[Resenha] Nunca Jamais

Nunca Jamais
Título Original: Never Never (Never Never #1)
Autor(a):  Colleen Hoover ,Tarryn Fisher 
Editora: Galera Record         Páginas: 192
Lançamento: 2016               ISBN: 9788501106216
||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Charlie Wynwood e Silas Nash são melhores amigos desde pequenos. Mas, agora, são completos estranhos. O primeiro beijo, a primeira briga, o momento em que se apaixonaram... Toda recordação desapareceu. E nenhum dos dois tem ideia do que aconteceu e em quem podem confiar. Charlie e Silas precisam trabalhar juntos para descobrir a verdade sobre o que aconteceu com eles e o porquê. Mas, quanto mais eles aprendem sobre quem eram, mais questionam o motivo pelo qual se juntaram no passado.
Nunca Jamais é o resultado da parceria das autoras Colleen Hoover e Tarryn Fisher. A história é um thriller e foi dividida em três partes. Sinceramente eu acho uma maldade não ser publicado tudo de uma única vez. Gente! É muito envolvente, viciante e nos deixa roendo as unhas por respostas. A tortura é tanta para esperar o próximo que eu já estou com os dois últimos no Kindle, depois quando a Galera Record publicar em português, leio outra vez.

Charlie Wynwood e Silas Nash estão na escola em um dia que poderia ser considerado igual a todos os outros, contudo os dois parecem simplesmente despertar de um longo período “fora do ar” no meio de uma aula  e não têm nenhuma lembrança sobre si mesmos. Não sabem nem ao menos o próprio nome. Seguindo a maré, já que se deixam levar pela situação, vão assistindo aulas e interagindo com pessoas que ao que tudo indica são parte do seu círculo. Assim descobrem seus nomes e que são um casal.

A princípio nenhum deles faz ideia que o outro está na mesma situação, mas tão logo percebem, acham que a melhor solução e unir forças em busca de respostas. É desta jornada que as autoras desenvolvem a história, nos fazendo seguir juntamente com Silas e Charlie nesta investigação.

Eu já conhecia o trabalho de Hoover e esta autora sempre me encantou com a forma como consegue fazer os sentimentos saírem das páginas em suas obras. Vejo nas partes mais sentimentais de Nunca Jamais o seu toque de fada; já nas há partes que são sarcásticas e cínicas, acredito que temos o toque de Fisher ( preciso desesperadamente ler outros livros dela).

Eu comecei a leitura sem ter noção do que iria encontrar e, embora pareça ser mais um livro sobre um casal de namorados,  não se engane, é algo muito diferente de tudo que já li.

Sobrenatural? Ficção científica? Uma história que facilmente será explicada com elementos totalmente comuns? Não sei! A situação que Silas e Charlie estão vivendo é surreal e não consegui descobrir se pode ser encaixada em uma das classificações que citei.

Uma pessoa perder a memória é até normal, mas duas e ainda mais um casal de namorados (ou quase) é bem estranho. E no mesmo dia, local e horário? Por isso você vai lendo e criando mil teorias. A narrativa pela voz de Silas e Charlie ajuda o leitor entender o que cada um está sentindo, mas não ajuda a encontrar respostas, isso porque estamos tão no escuro quanto eles. O resultado é uma leitura instigante, de uma sentada só. Devorei o livro.

Silas e Charlie são mais do que um simples casal. Há ao redor de sua história brigas em família e entre famílias, crises financeiras, sexo, mágoa, rancor, condenações criminais, alcoolismo e estou desconfiada que ainda vou encontrar drogas e prostituição mais adiante. A junção de todas estas coisas mostra que o amor surgido desde muito cedo parece estar vivo, mas soterrado. Assim eles descobrem que não eram felizes juntos, que o relacionamento estava em franca decadência. No passado deles, devem estar as respostas para o que aconteceu.

Descobrimos isso conforme eles investigam a própria vida. A sensação que eu tive é que os dois estavam sendo espectadores da própria história. E afirmo que o que viram não os agradou em nada. O conflito psicológico que surge é maravilhoso, você vê como é marcante para Silas e Charlie não gostarem do que eram. Não acreditarem no quanto tinham se tornado pessoas mesquinhas e detestáveis.

