, mas sabemos que um final feliz existe. Enquanto isso, rimos com os parentes de Gabriel, com as peripécias de Kate e com toda a confusão que acontece em cada jantar ou baile daquele castelo. Eloisa James é descontraída em sua narrativa, elimina a pompa e formalidade da aristocracia, deixando os nobres mais livres para expressar opinião e sentimentos. Aprecio demais a espontaneidade de suas histórias.

O livro anterior ainda é meu favorito, afinal o casal era encrenca pura e relações entre tapas e beijos sempre serão minhas preferidas, mas não nego que Kate e Gabriel chegaram ao meu coração de outra maneira. Estes dois me ganharam pela gentileza e pela forma generosa que tratavam as pessoas. Eles eram bons e em um mundo egoísta, gestos de bondade sempre devem ser apreciados. A Cinderela de Eloisa James, felizmente, não terminou com uma abóbora. Não deixem de ler.

Série Fairy Tales

* Um Beijo à Meia-Noite  (Fairy Tales #1) *   *Storming the Castle (Fairy Tales #1.5) *
* Quando A Bela Domou a Fera (Fairy Tales #2) *  * Winning the Wallflower (Fairy Tales #2.5) *  * The Duke Is Mine (Fairy Tales #3) *  * The Ugly Duchess (Fairy Tales #4) *
* Seduced by a Pirate (Fairy Tales #4.5) *  * Once Upon a Tower (Fairy Tales #5) *



2leep.com

7 comentários:

  1. Oi Cida,
    Gosto de um bom conto de fadas e apesar da falta de atitude do mocinho, a trama parece cativante. Quero muito ler essa série. Ótima resenha!!!

    *bye*
    Marla
    https://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Cida,
    Ainda preciso ler o primeiro. Gosto de releituras!
    Na verdade, o primeiro ainda me deixa mais curiosa que esse, apesar que gosto da história da Cinderela.

    até mais,
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  3. eu adoro os romances da Eloisa e esse teve mil e uma possibilidades! meu Deus, mais conto de fadas impossivel!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oie!!

    Ainda não li, mas já adorei essa série!
    E a capa desse livro é simplesmente LINDA!

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi Cida!
    Adoro releituras de contos de fadas e essa série já está na minha wishlist!

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  6. Oi Cida,
    Minha princesa favorita é a Cinderela, então sabe o quanto fico animada por esse livro né?
    Gostei muito da Eloisa no livro da Bela e da Fera, então esse está na minha lista.
    Beijos
    https://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Cida, eu adorei esse livro! Realmente a química do casal do primeiro é mais intensa e ácida e me diverti muito, mas esse tb conquistou meu coração, achei o casal super fofo e adorei a fada madrinha!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!