[Resenha] Tudo e Todas as Coisas

Tudo e Todas as Coisas
Título Original: Everything, Everything
Autor(a): Nicola Yoon 
Editora: Novo Conceito        Páginas: 304
Lançamento: 2016               ISBN: 9788581637884
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
"Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa. Nunca saí em toda minha vida. As únicas pessoas que já vi foram minha mãe e minha enfermeira, Carla. Eu estava acostumada com minha vida até o dia que ele chegou. Olho pela minha janela para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano. Ele me pega olhando-o e me encara. Olho de volta. Descubro que seu nome é Olly. Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre."

Tudo e Todas as Coisas, de Nicola Yoon, lançado no Brasil pela Novo Conceito traz a história de uma menina que tem uma doença rara e limitadora, algo que a impede de sair de casa e viver a vida como qualquer outra menina de sua idade.

Madeline Whittier é portadora de IDCG e por conta disso é alérgica a tudo e todas coisas. Desde pequena sua mãe fez da casa delas uma espécie de bolha, onde a única pessoa de fora que entra é a enfermeira Carla e, muito raramente, um dos tutores de Madeline.

Nossa protagonista estava conformada com esta existência peculiar: estudando pela internet, lendo livros e resenhando os mesmos (de um maneira singular) e tendo noites de cinema com a mãe. Mas a chegada de uma nova família na casa ao lado mudou drasticamente o ponto de vista da garota.

O novo vizinho - Olly – de manias estranhas e uma rotina de família com uma boa dose de drama,  fascinaram Madeline e logo ela ficava na janela observando-os. Olly percebeu e abriu espaço para uma interação amistosa que começou como mímicas, depois e-mails e por fim um encontro. Ai, ai, ai! Madeline e Olly sentiram-se atraídos um pelo outro e voltar para a bolha não era mais uma opção.

A história é ingênua em muitos aspectos, mas transpira aquela vontade de ser feliz e ainda é permeada por um humor sagaz. Olly e Maddie juntos formam algo cheio de simplicidade, que valoriza pequenos gestos e pequenas coisas.

Este livro é fofo! Assim como o casal de protagonistas e suas histórias. Não pensem que por Madeline ter uma doença tão grave o clima é triste, ao contrário, o envolvimento dela com Olly é divertido, inspirador e desafiador em igual medida, de forma que nos envolve e trás aquele sentimento de esperança, a crença de que haverá para eles um final feliz. A relação deles é cúmplice e a ligação que surge única.

A narrativa é fluida e li este livro praticamente em uma sentada só, na verdade foram duas, mas em apenas um dia. A forma de Yoon contar a história é criativa e ágil. Não apenas em um texto convencional, mas através de diagramas, ilustrações, mensagens de texto, e-mails e até mesmo as resenhas de Maddie.

Dicionário da Madeline
pro-mes.sa s.f. pl.1. A mentira que você deseja manter.
o.ce.a.no s.m. pl. 1. A parte infinita de si mesmo que nunca conheceu, mas sempre suspeitou de que estava ali.

Impossível não se apaixonar pelo casal e por outros personagens que contribuem ricamente para compor a trama. A enfermeira Carla foi uma pessoa essencial para este romance e se eu ficasse doente queria que ela cuidasse de mim.

Além disso,  esta não é apenas a história de uma menina doente que se apaixonou por um menino legal e o amor deles aparentemente é impossível, não mesmo. Há muito mais acontecendo além do romance, há histórias paralelas se desenrolando e até mesmo as individuais de Maddie e Olly. É ótimo ver o quanto a trama é consistente e com diversos assuntos que se completam formando algo surpreendente.

E surpreendente mesmo é o que a autora preparou para os momentos finais. Quando eu estava acreditando piamente que aconteceria algo ela veio e soltou uma bomba. Caramba! COMO EU AMEI esta reviravolta.

Tudo e Todas as Coisas é um livro sincero e delicado sobre amor, amizade, dramas familiares e muitos outros assuntos atuais e importantes. Uma leitura altamente recomendada para todas as idades. Vamos torcer por mais livros de Nicola Yoon no Brasil. 






2leep.com

12 comentários:

  1. Lembro de ter visto esse livro na Americanas, mas não comprei porque achava que seria chato,mas acabei de me arrepender e quero muito ler ele.♥
    Art of life and books

    ResponderExcluir
  2. Quando conheci esse livro fiquei fascinada. Mas o tempo passou e eu acabei deixando ele de lado, esqueci de comprar para ler... Sua resenha despertou a antiga fascinação que eu tive e algo mais! Estou super ansiosa por essa leitura!
    Gislaine | Paraíso da Leitura

    ResponderExcluir
  3. Oi, Cida!
    Confesso que o livro me decepcionou um pouco. Eu estava com muita expectativa e muito pouco foi atendido. Fora que achei o começo um tanto parado.
    Discutindo ele com outra blogueira, descobri que ela deu um furo no final da história, o que contradiz muita coisa.

    Sério que The 100 era pra ser só trilogia? A mulher quer aproveitar o sucesso da série pra continuar vendendo.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção seis anos de Caverna Literária
    Promoção Natal Literário
    Participe do Sorteio de Fim de Ano

    ResponderExcluir
  4. Oi, comprei esse livro na black, estou me segurando para não ler antes de acabar a semana de prova na faculdade. Quero muito saber o que aconteceu no final do livro para ter te surpreendido.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  5. Olá Cida 😍
    Adoro livros assim, é adorei a sua resenha. Pelo que parece é um livro bom e leve de se ler. Adorei a capa também ♥
    Beijos,
    teattimee.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Esse tá na lista de desejados faz tempo!!!

    E com esse amor todo que vc despejou sem dó na resenha, fica mais impossível ainda não querer.

    Vou dar um jeito de comprar logo!

    Bjksssss

    ResponderExcluir
  7. Oi, Cida! Quero ler esse livro desde que foi lançado. Tenho uma quedinha por livros que abordam alguma doença e uma quedinha maior ainda quando essa abordagem é feita de forma leve e até divertida.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  8. Oi Cida, tudo bem?

    Eu não estava com muita vontade de ler, até vc dizer que é mais do que um romance com pessoas doentes. O fato do clima não ser triste me agrada bastante e acho que tem gostaria de ser atendiida pela enfermeira Carla rsrsrsrrs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  9. Olá, Cida.
    Eu fiquei bastante curiosa em relação a esse livro tanta foi a propaganda da editora meses antes de lançarem ele. Mas acabei não lendo até agora. Ainda tenho vontade de conhecer a história e de ter essa edição em mãos que parece estar muito bem feita, mas sabe quando perde um pouco aquela vontade inicial? Estou assim.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  10. Eu também li esse livro em praticamente uma sentada, de tão envolvente que é. E o final, então? Super inesperado, fiquei bem chocada hahaha

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. eu ainda o tenho na minha lista de desejados e lerei um dia!!!! a premissa é ótima
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Cida!
    Vi várias resenhas sobre esse livro, e cada vez que leio alguma nova fico com mais vontade ainda de comprar e ler. Amoooooo livros que nos surpreendem e este parece ser bem assim.
    Bjos
    http://www.kelenvasconcelos.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!