[Resenha] A Guardiã do Tempo

A Guardiã do Tempo
Título Original: Timekeeper (Timeless #2)
Autor(a): Alexandra Monir 
Editora: Jangada                           Páginas: 272
Lançamento: 2016                        ISBN: 9788555390418 
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
No primeiro volume, Michele Windsor descobre que consegue viajar no tempo através do diário que encontrou na casa de sua avó. E em sua viagem para 1910, ela se apaixona por Philip Walker. Agora, neste último volume e de volta a realidade, ela vê entrar em sua classe um novo aluno e mal pode acreditar: é o seu grande amor Philip Walker, porém ao procurá-lo ela descobre que ele não se lembra dela e nem sobre o Philip Walker de 1910. Michele busca respostas nos diários antigos de sua família, e descobre que seu pai era um viajante do tempo, que tinha envolvimento com uma organização misteriosa chamada Sociedade Temporal, e um conflito com uma antepassada vingativa. Michele logo se vê no centro de um embate que existe há 120 anos e cujo desenlace pode trazer consequências fatais.

TimelessA Guardião do Tempo é o segundo volume da duologia Timeless, de Alexandra Monir, que teve início com o livro Muito Além do Tempo.

Esta série é sobre viagem no tempo, mas não com aquela abordagem futurista de ficção cientifica, é algo com clima antigo e uma visão romântica desta capacidade do ser humano de se deslocar entre décadas ou mesmo séculos.

Michele Windsor perdeu a mãe e com isso se viu obrigada a deixar tudo que conhecia para trás e ir viver com os avós até então desconhecidos.

Ela descobriu que era parte de uma rica e tradicional família de Nova Iorque e na mansão dos avós, ao encontrar uma chave entre os pertences da mãe, foi levada através de várias gerações de garotas Windsor.

Ela foi para o passado, soube que possuía um gene específico e com isso poderia viajar no tempo. Nestas idas e vindas conheceu Philip Walker em 1910 e apaixonou-se perdidamente, mas por uma série de regras e infortúnios teve que voltar para o século XXI e abrir mão de seu amor. Triste, mas praticamente conformada, estava levando sua vida quando chegou um novo garoto no colégio. Era ele! Philip! Só havia um problema, ela não lembrava da existência de Michele.

Neste segundo livro Michele, que já domina bem seu dom, vai precisar descobrir a razão por trás do esquecimento de Philip e reconquistá-lo. Além disso precisa entender como os atos do pai no passado colocaram uma estranha e amargurada mulher na vida dela e de seus avós. Esta figura sombria quer vingança e a morte da protagonista. Restam apenas sete dias para que o ser perverso consiga reunir a força necessária para ter sucesso em sua missão.

Se o livro anterior foi para o leitor conhecer os Windsor e ver Michele descobrir seu legado e o amor, este veio para mostrar o que a protagonista é capaz de fazer. Eu acho a menina corajosa e destemida, mas admito que sua obsessão por Philip foi bem cansativa, ela deixa de lado salvar a si mesma para ficar perseguindo o garoto. Não aceita que ele não lembre o que viveram. A verdade é que não é certeza que ele seja mesmo o Philip do passado e só vamos saber quem ele é no final.

Quando ela finalmente enxerga que sua prioridade deve ser derrotar a tal mulher, aí sim a trama me ganhou totalmente e fiquei feliz em reencontrar a antiga e determinada Michele.

Esta série traz viagem no tempo de uma maneira criativa, a abordagem é cativante e viajar pela história de uma família torna tudo bem sentimental. São histórias de corações partidos, amores proibidos e retratos de uma época fascinante e encantadora. A nova Iorque de meados de 1910 até chegar aos dias atuais sempre foi o aspecto que mais me agradou nesta série. Monir consegue nos transportar para uma outra época, a forma como descreve cenários e situações é louvável, a verdadeira viagem no tempo que qualquer leitor vai amar fazer.

É uma história ágil, você nem percebe as páginas passando e a trama nos reserva muitas reviravoltas e surpresas. Há uma atmosfera mágica, suspense na medida certa, segredos para desvendar e romance. Personagens com carisma, humanos e cheios de emoções palpáveis. Adorável!

E mesmo que no começo a protagonista não esteja em sua melhor forma, os desafios que ela precisa enfrentar e a abordagem mais profunda ao redor dos viajantes do tempo fez a leitura valer a pena. Acabou aqui, mas Monir poderia trazer novas histórias ambientadas neste universo tão rico, quem sabe sobre outros personagens tão promissores que conhecemos. Eu ainda não estava pronta para dizer adeus, adoraria ver um seriado ou mesmo um filme baseado em Timeless. Recomendo!



2leep.com

9 comentários:

  1. Olá, tudo bem? Eu sou simplesmente apaixonada por essa duologia, daria tudo para a autora fazer dela uma série, ou pelo menos uma triologia, rs. Adorei a resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  2. Oii Cida

    Tenho o primeiro livro ainda pendente pra ler mas ja sou apaixonada pela história, além do mais são apenas 2 livros,s e termina mais rápido a série. Quero me lançar neles agora nas férias de fim de ano...aff tenho tantas leituras pendentes que nem sei por onde começar....rsrs

    Beijos

    unbloglitteraire.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
  3. É a segunda resenha desse livro que leio e a sua opinião sobre ele me instiga, como a resenha anterior também instigou. Gosto do tema viagem no tempo, de histórias de família e da uma olhada em como as cidades eram a mais de 100 anos atrás através da lente de um bom livro de ficção - muito melhor do que pela lente dos historiadores (não que eu não goste de História é minha profissão, mas que é chato as vezes é).

    Jaci
    O Que Tem Na Nossa Estante

    ResponderExcluir
  4. acho que por não ter lido o anterior não consegui estabelecer aquela sensação de vinculo com a história e os personagens e por isso não esteja tão entusiasmada com a trama
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oie Cida =)

    Essa é um duologia que me chama bastante atenção, pois adoro histórias que tenham algo relacionado com passagem ou viagem no tempo. Além disso, todas as resenhas que li até o momento foram positivas, o que faz que o que eu sinta ainda mais vontade de dar uma chance a obra.

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  6. Oi Cida!
    Ainda não li o primeiro livro... Adorei sua resenha, parece ser o tipo de livro que eu vou gostar!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  7. Oi Cida,
    Não conhecia a duologia, mas gostei bastante da proposta.
    Vou anotar aqui na lista de desejados!
    Beijos
    https://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Aí eu me pergunto... Por que mesmo que eu ainda não li?
    Adorei a resenha, mulher!!!

    Bjks

    Lelê

    ResponderExcluir
  9. Oi Cida! Adoro histórias que envolvem viagem no tem e essa sua resenha me cativou bastante! Acho que com certeza irei gostar deste livro!

    beijos,
    Jéssica - pitadadecinemaeleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!