Eu gostei dos dois, embora Silas seja meu preferido por ser mais doce e amoroso. Ele quer reviver o amor, recuperar o que de bom existia entre os dois. Como não amar? Charlie é mais pessimista, perdida e pragmática. E acaba sendo fria e distante, somente ao lado de Silas parece ter um coração, no mais é bem assustadora em suas reservas.

Ela é linda, mas de um jeito infame. Algo que não sei se eu devia apreciar. Tudo a respeito dela é cativante, como as consequencias de uma tempestade. As pessoas não deviam se deleitar com a destruição que a Mãe Natureza é capaz de causar, mas é algo que atrai nosso interesse mesmo assim. Charlie é a devastação que fica depois que o tornado passa.

Eu não sou fã de livros que me deixam sem nenhuma resposta no final, mas Nunca Jamais me deixou tão entusiasmada com sua trama quebra-cabeças que a falta de detalhes serviu apenas para me fazer gostar mais. É uma leitura desafiante e eu adoro um bom desafio. O ritmo é alucinante e sombrio, há trechos da histórias que realmente me deram arrepios, o que contribuiu para deixar o enredo ainda mais interessante.

O final é ainda mais insano que toda a história apresentada, mostrando claramente que nada é o que parece ser, você fica ainda mais perdido e tão sem chão quanto os protagonistas. É emocionante e faz com que nos coloquemos na pele dos personagens imaginando viver algo tão complicado assim.
 
Você sente um buraco no coração por imaginar não ter nenhuma lembrança de quem é e do que viveu. Por outro lado, ao ver como Silas e Charlie estavam vivendo uma existência em plena deterioração, penso que esta pode ser uma segunda chance, uma oportunidade de começar do zero e ser e fazer algo melhor.

Eu torço para que ambos se encontrem e possam ficar juntos. Que o amor, que um dia foi tão grande e forte. sobreviva. Que Nunca Jamais signifique aquilo que vai resgatar os dois e permitir que sejam felizes.  Simplesmente marcante. Leiam! 




2leep.com

21 comentários:

  1. Li esses livros em ingles assim que sairam pq amo a Colleen hahaha Realmente foi mito mal pensado publicar de pouquinho, até pq são pequenos, valeria bem mais apena comprar uma só grande. Se prepara que só vem mais sofrimento nessa historia...

    Abraços.
    aressacaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Quero muito ler, adoro a autora.
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Nossa, amei a forma como você resenhou o livro. Quando eu gosto muito de um enredo, fica até complicado de elaborar uma resenha. Não conhecia o livro, não é do tipo de gênero que gosto, mas estou disposta a dá uma chance..

    sonhoseaventurasdeamor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. não me senti muito animada com a trama, Cida
    aliás achei a proposta um pouco confusa!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eu amo a escrita da autora Colleen Hoover, ainda não tive a oportunidade de ler nenhum Livro da autora Tarryn, mas estou super curiosa para conhecer sua escrita.
    Depois do livro O lado feio do amor, a Colleen virou uma das minhas autoras preferidas, ja tinha ouvido falar desse livro, ele inclusive esta na minha lista, como você comentou uma pessoa perder a memória é normal, porém duas não ainda mais quando são um casal.
    Fiquei maravilhada quando li a sinopse, e minha curiosidade foi a mil por hora, gosto de livros com suspense, daqueles que te deixa tremendo para descobrir o que está acontecendo.
    Eu espero desfrutar dessa leitura, muito em breve.
    Boa Tarde.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  6. Oiee, ai pela resenha dá muita vontade de conhecer o livro! Sabe que ainda não li nada da Coleen e tenho até medo, acho que vou ficar viciada assim que pegar o primeiro livro dela na mão! hahaha

    Beijos, Paola
    uma-leitora.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Cida, tudo bem?
    Esta é a segunda resenha que leio deste livro, e pelo jeito vou ter que colocá-lo na lista. Meu único porém é o fato de ser série e só ter o primeiro publicado por aqui.
    Acho que vou aguentar minha ansiedade e deixar para comprar quando todos forem lançados.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oie Cida =)

    Tenho lido boas resenhas desse livro, mas confesso que ainda não senti aquela vontade de ler ele sabe. Acho que tenho um pouco de receio de acabar não gostando tanto assim da história, ainda mais por saber que tem continuação...

