[Resenha] Rainha das Sombras

Rainha das Sombras
Título Original: Queen of Shadows (Throne of Glass #4)
Autor(a):  Sarah J. Maas 
Editora: Galera Record         Páginas: 644
Lançamento: 2016               ISBN: 9788501106841
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Todos que Celaena Sardothien amou lhe foram tirados. Mas finalmente chegou a hora da retribuição. A vingança promete ser tão dura quanto o aço da Espada de Orynth — a espada de seu pai. Finalmente Celaena retornou ao império; por justiça, para resgatar seu reino e confrontar as sombras do passado. A assassina está morta. Ela abraçou a identidade de Aelin Galathynius, rainha de Terrasen. Mas antes de reclamar o trono, precisa lutar. E ela vai lutar. Por seu primo, a Puta de Adarlan, o general do Norte... um guerreiro preparado para morrer por sua soberana; por seu amigo Dorian, um príncipe preso em uma inimaginável prisão; por seu povo, escravizado por um rei cruel e à espera do retorno triunfante de sua líder; por seu carranam e a libertação da magia. Ao avançar em seu plano, no entanto, Aelin precisa tomar cuidado com velhos inimigos. E abrir o coração para novos e improváveis aliados. Tudo isso enquanto os valg continuam trabalhando nas sombras. E Manon Bico Negro, a Líder Alada das Treze, treina suas bestas voadoras. Mas é de Morath, a fortaleza montanhosa do Duque de Perrington, que uma ameaça como nenhuma outra promete destroçar seu grupo de rebeldes e sua corte recém-formada.
Eu já falei que amo esta série? Nossa! A cada livro melhor. Vou sentir falta deste universo de fantasia quando acabar.

Rainha das Sombras é o quarto volume da série Trono de Vidro, de Sarah J. Maas, publicada no Brasil pela Galera Record. No livro anterior, Herdeira do Fogo, vimos que os personagens principais Celaena (Aelin), Chaol e Dorian tiveram que enfrentar jornadas individuais árduas e dolorosas. Foram forçados a amadurecer e encarar que o mundo no qual viviam iria mudar, querendo eles ou não e, desta forma, entraram de cabeça nas mudanças. 

No livro anterior ainda tivemos o acréscimo de novos personagens e novos cenários. O time principal passou a contar também com a bruxa Manon Bico Negro.

Agora nossa querida Celaena retorna para onde tudo começou para reencontrar Dorian e Chaol, e derrubar o maléfico rei de Adarlan. No entanto, ela não volta como assassina, escrava ou campeã do rei, retorna como Aelin Galathynius, rainha de Terrasen. Uma mulher em busca de vingança e justiça.

Os planos de Aelin vão ser elaborados durante boa parte do livro, e embora muito seja as claras, podem ter certeza que mais uma vez essa garota vai nos surpreender com sua astúcia, determinação, coragem e muita ousadia. Foi demais ver como ela fez com que as coisas acontecessem e Adarlan ficasse em polvorosa.

Nesta fase, Aelin vai aguentar as críticas injustas de Chaol, lidar com a situação devastadora na qual Dorian está envolvido, aceitar a ajuda daqueles que um dia traíram sua confiança e até mesmo redescobrir o amor. Eu adoro este último aspecto, Maas não é daquelas autoras que determinam um par no começo da série e se agarra ao mesmo até o último livro. Aelin já viveu vários amores, de acordo com o que o destino lhe deu e isso é bem como a vida segue, cheia de mudanças. Acho que meu sonho de vê-la com Dorian não vai se realizar, mas não fiquei frustrada com isso, pois cada relacionamento de Aelin é convincente e realista, você sabe que é algo genuíno.

Chaol ainda continua me decepcionando com seu jeito de ser o dono da verdade, embora tenha ajudado bastante. O antes capitão da guarda e agora líder rebelde,  é aquela pessoa que tem dificuldades com mudanças.

