[Resenha] Por Favor, Ignore Vera Dietz

Por Favor, Ignore Vera Dietz
Título Original: Please Ignore Vera Dietz
Autor(a): A.S. King 
Editora: Novo Século          Páginas: 288
Lançamento: 2015               ISBN: 9788542807073
 ||Compre||     ||Skoob||  ||Goodreads||
Vera Dietz e Charlie Kahn foram melhores amigos desde crianças até completarem 17 anos. Mas agora Charlie está morto. E morreu de uma maneira horrível e misteriosa. E morreu brigado com Vera. A vida não tem sido fácil desde então. Vera não sabe direito como agir, como pensar, o que sentir. Sua mãe foi embora quando ela tinha apenas 12 anos, e seu pai é adepto da filosofia de ignorar os problemas até que eles desapareçam por mágica. Mas Vera precisa fazer suas entregas no Templo da Pizza. Precisa abrir o coração para o amor. Precisa concluir o Ensino Médio. Precisa colecionar palavras para a aula de Vocabulário. Precisa entender o que realmente aconteceu com Charlie. Precisa seguir em frente.

Eu sempre quis ler algo de A.S. King desde que vi John Green recomendando seus livros, por ser fã do autor fiquei curiosa para conferir algo que ele aprovava. Resolvi então ler Por Favor, Ignore Vera Dietz e assim que fechei o livro já corri e comprei o outro livro da autora lançado aqui no Brasil, tamanha minha satisfação com esta leitura.

Este livro nos apresenta Vera, uma garota que trabalha como entregadora de pizzas e foi criada pelo pai desde os doze anos, visto que sua mãe fugiu para Las Vegas com outro homem. Ela narra a história juntamente com o pai, o amigo morto Charlie Kahn e o Templo. É isso mesmo! Locais e pessoas mortas ganham voz na obra de King e isso é apenas uma de suas peculiaridades para compor a trama.

A princípio Vera começa a nos falar sobre a morte de Charlie, que embora tenha sido seu melhor amigo por toda a vida, nos últimos tempos tinha passado a andar com uma galera nova e por conta disso brigado e se afastado dela. Quando ele morreu os dois nem se falavam direito e ouso dizer que Vera odiava o grande amigo.

Entretanto a trama não gira apenas em torno deste acontecimento, na verdade vamos conhecer profundamente Vera e tudo e todos que a cercam. Ela vai falar sobre a família e como a partida da mãe ainda não foi superada, sobre a longa amizade com Charlie, o dia a dia na escola tentando ser ignorada para ter paz, a série de empregos até chegar na pizzaria, o problema com alcoolismo que compartilha com o pai, entre diversos outros assuntos que fazem parte de sua vida.

A autora soube trabalhar detalhadamente cada aspecto da vida de sua protagonista e ainda conseguiu dar espaço para sabermos mais sobre Charlie e sobre o pai de Vera. O primeiro, na minha opinião, era um garoto imaturo, fraco e tolo, que não soube valorizar a amizade verdadeira e preferiu escolher um caminho mais fácil e totalmente destrutivo. Vera era boa demais para Charlie e sinceramente foi melhor ele se afastar. Ambos se sentiam ligados por terem sérios problemas em casa – ela por conta da mãe e ele por ter um pai violento –, mas Vera sempre teve mais juízo, mesmo deslizando de vez em quando tinha mais atitude e coragem que o garoto. São um retrato vivo da desorientação que nos cerca na adolescência e que nem sempre é superada.

Já o pai , embora tenha feito suas escolhas erradas na juventude e não saiba como ser pai, tenta sempre fazer o melhor para que sua filha possa ser feliz. Eu adorei cada interação dos dois e ri demais com este homem desajeitado que falava com a filha sem moderação, como se fosse um adulto como ele. Mas é inegável que mesmo que pareça rude demais as vezes, que ele ama Vera. E depois de muitos risos, esta dupla também me comoveu. Achei linda e realista a forma como sua relaçao foi abordada. King não deu para sua protagonista um pai que pregava perfeição, ao contrário, ele ressaltava seus erros sem medo se isso fosse preciso para ajudar a filha e muitas vezes foi ela quem acabou o ajudando. Os Dietz formaram um grande time.

E Vera é uma graça de menina e não lembro de ter visto alguém semelhante à ela em outras histórias. Não é a patricinha mimada, nem tampouco a rebelde sem causa. É uma pessoa que tenta todo dia superar suas perdas, que tenta derrubar os fantasmas que a cercam,  que quer ser uma boa filha, uma boa aluna e uma boa colega de trabalho. Ela é madura, esforçada e responsável. Enfrentou tantas coisas sem fazer drama, sem aquelas cenas de histeria enervantes. Vera passa por experiências bem tristes e marcantes, mas segue de cabeça erguida.