    Quem sabe mais para frente eu dê uma chance ^^

    Ótima resenha!

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  9. Me falta ler a terceira parte, essa história é muito boa e envolvente, pena que li resenhas que diziam que a parte três não explicava nada
    beijos
    lolamantovani.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi Cida, sua linda, tudo bem?
    Preciso concordar com você, nossa, o que será que explica o que aconteceu com eles? Deve ter sido adrenalina pura, muita emoção acompanhá-los nessa jornada que acabou levando-os a descobrirem mais de si mesmos e como você disse tão bem, a ponto de tentarem ser pessoas melhores e resgatar o amor deles. Que lindo!!! Adorei sua resenha e não vejo a hora de ler.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi, Cida!
    O único livro que li da Colleen foi Ugly Love e amei. Na verdade, ele era o único que me despertava interesse.
    No momento, não sei se leria Nunca, Jamais, mas concordo que foi covardia não terem publicado tudo de uma vez.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Porcelana - Financiamento Coletivo

    ResponderExcluir
  12. Eu gostei muito do enredo e amei sua resenha. Adoraria ler!
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oh, Deus!!
    Meu coração parte sempre mais um pouquinho a cada vez que entro num blog e vejo resenha desse livro :'(
    Sou fã de Colleen, mas como não tô comprando nada, tô super atrasada com os livros dela, acho que ainda não tenho os 3 últimos lançados aqui, omg!
    Mas só vejo comentários positivos e já fico aliviada de saber que ela continua sendo diva rs. Graças a Deus!!!
    Também gosto, como você mencionou, de livros que nos deixam sem palavras!! Coleen é maravilhosa e sabe fazer isso muito bem!
    Ansiosíssima para ler esse!
    Ficou ótima sua resenha!

    Beijinhos :*
    Sankas Books

    ResponderExcluir
  14. Oi, tudo bem? Estão todos falando muito bem deste livro, então estou bem curiosa para lê-lo... Adorei sua resenha, parabéns!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  15. Olá, Cida.
    Quero muito ler esse livro. Estou aqui imaginando mil teorias e olha que nem comecei a ler o livro hehe. Mas vou esperar lançar todos porque se fica um monte de coisas em aberto e eu não sei ler em inglês. Já li um livro da Colleen e gostei muito. A outra autora eu ainda não conhecia.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  16. Oi :D
    Ah, eu li a primeira parte e to sofrendo querendo o resto!
    Silas é um amor né?! Adorei.
    Amo a CoHo e adorei conhecer a escrita da Tarryn, com certeza lerei um livro dela.
    Bj


    IG: @saymybook
    saymybook.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Olá,

    Adorei a parceria da Colleen com a Tarryn! Gostei bastante do livro, já li o segundo e já estou passando o terceiro na frente de alguns hahaha baixei no kindle mesmo, não aguentei espera!

    Parabéns pela resenha =)

    http://www.booksimpressions.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Resenha perfeita,conheço os livros mais ainda não li esta na lista,mas com essa maravilhosa resenha aguçou minha curiosidade vou passar na frente para ler...

    ResponderExcluir
  19. Oi! Acho que na capa deveria avisar que era dividido em 3 partes, voce vai lendo o livro e no final nao tem o final ? hahaha quero mto ler logo, parece incrivel! Mesmo que eu nao goste vou ler os outros so pra saber o final, sou assim hahaha

    ResponderExcluir
  20. Cida!
    Não conhecia o livro e fiquei bem impressionada com todo enredo e com o desenvolvimento das personagens.
    Um bom livro para ser apreciado.
    “Muitas palavras não indicam necessariamente muita sabedoria.” (Tales de Mileto)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Olá!
    Adorei o modo que apresentou o livro, está realmente incrível esse livro, os personagens mto interessantes, qro mto conferir!
    Bjs!

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!