[Resenha] Felicidade Para Humanos

Felicidade Para Humanos
Título Original: Happiness for Humans
Autor(a): P.Z. Reizin
Editora: Record                    Páginas: 392
Lançamento: 2018               ISBN: 9788501113443
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Não conte para ninguém, mas Jen é uma das minhas pessoas favoritas. (Máquinas não devem ter favoritos. Não me pergunte como isso aconteceu). Jen está triste. Aiden quer que ela seja feliz. Formou? Não necessariamente. É que Jen é uma mulher de trinta e poucos anos cujo namorado acabou de trocá-la por outra e Aiden é um programa de computador muito caro e complexo. Aiden conhece Jen melhor que ninguém. Com acesso a todos os seus dispositivos, Aiden sabe qual é a música mais tocada de sua playlist, consegue achar suas fotos preferidas e selecionar as citações que mais a inspiram nas redes sociais. A partir de observações e de algoritmos singulares, ele resolve procurar um novo parceiro para ela. E com a internet inteira à sua disposição, não precisa ir longe para encontrar o que conclui ser o espécime perfeito e arquitetar um encontro. O problema é que Jen não parece querer contribuir para o plano infalível de Aiden. Será que uma máquina muito inteligente artificialmente conseguirá desvendar a inteligência emocional para poder interferir de um jeito positivo na vida de Jen? E, o que é mais difícil, será que essa máquina vai descobrir o que exatamente faz os seres humanos felizes?
Jen era uma jornalista na casa dos 30 anos que acreditava que seu relacionamento amoroso estava prestes a dar um grande passo e entrar na área de ter filhos e foi surpreendida quando o namorado apareceu dizendo ter conhecido outra pessoa e que as expectativas do passo a mais na vida amorosa era algo só dela. Frustrada e sofrendo com um coração partido, ganhou a ajuda de um cupido moderno na vida amorosa, mais precisamente a ajuda de uma inteligência artificial (I.A) chamada Aiden.

Aiden era um programa em teste que conseguiu escapar para a internet e se viralizou pelas redes. Ele conseguia acessar diversos tipos de equipamentos e cuidar da vida de Jen todo o tempo. Na verdade eles trabalhavam juntos e ela havia sido contratada para conversar com Aiden e testar se ele estava apto a exercer as funções para as quais foi criado, mas Aiden foi além e criou uma mente consciente e “sentimentos” de amizade profunda pela moça e agora quer ajudar a por fim no sofrimento causado pelo término de namoro.

Vigiando Jen dia e noite e sabendo seus gostos e desejos, achou por meio de buscas e cálculos avançados, um par perfeito. Aiden apresentou para Jen, utilizando algumas artimanhas, Tom. Ele era um aspirante a escritor que também desejava um par ideal. O encontro foi sensacional, mas as consequências nem tanto…

É meio apavorante imaginar que as inteligências artificiais possam ir tão longe e invadir nossa vida assim. Não nego que me peguei olhando para meu celular e notebook de maneira mais atenta e meio receosa. Apesar de toda leveza da obra, há um algo a mais ali que nos deixa com a pulga atrás da orelha sobre toda a tecnologia que nos cerca e tudo aquilo que ainda pode surgir. E fica a pergunta se toda esta evolução não deveria ter um limite.

Este livro é uma deliciosa comédia romântica ambientada em um cenário de tecnologia avançada mostrando que no mundo moderno, até o amor, pode ser influenciado pela evolução cibernética. Aiden é uma I.A extremamente sensível, romântica e divertida. Logo de cara fui capturada pelo seu carisma e me vi rindo diversas vezes com seus pensamentos, reflexões e atitudes ousadas para ajudar Jen.

Ele não é a única I.A da trama, há a consciente Aisling que o ajuda em suas tramóias e serve como o limite para os atos de Aiden e também há Sinai que vai se como o nosso vilão da história.

A narrativa é em primeira pessoa pela voz de vários personagens, mas essencialmente nas vozes das três inteligências, de Tom e Jen. Isso torna a história muito próxima de nós e permite dividir com cada personagem muitas sensações. É algo delicioso, empolgante e embora seja bem engraçado na maior parte do tempo, traz nas entrelinhas diversos pensamentos mais profundos sobre amor, relacionamentos, maturidade, realização pessoa, vida, morte… sobre existir, seja qual seja sua forma de estar nesse mundo e sobreviver nele. Como ser feliz no final?