Dorian com certeza partiu meu coração mil vezes. Ele é quem está na pior situação e preso de uma forma que provavelmente vai tirá-lo de nós. Acredito que maior que a expectativa de saber se Aelin vai ou não derrubar o rei de Adarlan, é o desespero de saber se Dorian vai ser salvo. Adorei este dilema. Fiquei comovida com a forma como isso resgatou o laço dele com Aelin e Chaol. Aquela união surgida desde o primeiro livro, capaz de superar as diferenças.

E há nossa personagem enigma que definitivamente superou minhas expectativas e roubou a cena muitas vezes. Seu nome? Manon. Herdeira do clã de bruxas Bico Negro. Eu sabia que ela faria a diferença, mas nem de longe imaginei que fosse ter uma participação tão marcante. Cenas fabulosas não faltam em Rainha das Sombras, mas acredito que o encontro de Manon e Aelin, nunca será esquecido.

A narrativa em terceira pessoa é fluida, envolvente, sombria e muito impactante. Cada capítulo traz algo que nos deixa sem fôlego. O universo de Trono de Vidro empolga por nunca ser repetitivo e sim inovador.

Este livro poderia ter encerrado a série. E não seria um desfecho qualquer, seria grandioso. Os fatos decisivos são profundamente trabalhados e as pontas soltas atadas. Uma sucessão de momentos de pura adrenalina e ação.

Foi perfeito o retorno de personagens que conhecemos no decorrer dos livros e que acabaram seguindo outras direções por uma infinidade de motivos. Agora eles voltam para provar que nada, nem ninguém, existe por acaso. No caminho que Aelin trilhou,  ela muitas vezes estendeu a mão para pessoas que não mereciam sua piedade e vimos como a bondade da protagonista resultou em algo fundamental para que conseguisse levar seus planos adiante no momento atual. As alianças feitas e desfeitas foram ótimas também.

Eu citei que poderia ter acabado, entretanto Maas não está pronta para tirar esta turma de nossas vidas literárias e optou por trazer uma revelação que vai levar Aelin e seus aliados para uma nova luta. Será algo maior e mais desafiador com certeza. Aguardo ansiosa pelo próximo livro e embora Celaena/Aelin seja minha protagonista feminina preferida de todos os tempos, é a jornada de Manon que mais me intriga e enche de expectativas. Será que ela e certo rapaz vão formar um par? Manon e Celaena vão trabalha juntas? Leiam!

Estava na hora. Um fôlego; então outro. Ela era herdeira do fogo. Ela era fogo e luz e cinzas e brasa. Era Aelin Coração de Fogo e não se curvaria para nada nem ninguém, exceto a coroa que era dela por direito, por sobrevivência e por triunfo. 




2leep.com

13 comentários:

  1. Oi Cida,
    Nossa como assim livro 4? :O
    A cada resenha que leio, vejo mais elogios, pelo visto só melhora.
    Bem ansiosa para começar.

    tenha uma ótima quinta.
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  2. Oi, Cida!
    Mulher, eu tenho de terminar de ler os livros que já foram lançados. Eu só li o primeiro e os contos...
    Apesar de só ter lido o primeiro, também tenho certeza que vou sentir falta desse universo.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  3. Oieeee, meu Deus to pirando! amiga chega mais, é tão bom encontrar alguém que compartilha de nossas paixões e a minha definitivamente é trono de vidro! quando comecei a ler a série não esperava que fosse ma apaixonar pelo universo de Celaena, a Sarah J Maas consegue nos prender na trama e querer lutar lado a lado com a personagem, espero ansiosa pela continuação!

    XoXo

    http://www.leituraentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
  4. Sarah sempre me surpreendendo!
    Adoro suas obras, qro mto conferir os livros dla pelo fato de terem me cativado tanto polo modo em q ela escreve...
    Gosto mto!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Eu não entendi muita coisa, rsrsrsrs.