Você vai se surpreender ao encontrar uma personagem que age de maneira tão comum e tão próxima de nós, mas nem por isso menos interessante. A trajetória de Vera é envolvente, a autora consegue nos prender de tal forma na trama que não dá vontade de largar o livro e acredito que por ser algo tão crível é que nos capture. Além disso existem pequenos mistérios para desvendar. Como Charlie morreu? Como ele e Vera deixaram de ser amigos?

O desfecho traz esta e outras respostas e embora em relação ao Charlie eu tenha esperado algo mais detalhado, ainda assim curti muito o que foi apresentado. Pena Vera não ter encontrado um par, acho que ela merecia um pouco de romance doce em sua vida.

É uma história viva e pulsante. Que livro delicioso e com personagens apaixonantes! King sabe conversar com o jovem e mostrar seus dilemas de maneira objetiva sem rodeios ou sensacionalismo. Isso foi um ponto relevante e positivo, pois tornou a trama mais delicada e sensível. Sem dúvidas uma história que aparenta não ter um objetivo definido, mas que ao terminar de ler você percebe que tem diversos.


É só o que me dizem. Na boa, eu não consigo entender. Se o ideal é que ignoremos tudo o que há de errado em nossas vidas, então não vejo como as coisas poderiam um dia dar certo.

  

 
2leep.com

12 comentários:

  1. Que lindo Cida!!! Sabia que eu não me arrependeria de pegar este livro. Já está aqui e tô doida pra ler. Ainda mais agora!!!

    Amei a resenha!!

    Bjkssss

    Lelê

    ResponderExcluir
  2. Oi, Cida!
    Ainda não conhecia o livro, mas se os personagens são cativantes, já gostei.

    Beijos
    http://leituraentreamigas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Cida! Não li nada da autora ainda, mas parece ser uma trama bem interessante e Vera já me conquistou por sua resenha! Curti!

    Bjs, Michele

    http://blognotasderodape.blogspot.com.br/2016/01/hamburgueria-sujinho.html

    ResponderExcluir
  4. Olá, Cida.
    Geralmente, não gosto desse tipo de livro, mas a sua resenha me ganhou, porque a trama parece ter um ar diferenciado, principalmente porque detalha bem a vida da protagonista e seu relacionamento com as pessoas próximas. Gosto disso.
    Ótima resenha.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do top comentarista de fevereiro. Serão dois vencedores!

    ResponderExcluir
  5. Olá, cida, tudo bem?

    Que gracinha de resenha adorei, na verdade não leio muitos livros assim,mas a historia me chamou bastante atenção, assim como a personagem principal, gostei dela mesmo sem ter lido o livro, fiquei curiosa para saber mais sobre a historia dela com amiga e sobre sua mãe, espero ler em breve.

    Beijinhos

    http://resenhaatual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Cida,
    Não conhecia o livro e adorei a premissa.
    achei interessante que a leitura termina com objetivos diversos, é bom quando lemos e encontramos um objetivo que o livro quis passar.
    vou coloca-lo na minha lista.
    Bjs
    Diário dos Livros
    Participe do Sorteio do blog

    ResponderExcluir
  7. oie, sinceramente acho que a leitura é bacana, mas não me vejo lendo e curtindo, sinceramente ta faltando um pouco de afinidade entre mim e o enredo!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Já li outras resenhas desse livro e fiquei curiosa pra ler, agora, depois de ler a sua, fiquei ainda mais!
    Adorei o que você escreveu e me interessei muito. Espero poder comprá-lo em breve.

    Meu blog é recente, se puder, passa lá.
    https://www.instagram.com/tahferreira10/

    Sucesso sempre! Beijos :)

    ResponderExcluir
  9. Olá Cida,


    O bom de vir aqui é que sempre conhecemos ótimos livros a premissa dele é ótima e me deixou muito curioso e coitada da jovem, está sozinha no mundo e com um grande dilema, dica mais do que anotada....bjs.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi Cida, sua linda, tudo bem
    Eu tive a mesma impressão enquanto lia a resenha, de que o livro não falava de um assunto específico, mas que no fim, fala de tudo, pois fala da vida dela. Não conhecia ainda, mas parece uma boa leitura, e se já correu para comprar outro título da autora, vou querer conferir. Sua resenha ficou ótima.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Nossa, adorei! Chamou bastante a minha atenção, mas acho que é um pouco pesado para ler no momento (pra mim). Mas vou colocar na minha lista aqui. (=
    http://www.arquivosderafaela.com/

    ResponderExcluir
  12. Oii, não conhecia, eu adorei! Parabéns pela resenha instigante! Qro ler! Bjs!

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.

Sua participação é muito importante.

Um grande beijo!