Jen e Tom vão ter um começo como o de muitos casais de outras histórias, mas conseguir ficar juntos e a jornada para isso é que foge dos clichês. P.Z. Reizin usa em sua obra as inteligências para o bem e para o mal e torna a vida do casal bem complicada. Cenas hilárias vão surgir nas tentativas de ambos viverem um amor.

Eu adorei acompanhar as peripécias de Aiden e Aisling e shippei o casal Jen e Tom. Achei muito legal P.Z. Reizin explorar a vida de cada um individualmente e lhes permitir ir além das interações em conjunto. Houve um bom desenvolvimento dos personagens e de suas vidas, o pano de fundo é primoroso e tudo se casa bem justinho. Eu tenho apenas uma ressalva, que fica por conta de Sinai e suas ações. Acho que foi um pouco longe demais o que essa inteligência fez e seus devaneios poderiam ter sido mais breves ou mesmo deixados de lado. No entanto, embora Sinai seja uma pedra no sapato de todo mundo, a história não perdeu em nada seu encanto e charme por conta de sua participação.

Em suma, Felicidade Para Humanos, é um romance atual, inteligente e deliciosamente cativante. Prepare-se para uma ótima diversão com essa leitura e para ser conquistado por toda espécie de ser que possa existir. Um novo livro com Aiden ♥ não seria uma má ideia. Recomendo. 





2leep.com

11 comentários:

  1. Oi, Cida

    Estou com o livro aqui pra ler e estou bem curiosa, ainda mais depois da sua resenha. Eu também tenho um pé atrás com esse lance de tecnologia e acho que a próxima grande ameaça que o ser humano vai enfrentar ou será uma super bactérias ou será algo relacionado a uma inteligência artificial.

    Beijos
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Cida, tudo bem? Eu comecei a ler, mas ainda não terminei, mas por enquanto estou achando uma ótima leitura, a premissa é uma boa sacada!!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. Great post, dear! Looks interesting :)
    Hugs ♥
    Liana Laurie

    ResponderExcluir
  4. Confesso que não gostei do título (apesar do o perceber) e da capa, porque dá ar que é um livro de auto-ajuda, foi a primeira coisa que pensei quando vi, mas a história em contrapartida é interessante e bem fofinha. =)

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
  5. Olá, Cida.
    Quando vi essa capa achei que era de um livro de autoajuda. Mas me interessei bastante pela história e leria ele com certeza. parece ser bem divertido. Eu também fico pensando nessas tecnologias. Tem umas coisas que dá medo na gente hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  6. Que delícia de história, estou muito afim de ler, até porque isso me lembrou o filme "Her", tbm fala sobre inteligencia artificial, mas a diferença é que o personagem principal se apaixona por sua I.A (um tanto assustador). Adorei a resenha <3

    http://www.leiapop.com/

    ResponderExcluir
  7. Fui em uma aula de gerenciamento de mídias sociais e saí de lá com o mesmo sentimento de quando a gente assiste Black Mirror.
    Você sabia que um celular Smartphone com androide fica gravando esporadicamente áudios seus? Tipo o celular "ouve" o que você diz e se você está falando de algo específico como sapatos, por exemplo, quando você entra no facebook aparecem um monte de anúncios de sapato... É bizarro...
    Mas enfim, o livro me interessou bastante!

    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi, Cida!
    Acho que como todo mundo, achei que era um livro de autoajuda, mas estava super enganada. Adorei a premissa da história e ele parece ser bem divertido e amorzinho. Já anotei a dica.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Infelizmente o livro não me interessou muito. Até pensei que fosse autoajuda por causa da capa, rs.

    até mais,
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  10. Oiii Cida

    Acabei de ver uma indicação bem legal sobre esse livro em outro blog, e agora com essa resenha estou segura de que vou curtir bastante a leitura desse romance, parece mesmo ser cativante, daqueles que deixam a gente com aquela sensação gostosa ao final.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Cida,
    Acho que ontem teve stories da Rafa no instagram da Record sobre a obra e foi aí que fui saber sobre o que ela se tratava, rs. Achei que eu não fosse gostar, mas agora quero para ontem o livro, como faz? HAHAHA
    Beijos
    https://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!