[Resenha] Princesa de Papel

Princesa de Papel
Título Original: Paper Princess (The Royals #1)
Autor(a): Erin Watt 
Editora: Planeta - Selo Essência      Páginas: 368
Lançamento: 2017                          ISBN: 9788542208870
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads|| 
O primeiro livro da série The Royals, a nova sensação new adult dos EUA. Ella Harper é uma sobrevivente. Nunca conheceu o pai e passou a vida mudando de cidade em cidade com a mãe, uma mulher instável e problemática, acreditando que em algum momento as duas conseguiriam sair do sufoco. Mas agora a mãe morreu, e Ella está sozinha. É quando aparece Callum Royal, amigo do pai, que promete tirá-la da pobreza. A oferta parece tentadora: uma boa mesada, uma promessa de herança, uma nova vida na mansão dos Royal, onde passará a conviver com os cinco filhos de Callum. Ao chegar ao novo lar, Ella descobre que cada garoto Royal é mais atraente que o outro – e que todos a odeiam com todas as forças. Especialmente Reed, o mais sedutor, e também aquele capaz de baixar na escola o “decreto Royal” – basta uma palavra dele e a vida social da garota estará estilhaçada pelos próximos anos. Reed não a quer ali. Ele diz que ela não pertence ao mundo dos Royal. E ele pode estar certo.
Princesa de Papel é o primeiro volume da Série  The Royals, de Erin Watt (pseudônimo de  Jen Frederick e Elle Kennedy) , publicada no Brasil pela Editora Planeta (selo Essência).

Eu já havia lido diversos comentários positivos sobre a série e estava bem curiosa para conferir a história, ainda mais porque sou fã de Elle Kennedy e queria ler esta sua história que me fez lembrar de contos de fadas.

A mãe de Ella Harper morreu e a garota de apenas dezessete anos se viu por conta própria. A moça nunca conheceu o pai e dele só possuia um relógio e o primeiro nome – Steve -,  e para se sustentar e poder estudar estava usando a identidade da mãe e trabalhando num clube de strip. Um belo dia apareceu um homem de meia idade – aparentemente muito rico – na escola de Ella e afirmou ser seu tutor. Callum Royal era o melhor amigo de pai de Ella e fez de tudo para levá-la com ele para a mansão Royal.

Após alguns percalços e situações constrangedoras, ele convenceu Ella a ir viver com ele (tem no meio disso um incentivo em dinheiro, promessas de estudos garantidos até a faculdade)  e os filhos e lá a jovem encontrou algo totalmente fora de sua realidade.

São cinco garotos Royal – Gideon, Saywer, Sebastian, Easter e Reed – e exceto pelo primeiro que não está na casa no dia da chegada de Ella , os outros quatro demonstram claramente que não a querem ali e vão tornar sua vida um caos. Na escola eles são definitivamente a realeza e um decreto Royal é lei. Eles podem declarar Ella aceitável ou não de acordo com sua vontade. Tudo bem que ela fica um pouco intimidada com a marra e beleza dos garotos, mas não tanto ao ponto de baixar a cabeça e levar desaforo para casa. No ringue de luta temos de um lado Ella e do outro os Royals. Quem vai vencer?

É uma história ambientada num universo adolescente de ensino médio, mas cercada de muito glamour. Ella que sempre foi uma garota humilde se  vê no meio de tanto luxo e riqueza que jamais imaginou ser possível existir. A adaptação não é simples, pois as provocações e falta de respeito dos garotos é insuportável. Além disso as pessoas na escola também não a aceitam bem, não só por ser uma garota pobre, mas por ter sido dançarina de strip.

A narrativa de Erin Watt é bem fluida e as páginas passam sem nos darmos conta. Esta trama parece uma novela: menina pobre vai viver com benfeitor rico e passa de plebeia para princesa, mas no caminho precisa provar seu valor e que não é uma simples garota interesseira, ordinária e oportunista. E junte a isso um cara gato que a odeia na mesma medida que sente-se atraído por ela, leia-se aqui Reed Royal.

