[Resenha] Boo

Boo
Título Original: Boo
Autor(a): Neil Smith  
Editora: Rocco (Fábrica231)                Páginas: 336
Lançamento: 2016                               ISBN:9788568432822
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Oliver Dalrymple é o típico “looser” americano: aos 13 anos, magro e pálido como um fantasma, está mais interessado em biologia e química do que em esportes e vida social. Um dia, enquanto se recupera de um dos frequentes episódios de bullying de que é vítima recitando a tabela periódica em frente a seu armário, ele desfalece para sempre. E é aí que sua verdadeira vida começa. O “céu” onde Oliver acorda depois do que acredita ter sido uma parada cardíaca em função de um problema congênito chama-se Cidade e é povoado por pessoas que morreram aos 13 anos, como ele e seu colega de escola Johnny Henzel, que chega dias depois de Boo à Cidade, trazendo notícias perturbadoras sobre a causa da morte deles. Notícias que mudam para sempre a percepção de Oliver Boo sobre sua personalidade e seu lugar no mundo. Elogiado pela crítica e adorado pelos leitores, Boo é um romance cativante sobre amizade, confiança, bullying e a difícil tarefa de ser adolescente.
Oliver Dalrymple é mais conhecido como Boo, um garoto de aparência peculiar que é constantemente atormentado pelo colegas no colégio. Ele adora ciências e seu mais novo projeto é decorar a tabela periódica, mas justamente quando está mexendo em seu armário e pensando nos elementos algo acontece e Boo acorda em uma realidade bem estranha.

Boo morreu por conta de um problema no coração em pleno corredor da escola e foi parar no céu. E esta é a história de sua vida após a morte.

A premissa é um tanto curiosa e eu logo quis conferir esta história de um garoto de apenas 13 anos que morreu e resolveu nos contar o que encontrou do outro lado. Logo de cara ele nos mostra a surpresa de encontrar um mundo bem parecido com o nosso e de perceber que no paraíso as pessoas são separadas por idade, ou seja, onde Boo está só temos pessoas da mesma faixa  etária.

Boo que sempre teve dificuldades para fazer amizade se vê entrosado com facilidade e escreve para os pais (embora elas nunca possam ler) um relato da nova "vida" e isso soa como passar a limpo todas as experiências que teve e analisa-las por outra perspectiva. É fácil perceber em cada palavra do garoto como ele se sentia deslocado e solitário, por mais que tentasse mostrar que estava satisfeito. Muitas vezes tive a sensação de que talvez ele não se desse conta do quanto se ressentia.

Só que a vida no céu dá uma reviravolta com a chegada de um outro jovem que morreu na escola no mesmo dia que Boo e aí vem uma surpresa, o ponto alto da trama, a descoberta de que a morte dele não foi exatamente por conta de um coração frágil.

É um cenário surreal e a criatividade do autor para criar o Paraíso de maneira personalizada foi surpreendente. Lá tudo é bem organizado, possui uma estrutura social divertida e inteligente. Os jovens acabam deixando de lado o jeito adolescente a viram pequenos adultos de 13 anos. Entendam que eles não envelhecem fisicamente e permanecem da forma com chegaram, mas o tempo passa e com isso vem a maturidade e  a experiência. A forma como isso é apresentado é tão convincente que muitas vezes acreditei que fossem personagens mais velhos.

Boo ainda não amadureceu e é um garoto em toda a sua essência. Um jovem em busca de aceitação e amizade, um retrato realista de como não é fácil ser adolescente e como para muita gente o bullying ainda é o maior vilão desta fase da vida.

A trama criada por Neil Smith é criativa e original, o autor deu asas para a imaginação e com isso nos transporta para uma realidade paralela. Ainda que seja bem fantasioso é capaz de abordar temas reais e atuais e, mesmo com tantas alegorias, Boo é uma história que serve como alerta para a sociedade, pois ao desvendar o mistério da morte de Boo é revelado todo um pano de fundo cruel e triste que precisa ser bem observado e trabalhado de maneira a ser evitado.

Não posso revelar detalhes da trama, pois o gostoso é ir juntando as peças para tentar entender o que de fato aconteceu no dia da morte de Boo. Este jovem tem uma história triste, mesmo que em muitos momentos a trama seja bem engraçada. Há certa dor nas entrelinhas e senti muita pena deste garoto do começo ao fim do livro. Desvendá-lo também se faz necessário para entender o contexto geral e o final foi algo que eu já imaginava, mas nem por isso menos chocante. Profundo.




2leep.com

10 comentários:

  1. Oi, Cida!
    Eu não tinha uma ideia sobre o que se tratava esse livro, até que comecei a ler algumas resenhas. Fiquei impressionada que ele não é nada daquilo que eu podia imaginar. Já está na lista de leitura de 2017.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Promoção Natal Literário
    Participe do Sorteio de Fim de Ano
    Participe da promoção três anos de Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  2. Que história interessante!!
    AInda não li nada desse autor. Mas gostei do enredo. O que terá causado a morte do garotinho de 13 anos?

    E o bulling é cada vez mais comum, infelizmente.

    Beijos, jeh

    https://colecionadoresdelivross.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Achei a premissa muito interessante! Fui conhecer o livro esses dias, pelo twitter da editora, e o nome já tinha me chamado a atenção - sabendo agora do enredo, quero muito ler!
    Gislaine | Paraíso da Leitura

    ResponderExcluir
  4. A premissa é interessante.
    É um tema bem forte e importante de ser abordado né?
    Fiquei com muita vontade de ler e conhecer o personagem <3

    www.saidaminhalente.com

    ResponderExcluir
  5. Olá, Cida.
    pela capa não dá nem para imaginar hehe. Achei a história muito interessante. Quem nunca imaginou como seria do outro lado? Acho que leria só por isso e ainda tem essa surpresa dele não ter morrido de causas naturais. É um livro que me interessa.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  6. tenho lido muitas resenhas positivas, acho que me renderei a trama também
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Cida,
    A premissa já me ganhou de cara, apesar de ser triste. E daria um ótimo filme.

    tenha uma linda semana :D
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  8. Oi Cida!
    Não conhecia o livro ainda, mas apesar de você ter gostado, a história não me interessou...

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  9. Menina, eu quero muito ler esse livro. Parece triste, mas deve ser lindo tb. E tô curiosa em relação ao mistério da morte dele. Já quero pra ontem, kkkk

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  10. Esse livro está gritando muito alto meu nome. Quero muito ler!!
    E com essa resenha... OMG... quero saber mais sobre esse mundo criado pelo autor, quero descobrir as peculiaridades dele, quero saber o que tem de diferente.]

    Adorei tudo!! ♥

    Bjkssssss

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!