    Mas fico besta do quanto você gosta dessa série :)

    Bjkssssssss

    Lelê

    ResponderExcluir
  6. Eu estou alucinadaaaaa para ler essa série, mas ainda não consegui.
    Todo mundo fala que é maravilhosa e todo mundo que lê fala o mesmo que você, que é uma das preferidas.
    <3
    Acho que no caso desse quarto volume foi como eu me senti com o sexto da série dos Legados de Lorien, quando eu disse que podia ter acabado, achei que era o último, mas o autor nos surpreendeu e TCHAM, tem muito mais coisas para acontecer ainda.

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  7. a trama é bem diferente e com um ar bem atrativo, como eu não o conhecia fiquei curiosa!
    ainda bem que os comentários foram bem positivos e isso só me faz querer ler, apesar de não ser um dos meus gêneros preferidos
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oii Cida, tudo bom?
    Tinha muita vontade de ler esse livro, mas esse triângulo corta as minhas pernas e sempre me faz dar um passo atrás, apesar de sempre estar curiosa e sempre acompanhar as resenhas da saga, haha
    Estante de uma Fangirl
    Resenha Atual

    ResponderExcluir
  9. Oi Cida!

    Eu não acompanho a série, mas eu sempre leio as resenhas sobre os livros e acho a protagonista fantástica! E sempre fico com vontade quando vejo vc falando que a narrativa é envolvente! Uma hora eu consigo ler! rs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  10. Sim, Cida, você falou que ama! Hahahaha

    Menina, outro dia mesmo você estava resenhando o terceiro! Você gosta MESMO da história!
    E muito legal ver a sua empolgação...ela me deixa curiosa e com vontade de ler pra ficat empolgada assim também!
    Você falou que o livro poderia ter acabado nesse volume... espero que a qualidade do próximo não caia.

    Beijo
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  11. Oie Cida =)

    Preciso começar a ler essa série logo rs... mas quando eu vejo que uma série está assim no quarto livro confesso que rola uma preguicinha XDD
    Mas quando eu terminar TIM, vou começar a ler ela *-*

    Beijos e um ótimo final de semana;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  12. Oi Cida! Bate aqui assim como você eu também sou apaixonada por essa série♥ (indico muito!) e concordo que os livros só melhoram e que personagens são esses? Maravilhosos! E essas mulheres... Tops! Tbm tô curiosa pra saber da Manon, Aelin foi d+, mas p/mim a líder alada foi a grande heroína desse livro. Torcendo muito pra uma aliança entre essas divas e pra um certo romance entre Manon a ceifadora do vento e um certo rapaz que conquistou meu♥ desde a 1ª vez que apareceu na trama.

    ResponderExcluir
  13. Queria saber qual o problema da Sarah, por fazer o Dorian sofre tanto!
    Bem, esse livro foi realmente bom, cheio de estrategia e reviravoltas, adora isso. Foi no mesmo nível do livro 3 que gostei muito, aliás o terceiro e quarto são os melhores, preferi esse jeito de escrever dela nesses livros. Pontos positivos que me agradam é que não teve mimimi dela com o Chaol no reencontro, coisa que em Herdeira do Fogo achei que aconteceria quando eles se encontrassem. O desfecho da história do Rei foi muito bom, não imaginava que o verdadeiro vilão era outro, e a cenas da Aelin com o Dorian nesse momento foi perfeito! Manon se tornou uma das personagens que mais gosto, e não to conseguindo ver esse possível romance com o Dorian. E preferia a relação da Aelin com o Rowan no livro 3, mais como companheiro e caraman, ia escrever parabatai. Kkk ainda tenho esperança dela fica com o Dorian.
    Queria não ficar me iludindo com Dorian e Aelin juntos, mais depois de ver eles juntos nesse livro, do que eles são capazes, e eles sofreram com a perda de alguém querido, e se gostam, não consigo deixar de shipa. kkkkkk

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!