Logo no começo eu não me conectei com os personagens, mesmo curtindo as intrigas e reviravoltas na vida da protagonista e querendo descobrir se Callum era mesmo um bom homem ou tinha segundas intenções com Ella, eu não fui cativada pela garota. No entanto, conforme fui lendo, a história me pegou de jeito.

Não que eu tenha virado fã de Ella, acho que ela por mais forte que diga ser acaba se contradizendo pela forma que age. Afirma que não liga para o que os outros pensam, mas acaba mostrando que se importa, sim, e muito. Ella poderia ter sido mais resistente muitas vezes, no entanto sua atitude é até compreensível levando em conta a solidão atual e as privações por qual passou, emocional e materialmente. 

O que na verdade fez com que eu mergulhasse na história e lesse o livro rapidinho foram os Royal. Estes irmãos são intrigantes e misteriosos. A vida deles é uma bagunça e a relação com o pai conturbada e dolorida. Eles são homens que fingem ser durões quando na verdade estão em pedaços e não sabem como se curar.  Eu quero desvendar cada segredo dessa família e entender o que os atormenta, especialmente Gideon, Reed e Easter. O pai também é um enigma e desconfio que não é tão santo quanto afirma ser.

A relação de Ella com os garotos será cheia de altos e baixos e ela viverá dias de pesadelo e outros de princesa. Durante tal jornada precisa entender como se adaptar nesta nova vida e se ali é de verdade seu lugar. O romance que vai ter não é fofinho, na verdade é quente (hot mesmo) e tenso, totalmente incerto e perigoso. O desfecho foi um soco no leitor e em Ella e simplesmente não vejo a hora de ler o segundo volume. 

Vale a pena ler, fui sendo capturada aos poucos e fechei o livro fascinada pelo universo Royal.  Afinal quem não curte paixões, dramas, segredos e intrigas?

The Royals

Princesa de Papel (The Royals, #1) 





2leep.com

8 comentários:

  1. Oi querida,
    adorei a resenha. Fiquei com medo de pegar spoiler, pois quero muito ler esse livro. Estou tão ansiosa e pelo livro, que li a sinopse duas vezes nesse post. Amei a sua resenha, foi sincera e com detalhes maravilhosos sobe os personagens.

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir
  2. gostei do enredo, gosto de livros com essa pegada jovial, ambientado no universo adolescente e tem esse que de conto de fadas
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Cida!! Eu tb andei lendo muitas resenhas positivas sobre o livro. Ainda quero ler, mas que bom que a protagonista te cativou no final das contas, quando isso acontece a leitura fica bem melhor.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante
    Sorteio A guerra que salvou a minha vida

    ResponderExcluir
  4. Ola!

    Eu já ouvi muito dessa série. Mas nunca cheguei a ler resenhas, etc; Como uma fã incontrolável de New Adults esse livro está mais que na listinha obrigatória para ler haha Adorei a resenha, e quase impossível não se apaixonar pelas obras da Elle Kennedy!

    Beijão,
    www.cretinaliteraria.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Cida!
    A trama não me chamou muito a atenção, e sabendo que é série então, acho que não irei ler por enquanto.

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  6. Olá, Cida.
    Eu vi esse livro sendo bastante divulgado no face mas não sabia nada dele ainda. A sua é a primeira resenha que leio dele. E já quero ler. Eu adoro esses enredos de novela da menina pobre com o cara rico. E pelo jeito esses irmão são ótimos. Vou comprar assim que der.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  7. É uma série bem grandinha ao meu ver... ganhei o primeiro livro e ainda não decidi quando vou começar a ler.

    Até fiquei um pouco animada com sua resenha. Mas ainda tô pensando. Rsrsrs

    Bjks

    ResponderExcluir
  8. Oi Cida,
    Esse livro vem fazendo um sucesso grande, mas também é alvo de muitas polêmicas, né?
    Quero ler para ter minha opinião, até porque a premissa faz totalmente meu estilo, rs.
    Beijo
    https://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!