[Resenha] Cabeças de Ferro

Cabeças de Ferro
Autor(a): Carol Sabar 
Editora: Jangada                 Páginas: 304
Lançamento: 2016              ISBN:  9788555390562  
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Nem em seus piores pesadelos, Malu imaginava que sua vida universitária começaria tão tumultuada! Ela acaba de ser aprovada no concorridíssimo vestibular da “Universidade dos Cabeças de Ferro”, e agora, com o apoio de Nicolas – que sonha ser muito mais que seu amigo –, prepara-se para encarar o temido trote da Engenharia. O veterano designado para aplicar o trote em Malu é ninguém menos que Artur Cantisani, o seu sexy arqui-inimigo, responsável pela humilhação que ela sofreu aos 11 anos de idade, na frente de toda a escola. Inesperadamente, porém, quando o trote começa, Artur despeja a gosma não em Malu, mas em outra caloura, que sofre um choque anafilático! Veteranos e calouros fogem, deixando Malu, Artur e Nicolas sozinhos na “cena do crime”. Mas por que a gosma despejada na caloura era a única de cor diferente? E por que todas as outras garrafas com gosma desapareceram sem deixar rastro? Alguém estaria tentando ocultar provas? Os estudantes da Engenharia estariam na mira de um assassino? Envolvidos até o pescoço, Malu e Artur, apesar de se odiarem, não têm outra saída a não ser unir seus cérebros brilhantes para desvendar o que há por trás de tanto mistério.
Cabeças de Ferro é o primeiro livro da série de mesmo nome da autora Carol Sabar e acabou de ser lançado pela Jangada. Eu havia lido da autora Azar o Seu e me divertido demais com sua narrativa leve e bem humorada, assim logo que vi esta novidade fiquei bem interessada e posso dizer que não conseguia parar de ler de tão envolvente que é a trama.

Malu foi aprovada em primeiro lugar no vestibular e está prestes a passar por um trote vexatório na universidade. É uma prática proibida, mas mesmo assim a reitoria da Universidade de Ponto Sem Nó (UPN) faz vistas grossas para esta transgressão e infelizmente desta vez o trote mostra a razão pela qual deve ser proibido, já que uma das novas alunas acaba se machucando seriamente e um processo investigativo, conduzido tanto pela UPN quanto pela policia,  é instaurado.

Malu poderia ter sido a vítima, mas na última hora Artur Cantisani decide não passar o trote nela (como ditava a regra) e escolhe outra garota. Ela não entende a razão dele perder a chance de humilhá-la, já que ambos têm uma história vinda da infância de amizade desfeita por conta de uma humilhação pública. Malu e Cantisani são inimigos declarados. Então imaginem como ela ficou surpresa (pela segunda vez no mesmo dia), quando o rapaz disse que deveriam trabalhar juntos para investigar quem havia sabotado o trote. Definitivamente Cantisani era um enigma.

Eu adoro histórias em ambiente estudantil (ensino médio/universidades) e também curto um bom mistério, assim ter estes dois elementos reunidos aqui foi uma grata surpresa. Malu e Cantisani serão nossos detetives amadores e parceiros de um modo nada convencional, já que ela o odeia e acredita que ele se sinta da mesma forma, mas logo fica claro que os sentimentos de Artur por ela são bem diferentes.

A dupla protagoniza cenas bem humoradas e cheias de provocação e aí você já imagina um romance entre tapas e beijos e eu torci imediatamente para que os dois ficassem juntos, mas Carol colocou uma pedra no caminho representada por Nico, o melhor amigo de Malu e eternamente apaixonada por ela. E que pedra no sapato!

Como citei, não conseguia largar o livro. Há o mistério do trote para ser desvendado, que a cada página fica mais e mais complicado chegando ao ponto de além de um acidente, termos uma tentativa de assassinato e uma morte muito suspeita. O clima vai ficando tenso a cada página, mas tenso de uma maneira vibrante e acolhedora, de forma que você sinta que é parte deste grupo de universitários e os tenha como amigos próximos.

É um verdadeiro quebra cabeças e vamos ter que unir pistas para conseguir entender a verdade por trás dos acontecimentos, enquanto isso Malu, Artur e Nico vão vivendo e tentando lidar com o que sentem um pelo outro.

