[Resenha] Até o Fim do Mundo

Até o Fim do Mundo
Título Original: We All Looked Up
Autor(a): Tommy Wallach  
Editora: Verus                      Páginas: 322
Lançamento: 2016               ISBN: 9788576864929 
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Antes do asteroide, eles eram definidos por rótulos: o atleta, a excluída, o vagabundo, a perfeitinha. Mas então tudo mudou. Agora eles têm dois meses para encontrar um significado. Dois meses para realmente viver. Dizem que o colégio é a melhor época da vida. Peter, a estrela do time de basquete, está preocupado que essa afirmação possa ser verdadeira. Enquanto isso, Eliza não vê a hora de escapar de Seattle, e da reputação que a persegue; e a perfeita — ao menos no papel — Anita se pergunta se a admissão em uma das melhores universidades do país vale realmente o preço de abandonar seus sonhos. Andy, por sua vez, não entende todo o rebuliço em relação à faculdade e carreira — o futuro pode esperar. Será? Porque parece que o futuro está prestes a se chocar com a Terra, vindo do espaço, com o potencial de acabar com a vida no planeta. Enquanto esses quatro estudantes do último ano aguardam — assim como o restante do mundo — para saber quais serão os estragos do asteroide, devem abandonar todos os pensamentos sobre o futuro e decidir como passar o que resta do presente. Neste livro esperto e envolvente, quatro adolescentes arriscam seus sonhos, seu coração e sua humanidade para ir em busca daquilo que realmente vale a pena.
Até o Fim do Mundo, de Tommy Wallach, publicação Verus Editora, traz uma história bem diferente sobre um possível fim do mundo. 

Quando nos deparamos com algo neste sentido quase sempre é uma história que foca no que vai causar o apocalipse e as mil formas de evitá-lo. Em muitos casos alguém até consegue evitar ou mesmo sobreviver, mas neste livro as pessoas aceitam o fim inevitável e preocupam-se mais em viver bem os últimos dias.

A trama gira em torno de quatro adolescentes: Anita, Andy, Peter e Eliza. Eles estudam no mesmo colégio e não são amigos, mas as circunstâncias atuais os aproxima e logo – mesmo com as gritantes diferenças – estão passando os últimos dias juntos e ajudando um ao outro em qualquer situação.

O que os ameaça é a queda de um imenso asteroide, que segundo pronunciamento do presidente Obama, vai dizimar a vida na terra. E tal ameaça tem um poder extraordinário de eliminar os vis rótulos do ensino médio e mostrar que todos somos apenas seres humanos. Os quatro se vêem questionando suas  prioridades, deixando de lado tolices e futilidades para lutar por sonhos até então relegados a um segundo plano por terem todo o tempo do mundo pela frente. No entanto, com a contagem regressiva em curso, vale mais a pena ser feliz por pouco tempo do que nunca ter sido e cada um vai em busca do que sempre desejou para si.

Talvez o asteróide estivesse virando o mundo de cabeça para baixo. O popular se tornará impopular. O desajustado herdará a Terra.

Eu adorei esta abordagem pessoal e ter a narrativa pela voz de cada um deixa a história mais íntima e intensa. Você sabe como se sentem e pode dividir as apreensões. Eles são retratados com muita humanidade e sensibilidade. São originais e com isso erros e acertos farão parte desta jornada. São pessoas como nós em uma situação assustadora.  Não dá para explicar bem como são fortes e interessantes, sei que são e, desde as primeiras páginas, me vi presa nas histórias querendo saber mais sobre cada vida.

Eu precisava saber para onde a rebeldia de Andy o conduziria. Como Eliza ia lidar com o seu relacionamento com a mãe, a iminência da morte do pai e o que sentia por Peter. No caso de Anita seu dilema entre expectativas dos pais versus sonhos. E Peter em busca de um significado para o que vivia e fazia. Além do destino de outros que surgem.

O fim do mundo é o tema chave, mas são as jornadas pessoais que realmente são relevantes. Claro que o fim próximo desperta também a curiosidade, esperamos o milagre e também a histeria coletiva, mas independente disso o autor trabalha para que o leitor se apegue aos seus personagens e tenha sede deles. Os pensamentos de Anita, Andy, Peter e Eliza são maduros e inteligentes e o que impressiona é que nos atingem e quando percebemos já estamos refletindo sobre nossas próprias atitudes e escolhas.

É uma obra inteligente, atual e que de maneira sutil mexe com você. É voltada para o público jovem adulto, mas acredito que todo apreciador de uma boa história vai amar. Narrativa de fácil absorção, fluida, envolvente, poética, musical e emocional. Recomendo sem moderação. 






2leep.com

11 comentários:

  1. muito interessante, Cida, gostei demais da proposta, acho que é um daqueles livros que além de tudo te coloca pra pensar na vida, nas escolhas
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Cida!
    Nada como o fim do mundo para aproximar e mudar algumas pessoas hein haahha
    Gostei bastante da premissa. Quero saber como, de toda uma escola, esses quatro foram parar juntos.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Promoção Quatro Anos de Minhas Escrituras

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Não conhecia o livro, achei a premissa muito interessante, fiquei bastante curiosa principalmente pela história se passar em um tempo atual. Gosto também de quando um livro traz mais de um narrador mostrando seu ponto de vista, acredito que irei gostar muito desse livro, espero ter oportunidade de ler um dia.
    Ótima resenha!

    Obrigada pelo carinho. Beijos :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia!!! Achei ótimo! Adorei essa abordagem.
    Quatro protagonistas fofos e maduros... Amei!! ♥

    Bjksss

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Sua resenha me deixou curiosa em relação ao livro. Já li algumas coisas com a temática fim do mundo e, como você disse, geralmente focam em como ele vai acabar e em quem vai salvá-lo. Deve ser bom ter uma perspectiva nova sobre.
    Beijos
    Moleca de 20

    ResponderExcluir
  6. Oi, Cida!

    Gostei bastante da premissa e do modo como a narrativa foi conduzida. Eu ouvi falar deste livro e nem prestei atenção, mas agora que li sua resenha, fiquei empolgada para lê-lo... especialmente por não ler algo do gênero há muito tempo.

    Ótima resenha!

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá, Cida.
    Não é que esse livro é bem um tapa na cara. Não devíamos nos preocupar em viver bem só se for acontecer alguma tragédia e sim todos os nossos dias deveriam ser assim. Achei a premissa dele muito interessante e leria ele sim.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Que legal o autor focar no relacionamento dos quatro ao invés de no fim do mundo em si. Situações extremas fazem as pessoas se aproximarem, e por um lado é triste ver que precisou um asteroide para que eles e os outros alunos deixassem os rótulos de lado e vissem um ao outro como seres humanos, mas é bom saber que eles amadurecem ao longo da trama. Adorei a resenha!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Eita Cida! Esse último paragrafo que me deixou mega curiosa! o tema me chama bastante atenção e com uma narrativa boa assim, só fico com mais vontade de ler <3 Amei a resenha!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem? Não conhecia o livro, mas fiquei com vontade de ler. Parece ser uma estória bem interessante, gostei...

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  11. Oi Cida, diferente essa abordagem né. Sempre vemos os personagens tentando mudar o destino do mundo fazendo mil loucuras, e ler uma história onde eles se recusam a fazer isso é no mínimo curioso.
    Beijos
    [SORTEIO] Aniversário de 1 Ano: Livro - Perdida
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!