[Resenha] Universos Afins

Universos Afins
Título Original: Kindred Spirits
Autor(a): Rainbow Rowell
Editora: Novo Século                  Páginas: 96
Lançamento: 2017                      ISBN: 9788542810349
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Estar numa fila não é uma situação das mais agradáveis. Porém, para a jovem Elena, acampar na frente do cinema só para acompanhar a estreia do mais novo Star Wars é nada menos que uma grande jornada. O problema é que em dias de internet (e compras de ingressos on-line), essa vibe de fila não é compartilhada por muitos outros fãs. Ao chegar ao cinema, dias antes da estreia, só há mais duas pessoas ali acampadas: Gabe e Troy, que entendem a fila como um ritual obrigatório para tornar aquela experiência algo realmente memorável. Universos afins é um saboroso conto geek sobre expectativas e sobre compartilhar paixões. Rainbow Rowell mais uma vez apresenta uma obra inocente e engraçada, com aquela pontinha de nostalgia que nos deixa com um nó na garganta, como há muito tempo atrás, numa galáxia muito, muito distante.
Universos Afins é um conto sobre uma fã de Star Wars que decide acampar na fila do cinema até o momento da estreia do novo filme da saga épica de George Lucas. 

Ela acreditava que na fila encontraria milhares de pessoas e teria ali uma experiência única com outros fãs da saga. No entanto, quando a mãe de Elena a deixa (com muita relutância) na frente do cinema, a garota se depara com uma fila de apenas duas pessoas. Um homem mais velho e um rapaz com praticamente a mesma idade que ela. São eles, respectivamente, Troy e Gabe. E mesmo que lá ela não tenha encontrado uma multidão, ainda assim viveu algo especial.

Eu gosto bastante de filmes, mas nunca acampei na frente do cinema para ver um estreia. No entanto, me identifiquei com Elena de certa forma. Na idade dela eu vivi uma experiência semelhante, embora não fosse possível comprar ingresso online e ter lugar garantido, mas eu acampei em uma fila para ver um show e posso afirmar que foi uma experiência que nunca vou esquecer.

Assim como Elena, conheci pessoas que amavam algo com a mesma paixão que eu e juntas trocamos experiências que só quem é fã entende ou faz. Não é algo compreensível para aqueles que não têm aquela paixão e por isso muitas vezes quem está na fila não é levado a sério e tido como um pouquinho louco. Não é assim, pra gente faz todo o sentido e anos mais tarde posso dizer que realizei um sonho e se voltasse no tempo faria tudo de novo.

Rainbow Rowell, com maestria, me fez reviver um grande momento de minha adolescência e nestas poucas páginas trouxe uma história fofa, cheia de significados e que vai marcar todo mundo que é fã e já fez sua loucura uma ou mais vezes na vida. Não precisa ser necessariamente um fã de Star Wars para se identificar, mas com certeza os que amam a saga vão poder reviver os filmes nas conversas de Elena, Troy e Gabe.

Eu amei a leitura por toda a questão pessoal, por também curtir os filmes e por mais uma vez me deparar com uma trama cativante desta autora. É um conto completinho e adorável, que me deixou com gostinho de quero mais, muito mais.

Elena é uma personagem ótima e junto com Gabe deu ao conto uma esperança de romance, de amizade sincera,  de um "depois" daquela fila bem promissor e cheio de novas histórias. Eu só acho que Rainbow Rowell deveria ser proibida de escrever história com menos de cem páginas, já que mesmo com fim conclusivo, você precisa continuar com aqueles personagens por mais tempo. Eu preciso de uma continuação de Universos Afins afins imediatamente.

Em suma, com uma escrita leve, jovem, divertida e cheia de sentimentos, a autora mais uma vez acertou em cheio e nos trouxe uma história inesquecível. Super recomendo.  




2leep.com

7 comentários:

  1. Oi, ida!
    Eu li esse conto quando ela lançou de graça um tempo atrás... eu adorei
    Beijos
    Balaio de Babados
    Concorra ao livro Depois do Fim autografado

    ResponderExcluir
  2. Oi Cida! Eu só li um livro da autora, mas eu AMEI! E só leio resenhas positivas desse conto, acho que já me identifico com a protagonista heheheheh

    BJs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. acho que o legal do livro é realmente essa identificação que dá entre o leitor e os personagens
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Cida,
    Eu comprei e-book em inglês por esses dias, já animada para a leitura.

    tenha uma ótima quarta =D
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  5. Oi Cida,
    Já tinha ouvido falar desse livro recentemente, gosto da escrita da autora e acredito que me agradaria a leitura.
    Fico feliz que tenha gostado.
    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi, Cida!
    Li apenas um livro da Rainbow, e me apaixonei! <3 Pretendo ler outros livros da autora, e amei conhecer esse, ainda não tinha lido nenhuma resenha sobre ele! Vou colocá-lo na lista de desejados!

    Beijos!
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Nunca acampei na fila, mas compreendo o sentimento de quem faz. É uma oportunidade única para se congregar com pessoas com as mesmas paixões que você, além de se desligar do mundo externo e se preparar para algo que facilmente vai ser uma experiencia única. Algumas pessoas desqualificam esse tipo de experiencia, talvez até eu em um momento de imaturidade já tenha feito isso, mas é super valido. No mais, seu texto me deixou cheia de vontade de ler a Rainbow Rowell, tenho um livro dela na minha pilha há milênios!

    Uma Pandora e sua Caixa

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!