Eu achei a Malu uma menina corajosa e muito teimosa em igual medida e, fora um pequeno escorregão, eu adorei seu desempenho como protagonista. Nico por mais adorável que tente ser e prestativo foi aquele cara que eu queria que fosse a próxima vítima. Eu o achei demasiadamente pegajoso, insistente e não ganhou minha confiança. E Cantisani foi de longe o meu personagem preferido. Ele é sarcástico, reservado e discreto. Para muitos um cara superficial e baladeiro, quando na verdade é alguém que carrega muita dor, frustração e tenta superar uma grande perda. Fiquei apaixonada!

A história têm seus clichês e em determinado momento ficou claro quem estava por trás de tudo e por qual motivo, mas também tem reviravoltas inesperadas e o desfecho reservado para o nosso trio é meio que imprevisível e só nas últimas páginas me dei conta que era uma série e por conta disso muita coisa não seria acertada agora. O final é conclusivo para a questão do trote e acredito que nos próximos volumes, enquanto Carol desenvolve as relações de sua turma, tenhamos mais aventuras empolgantes como a que tivemos neste primeiro livro.

Eu adorei a leitura. É um texto jovial, moderno, ágil, com diversas referências a cultura pop e muita movimentação. Não dá para ficar com sono lendo Cabeças de Ferro. A ambientação é um bônus, cheia de charme. E mesmo que para sua história a autora tenha se permitido dar asas a imaginação e criar locais que são fruto apenas de sua mente, alguns temas por ela abordados são totalmente reais e verdadeiros, polêmicos até, de forma que no final você se veja acreditando neste lugar tão convidativo que é Ponto Sem Nó e querendo prestar vestibular para a UPN. Que não demore para vir o próximo. Amei!







2leep.com

8 comentários:

  1. Oi, Cida!
    Eu também adoro livros com ambientações estudantis. Principalmente quando os personagens se "odeiam". Sempre gera boas risadas.
    Eu pretendo ler esse e estou com Azar O Seu aqui também pra conferir.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção 5 Anos de Além da Contracapa
    Participe do sorteio Halloween Literário

    ResponderExcluir
  2. Oiii Cida

    Eu amei pois o livro se passa numa universidade, sao personagens maiorzinhos envoltos em um misterio. O fato de ser autoconclusivo tb me deixa super curiosa pra conferir esse livro, ele ja estava na minha lista desde que ouvi falar de seu lançamento, mas a resenha positiva me deixou com mais certeza de que vou gostar desse livro.

    Beijos

    unbloglitteraire.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
  3. oi Cida, a trama se supera pelo visto! a sinopse ja tinha me atraido, mas a sua resenha e a exposição dos elementos da trama me conquistou
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Cida!!

    Azar é o seu é um livro que está na minha lista de leituras faz um tempinho, agora vou adicionar Cabeça de ferro também! Eu gosto bastante de leituras joviais e leves!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  5. Oie Cida =)

    Li uma resenha desse livro no Caverna Literária se não me engano e achei a premissa dele bem interessante.

    De vez em quando eu adoro pegar esses livros mais juvenis para dar uma relaxada, em especial depois de ler algo muito pesado.

    Esse parece apesar de abordar um tema meio pesado ser uma leitura leve e divertida.

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  6. Eu acho que vou por na lista. Porque a princípio eu não queria ler, mas agora, vendo essa fofura e essa leveza toda, a coisa mudou de figura e eu fiquei bem com uma vontade.
    E olha que falei com a Carolzinha semana passada, essa fofa!! Adoro!!

    Bjksssss

    ResponderExcluir
  7. Oi, Cida

    A sigla CDF quer dizer cabeça de ferro? Eu sempre ouvi com um palavrão no começo! Hahahah
    Quem não curte histórias que se passam em ambientes estudantis, não é mesmo? E essa ainda tem esse ar de mistério que eu adoro.
    Nunca li nada da autora, mas estou tentada a dar uma chance!


    Beijo
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  8. Olá, Cida.
    Eu nunca li nada da autora mas tenho muita vontade de ler. Já ensaiei muitas vezes para comprar Azar o Seu! mas sempre está com o preço lá nas alturas hehe. Vamos ver se esse está mais e conta, dai eu conheço a escrita da autora. Não sou muito fã de triângulos amorosos, mas achei a história bem bacana e já estou aqui tentando adivinhar quem foi o responsável na história do trote hehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!